Consultoria para montar loja virtual: Alavanque as suas Vendas

Por Marcio Eugênio | 28/07/2021 (Atualizado em 30/11/2021)
761
|
0
Consultoria para montar loja virtual: Alavanque as suas Vendas

Se você chegou a este conteúdo é porque já pensou, ou está pensando, em começar um negócio online, acertamos? Bem, muitos empreendedores têm apostado suas fichas em posicionar um e-commerce na internet, o que é uma boa ideia. No entanto, o sucesso depende da execução. É por isso que a consultoria para montar loja virtual é essencial!

Começar uma empresa sem ter experiência em um setor pode ser um risco. As vendas online acontecem de maneira muito específica e impõem exigências distintas quando falamos de estabelecimentos físicos. Hoje, com a imensa oferta de produtos pela internet, se destacar e prestar um bom serviço é cada vez mais algo desafiador.

Contar com a ajuda de pessoas que sabem como fazer um bom trabalho de planejamento estratégico e direcionamento faz diferença nesse momento. Por isso, acompanhe este conteúdo para entender mais sobre como montar uma loja virtual e de que maneira uma consultoria de e-commerce pode ajudar.

O mercado de e-commerce está crescendo

Consumidores ativos na web têm suas lojas favoritas, ao mesmo tempo em que podem descobrir novos e-commerces quando precisam de novos produtos. A verdade é que o online está cada vez mais movimentado do ponto de vista comercial. Novos negócios surgem a todo momento e os consumidores estão engajados com as compras digitais.

Podemos dizer que o Brasil é um terreno fértil para o surgimento de e-commerces. Investir nesse modelo tem sido um ótimo negócio por aqui, já que 4 em cada 10 brasileiros já compraram online

 Além disso, o percentual da população que faz compras na internet de forma recorrente, depois da pandemia, é de 71%. O momento foi de urgência, levou a esse boom de uso da web, mas a verdade é que o momento não deve passar rápido. Afinal, por que deixar de comprar e receber em casa, já que é tão mais fácil?

A insegurança para um novo investimento é um momento comum a qualquer empreendedor, mas isso não pode ser um freio. O setor de e-commerce apresenta resultados animadores e dá para tirar proveito disso. Em 2020, o segmento cresceu mais de 73%, enquanto só no primeiro trimestre de 2021, essa alta foi de mais de 57%.

Mais do que simplesmente se mostrar estável, o setor está em franco desenvolvimento, sem dúvidas, impulsionado pelos novos hábitos do consumidor. As pessoas esperam encontrar tudo o que precisam, de produtos esportivos, passando por cosméticos e indo até a moda. Dentro deles, nichos específicos também são uma ótima ideia.

Começar a vender na internet é muito simples

Vender online não é só abrir um site e pronto, está feito o seu negócio. Entretanto, não é o bicho de sete cabeças que muito empreendedor acredita ser. Há um processo óbvio de abertura de CNPJ, formalização e, então, início da atividade online. No entanto, de forma geral, muitas pessoas nem mesmo chegam a essa parte burocrática.

O que impede os empreendedores de dar o passo em direção ao seu sonho é não traçar uma rota simples de planejamento. Acredite: começar a vender online é mais simples do que parece, desde que você siga três etapas essenciais antes do trabalho operacional. A seguir, mostramos quais são elas e no que consistem. Acompanhe!

Ideia

O primeiro passo é a ideia, algo que provavelmente o empreendedor já cultiva há algum tempo. Ela parte de uma vontade simples, que pode ser algo como empreendedor no setor de games. Uma ideia não precisa ser tão complexa, deve ser só algo que está na cabeça daquela pessoa e que faz ela pensar o tempo todo que pode investir naquilo.

Uma ideia pode ser também algo desenvolvido e ativado a partir de um momento específico. Por exemplo, uma pessoa que deseja abrir um negócio online, mas não sabe em qual mercado e nicho investir. Nesse caso, é necessário pensar um pouco mais para ter uma ideia concreta e relevante e, então, começar a trabalhar nela.

Concepção

A concepção é a fase em que a pessoa que empreende precisa desenvolver melhor a ideia que já teve. Nesse momento, é necessário sair de “vender tênis online” para algo mais específico, como “a loja de nome X, especializada em tênis de alto desempenho para corredores, que alcança determinado público-alvo e tem entrega expressa”.

A proposta do momento de concepção é visualizar um negócio estruturado, funcional, e então trabalhar para que toda a ideia seja transformada em um modelo oficial. É praticamente quando tudo é colocado no papel e documentado de maneira séria. Portanto, nessa fase, é necessário pensar em cada uma das questões mais sérias.

Para começar, a marca é o ponto de início. O nome da empresa, seu tom de voz na comunicação e sua personalidade são essenciais. Missão e valores também são questões que ajudam a  definir sua atuação. Todas essas informações vão guiar a criação da marca e de sua identidade visual.

O trabalho segue na definição de um mix de produtos inicial. Assim, a empresa já define qual será o foco de seu e-commerce, o que também vai influenciar na sua definição de público-alvo, próximo passo. 

Saber quem é o seu consumidor, onde ele mora, sua faixa etária e a frequência com que compra na internet é fundamental. Mais detalhadamente, questões sobre seu perfil pessoal, aspirações, profissão e interesses vão definir a persona. Trata-se de uma representação fictícia do consumidor médio do negócio.

Depois desses pontos, é hora de pensar nas estratégias de marketing. Definir os canais de atendimento, comunicação e relacionamento é essencial. Isso delimita bem o trabalho e permite explorar recursos do modo certo.

Por fim, o trabalho consiste em pensar em um bom ambiente online para que tudo aquilo funcione. Idealizar uma loja virtual requer pesquisas de mercado, entendimento de funcionamento de lojas virtuais e a escolha de como funcionará seu site.

Ação

A ação é aquele momento em que você executa tudo que foi definido na fase de concepção. É colocar a mão na massa e também no bolso! Certamente, você precisará contar com alguns profissionais nesse momento, entre eles:

  • um bom designer para trabalhar na sua marca;
  • um contador, ou um advogado, para dar suporte na formalização da sua empresa;
  • profissionais de marketing para começar sua estratégia;
  • alguém com experiência e qualificação para gerir e-commerces.

Cada um desses serviços vai demandar investimentos que você fará gradativamente. Além disso, há as negociações de parcerias com fornecedores, distribuidores (em caso de dropshipping) e também a aquisição de mercadoria. Tudo isso precisa ser resolvido antes mesmo de o site da sua loja virtual ir ao ar.

Uma vez online, sua empresa precisará ser gerida da melhor forma. Portanto, é necessário custear ferramentas de gestão e operação, além de outros serviços que impactam diretamente o trabalho realizado pelo negócio.

Depois, naturalmente, é importante investir tempo na manutenção dessa loja virtual, gestão logística para lidar com os pedidos e atendimento. São ações fundamentais que compõem uma rotina de e-commerce. Isso tudo, quando combinado, dão ao seu negócio o status de uma empresa confiável.

Técnicas necessárias para montar loja virtual

Algumas técnicas de gestão, divulgação e vendas são essenciais  para manter um e-commerce com bons resultados de vendas a longo prazo. Portanto, se você não domina todos os campos que listamos a seguir, saiba que precisará de pessoas junto com você no dia a dia.

Gestão de empresas

Conhecimento em gestão de empresas é uma questão importante e básica para lidar com um e-commerce. Uma consultoria para abrir loja virtual é importante para começar uma empresa, mas e depois? Sem saber como lidar, os resultados podem não ser mantidos.

Gerir orçamentos, tomar decisões, contratar pessoas, fechar parcerias e uma série de outras demandas rotineiras são importantes. Portanto, o empreendedor pode até não ser um especialistas, mas ao menos conhecimentos básicos serão indispensáveis.

Finanças

Muitos empreendedores colocam empresas no vermelho porque não sabem gerir as finanças delas. Em alguns casos, é comum que pequenos empresários misturem suas finanças pessoais com as da empresa. Naturalmente, isso leva a uma situação complicada e arriscada.

Hoje, há ferramentas de automação para gestão financeira que tornam todo o trabalho mais fácil. Elas trazem um monitoramento do fluxo monetário, do caixa e de outras questões importantes na tela do computador do empreendedor. Ainda assim, estudar tópicos básicos deste assunto faz sentido.

Marketing

Gerenciar um e-commerce também passa pelo trabalho de marketing. Isso consiste em trabalhar para fortalecer a marca, o que chamamos de branding, além de captar e alcançar consumidores. Assim, a empresa ganha mais visibilidade no mercado, fazendo com que mais pessoas se tornem clientes dela.

Não é difícil aprender sobre marketing nos dias atuais, mas o trabalho nesse setor é constante. Portanto, o empreendedor deve, além de conhecer conceitos, saber como executar campanhas e operar softwares de automação de marketing. Sem isso, fica difícil se destacar em meio aos concorrentes.

Logística

Conforme os pedidos chegam, o trabalho de preparo e despacho das mercadorias precisa ser dinâmico. Bem, se fosse só isso, talvez até seria fácil. O problema é que muitas empresas precisam controlar estoques ou manter a comunicação dinâmica com seus distribuidores.

A logística é uma das verdadeiras bases do e-commerce. Não importa o que você vende, o preço que cobra e sua fama: se a logística não funciona, seu e-commerce não tem sucesso. Consumidores querem uma experiência perfeita da compra ao recebimento e toda ela passa por uma boa gestão logística.

Vendas

Um bom planejamento de vendas é algo que precisa ser feito de forma recorrente. Portanto, saber mais sobre essas estratégias se torna uma obrigação para gerir uma loja virtual. Do contrário, a empresa vai vender, mas não vai conseguir cumprir com objetivos de faturamento e lucratividade.

Conhecimentos sobre técnicas comerciais, monitoramento de indicadores de venda e planejamento são fundamentais. Portanto, é mais comum que empreendedores que já tiveram outros negócios bem-sucedidos tenham maior facilidade. Do contrário, é necessário se dedicar a essa área.

Tecnologia

A rotina de gestão de um negócio online requer conhecimentos de operação de plataformas de loja virtual, softwares de trabalho e uma série de outros recursos indispensáveis. Afinal, estamos na era digital e o e-commerce trata de negócios digitais. Não saber como lidar com o ambiente é um problema.

É claro que se pode aprender a lidar com tecnologia, mas talvez isso leve um tempo. Algumas fornecedoras de serviços digitais também dão treinamentos para pessoas que vão usar as plataformas. Isso pode ser importante para uma rápida absorção de técnicas para operar os sistemas.

Publicidade

Publicidade é importante para manter um negócio em evidência e criar campanhas de divulgação com muita criatividade e com o tom de voz certo. Se o empreendedor não é um publicitário de formação, é natural não saber como aplicar conceitos importantes. No entanto, ter criativos no time do negócio é fundamental.

Se vemos tantas campanhas publicitárias na TV, internet e em canais offline, acredite, é porque elas funcionam. As lojas virtuais também precisam investir nessas campanhas, mas elas precisam ter qualidade. Portanto, montar um negócio online também está associado a um trabalho de publicidade contínuo.

Consultoria pode te ajudar a montar loja virtual

A consultoria para montar loja virtual é a melhor opção para empreendedores que simplesmente não sabem por onde começar. Uma boa ideia é o início de tudo, mas não é suficiente para criar um negócio de sucesso. Portanto, recorrer a quem domina todo o processo, do lançamento da empresa até sua gestão é o melhor a se fazer.

Consultoria de empresa especializada em loja virtual

Há profissionais do mercado que são especializados nessa fase bastante específica e desafiadora que é o lançamento de uma loja virtual. O trabalho requer uma parte burocrática, além de preparação de um ambiente que vai gerar vendas e bons resultados.

Portanto, esses profissionais que já trabalharam nessas demandas antes, tornam-se especialistas e passam a atuar como consultores. Ou seja, é um serviço feito para pessoas inexperientes, mas conduzido por quem já passou por essa fase muitas vezes. Mais do que a experiência, os resultados conquistados pelos consultores são essenciais.

Portanto, na hora de buscar uma boa consultoria, é preciso entender quais cases de sucesso ela já ajudou a construir. Essa é a comprovação de que aquele serviço tem diretrizes de trabalho que podem realmente funcionar, sobretudo, em cenários diferentes. Portanto, quanto mais diversificados forem os cases, melhor.

Entenda como funciona uma consultoria para montar loja virtual

A consultoria para montar loja virtual funciona em etapas. Esse não é um serviço que fará  milagres, mas pode mudar o patamar de uma empresa. Quem deseja começar um negócio online precisa de orientação para dar início a um negócio sólido, regularizado e que vá funcionar bem a longo prazo. É isso que a consultoria pode prometer.

A seguir, entenda melhor quais são as etapas de trabalho de uma consultoria para montar uma loja virtual!

Atenção ao problema

O primeiro passo do trabalho da consultoria para abrir loja virtual é entender o que levou a empresa a entrar em contato pelo serviço. Em alguns casos, de fato, é um problema. Mas em outros, podemos falar em dificuldades. Montar uma loja e começar a vender online é, na verdade, um objetivo que o empreendedor tem. A missão é ajudá-lo com isso.

Portanto, na primeira etapa, a consultoria vai analisar o cenário e entender o que aquele empreendedor tem como recurso para começar o e-commerce. Depois disso, poderá analisar quais são os pontos positivos e os problemas do cenário. Assim, é possível entender melhor como serão as próximas semanas, ou meses, de trabalho.

Desenvolvimento de estratégia

Com todo o levantamento feito na primeira etapa, o restante do trabalho se encaminha. O desenvolvimento da estratégia é baseado no que foi captado de percepção e informação. Não há uma fórmula para fazer o trabalho. O processo consiste em aplicar técnicas e estratégias para começar a loja virtual, mas considerando a situação do cliente.

A estratégia vai passar por questões fundamentais, como:

  • abertura de CNPJ e formalização do negócio;
  • contratação de plataforma de loja virtual;
  • contratação de ferramentas de trabalho;
  • estruturação da gestão financeira;
  • criação de campanhas de lançamento;
  • lançamento da loja virtual.

Acompanhamento

O acompanhamento é a segunda fase do trabalho. A consultoria não se estende muito porque ela é de criação e lançamento de loja virtual. Ainda assim, faz um acompanhamento para entender como o negócio está desempenhando nas primeiras semanas. Assim, consultores podem se certificar de que o trabalho está sendo bem-sucedido.

Nesse período, alguns ajustes e mudanças podem ser solicitadas. O acompanhamento serve justamente para analisar se o que foi proposto está realmente funcionando naquele negócio. Consultorias têm sempre um compromisso firmado com o sucesso da estratégia e sua execução. Por isso, o cliente não é simplesmente deixado sozinho nesse início.

Benefícios de contratar uma consultoria para montar loja virtual

A consultoria para montar loja virtual é um serviço de grande importância. Essa fase inicial é crítica, uma vez que ela vai impactar na sobrevivência do negócio. Se a empresa não começa bem, sua continuidade está sob risco.

O grande problema é que não são todos os empreendedores que percebem isso. Muitos deles acreditam que é só colocar a ideia em prática e tudo está resolvido. Talvez seja por pensamentos como esse que lojas virtuais iniciantes acabam se perdendo.

Atualmente, 80% das lojas virtuais criadas acabam falindo e fecham nos 18 primeiros meses de existência. O número é realmente alto, mas mostra que, ao mesmo tempo que é fácil começar um negócio online, mantê-lo bem administrado e relevante é desafiador. Se você não quer ser parte dessa estatística, não tenha dúvidas que a consultoria pode ajudar.

Entre os principais benefícios deste serviço, podemos destacar:

  • suporte para lidar com todo o trabalho burocrático de abertura de um CNPJ;
  • estratégia de abertura que contempla mercado, público-alvo e mix de produtos;
  • acompanhamento dos resultados para avaliar possíveis mudanças de rota;
  • dedicação total a cada cliente com atendimento preciso e qualificado;
  • criação de marca que se adequa bem ao público e também ao mercado;
  • criação da persona da marca, garantindo que as estratégias de marketing futuras sejam mais precisas;
  • estabilização do negócio, o que gera segurança para mantê-lo em funcionamento;
  • consolidação da loja virtual e garantia de sustentabilidade a longo prazo;
  • potencialização do volume de vendas mensais;
  • aumento do faturamento do negócio.

Estratégia que levaram a Top Chairs de 20 para 349 pedidos mensais

Os últimos anos da indústria brasileira foram de instabilidade e momentos de insegurança. Você deve ter ouvido, vez ou outra, sobre empresas que passaram por dificuldades e chegaram até mesmo a quebrar. Em 2016, a Top Chairs se encontrava nessa fase turbulenta, com baixa de vendas, tendo que dispensar funcionários.

Um momento como esse mostra com clareza a necessidade de repensar a forma de fazer negócios, e uma atitude foi necessária. Leandro Nunes, proprietário da empresa, encontrou a solução quase por acidente. Ao se desfazer de algumas de suas máquinas de trabalho pelo Mercado Livre, teve o insight de que ali poderia estar o caminho do sucesso.

Mas como fazer isso de maneira constante e profissional? Foi aí que a consultoria para montar loja virtual surgiu como uma opção segura de construir um caminho de sucesso. O trabalho de consultoria pegou a Top Chairs no colo e conduziu a empresa por um árduo caminho de trabalho. Esse início foi no Mercado Livre, mas pouco a pouco, a empresa começou a expandir suas operações para outros marketplaces.

Os resultados foram tão positivos nessa jornada que, enfim, a Top Chairs começou a pensar em sua loja virtual própria. Com suporte da consultoria, o ambiente ideal, capaz de proporcionar uma experiência única ao consumidor, começou a ser pensado e estruturado. Cada vez mais independente, a empresa se viu em um momento único de sua existência: estabilidade e lucro!

O resultado disso tudo? Um salto incrível de faturamento em dois anos, indo dos R$ 50 mil a R$ 1 milhão. Os poucos 20 pedidos mensais se multiplicaram e hoje chegam a, em média, 349. Sem fórmula mágica, sem nada realmente fora da curva. Apenas um trabalho extenso, intenso e estratégico pensando por pessoas que entendem do mercado.

Estratégias que levaram a Gira Flor a duplicar o seu faturamento todos os meses

Como você se sente com sua vida hoje? É muito comum ver pessoas em bons empregos, mas infelizes com a rotina, as exigências e a não execução de seus sonhos. Esse era o caso de Julia Portela, dona da Gira Flor. Ela começou seu negócio quando decidiu que não queria mais a vida de publicitária em uma agência tradicional.

Como esperado, ela viveu as dificuldades que todo empreendedor iniciante vive, mas nunca deixou de acreditar em sua ideia de negócio. Suas vendas eram totalmente físicas, mas a Gira Flor já estava no Instagram marcando presença, executando sua identidade e se conectando com seu público. Mesmo assim, ainda não tinha sua loja virtual.

Foi nesse momento que Julia percebeu que, talvez, transformar aquele potencial online em um negócio virtual era o melhor caminho. Então, ela recorreu a uma consultoria que pudesse preparar tudo com todo cuidado necessário. Como a própria empresária afirma, pessoas especialistas cuidaram do negócio dela com todo afeto e atenção possíveis!

Foi com esse método de sucesso, com dedicação ampla para a Gira Flor, que a consultoria para abrir loja virtual conseguiu gerar um faturamento duplicado. O mais importante: toda essa transição começou em março de 2020, mês em que a pandemia da covid-19 chegou ao Brasil. Ou seja, mesmo no pior cenário possível, a Gira Flor encontrou estabilidade e sucesso.

Empreender não é simples e requer, além de tempo e esforços, também dinheiro. Mas o caminho pode ser menos espinhoso se você coloca seus recursos à disposição de quem sabe o que faz. A consultoria para loja virtual levou a Gira Flor do offline para o online da melhor maneira possível, mesmo em um dos mais difíceis períodos da humanidade.

Contrate nossa consultoria

Tanto a Top Chairs quanto a Gira Flor não conseguiram chegar em um lugar tão alto por acaso. Ambas empresas contaram com consultorias profissionais, compostas por especialistas. A única coincidência desses dois cases de sucesso é a empresa a qual elas recorreram: a D Loja Virtual, que conta com a metodologia Turby!

Há anos no mercado, o trabalho desse time de especialistas é simples: analisar o cenário de cada empresa, entender seu mercado e pensar em meios de levar ao sucesso. Isso requer estudo, tempo e uma estratégia perfeita. Não há receita para o sucesso. A D Loja Virtual trabalha com um plano especializado e individual para cada uma das empresas.

Não importa o tamanho do desafio que sua empresa vive hoje, sempre há solução. Mesmo que você não consiga enxergar os melhores caminhos, há pessoas qualificadas e experientes para tal. São elas que compõem o time da D Loja Virtual e irão pensar na melhor solução, assim como a Gira Flor e a Top Chairs também tiveram.

A consultoria para montar loja virtual é o serviço que sua empresa necessita! Assim, você conseguirá migrar seu negócio do offline para o online, ou até mesmo começá-lo diretamente no ambiente digital, e ter sucesso. Contar com a ajuda de pessoas que já construíram grandes cases de sucesso é fundamental.

Entre em contato com a nossa equipe agora mesmo e saiba como podemos ajudar você!

Categorias

consultoria

aula online

material gratuito

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

Posts relacionados

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *