(11) 4118-9290 - São Paulo (SP) Clique aqui

REDES

Link Building Mitos & Verdades: saiba o que realmente funciona

Por Matheus Luvier | 05/08/2020
487
|
0
Link Building Mitos & Verdades: saiba o que realmente funciona

Link Building Mitos & Verdades: saiba o que realmente funciona

Você quer alcançar um bom posicionamento nos resultados do Google e ainda melhorar a relevância do seu site ou blog? Uma excelente opção para conseguir alcançar esse objetivo é investir na estratégia de link building.

Se você já pesquisou sobre técnicas de SEO e posicionamento nos resultados de motores de busca, como o Google, você provavelmente já deve ter visto algum conteúdo sobre link building.

De forma resumida, essa estratégia de trata-se de obter backlinks. Ou seja, conseguir links em outros sites apontando para o seu blog ou site.

O objetivo de realizar essa ação é gerar a popularidade e relevância do site no Google, fazendo com que ocorra o aumento de tráfego, além de um bom posicionamento nos resultados de pesquisa.

No entanto, existem diversos mitos e verdade relacionados a marketing digital e SEO, principalmente quando se trata de geração de links. Por esse motivo, algumas pessoas não acreditam na estratégia, se limitando a conquistar novas oportunidades.

Pensando nisso, separamos os principais mitos e verdades sobre link building para ajudar quem deseja aplicar a estratégia corretamente. Veja a seguir!

Principais mitos e verdades sobre link building

Ao se depararem com tantos mitos, é compreensível que as pessoas tenham dúvidas se terão resultados ao contratar uma agência de marketing digital para criar uma estratégia de link building.

Desde que os consumidores começaram a migrar para a internet e o marketing digital ganhou força, muitas atualizações foram feitas. Hoje, os algoritmos de pesquisa do Google estão muito mais exigentes, logo é essencial acompanhar as mudanças e se adequar a todas elas para conseguir atingir os objetivos desejados.

Mas com tantas atualizações, o link building ainda é relevante?

Essa é uma das principais dúvidas relacionadas à estratégia e a resposta é sim, ele é relevante desde que seja muito bem planejado. 

A estratégia pode assustar algumas pessoas, mas é importante entender todos os mitos e verdades para entender como ela realmente funciona. Veja alguns a seguir!

 

Link Building gera uma má experiência para o usuário

Antigamente, quando o SEO começou a ganhar destaque, link building era muito utilizado e gerava ótimos resultados para quem o fazia. Porém, costumava ser negativo para a experiência dos usuários.

Isso porque, no passado, um site recém-criado conseguia obter vários links de baixa qualidade e mesmo assim conseguir ocupar as primeiras posições nos resultados de pesquisa.

Era muito simples fazer isso, pois só era necessário criar links em espaços de comentários com as palavras-chave perfeitas, links em rodapés de sites, e assim por diante.

O que acontecia é que através dessas ações uma grande rede de links era criada e o algoritmo do Google era enganado. Hoje em dia, isso é considerado como Black Hat SEO. Ou seja, o Google consegue identificar quando isso é feito e pode penalizar seu site, o derrubando para uma má posição nos resultados de busca.

Logo, podemos considerar que o link building só proporciona uma má experiência para o usuário quando ele não é realizado corretamente.

A estratégia é muito mais do que apenas conseguir links

Claro que o principal foco de link building é obter links de qualidade, mas precisamos dizer que a estratégia é muito mais do que aumentar o volume de links para seu site.

Com os backlinks é possível:

  •  Aumentar a visibilidade da sua marca na internet;
  • Aumentar o tráfego orgânico para seu domínio;
  • Mostrar autoridade e valor da sua marca.

A criação de links de forma manual (corretamente) é muito mais sobre criar relacionamentos com outros sites para oportunidades de marketing do que simplesmente adquirir links.

Com isso, o link building consegue influenciar o posicionamento do seu site nos resultados do Google, além de criar uma imagem positiva de sua marca.

Link building é o principal fator para ter boa posição no Google

Esse mito envolve diversas perguntas e respostas, já que o próprio Google já revelou que link building é um dos três principais fatores para rankeamento. Porém, não divulgou qual está em primeiro lugar. 

Se link building for o principal fator, seu algoritmo estaria ignorando a experiência do usuário, a intenção de consulta e diversos outros fatores de classificação para priorizar as páginas pela quantidade de backlinks que elas possuem.

Essa e diversas outras dúvidas relacionadas à classificação do Google existem porque ela funciona de forma dinâmica, empregando algoritmos ao determinar os resultados para diferentes consultas e intenções dos usuários.

A questão é: as páginas que conseguem ocupar as primeiras posições nos resultados de busca têm uma classificação alta por causa da sua estratégia de backlink, ou têm tantos backlinks porque estão com uma classificação alta?

Tudo isso é relativo.

A realidade é que não sabemos com certeza como o Google faz suas classificações. Portanto, é importante que não limitemos nossa estratégia de SEO.

Isso quer dizer que os backlinks não são importantes? Claro que são!

Mas isso não quer dizer que você deve focar apenas neles e abandonar as outras técnicas de SEO. Quanto mais o seu site for otimizado e seguir as regras do Google, maiores serão as chances dele conquistar o topo dos resultados.

 

Qual a melhor forma de realizar link building?

Agora que você já sabe alguns dos principais mitos e verdades sobre a estratégia, chegou a hora de agir. Antes de tudo, precisamos dizer que é normal ter dúvidas no momento de começar a fazer link building. 

Afinal, qual é a melhor forma de conseguir backlinks?

Uma das formas mais utilizadas é a troca de posts entre blogs, conhecida como guest post. Com essa técnica, você irá contribuir com um conteúdo para o blog de outra pessoa ou empresa e vice versa.  

Vale deixar claro que é importante que você procure por uma parceria que ofereça conteúdo de qualidade. Também vale mencionar que sua estratégia de guest post deve ir além de apenas tentar obter uma grande quantidade de links para seu site.

Porém, não é qualquer site que você deve trocar guest post.

Opte sempre por encontrar sites que tenham uma contextualidade com seu site, para que o link seja mais relevante.

Outro ponto, é fazer o link em palavras-chave que tenham ligação direta com a sua página.

Vamos exemplificar.

Imagine que você seja dono de um portal de cupons de desconto. Você está escrevendo um guest post em um outro site, e decide fazer o seu link no meio do texto. 

Caso você faça um link em cima da palavra-chave “clique aqui” os robôs do Google vão interpretar que a URL de destino tem uma relação com a palavra-chave “clique aqui”. 

Porém, esta palavra não tem valor comercial. Por isso, o aconselhado é utilizar uma âncora que tenha uma palavra-chave relevante para o seu negócio. No exemplo acima, seria preferível linkar em cima da palavra-chave “cupom de desconto”.

Outro ponto importante é o posicionamento deste link. Existem vários tipos de lugares que um link pode estar inserido:

  • Cabeçalho
  • Rodapé
  • Barra lateral
  • Comentário
  • Perfil
  • No conteúdo da página

O link com maior valor é o link que está no conteúdo da página. Além de estar no conteúdo da sua página prefira colocar o link nos primeiros parágrafos da sua página ou do seu post. Assim, o lugar mais privilegiado de todos é o link que fica no conteúdo da página e ainda por cima no início do conteúdo.

Percebemos que tem vários fatores que qualificam o link. De forma resumida são:

  1. Contextualidade
  2. Autoridade de domínio
  3. Âncora
  4. Posição do link 

É importante avaliar se o público-alvo do site com qual você irá trocar publicações irá se beneficiar com as informações que você tem a oferecer.

Pronto para começar sua estratégia de link building? Esperamos que sim e que em breve o seu site ou blog consiga atingir os resultados que você deseja! 

 

Matheus Luvier

Posts relacionados