(11) 4118-9290 - São Paulo (SP) Clique aqui

REDES

Categoria de E-Commerce: como rankear no Google suas páginas de categoria?

Por Upsites | 03/06/2020
326
|
0
Categoria de E-Commerce: como rankear no Google suas páginas de categoria?

Neste post, explicaremos de maneira simples e clara como organizar as categorias de um e-commerce para tornar a navegação por pessoas que visitam o site agradável e prática, mas, sobretudo, ranquear no Google.

É importante otimizar as páginas de categoria, pois segmentam as palavras-chave que os consumidores pesquisam. Mas o processo de otimização pode ser difícil, pois as páginas tendem a ter menos conteúdo. Então o que deve ser feito para ranquear no Google suas páginas de categoria?

A divisão em categorias é especialmente importante quando a loja online oferece milhares de produtos diferentes.

  • Categoria mãe: são as principais categorias usadas pelo usuário para alternar entre os diferentes tipos de produto.
  • Categoria filha: após escolher uma macro-categoria, o usuário escolhe mais especificamente, aprofundando sua pesquisa para diferentes parâmetros (marca, modelo, cor etc…)

Como veremos nos próximos artigos, através dos filtros, o usuário pode definir parâmetros diferentes e encontrar facilmente o produto desejado.

Para concluir, existem outros tipos de categoria de páginas para melhorar a experiência do usuário no site. Por exemplo, você pode agrupar os produtos mais vendidos, os produtos com desconto e os que receberam mais avaliações.

E-commerce: otimização de categorias

Ao contrário da classificação de uma página de produto ou de um post de blog, é difícil classificar uma página de categoria e pode levar um pouco mais de tempo para ver os resultados.

As categorias, se bem organizadas e funcionais para a pesquisa, ajudam o usuário a se orientar no catálogo online. Elas também permitem trazer tráfego qualificado para o site a partir dos mecanismos de pesquisa. Mas como deve ser a página de categoria?

1 – Tag Título/Meta Descrição

A tag de título é provavelmente o primeiro fator a considerar para otimizar uma página da web. No entanto, ela é frequentemente ignorada nas categorias de um site de e-commerce.

O campo de meta descrição não é um fator que contribui para melhorar o índice de qualidade de uma página para ser melhor posicionado no Google, mas deve ser otimizado para estimular o clique e, portanto, otimizar a CTR da página.

Se não for preenchido, será preenchido pelo mecanismo de pesquisa, com base no tipo de consulta inserida, para fornecer as partes mais relevantes do texto presente na página.

Aumente a taxa de cliques das tags de título da categoria adicionando palavras-chave com intenção de compra aos títulos. Em vez de escrever apenas “canetas”, escreva “Compre canetas”.

Use as seguintes palavras-chave com intenção de compra:

  • Compre
  • Clique
  • Aprenda
  • Decida
  • Escolha
  • Experimente
  • Compre
  • Grátis
  • Venda
  • Compre agora
  • Melhor
  • Tempo limitado
  • Exclusivo
  • Mais

Modelo de Título de categoria: Compre {nome da categoria} {+ palavras-chave relevantes} online em {nome da sua empresa}

2 – Estrutura de URL

O URL representa o endereço de uma página da Web; é como se fosse o endereço de uma casa; portanto, deve ser fácil lembrar e escrever.

A estrutura dos URLs da categoria de e-commerce varia de acordo com o tipo de plataforma.

A solução ideal é fazer o sistema recriar o caminho de navegação completo para alcançar a categoria escolhida. Algumas dicas para garantir que o URL da categoria do seu site seja realmente “SEO Friendly”:

  • Poucos caracteres (URL curto)
  • Tudo em minúsculas
  • Sem caracteres especiais
  • Sem letras maiúsculas
  • Não usar espaços vazios
  • Não usar variáveis ​​numéricas

2 – Descrição introdutória

A página de categoria deve conter uma descrição curta que antecipa ao potencial comprador que tipo de produtos ele encontrará. A mini descrição deve ser colocada na seção acima da dobra do site, entre o título e a lista de produtos. Este campo é muito importante para otimizar e fortalecer a semântica do site.

Uma descrição útil e exclusiva da página é essencial para entender o que é a página. Uma pesquisa realizada pelo site Atlantis Themes, descobriu que 74% das lojas online têm uma descrição descritiva da categoria, com uma contagem média de palavras de 241 palavras.

3 – Lista de produtos

Essa é a lista de produtos pertencentes à categoria específica escolhida. A norma exige que cada folha de produto listada seja representada com o título do produto, foto do produto otimizada para posicionamento nos mecanismos de pesquisa, preço inicial, preço final, % de desconto, categoria à qual pertence. Também é importante destacar a disponibilidade em estoque.

4 – É preciso ter cuidado com as palavras-chave

Usar muitas palavras-chave pode causar incapacidade de classificação. Um motivo pelo qual uma página de categoria pode não ser classificada é por causa de muitas palavras-chave.

O que acontece é que o uso excessivo de palavras-chave, pode fazer com que a página seja menos confiável e afeta sua capacidade de classificação. Sendo assim, encontre a palavra-chave certa, verifique se você está segmentando a palavra-chave que as pessoas estão realmente usando para encontrar seus produtos.

A falta de pesquisa inicial de palavras-chave pode diminuir sua visibilidade e confundir seu público. Depois que você escolher a melhor palavra-chave para sua página, verifique se ela está bem representada.

Deixe o mais claro possível para usuários e mecanismos de pesquisa o que sua página de categoria está promovendo. Seu conteúdo na página devem conter sua palavra-chave e variações. Isso inclui:

  • Título da página
  • Meta Descrição
  • URL
  • Tags de cabeçalho
  • Nomes/descrições de produtos
  • Texto alternativo da imagem

5 – Conteúdo do texto da categoria

No que diz respeito ao conteúdo, muitos webmasters acham difícil adicionar conteúdo de texto a uma página de categoria de e-commerce, pois isso pode interromper o design da página e desviar a atenção dos elementos mais importantes da página, como os produtos.

Uma boa maneira de superar esse problema é ter algumas linhas de conteúdo abaixo da tag H1 (como mostrado acima) e adicionar algum conteúdo de texto relacionado na parte inferior da página.

Um problema sempre presente ao otimizar as páginas de categorias é que não há muito conteúdo para trabalhar. Mas isso pode ser mudado. Adicionar conteúdo relacionado ao tópico da sua categoria fornece aos mecanismos de pesquisa um contexto adicional. E, em geral, quanto mais contexto você fornecer aos mecanismos de pesquisa, melhor.

6 – Organização das categorias

Evite categorias que contenham um único produto ou poucos produtos. É preferível, por exemplo, criar uma subcategoria “saias de roupas” para organizar dois vestidos e uma única saia, em vez de encontrar uma subcategoria “saias” com uma única oferta.

Se você não tiver certeza da colocação de determinados produtos em uma categoria, crie as subcategorias “diferentes” ou “outros”. Os visitantes estão sempre curiosos para remexer nessas categorias diversas, em vez de procurar a possível e única blusa que estará oculta sob “saias” ou “vestidos”.

7 – Crie links internos entre categorias

A vinculação interna entre páginas de categoria pode melhorar a autoridade dessas páginas para palavras-chave. Isso também pode ajudar os usuários a navegar para outras seções relevantes do site. Certifique-se de usar o texto descritivo da âncora ao criar esses links. Também é importante criar backlinks de qualidade.

8 – Otimize as imagens de produtos da categoria

Escolha imagens apropriadas para as páginas de sua categoria e otimize-as para SEO. Use imagens de alta qualidade, mas verifique se elas estão dimensionadas para que não causem o carregamento lento da página. Se for relevante para sua marca e produtos, inclua fotos de pessoas em suas imagens para aumentar o interesse dos visitantes.

Depois de colocar em prática essas estratégias, você poderá ranquear no Google as suas páginas de categoria!

Upsites

Posts relacionados