Entrega expressa: como colocá-la em prática

Entrega expressa: como colocá-la em prática

449
0

Para que uma loja virtual funcione de maneira adequada três elementos devem estar sincronizados: produto de qualidade, bom atendimento e fluxo de entrega eficiente. Quando esses três pontos estão alinhados, é muito provável que o cliente tenha uma experiência satisfatória e volte a comprar.

O envio de um produto é a última etapa das citadas acima e tem grande influência sobre a impressão que o consumidor terá sobre a loja virtual. Muitas vezes um produto de qualidade e um bom atendimento não são suficientes se o prazo de envio é diferente daquele que foi prometido na hora da compra. Isso gera frustração e afasta o consumidor de uma nova intenção de compra.

Alguns comércios eletrônicos têm apostado em uma modalidade de envio chamada entrega expressa. Este modelo promete enviar o produto para o cliente da forma mais rápida possível. A Amazon é uma das grandes referências disto: a gigante do e-commerce tem um serviço de lockers espalhados pelas grandes cidades do mundo, onde armazena as encomendas em um prazo, que, muitas vezes, é de um dia útil.

É claro que para as lojas virtuais menores esta modalidade de locker se torna inviável, mas serve de inspiração para avaliar a possibilidade de entregar os produtos com maior agilidade e, assim, aumentar a taxa de satisfação e de retorno dos clientes. Se você pensa em adotar a entrega expressa para o seu negócio, confira as dicas abaixo:

Tenha o produto em estoque

Para garantir que o seu produto chegará nas mãos do cliente em um curto prazo de tempo, você deve tê-lo em estoque. Nada de esperar que o cliente faça a compra para iniciar o processo de confecção, ou, pior, entrar em contato com fornecedores. A ideia é ter o produto pronto para apenas embalá-lo e despachá-lo com a transportadora.

Escolha os produtos que podem ser enviados pela entrega expressa

Se a sua loja tem diversos produtos anunciados, mas nem todos têm muita saída, não vale a pena ter um grande estoque deles, né? Você pode optar por oferecer apenas os principais produtos na modalidade de entrega expressa. Isso evitará que você invista muito em algo que pode não trazer o retorno esperado. Avalie quais artigos seriam os mais atrativos para uma entrega rápida.

Organize o estoque

Muitas pessoas que trabalham com comércio eletrônico têm um espaço pequeno para armazenar os produtos – muitas vezes na própria casa. Como a entrega expressa exige um maior número de peças disponíveis, é fácil isso se tornar uma bagunça! Procure organizar o seu estoque pelas categorias dos produtos. Ordene pelas cores, tamanhos, etc. Isso também o ajudará no controle de estoque e ficará mais fácil saber quando será a hora de repor os itens.

Contrate uma transportadora

A entrega expressa é sinônimo de agilidade. Por isso, nada de depender do correio. O ideal é orçar a entrega com transportadoras e optar pela que oferece o melhor preço e que passa mais confiança. Para que você fique tranquilo com o cumprimento do prazo, busque referências e confira se a transportadora é tão ágil quanto você precisa.

Confirme as localidades que são cobertas

O Brasil é enorme e nem todas as regiões estão cobertas pelo serviço de entrega expressa. Isso depende da transportadora e deve ser verificado na hora de contratar o serviço delas. Em geral, a entrega expressa é feita para as capitais e cidades metropolitanas, mas pode variar. Antes de prometer o serviço ao cliente, confirme se será possível cumpri-lo.

Precifique a entrega expressa

É claro que o custo da entrega expressa é diferente do custo da entrega comum. O consumidor que quer ter o produto em mãos o mais rápido possível sabe que isto terá um preço. Além de a taxa da transportadora ser superior à do envio pelo correio, a loja virtual fica de prontidão para enviar o produto. Tudo isso deve ser avaliado na hora de decidir o preço que será cobrado por essa modalidade.

Organize a sua rotina

Quando um e-commerce oferece o serviço de entrega expressa, deve estar muito atento aos seus canais de contato, para ter certeza de que o pedido recebido será tratado com rapidez. Nos casos de envio ligeiro, o atendimento deve ser ainda mais ativo, uma vez que é crucial para o cumprimento do prazo.

Avalie se a entrega expressa é necessária para sua loja

Existem segmentos em que a entrega expressa é essencial. Em outros, ela não se faz tão importante. Uma loja de camisetas, por exemplo, pode se beneficiar do serviço, uma vez que pode vender para pessoas que procuram um presente de última hora. Já uma loja de artesanato talvez trabalhe com itens mais personalizados, que não poderão ser contemplados na modalidade expressa. Cada negócio tem as suas particularidades, que devem ser levadas em conta na decisão.

Faça um período de adaptação

Se você tem dúvida se o seu segmento se adaptaria à entrega rápida, faça um teste com os seus produtos principais. Você pode lançar uma campanha ou anunciar nas suas redes sociais que está incluindo uma nova opção de entrega e que o próximo mês será um período de avaliação. Ao mesmo tempo em que você se adequa ao ritmo que a entrega expressa exige, pode aproveitar para observar o trabalho da transportadora, a reação dos clientes e, principalmente, a satisfação deles.

Tenha números

A vida de quem gere um e-commerce tem mais matemática do que se pensa, né? Mas os números são fundamentais para poder avaliar se as estratégias adotadas estão trazendo bons resultados. Quando iniciar a entrega expressa, mantenha o controle sobre as vendas mensais, a modalidade de envio escolhida pelo cliente e o tempo até que ele receba o produto. Isso fará com que você possa enxergar de forma concreta qual é a forma de entrega preferida pelos seus consumidores e quão rápida é a entrega expressa.

Gostou do nosso conteúdo sobre entrega expressa? Agora que você já sabe quais são os principais itens para pensar, veja se a sua loja teria benefícios com a modalidade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA