Conheça 3 tendências de comércio eletrônico para 2019

Conheça 3 tendências de comércio eletrônico para 2019

149
0

As vendas do comércio eletrônico no varejo continuam em alta, assim como a confiança do consumidor nos últimos anos. A tendência acompanha as condições das marcas com presença estabelecida no comércio online, mas isso não significa que ela vai se manter. Afinal, as organizações que se destacaram foram aquelas com uma abordagem inovadora, ou seja, o comércio eletrônico prospera entre empresas que acompanham as mudanças tecnológicas e as expectativas dos consumidores.

Neste artigo iremos trazer os rumos do e-commerce para 2019. Siga a leitura e fique atento as novidades!

Investir nas tendências na forma de comprar  

Além de entender e atender a demanda do usuário os empreendedores online precisam conhecer os métodos utilizados para fazer a compra. Neste cenário, por exemplo, à medida que as compras de dispositivos móveis aumentavam, os varejistas de comércio eletrônico começaram a atender especificamente esse cliente. Com isso, as compras de celulares constituíram a maioria das vendas de comércio eletrônico em 2016, além do que em 2017, cerca de 34% das compras no Brasil serão feitas em um dispositivo móvel. Esse dado deve se multiplicar até 2021.

Preferências de dispositivos não são a única coisa em transição – os métodos de busca também estão evoluindo rapidamente à medida que a tecnologia se torna mais sofisticada. De acordo com as previsões da ComScore, 50% de todas as consultas de pesquisa serão feitas por voz até 2020.

E é provável que mais pessoas pesquisem o áudio de bens compráveis ​​em breve: dispositivos como o Google Home Hub e o Amazon Echo Show estão integrando voz e imagem para que os compradores possam ver o que estão pedindo para comprar. Os varejistas de comércio eletrônico que não conseguirem atender a um futuro ativado por voz rapidamente perderão terreno para seus concorrentes.

As empresas de comércio eletrônico também estão fazendo parcerias com processadores de pagamento para tornar as compras online o mais fácil possível. Ao oferecer opções de pagamento como PayPal, Venmo e Amazon Pay no check-out, os clientes não precisarão utilizar seus cartões de crédito, desta forma, a compra se torna ainda mais fácil.

Não importa o quanto sua presença no comércio eletrônico esteja madura, você precisa continuar olhando para frente para garantir o sucesso. A fim de aumentar seus esforços de comércio eletrônico em 2019, conheça essas três tendências emergentes:

1. Venda suas mercadorias nas redes sociais

O marketing eficaz significa otimizar suas mensagens para atrair seu público-alvo, mas as mensagens não chegarão se o público não conseguir visualizá-la. Encontrar onde seu público gasta seu tempo é crucial, e eis uma dica: se sua base de clientes estiver online, ela estará nas mídias sociais um terço desse tempo.

Se você não está vendendo nas mídias sociais, está perdendo uma grande oportunidade. A maioria das plataformas de mídia social agora suporta botões de compra integrados que transferem os usuários para o seu site para concluir uma venda, e aplicativos como o Instagram e o Snapchat também oferecem histórias que podem ser compradas.

2. Remixe a realidade do comprador

As tecnologias de realidade virtual e aumentada ainda precisam ver a adoção em grande fluxo, mas deram grandes passos nesse sentido. Um exemplo, foi o lançamento da plataforma de comércio eletrônico AR/VR da Vertebrae, Axis, tem como objetivo provar que a tecnologia é muito mais do que uma novidade, e o aplicativo da IKEA oferece aos clientes uma visão de como os produtos seriam em suas próprias casas.

“A realidade aumentada e a realidade virtual serão uma mudança total no varejo, da mesma forma que a internet. Só que desta vez, muito mais rápido ”, diz Michael Valdsgaard, líder de transformação digital da Inter IKEA Systems.

A AR (realidade aumentada) pode ainda não estar em toda parte, mas os varejistas de comércio eletrônico que incorporam com sucesso as capacidades de RA na experiência de compra têm uma vantagem significativa sobre seus concorrentes.

Confira: Como escolher curso de SEO

3. Fortalecer sua estratégia na Amazon

A Amazon estabeleceu um lugar proeminente no ecossistema de comércio eletrônico, e um estudo indica que 68% dos compradores americanos vão direto ao site quando procuram produtos. Além disso, mesmo quando os clientes planejam comprar de outro site ou loja, 80% leem as resenhas da Amazon e verificam os preços praticados por lá.

Confira: E-commerce no Brasil: entenda esse cenário!

Dessa forma, dominar a Amazon é fundamental. Trevor George, fundador e CEO da Blue Wheel Media, diz que a única maneira de os vendedores ganharem na plataforma é através de anúncios: “O futuro da Amazon é publicidade, e se uma marca quer ganhar dinheiro agora e no futuro, é preciso ser capaz de navegar pelas plataformas de publicidade da Amazon.”

Segundo George, isso significa investir em ferramentas tecnológicas como aplicativos que buscam os termos de pesquisa certos e incorporam palavras-chave para que, por exemplo, a empresa de eletrodomésticos não gaste dinheiro para aparecer nas pesquisas de empresas de fornos.

O boom do comércio eletrônico vai seguir e  exige uma estratégia ponderada que mantenha sua marca à frente da concorrência. Mantenha o comércio social, as compras de realidade mista e a publicidade na Amazon em sua mente até 2019.

Agora que você conheceu as três principais tendências do e-commerce para o ano de 2019, que tal acessar nosso facebook e ficar por dentro de mais novidades do comércio eletrônico?

 

DEIXE UMA RESPOSTA