Tipos de loja virtual: qual escolher? 10 ideias de lojas virtuais lucrativas

Tipos de loja virtual: qual escolher? 10 ideias de lojas virtuais lucrativas

4582
0

Os comércios eletrônicos são uma excelente alternativa para quem quer criar um negócio com um investimento financeiro baixo. Para ter uma ideia da dimensão das vendas online, em 2018 o e-commerce brasileiro vendeu 12% a mais do que no ano anterior e faturou R$ 53,2 bilhões – os dados são da Ebit/Nielsen.

Embora empreender na internet seja uma possibilidade viável, isso não significa que é um caminho fácil. Para que a empresa tenha sucesso, deve ser criada a partir de um planejamento. Uma das primeiras etapas da estruturação do negócio é a escolha da plataforma para o e-commerce. 

Se você quer criar um negócio online e não sabe por onde começar, confira aqui os tipos de loja virtual existentes e algumas ideias de negócios que podem ser rentáveis. A escolha adequada do produto e da plataforma para a loja virtual é bem importante para que a sua empresa percorra um caminho de sucesso. 

O QUE É UM SITE E-COMMERCE? 

Um comércio eletrônico nada mais é do que um site que vende produtos ou serviços. Ele funciona de maneira remota e possibilita que os consumidores o acessem, vejam os produtos disponíveis e realizem a compra. 

Tudo ocorre através da tela do computador, sem o contato direto entre o vendedor e o consumidor. Em alguns dias, o cliente receberá a encomenda no endereço fornecido durante a compra. 

TIPOS DE LOJA VIRTUAL: 4 MODELOS PARA VOCÊ ESCOLHER

Existem alguns modelos de loja virtual disponíveis na internet. Eles têm diferenças bem grandes entre si e a escolha depende das especificidades do mercado e do produto de cada negócio. Assim, a pessoa ideal para avaliar cada modalidade é você mesmo. Confira as particularidades dos 4 tipos de loja virtual:

1- MARKETPLACE

O Marketplace funciona como um shopping virtual, onde vários lojistas utilizam a mesma plataforma. Assim, você não precisa investir em uma plataforma própria ou alugada e nem se envolver nas atualizações tecnológicas necessárias. Da mesma forma, não deve se preocupar com anúncios e nem com outras técnicas de atração do público. 

Por outro lado, compete com seus principais concorrentes no mesmo ambiente e, por isso, deve ter um preço bem atrativo. Por isso, esse tipo de loja virtual é interessante principalmente para quem está começando a vender online e quer avaliar a receptividade do público pelo seu produto. Um dos principais exemplos de marketplace é o Mercado Livre. 

2 – CÓDIGO LIVRE

A plataforma de código livre é um sistema desenvolvido por comunidades abertas de programadores. Desta forma, o código é disponibilizado para download e pode ser usado de forma gratuita por quem quiser e entender do assunto. 

A partir disso, é possível criar uma loja virtual de graça. No entanto, a maioria dos gestores de e-commerce não conhece as técnicas de programação e, por isso, acaba precisando de ajuda de um profissional. Tendo isso em vista, é interessante avaliar se mesmo assim a escolha valerá a pena.

3 – LOJA VIRTUAL PRÓPRIA

Esse modelo é destinado a quem já conhece o mercado e comanda um comércio eletrônico bem consolidado. Isso porque a loja virtual própria deverá ser construída do zero e precisará de um servidor escolhido pela empresa.

Entre todos os tipos de loja virtual, esse é o que demanda mais custo e mão de obra especializada. Assim, é indicado principalmente para lojas que tenham necessidades específicas que não são atendidas pelos outros modelos. 

4- LOJA VIRTUAL ALUGADA

A loja virtual alugada é uma boa alternativa tanto para quem já está atuando no mercado, quanto para quem está começando agora. Esta modalidade funciona através de um pagamento mensal que permite que o contratante utilize a plataforma como se fosse sua.

A loja virtual alugada oferece possibilidade de personalização, ou seja, o gestor do e-commerce pode escolher o tema, colocar o logotipo, preparar as seções e cadastrar os produtos. Além disso, caso ocorra algum problema, a plataforma presta suporte. 

QUAL TIPO DE LOJA VIRTUAL É IDEAL PARA CADA RAMO DE NEGÓCIO?

Agora que você já sabe quais são os 4 tipos de loja virtual, já pode imaginar qual plataforma é indicada para ramo de negócio, não é mesmo? Lojas de varejo muito grandes, como Submarino e Americanas dificilmente encontrarão uma plataforma já existente que atenda todas as suas necessidades.

Desta forma, acabam optando por uma plataforma própria, construída do zero. Como essas marcas têm um volume de faturamento representativo, o investimento de uma plataforma própria acaba retornando em pouco tempo. Porém, essa modalidade não é nada interessante para um pequeno comerciante online.

No caso de alguém que está começando nas vendas e ainda não tem certeza sobre a escolha do produto ou até mesmo sobre o direcionamento da marca, escolher um marketplace pode ser o ideal.

Ao mesmo tempo, um empreendedor que queira vender de modo profissional poderá optar entre uma plataforma alugada ou uma de código livre. Tudo depende da sua familiaridade com os sistemas de programação. 

QUAIS OS PRODUTOS QUE MAIS VENDEM NA INTERNET?

Está tudo claro sobre os tipos de loja virtual existentes, certo? Então vamos falar sobre os produtos que têm mais chances de serem bem recebidos no ambiente virtual. É claro que tudo depende do posicionamento da sua marca e da análise de concorrência.

Mas, em modo geral, roupas são muito bem recebidas pelo público. Se, por um lado, elas precisam ser experimentadas, por outro, a descrição bem feita das peças e o preço baixo pode ser muito atrativo para os consumidores.

Dentro desse mercado, procure por nichos específicos, como roupas de ginástica, roupas para pessoas acima do peso ou roupas confortáveis para usar nas férias. Os eletrônicos e acessórios para computadores e celulares também costumam ser bem quistos pelos consumidores online.

QUAL É A MELHOR PLATAFORMA DE E-COMMERCE DO BRASIL?

Infelizmente essa pergunta não tem uma resposta única. Isso porque a melhor plataforma de e-commerce depende muito das necessidades de cada lojista. O que é bom para um não necessariamente será bom para outro.

No entanto, se você pretende recorrer às lojas alugadas e quer encontrar uma boa plataforma de e-commerce, damos as dicas de alguns recursos que são bem importantes para estruturar o seu negócio. Veja aqui:

  • Configuração do Layout
  • Integração com Google Analytics
  • Automatização de notas fiscais e controle financeiro
  • Recuperação de Carrinho
  • Chat online
  • Newsletter
  • Pesquisa de Satisfação
  • Cupom de desconto
  • Múltiplos canais de entrega
  • Múltiplas formas de pagamento

10 IDEIAS DE LOJAS VIRTUAIS LUCRATIVAS

Você já sabe tudo sobre os tipos de loja virtual e já deve estar com vontade de colocar a mão na massa, né? Chegou a hora de pensarmos em ideias para criar lojas virtuais atrativas e que possibilitem grande oportunidade de crescimento. Vamos lá!

1. ROUPAS PARA PESSOAS ACIMA DO PESO

O mercado de roupas está em alta na internet. Muitas pessoas acompanham as tendências e compram online para garantir que estarão vestindo os modelos antes mesmo de chegarem às lojas de rua. No entanto, existe uma lacuna nesse mercado. Em geral, pessoas acima do peso têm dificuldade de encontrar roupas online com as suas medidas. 

2. ROUPAS DE PRAIA

Muitas pessoas gostam de pensar em um look especial para curtir o final de semana na beira da praia. No entanto, as roupas de praia são realmente caras em lojas de rua. Uma boa solução é recorrer à venda online deste tipo de produto. Para isso, é necessário que a tabela com medidas esteja bem clara.

3. ACESSÓRIOS PARA CELULAR

O universo das capinhas para celulares é uma espécie de paraíso, né? Os mais jovens gostam muito de diversificar os acessórios que utilizam em seus celulares e, assim, abrem a possibilidade de um mercado incrível. Melhor ainda se trabalhar com produtos de qualidade, que durem pelo menos o mesmo tempo que o aparelho.

4. ACESSÓRIOS

A maior parte das mulheres parece hipnotizada quando encontra uma marca de acessórios boa, bonita e barata. Está certo que cumprir estes três requisitos não é fácil, mas imagina que maravilha se você conseguir isso? Poderá ser uma opção para se auto-presentear e também para recorrer quando tiver um aniversário ou outro evento comemorativo.

5. ROUPAS PARA PET

O mercado pet está bombando. Prova disso é o enorme número de pet shops espalhadas por todo país e o grande movimento de cada uma delas. Vender roupas e acessórios para cachorros e gatos pela internet pode ser uma excelente alternativa para atrair aquele público que ama os seus bichinhos.

6. BRECHÓ DE LUXO

Nem só de roupas novas vive a humanidade. Aliás, o reaproveitamento está cada vez mais em alta. E quem disse que brechó precisa vender roupas velhas? Nada disso! Ao criar um brechó de luxo, você poderá colocar novamente em circulação peças atemporais e de grande valor. Vale apostar, né?

7. ROUPAS PARA BEBÊS

A gravidez desperta os melhores sentimentos não apenas em quem espera o bebê, mas também em todos que a rodeiam. Isso inclui avós, tias, madrinhas e até mesmo os homens próximos. A grande vantagem de vender roupas para bebês é que não é necessário experimentar, já que o tamanho base é o indicado na etiqueta.

8. ARTIGOS PARA CHURRASCO

Os gaúchos vão gostar desta ideia! Mas a ideia de vender artigos para churrasco personalizados pode alçar voo e conquistar todo o país. Além de facas e espetos, o e-commerce também poderá comercializar tábuas de diferentes tipos e tamanhos. E que tal registrar o nome do assador na peça?

9. DECORAÇÃO PARA FESTA 

Quem ama uma festa enlouquece em lojas de decoração de eventos, né? Já pensou em um e-commerce com diversos tipos de balões, velinhas, copos, pratos, guardanapos e demais peças decorativas? Dá até vontade de reunir os amigos e marcar um evento!

10. ENFEITES DESCOLADOS

Os jovens são o público que mais tem familiaridade com as compras online. Então que tal criar uma loja de decoração moderna e descolada, pensada especialmente para quem está morando sozinho pela primeira vez? Aposte em peças coloridas e que sigam as últimas tendências da moda. 

Deu para ver que ideias não faltam, né? Se você quer empreender, mas sente que precisa mergulhar um pouco mais no mundo do e-commerce, não se preocupe! Temos muitos artigos sobre comércio eletrônico em nosso blog!

Artigo anteriorLegislação para abrir uma loja virtual e mantê-la em funcionamento
Próximo artigoLoja virtual: Como escolher os produtos para montar a sua
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA