Quanto cobrar por uma loja virtual? Custos, cálculo e valores

Quanto cobrar por uma loja virtual? Custos, cálculo e valores

4663
0
Montar uma loja virtual quanto custa
Montar uma loja virtual quanto custa

Sem dúvidas, investir em uma loja virtual é bem mais barato do que investir em uma loja física. Isso porque o comércio eletrônico não exige gastos com ponto de venda e com a contratação de funcionários. No entanto, isso não quer dizer que não seja necessário criar um planejamento financeiro para prever as despesas associadas ao e-commerce. 

Se você quer começar a trabalhar com comércio eletrônico ou quer montar canais de vendas para marcas, continue lendo esse texto. Aqui falaremos sobre os custos e daremos uma ideia de quanto cobrar por uma loja virtual. Boa leitura! 

QUANTO CUSTA MONTAR UMA LOJA VIRTUAL?

Não existe um custo fixo para montar uma loja virtual, uma vez que os preços variam de acordo com diversos fatores. Para poder estimar um valor aproximado, é fundamental dividir esses custos em três categorias que o negócio envolve. Veja aqui: 

  1. Custos estruturais de plataforma e de outros recursos de TI;
  2. Custos de divulgação da loja virtual;
  3. Custos operacionais.

A partir desta divisão, fica mais palpável de entender o investimento necessário para criar um comércio eletrônico. Da mesma forma, também fica mais simples de acompanhar os gastos e de manter o controle sobre o orçamento inicial. Falaremos disso tudo a seguir!

VALOR DE UMA PLATAFORMA PARA O SEU SITE

Para que você possa entender sobre os custos de loja online, o ideal é que comece o seu planejamento financeiro pela plataforma, pois é aí que está o coração do seu negócio. Esse custo está relacionado ao tamanho da empresa que você deseja montar e dos seus recursos disponíveis. Existem três alternativas para criar o seu comércio eletrônico:

PLATAFORMAS ALUGADAS

Essa categoria tem uma grande variedade de preços, uma vez que são dezenas de fornecedores com as mais diferentes propostas. Para ter uma ideia, é possível pagar R$ 30 mensais em modelos básicos e até mais de R$ 8 mil em modelos sofisticados. 

PLATAFORMAS OPEN SOURCE

Essa modalidade funciona com código livre, que você pode baixar, instalar e configurar. Mesmo parecendo simples, é necessário ter conhecimento em programação. Nesse caso, um programador costuma cobrar cerca de R$ 5 mil para configurar o seu sistema.

PLATAFORMAS EXCLUSIVAS

Aqui, você precisa levar em conta o preço, já que instalar uma plataforma desse tipo irá depender de muitos fatores. Mas o investimento é alto e geralmente não se recomenda para quem está apenas iniciando no negócio online.

COMO DIVULGAR A LOJA VIRTUAL

A divulgação do seu negócio exige bastante investimento financeiro e, provavelmente, ultrapassará os custos com plataforma e com as demais operações. A forma mais eficiente de atrair consumidores para o comércio eletrônico é através de estratégias de comunicação de marketing digital. Por isso, guarde um dinheiro representativo para essas ações.

Veja algumas formas de divulgação que não podem ficar de fora do seu negócio: 

  • Email marketing;
  • Redes sociais;
  • Links patrocinados;
  • Otimização de sites por meio de ferramentas de busca.

VALOR DA DIVULGAÇÃO DA LOJA VIRTUAL

É necessário usar uma boa estratégia de marketing digital para divulgar o seu comércio eletrônico e para, aos poucos, alcançar os objetivos esperados. Vale lembrar que nenhum resultado vem de um dia para o outro, mas que conhecer o público a quem você se dirige é muito importante para construir uma comunicação efetiva para sua marca. 

Além disso, muitos empreendedores iniciantes decidem investir pouco em marketing digital, na esperança de que o negócio decole de outra maneira. No entanto, isso atrasa o crescimento da marca. Por isso, coloque a comunicação em primeiro plano, principalmente no período inicial, que você está entrando no mercado e precisa ser conhecido.

QUAIS SÃO OS CUSTOS PARA MANTER UMA LOJA ONLINE?

Tenha atenção: manter uma loja online é diferente de criar uma loja online. Nessa etapa, os investimentos iniciais já foram feitos e os custos mensais são apenas para manter o comércio eletrônico em atividade. Tenha em mente que quanto mais você planejar o seu negócio, melhor será para mantê-lo em atividade.

Os custos mensais da sua empresa vão variar de acordo com a plataforma escolhida para o seu e-commerce, bem como com os custos operacionais e com os custos de divulgação. Além disso, esse valor também dependerá da estruturação da sua equipe e do seu espaço para trabalhar e armazenar os produtos.

Muitos empreendedores digitais optam por trabalhar sozinhos e, assim, não têm custos com funcionários. Da mesma forma, escolher trabalhar em casa, sem que precisem alugar um escritório ou depósito para as mercadorias. É claro que tudo varia conforme o produto e o segmento de atuação.

DESPESAS DE UMA LOJA VIRTUAL

Entre as três alternativas de plataformas que falamos acima, a plataforma alugada é a que oferece um custo mensal mais baixo. Em primeiro lugar, essa modalidade tem a vantagem de já apresentar na hora da contratação o valor mensal que deverá ser pago para manter o seu e-commerce lá.

Assim, você não terá surpresas sobre o valor cobrado. Além disso, as plataformas alugadas contam com melhorias frequentes em suas plataformas, sem que você precise se envolver com isso. Em uma plataforma própria, você terá que contratar um profissional para aperfeiçoar o serviço e até mesmo para resolver falhas e problemas. 

FAZER TREINAMENTO EM COMÉRCIO ELETRÔNICO É UM INVESTIMENTO

O setor de vendas online está cada vez mais especializado e, por isso, quem quer trabalhar nessa área deve buscar conhecimento específico. Então, não pense em soluções baratas como encaminhar a administração da sua loja para aquela menina da contabilidade que também entende de internet.

Não é que ela não possua capacidade para isso, mas quando se fala de lojas virtuais, é preciso conhecer as ferramentas de forma aprofundada, além de saber identificar oportunidades e ameaças para o negócio, traçando as estratégias ideais para aumentar as chances de sucesso e reduzir os riscos.

Por isso, faça treinamentos tanto para o planejamento do seu comércio eletrônico quanto para a sua implementação. Também busque entender como funciona a operacionalização do software de gestão, como monitorar os acessos, como fazer a otimização da loja com ferramentas de busca e qualquer outro conteúdo que traga uma vantagem competitiva.

O aperfeiçoamento e o treinamento da sua equipe também é importante para manter o padrão planejado por você. Leve esse custo na hora de somar o investimento necessário para a execução do seu projeto.

NÃO ESQUEÇA DOS CUSTOS OPERACIONAIS

Por fim, não é possível deixar de lado outros custos que também acabam surgindo ao longo do caminho. Entre eles, podemos citar a logística, que possui um papel decisivo para uma loja virtual de sucesso. Ao planejar um e-commerce, é fundamental considerar quais serão os custos de entrega dos produtos.

Para isso, pesquise quais são os melhores fornecedores de serviços de logística para lojas virtuais, além daqueles que podem oferecer as melhores condições de custo e de prazo de entrega. Uma boa logística impacta diretamente na satisfação do cliente e, consequentemente, nas chances dele comprar mais vezes em seu e-commerce. 

QUAL O LUCRO DE UMA LOJA VIRTUAL?

Assim como o investimento de uma loja virtual varia bastante conforme as decisões do empreendedor, o lucro também tem variação. Quanto melhor for o planejamento do negócio, maiores serão as chances de recuperar o investimento inicial rapidamente e de começar a ter lucro com as vendas.

Por isso é tão importante fazer um plano de negócios bem completo antes de iniciar as atividades da empresa. Desta maneira, será possível entender qual é o melhor produto para vender em seu comércio eletrônico e conhecer o perfil do público-alvo para quem você se dirigirá. 

Esse estudo se refletirá em muitas decisões que você vai ter que tomar ao longo da sua atuação como gestor de e-commerce, como as estratégias de comunicação da marca, a linguagem dos anúncios, o layout da plataforma, etc. Lembre-se sempre que as lojas virtuais estáveis conseguem alcançar o lucro a partir de muito estudo e planejamento. 

AFINAL, QUANTO COBRAR POR UMA LOJA VIRTUAL?

Mas afinal, quanto cobrar por uma loja virtual? Se você quer trabalhar com a criação de e-commerce, deve considerar alguns pontos antes de decidir o preço final. O primeiro deles envolve os custos fixos do seu serviço. Ou seja, aquilo que você terá que pagar para as plataformas. Nesse ponto também entra o seu custo com internet, por exemplo. 

Além disso, deverá estimar uma média de horas necessárias para se envolver no projeto. Dependendo do tamanho do site e da complexidade das ferramentas, você terá uma ideia do tempo necessário. Por fim, deverá avaliar o valor que se sente confortável para desenvolver esse trabalho. 

Gostou de entender um pouco mais sobre o investimento necessário para loja virtual? Se você se interessa pelo tema, aprenda sobre o lucro mensal de uma loja virtual. Aqui ensinamos a calcular a sua margem de lucro! 

 

Artigo anteriorAnúncios que vendem com facilidade no Facebook: aprenda a criar!
Próximo artigoComo criar uma conta no instagram para empresa e vender online?
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA