(11) 4118-9290 - São Paulo (SP) Clique aqui

REDES

Plataforma de e-commerce: recursos e opções disponíveis

Por Matheus Luvier | 24/01/2021
278
|
0
Plataforma de e-commerce: recursos e opções disponíveis

Nem sempre é fácil escolher uma boa plataforma de e-commerce. São muitos os pontos que merecem atenção nessa etapa de pesquisa, como o preço, o suporte oferecido e a variedade de recursos, o que possibilita uma gestão saudável e eficiente do negócio. No entanto, grande parte dos novos empreendedores digitais considera o preço o único critério.

Esse é um grande erro, já que uma plataforma barata nem sempre permite que a loja virtual ofereça uma boa experiência aos clientes e que automatize os processos recorrentes do dia a dia. Se você está em busca de uma boa plataforma de e-commerce, continue lendo! Aqui explicaremos tudo sobre os recursos e as opções disponíveis. Boa leitura!

O que é necessário para começar a vender na internet?

Se você está em busca de uma plataforma de e-commerce é porque já deve estar pensando em criar um negócio virtual, não é mesmo? Em primeiro lugar, para empreender neste meio é essencial ter um bom produto. Nem sempre o melhor produto estará na lista dos mais vendidos na internet, pois esses itens costumam fazer parte de mercados saturados, com pouco espaço para novos investidores.

Por isso, o ideal é encontrar um produto que tenha demanda, mas que seu segmento ainda guarde espaço para novos lojistas. Esse é um grande desafio, mas que possibilita a criação de uma loja virtual sólida e com diferenciação. Além disso, para vender online é necessário estudar o segmento e o público-alvo que será atendido, sabendo exatamente quais são as necessidades ou desejos destas pessoas.

E não podemos deixar de falar na plataforma de e-commerce, que é outro ponto importante para as lojas virtuais. Em resumo, a plataforma online funciona tanto como ponto de venda quanto como vendedor e, por essa razão, precisa ser muito eficiente. O ideal é que os novos empreendedores desde o início optem por plataformas eficientes, o que elimina o risco de ter que migrar para outra plataforma quando o negócio crescer.

Quais são os documentos necessários para abrir um e-commerce?

Além da escolha da plataforma de e-commerce, também é essencial pensar nos documentos que são necessários para abrir a loja virtual. Afinal, assim como uma loja tradicional, o comércio eletrônico também precisa estar em situação regular com o Governo, ou seja, legalizado. 

Isso significa que a loja virtual precisa emitir nota fiscal para todas as suas vendas, o que pode ser feito a partir do enquadramento Microempreendedor Individual (MEI), que confere CNPJ e acesso às notas fiscais eletrônicas. Para participar desta modalidade é necessário ter uma renda anual de até R$ 81.000, o que se aproxima de uma renda mensal de R$ 6.750.

Se o negócio ultrapassar esse valor, terá que migrar para o regime do Simples Nacional, cujos encargos e impostos são mais elevados do que os do MEI. Veja aqui os documentos necessários para trabalhar com vendas online:

  • Definição do regime jurídico
  • Registro na Junta Comercial
  • Criação do CNPJ e Inscrição Estadual
  • Obtenção do Alvará de Funcionamento
  • Cadastro na Previdência Social

Quais recursos são necessários em uma plataforma de e-commerce?

Vamos falar da parte que importa? A escolha da plataforma de e-commerce deve ser feita  a partir de muita pesquisa, pois nem todas as soluções disponíveis no mercado realmente auxiliam no trabalho do empreendedor digital. Em resumo, uma boa plataforma de e-commerce permite que o usuário tenha uma experiência de compra positiva, da mesma forma em que auxilia o gestor a dar conta dos processos internos.

Ou seja, uma plataforma de e-commerce vai muito além de uma vitrine virtual na qual o consumidor dá uma olhadinha nos produtos. É nela que os pedidos são realizados e que todos os dados ficam centralizados. Além disso, uma boa plataforma de loja virtual também permite a emissão de notas fiscais e de boletos bancários de forma automática, o que agiliza muito a gestão do negócio.

Veja aqui os recursos necessários para uma boa plataforma de e-commerce:

1. Personalização de Layout

O recurso de  personalização do layout é importante para que a loja virtual possa ter a sua própria identidade, criando um ambiente único e acolhedor para os usuários navegarem e conhecerem os produtos. Embora em um primeiro momento essa função possa parecer desnecessária, ela é responsável por agregar valor à experiência dos clientes.

Afinal, passa muito mais confiança acessar e comprar numa loja virtual que tenha a cara dos produtos e do segmento em que participa, né? Isso pode ser visto pelo logotipo, pelas cores no design e até mesmo pela posição dos botões. Vale lembrar que as redes sociais da marca também devem adotar essas características visuais, demonstrando que se trata de um negócio integrado.

2. Integração com outras plataformas

A integração com outras plataformas torna todos os processos internos mais ágeis e assertivos, reduzindo o risco de erros, já que tudo é feito de maneira automatizada. Mas que tipo de integração uma plataforma de e-commerce pode fazer? 

A partir da integração com o Google Analytics, por exemplo, a loja virtual consegue monitorar as suas vendas, entender o perfil dos visitantes e, inclusive, saber dados como páginas visitadas e taxas de rejeição. Isso ajuda a melhorar a experiência do consumidor, pois auxilia no diagnóstico de erros e de pontos que podem ser aperfeiçoados. 

Por sua vez, a integração com o Bling ou com o Tiny permite a automatização das notas fiscais e a otimização do controle financeiro, o que agrega rapidez e assertividade às tarefas recorrentes do e-commerce.

3. Recursos para ações de marketing

O marketing é essencial para o crescimento de toda e qualquer loja virtual. Isso porque a estrutura das vendas online difere muito da praticada pelas vendas físicas, onde é possível apenas abrir as portas da loja e aguardar que os clientes entrem. No entanto, a plataforma de e-commerce ficará vazia se o empreendedor não investir em ações de marketing digital. 

Justamente por isso é que é tão importante que a plataforma do e-commerce já ofereça soluções que visam potencializar o acesso dos usuários ao site. Mas que tipo de recursos ajudam nisso? A recuperação de carrinho é uma estratégia interessante para recuperar aqueles casos em que o consumidor navegou no e-commerce e colocou itens na sacola, mas não chegou a concluir a compra.

A oferta de um cupom de desconto poucos dias após o episódio pode ser um incentivo para que o cliente retorne ao site e finalize o pedido. Além disso, recursos como newsletter, chat online e pop-up de saída também auxiliam a criar uma experiência de vendas mais eficiente.

4. Ferramentas e relatórios de venda

As ferramentas de venda, por sua vez, ajudam a converter os acessos dos usuários em pedidos, o que incrementa os resultados do e-commerce. Por isso é tão importante que a plataforma da loja virtual disponibilize recursos como pesquisa de satisfação, campos no checkout e cupom de desconto.

O cupom de desconto, por exemplo, pode ser usado em inúmeras estratégias de vendas, como oferecer um benefício em datas comemorativas, enviar um e-mail com desconto para quem abandonou o carrinho ou utilizar o cupom por categoria de produtos. Tudo depende da estratégia do empreendedor.

Da mesma forma, os relatórios de venda auxiliam a gestão do e-commerce, pois permitem acompanhar os números relacionados aos pedidos dos clientes, ao inventário do produto ou às ações de marketing. Assim, os dados ficam mais palpáveis, facilitando a criação de ações e de melhorias para a loja virtual.

5. Canais de venda

Engana-se quem pensa que quem opta por uma plataforma de e-commerce não pode vender em outros canais online, como os marketplaces ou redes sociais. As melhores plataformas do mercado inclusive contam com ferramentas que integram o estoque entre esses canais, simplificando a gestão das vendas.

Essa é uma solução boa para quem quer participar de diferentes pontos de venda online, incrementando a renda e ampliando as possibilidades de sucesso no mercado digital. É claro que tudo isso deve ser feito com estratégia e, muitas vezes, com ajuste de preço conforme o canal escolhido. 

Veja aqui alguns recursos que uma boa plataforma de e-commerce oferece:

  • Integração com SkyHub
  • Integração com Mintegra
  • Integração com Ideris 
  • Integração com XML Google Shopping
  • Integração com Zoom
  • Integração com Buscapé

6. Cadastro de produto

Aqui está um item essencial para que sua plataforma de e-commerce registre muitas vendas. O cadastro de produtos é especialmente importante no mercado digital pois essa modalidade de vendas não conta com o atendimento de um vendedor que pode tirar as dúvidas do cliente na experiência de compra que ocorre numa loja física.

É claro que o chat online ajuda a esclarecer possíveis questões, mas o ideal é que todos os detalhes do produto sejam explicados na sua descrição, o que pode ser potencializado com o uso de fotografias de qualidade e de vídeos que demonstrem o produto em funcionamento. 

Além disso, é importante usar palavras-chave na hora de cadastrar esses produtos, já que a pesquisa em buscadores de conteúdo ocorre a partir de termos mais procurados. Quanto mais assertiva e estratégica for a descrição dos produtos, melhor será o posicionamento do e-commerce no Google e mais acessos a loja vai receber.

7. Diversidade nas formas de pagamento

Os meios de pagamento requerem muita atenção do lojista! Em primeiro lugar, porque a plataforma deve ser segura, conquistando a confiança dos consumidores para concluírem os pedidos e para digitar informações pessoais, como dados de cartão de crédito.

Ainda assim, os consumidores têm preferências muito específicas quando o assunto é pagamento. Há aqueles que só compram com cartão de crédito – e se puderem parcelar sem juros, melhor ainda! Por outro lado, há aqueles que sequer trabalham com esse meio de pagamento, preferindo boleto bancário, por exemplo.

Mas como contemplar todos esses gostos? Oferecendo o máximo de meios de pagamento possível, o que aumenta a possibilidade de compra. Veja aqui algumas formas que as plataformas oferecem:

  • Wirecard
  • BCash
  • PagSeguro
  • PayPal
  • Boleto bancário
  • Depósito bancário
  • Stelo
  • Coin

8. Recursos de logística

Por fim, uma boa plataforma de e-commerce também deve permitir que o gestor da loja configure as alternativas de entrega. Em geral, os comércios eletrônicos trabalham com Correios ou com transportadoras, e essa escolha depende de características como preço, prazo de entrega, distância geográfica e questões do produto (dimensões, fragilidade, etc.).

Há ainda a opção de disponibilizar outras formas de entrega, principalmente quando o consumidor se encontra na mesma cidade da loja virtual. Nesse caso, será possível enviar por bicicleta, motoboy ou até permitir que o cliente busque na loja, o que elimina os custos de envio.

Qual é a melhor plataforma de e-commerce?

Agora que você já sabe tudo o que uma plataforma de e-commerce de e-commerce tem que ter, deve estar se perguntando qual é a melhor plataforma do mercado. A nossa indicação é a Simplo 7, que oferece um excelente custo-benefício para empreendedores de todos os portes.

A plataforma é completamente intuitiva e pode ser configurada sem a necessidade de contratar um programador. Nela, o gestor faz a configuração do layout, o cadastro dos produtos e a inclusão das formas de pagamento e dos meios de entrega conforme as suas decisões estratégicas. 

Essa plataforma de e-commerce conta com três planos, que variam pela quantidade de produtos cadastrados. No entanto, todos contam com os mesmos recursos, que simplificam a rotina de gestão do empreendedor digital, deixando tempo livre para que ele se dedique às tarefas que realmente precisam do seu cuidado. Veja aqui os principais recursos da Simplo 7: 

  • Configuração do layout
  • Integração com Bling, Tiny e Google Analytics
  • Recuperação de carrinho
  • Chat online
  • Newsletter 
  • Pop-up de saída
  • Pesquisa de satisfação
  • Cupom de desconto
  • Relatórios
  • Formas de entregas variadas
  • Múltiplos meios de pagamento

Agora que você já sabe a importância de escolher uma boa plataforma para loja virtual, que tal ler sobre plano de negócios? Esse é um estudo essencial para quem quer criar um comércio eletrônico consistente e com chances de sobreviver a longo prazo. Não tenha dúvidas de que esse conteúdo tem muito a agregar ao seu negócio! Boa leitura! 

Matheus Luvier

Posts relacionados