Como escolher nome para loja virtual: dicas para criar e lista de...

Como escolher nome para loja virtual: dicas para criar e lista de nomes

17437
0
Como escolhe nomes de lojas virtuais
Como escolhe nomes de lojas virtuais

Escolher o nome de uma loja virtual não é tarefa fácil. Ele deve transparecer os objetivos da marca, comunicar sobre produto e ser atrativo para o público-alvo. Se você está em busca de ideias para começar a empreender na internet, acompanhe nossas dicas sobre como escolher nome para loja virtual. 

O QUE CONSIDERAR ANTES DE ESCOLHER O NOME PARA LOJA VIRTUAL?

Muitas pessoas acham que o primeiro passo para começar a vender pela internet é escolher o nome da loja virtual. No entanto, antes de começar a pensar em palavras que possam representar a empresa, é necessário definir o produto que será vendido, o segmento em que ele se encontra e o público-alvo para o qual será direcionado.

Essas decisões farão com que o seu processo criativo para definir os nomes de lojas online seja muito mais assertivo e que você chegue em um nome que, de fato, represente a sua marca e o seu produto. 

COMO ESCOLHER NOME PARA LOJA VIRTUAL?

Depois de ter definido os itens que citamos acima, você estará pronto para ir em busca do nome ideal para o seu negócio. Nesta etapa, é muito importante que você tenha em mente os seguintes itens:

1. CONSIDERE O SEU PÚBLICO-ALVO

O nome da sua loja virtual precisa estar de acordo com o que o seu plano de negócios direciona em termos de público-alvo. Para saber se, de fato, o nome tem sintonia com os seus consumidores, faça pesquisas de mercado e pense em nomes que sejam fáceis de a sua clientela lembrar.

2. O NOME DEVE ESTAR DISPONÍVEL PARA REGISTRO

Antes de bater o martelo sobre qualquer nome, verifique a disponibilidade do domínio no Registro.br e o Internic. Nossa dica que é você crie uma lista com os possíveis nomes de lojas virtuais e, ao mesmo tempo em que fizer a pesquisa com o seu público-alvo, também faça a busca com os órgãos de registro.

3. PROCURE VERIFICAR O NOME NO INPI

O nome que você escolher para o seu e-commerce também deve estar liberado para ser patenteado no INPI. Ou seja, não adianta encontrar um domínio livre na web, mas usar uma palavra que já está com a propriedade intelectual protegida.  

COMO CRIAR NOME PARA LOJA VIRTUAL?

Entre todas as tarefas que fazem parte da abertura de uma loja virtual, a missão de criar o nome da empresa é uma das mais difíceis, né? No meio de tantos negócios físicos e digitais que existem no Brasil, chegar em um nome original é bem complicado!

Mas não desanime. Apesar de complexa, essa etapa é muito importante, já que o nome é o primeiro elemento para a construção de marca na cabeça dos consumidores. Se você está em dúvida sobre como escolher um nome para loja virtual, veja as dicas a seguir:

DEFINA UMA VISÃO CLARA PARA A SUA EMPRESA

O primeiro ponto para saber como criar nome de uma empresa é ter uma visão de trabalho bem clara. É comum que muitos empreendedores queiram atuar em diferentes frentes para atender uma fatia maior de mercado, mas isso pode ser confuso para os clientes.

Nesta hora é que é importante definir um bom posicionamento de mercado, que inclui tanto a área de atuação quanto o mercado que se deseja atingir. Para uma loja virtual, isso é ainda mais importante, visto que o nome pode ajudar os mecanismos de busca a encontrarem o site.

ESCOLHA ALGO RELACIONADO COM O SEGMENTO DE MERCADO

Pelo mesmo motivo, é fundamental que o nome da empresa tenha relação com o mercado ao qual se destina. Ainda que você queira homenagear a sua filha ou esposa, o melhor é escolher outros nomes para lojas virtuais. Pense em palavras que tenham a ver com a sua área de atuação.

Por exemplo, se você deseja vender tênis infantis, o nome da sua loja precisa ter relação com esses temas especificamente. O ideal é que o consumidor já possa identificar qual é o escopo da empresa apenas lendo o nome. 

PREFIRA NOMES CURTOS E OBJETIVOS

Essa é uma dica valiosa para criar nome de empresa. As pessoas têm mais facilidade de lembrar os nomes menores – se possível, que tenham uma palavra só. Além disso, os nomes mais curtos ficam mais na cabeça do que os nomes compridos, com mais de três sílabas. 

A recomendação também vale para o próprio domínio da empresa na web, que fica mais simples de ser lembrado e reproduzido se tiver palavras menores. No entanto, é preciso ter o cuidado de não colocar um nome que remeta a algo ruim ou que se pareça com outra marca.

CONHEÇA BEM A SUA PERSONA OU PÚBLICO-ALVO

Mais uma dica para quem está em busca de nomes para lojas online: conheça profundamente o seu público. Uma boa maneira de saber se o nome em hipótese agradará os seus clientes é pensar em como essas pessoas compreendem, aprendem e fixam a palavra.

Para tanto, tente fazer uma pesquisa de mercado para saber a opinião do seu público. Selecione uma lista com até cinco nomes de sua preferência e envie para algumas pessoas analisarem e escolherem o preferido, de acordo com uma breve descrição da empresa.

EVITE CAIR EM MODISMOS

Por fim, os nomes de lojas virtuais nunca devem remeter a piadas ou brincadeiras do momento. Por mais que alguma palavra ou assunto esteja em alta, resista aos modismos. É bom lembrar que o objetivo é fazer a sua empresa durar, o que não combina com qualquer coisa que seja passageira.

Prefira nomes atemporais, que, independentemente das oscilações do mercado, podem permanecer na mente das pessoas. Se você tiver dúvidas sobre como fazer isso, observe o nome de lojas online do seu segmento e veja como poderá se diferenciar delas. 

LISTA DE NOMES DE LOJAS VIRTUAIS

Agora que você já leu todas as nossas dicas, deve estar se perguntando “já devo começar a dar nome para minha loja virtual?”. Calma, ainda temos uma lista que pode ajudar na criação de nomes de lojas virtuais.

Durante o processo de criação de nome para uma marca ou para uma loja, o empreendedor precisa fazer algumas escolhas sobre o caminho que seguirá até chegar nas palavras ideais. Confira  aqui:

1. Nomes patronímicos

Se referem a marcas com nomes próprios, como Ford e Lacoste. Na internet, os exemplos mais famosos são Magazine Luiza e Ricardo Eletro.

2. Nomes descritivos

São usados para descrever de forma direta o produto ou a marca. Esse tipo de nome é usado principalmente em órgãos públicos ou coletivos, como, por exemplo, o Banco do Brasil. 

3. Nomes toponímicos

Se referem a um lugar geográfico com o qual a marca ou o produto fazem alusão. Pode ser o nome de uma rua, de uma cidade ou até mesmo de um mar ou de um rio. Exemplos: Casas Bahia e Lojas Americanas. 

4. Nomes metafóricos

Esse tipo de nome serve para destacar as qualidades do produto. Um exemplo é a marca Jaguar, que escolheu o nome do animal para demonstrar o alto desempenho de seus carros. 

5. Nomes encontrados 

Essa modalidade faz uso de palavras que já existem no dicionário, mas dá um novo sentido para elas. Um exemplo é a operadora telefônica Vivo.  

6. Nomes artificiais

Nesse caso, a marca é composta pela união de pedaços de palavras, que juntos criam uma nova palavra. Um dos exemplos mais famosos do Brasil é o da Petrobras. 

7. Abreviações 

Esse caso é utilizado quando o nome da marca é muito grande e precisa ser reduzido para ser falado pelo público. Essa é a razão de a empresa Transportes Aéreos Marília ser chamada de TAM.

8. Nomes de Status

Por fim, esses nomes dão uma qualidade à marca ou ao produto que vendem, como o chocolate Diamante Negro. 

Gostou de saber como criar um nome para a sua empresa? Nessa etapa inicial é muito importante se informar bastante e se aprofundar sobre os propósitos do negócio. Agora que você já sabe no que deve pensar na hora de criar o nome, que tal ler sobre a importância do design para o e-commerce?

Artigo anteriorO que é uma plataforma de e-commerce open source
Próximo artigoComo trabalhar em casa: como organizar + benefícios do home office
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA