Como descrever meu produto para vender

Como descrever meu produto para vender

2552
0
Como descrever meu produto para vender
Como descrever meu produto para vender

Leia nesse artigo dicas e informações MATADORAS de como descrever o meu produto para vender

De nada adianta você ter o melhor produto para colocar a venda, ter conseguido escolher ou montar o melhor site para que seus produtos sejam vendidos, mas não cuidar da forma como seu conteúdo é exposto ao público. Saiba que ter um bom produto e um bom site para vender não são mais suficientes.

>Como montar uma loja virtual
>Como fotografar e editar fotos em sua loja virtual
>Como atrair visitantes gratuitamente para sua loja virtual
>Como vender pelo Facebook e Instagram

É necessário que você tenha um cuidado todo especial para algo que muita gente deixa passar batido: a descrição do produto. Muitos não ligam para o assunto, mas saiba que é fundamental que você saiba tornar seu produto mais atraente ao mesmo tempo que mantém as principais informações sobre ele disponíveis. Somente assim seus clientes se sentirão atraídos por seus benefícios e se sentirão à vontade para comprar o produto.

Mas o que faço para conseguir escrever bem?

Claro, essa é a pergunta fundamental: uma boa descrição não é algo que a pessoa faz rapidamente, ainda mais levando em conta que você tenha inúmeros produtos para vender. E é por isso que muitos cometem o erro de utilizar a descrição enviada pelo fabricante. Isso realmente poupa tempo e trabalho.

Mas o problema é que uma descrição enviada pelo fabricante, por mais que explique o produto, no geral tende a apresentar um conteúdo tediante ou de difícil compreensão. Além disso, há muitas descrições de fabricantes que não apresentam todas as informações necessárias para que os clientes realizem suas compras.

>Assista o Webinar para montar loja virtual
>Veja 8  dicas para montar uma loja virtual
>Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
>Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

 

Como descrever meu produto para vender não deixe a leitura chata

Como você pode imaginar, esses fatos acabam fazendo a leitura ficar tão chata quanto as bulas de remédios. E aqui você deve propor o oposto a isso. Mas veja, isto não quer dizer que você desprezar completamente a descrição do fabricante, apenas que deve se dedicar a usar o conteúdo dela para criar algo mais interessante e fácil.

Para ficar claro, pense bem: boa parte do seu tempo no negócio será dedicado para esforços para que você vender o seu produto, correto? Então, porque você não deveria entregar para o seu cliente descrições próprias e únicas? Isso representa uma vantagem. Saiba que boas descrições trazem um impacto positivo nas vendas. E isso também faz com que mais visitantes queiram levar os seus produtos para casa.

Mantenha, na escrita, um tom de forma pessoal

As melhores descrições de produtos, as descrições que mais vendem, são aquelas que conseguem criar uma linha direta entre o vendedor e o comprador, atingindo os vínculos pessoais. São como perguntas e respostas, mas que se parecem uma conversa. Então, procure tornar a experiência real. Uma dica é usar a palavra “você”. Ela dá uma humanizada e tanto na leitura.

>Baixe planilha de análise de concorrência
>Baixe e-book com 6 maiores erros de quem faz anúncios
>Baixe e-book de como capturar e-mail

Outro ponto importante a se levar em conta é sempre falar com o seu cliente do mesmo modo como se você estivesse vendendo em uma loja física. Ou seja, como se estivesse vendo o cliente. Busque incorporar isso no seu texto. Molde a linguagem escrita do seu site para esse nível de pessoalismo e veja como isso lhe trará mais retorno. Um toque pessoal faz toda a diferença.

Enfatize os benefícios dos produtos

Escrever boas descrições de produtos costuma estar ligado, principalmente, na capacidade de focar e apresentar para o cliente não apenas o produto que você deseja vender, mas sim o benefício que ele irá oferecer. Já que ao buscar um serviço ou produto, você estará procurando soluções para inúmeros problemas e tentará resolver dejos ou satisfazer necessidades que você tenha.

Então, pense: o que o produto que estou oferecendo pode satisfazer, preencher ou melhorar na vida do meu cliente. Utilize isso ao máximo. Foque nas melhorias e faça com que seu cliente queira não apenas o produto, mas a mudança que ele irá causar na sua vida.

>Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
>Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
>Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Se está com dificuldade de imaginar, pense nos produtos que custam um alto preço e que, em troca, oferecem um grande luxo ou servem para ostentar um certo status na sociedade (o último iPhone, determinado carro, certo relógio, uma camiseta de uma marca)… todos esses exemplos são de produtos que no geral, não são necessidades dos clientes. Mas sim geram desejo.

Então, foque o texto pensando em como enfatizar esse desejo no cliente

Um ponto fundamental para se levar em consideração é de que se você focar a descrição de um produto na necessidade, sendo que ele deveria gerar desejo, você corre o risco de não conseguir causar a impressão desejada e com isso o produto não vender como o esperado. Então, para simplificar: o desejo é algo que uma pessoa quer ter. Por sua vez, a necessidade se constitui como algo que um indivíduo precisa ter.

>Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
>Aprenda como usar o CANVAS
>Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Como é possível notar, são utilizadas estratégias diferentes para que seja possível enfatizar os aspectos certos do seu produto. Assim, um pequeno resumo com o toque certo irá mostrar uma preocupação sua com a pessoa que irá utilizar os seus produtos. Além disso, quem escreve precisa ter clareza de qual linguagem utilizar para cada público.

Evite, ao máximo, usar frases ou expressões clichês

Você não vai se arrepender. O melhor produto do mercado. Você irá adquirir um excelente produto. Esse produto é de qualidade. Todas essas frases são batidas e se constituem como clichês que podem acabar cansando seu cliente e afastando ele de realizar uma venda. Então, cuidado com elas. Tente não utilizá-las, já que isso pode gerar o efeito contrário ao que você deseja.

Pense como ele se sentirá lendo frases como as colocadas acima. O que elas agregam ou dizem para eles? Eles já leram essas mesmas expressões em outros tipos de produtos. Então, ao invés de fazer uma descrição que faça a diferença, isso pode acabar fazendo com que você perca a venda.

>Como atrair cliente com e-mail marketing
>7 dicas para começar a usar o Youtube
>Saiba se seu site está otimizado
>Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
>Baixe e-book para datas comemorativas

O principal problema de descrições genéricas é que eles acabam, sem querer, tornando todos os produtos idênticos uns aos outros, não mostrando porque determinado produto é especial ou diferente de outro. Então, caso esteja sem inspiração para escrever, não apele para o clichê. Faça o contrário e busque ser o mais específico sobre as características do produto que você está tentando vender.

Comece a escrever agora

Para quem trabalha com comércio eletrônico, criar descrições bacanas dos seus produtos pode se constituir como uma difícil tarefa, ainda mais caso você não esteja familiarizado com técnicas de escrita. O bom é que, assim como muitas coisas na vida, isso pode ser desenvolvido ao longo do tempo.