Política de privacidade para loja virtual: como criar? 12 passos simples

Política de privacidade para loja virtual: como criar? 12 passos simples

5842
0
Politica de privacidade
Politica de privacidade

Conseguir conquistar a confiança e ao mesmo tempo também demonstrar a credibilidade e a transparência da sua empresa é fundamental para os negócios. Uma boa forma de fazer isso é através de uma eficiente político de privacidades, que seja visível para todos e que consiga explicar de forma clara quais são as informações que estão sendo coletadas no endereço que está sendo visitado.

Do mesmo modo, também é essencial que conste neste termo todos os dados de navegação que estão sendo coletados enquanto o usuário estiver fazendo uma visita ao seu domínio. Aqui, neste documento, iremos mostrar as razões que tornam fundamental que estas regras estejam claras. Para tanto, traremos 12 passos práticos e simples para fazer a política de privacidade do e-commerce. As dicas envolvem também orientações para quem quer fazer a política de privacidade para loja virtual. Prontos? Vamos para a leitura! 

O QUE É POLÍTICA DE PRIVACIDADE?

Uma Política de Privacidade é um contrato legal que detalha as informações pessoais que um site coleta dos visitantes e as maneiras pelas quais essas informações são coletadas e gerenciadas. É legalmente exigido por leis em todo o mundo.

A proteção das informações pessoais do consumidor é o objetivo das leis de privacidade. Como mais e mais sites estão coletando informações pessoais para realizar ou melhorar os serviços online, leis foram promulgadas para controlar e proteger essas informações.

Sua loja de comércio eletrônico provavelmente coleciona nomes e endereços de e-mail para registro de clientes e detalhes de endereço e pagamento para transações. Mas isso é apenas o começo.

Sua loja quase certamente interage com tecnologias de terceiros, como o Google Analytics, o Google AdSense ou uma plataforma de blog ou uma ferramenta de bate-papo ao vivo. Serviços de terceiros, como esses, coletam informações adicionais de seus compradores online, como endereços IP, locais, atividades de navegação e muito mais.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA POLÍTICA DE PRIVACIDADE PARA LOJA VIRTUAL?

A relação sobre todas as práticas que estão sendo realizadas pelo seu site quando tratam das informações deixadas por você (o visitante), independentemente destas informações serem contatos que foram enviados pelo próprio usuário ou informações de navegação (os chamados cookies), sobre as páginas que foram visitadas, as fontes de tráfego, a localização do indivíduo em questão, entre outras coisas semelhantes. É isso a que se resume uma política de privacidade.

ESCLAREÇA DETALHADAMENTE AS FINALIDADES

E é fundamental que você consiga fazer um esclarecimento detalhado de todos os aspectos que precisam ser utilizados e para todas as finalidades que precisam ser dadas, ainda mais levando em conta se a empresa irá ou não repassar esse documento para outras empresas parceiras, para citar um exemplo.

Para que você saiba, o primeiro e principal motivo pelo qual a sua empresa deve ter um tipo de política de privacidade no seu site é para transmitir aos usuários uma sensação de transparência. Além disso, uma política de transparência irá mostrar, como uma consequência desta postura, que tem credibilidade e nada a esconder aos seus visitantes.

Só para ter ideia da importância dessa política, vamos supor que você tenha uma empresa que fornece algum tipo de material educativo. Como contrapartida por esse material, você solicita os dados dos seus visitantes através de, por exemplo, uma landing page.

Como você irá pegar o dado do seu usuário, é importante que você deixe em lugar bem visível sua política de privacidade disponível em todas as páginas em que o formulário for aplicado.

Agora, caso sua empresa resolver divulgar o landing pages por meio de qualquer tipo de anúncio, como o Google Adwords, esse acaba sendo um terceiro motivo da necessidade de seu site ter uma política de privacidade. Isso, até mesmo, consiste como uma das exigências do Google.

Essa exigência existe porque quando há coleta de informações de visitantes, muitos podem acabam sentindo que tiveram a privacidade invadida. Isso acaba evitando processos judiciais, já que a política de privacidade fica visível em todas as páginas que utilizam o Google.

O mesmo vale para o caso de outras campanhas de remarketing que utilizam ferramentas como o AdSense.

Como criar política de privacidade para loja virtual: 15 passos simples

Completo e com total honestidade. Uma política de privacidade e-commerce precisa ser isso, respondendo as principais dúvidas que os usuários possuem em relação aos dados que estão sendo coletados, seja de forma direta, com formulários, ou de forma indireta, por meio da navegação (com cookies e web beacons) nas páginas do seu site. Sendo assim, a empresa deve levar em consideração determinados pontos na hora de escrever o documento. Veja:

1. TIPO E FORMATO DOS DADOS 

Você precisa divulgar os tipos de dados pessoais que seu site coleta e como são coletados. A maioria das empresas usa um formato de lista para essa seção para tornar as informações claras e fáceis de ler.

Além disso, um formato de lista pode funcionar como uma lista de verificação, ajudando a garantir que você não omita nada.

2. USO DA INFORMAÇÃO

Informe claramente quais em que situações e em que páginas estão sendo coletados os dados sobre os visitantes e sobre as interações feitas no site.

Esta seção deve explicar a seus usuários como e por que você usa as informações coletadas deles.

Explique aos usuários como a coleta de dados pode beneficiá-los e como ela é usada por sua empresa. Isso também se aplica aos dados coletados como parte das métricas do website e usados ​​para monitorar a satisfação do cliente e os padrões de compra.

3.INFORMAÇÕES PESSOAIS  

A maioria das políticas de privacidade e-commerce termina com uma cláusula de informações de contato, permitindo que os usuários entrem em contato com rapidez e facilidade se tiverem dúvidas ou preocupações sobre o uso de seus dados pessoais. Isso ajuda a mostrar que sua empresa é aberta, honesta e feliz em discutir o uso e a proteção dos dados pessoais dos usuários com eles.

Forneça o máximo de informações de contato possível ou, pelo menos, as melhores maneiras pelas quais os usuários podem entrar em contato com você, como números de telefone, endereços de e-mail, endereços de correspondência terrestre ou links para formulários online.

4. EMAILS 

Especifique para qual finalidade que o email coletado será utilizado. Caso a sua empresa esteja fazendo o envio de newsletters, informe claramente qual é a periodicidade. Explique claramente caso a política de privacidade também inclua informações que estão solicitadas por empresas de outros meios, como telefone ou email. A maioria dos usuários está preocupada com a informação pessoal compartilhada com terceiros. Permita que seus usuários saibam se você compartilha os dados pessoais com outras pessoas e sob quais circunstâncias isso é feito.

5. COOKIES 

Como serão usadas as informações e dados de navegação

Alerte de forma clara o usuário para o uso de web beacons e de cookies no seu site, mesmo que estes sejam um recurso de coleta de dados que está sendo aplicado pelos seus fornecedores, como o Google Analytics.

Usamos “cookies” neste site. Um cookie é um dado armazenado no disco rígido de um visitante do site para nos ajudar a melhorar seu acesso ao nosso site e identificar visitantes repetidos em nosso site. Por exemplo, quando usamos um cookie para identificá-lo, você não precisaria fazer login em uma senha mais de uma vez, economizando tempo em nosso site. 

Os cookies também podem nos permitir rastrear e direcionar os interesses de nossos usuários para aprimorar a experiência em nosso site. O uso de um cookie não está de forma alguma vinculado a qualquer informação pessoal identificável em nosso site.

Observe que os usuários também têm a opção de desativar os cookies, se quiserem.

6. ALTERAÇÃO DAS INFORMAÇÕES  

Você também deve incluir uma seção com sua Política de Privacidade que cubra os direitos dos usuários. Esta seção deve explicar que os usuários têm o direito de fazer alterações em seus dados, excluir dados, revisar as informações que você possui e outros direitos. Isso é importante porque os usuários devem saber que podem proteger sua privacidade e remover informações pessoais a qualquer momento.

7. REDES SOCIAIS

Esclareça o modo como funcionam os botões de compartilhamento de posts por meio das redes sociais ou até mesmo como o recurso de pagamento social em troca de conteúdo gratuito funciona. Lembre-se de que o usuário não precisa fornecer todas as suas informações pessoais em seus perfis de mídia social.

8.CANAIS DE ATENDIMENTO 

Forneça vários canais de atendimento para que os usuários possam tirar as dúvidas.

9.SEJA CLARO

Seja esclarecedor ao dizer que sua empresa irá se comprometer em manter sempre um link visível para que o documento de todas as páginas do seu site e os formulários estejam disponíveis

10.COMPARTILHAMENTO COM TERCEIROS

Sinalize de modo claro caso a sua empresa deseja compartilhar informações que foram coletadas com terceiros. Do mesmo modo, não se esqueça de informar quem são esses parceiros e como eles desejam usar essas informações. Saiba, nesse caso, que não é nenhum pouco recomendado que se comercializem esses dados;

11. ANONIMATO 

Não se furte em avisar, com clareza, o modo como se dá a possibilidade de forma anônima no seu site, para que as ações de cada usuário não venham a  identificadas por beacons e nem por cookies.

12. NOTIFICAÇÃO DE ALTERAÇÕES

Não se esqueça de explicar como os usuários poderão vir a saber sobre eventuais possíveis alterações na política de privacidade para loja virtual. Você já pensou se fará apenas por meio das páginas do seu site ou se também irá enviar e-mails para  usuário? É necessário ter isso bem definido e esclarecido para que os usuários isso de antemão.

LEMBRE-SE SEMPRE!

Ao escrever sua Política de Privacidade para loja virtual, não se esqueça:

  • Reserve um tempo para analisar e analisar seus requisitos e práticas de coleta de informações.
  • Estabeleça uma lista abrangente de todos os locais em seu site nos quais você coleta informações pessoais dos usuários, direta e indiretamente.
  • Identifique todos os terceiros que possam estar coletando informações de seus usuários.
  • Certifique-se de estar em conformidade com a jurisdição de sua empresa.
  • Verifique se você está em conformidade com as jurisdições do seu website e dos usuários do aplicativo.
  • Verifique se você está em conformidade com os requisitos de privacidade de terceiros.
  • Dê aos usuários a oportunidade de atualizar, remover ou transferir suas informações pessoais de seu banco de dados.
  • Use uma linguagem na sua Política de Privacidade que seja simples, amigável e transmita uma cultura corporativa de transparência e segurança.

Como vimos, muitos serviços de terceiros usados ​​para melhorar o desempenho do site (como ferramentas de processamento de pagamentos, pacotes de análise e plug-ins de publicidade) exigem que você tenha uma Política de Privacidade. Como é a sua política de privacidade? Comente!

Artigo anteriorO que é e-procurement e como funciona? Impacto no setor de compras
Próximo artigoProdutos mais vendidos na internet: Top 10 que nunca perde venda
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA