Marketing de conteúdo: Guia completo para uma estratégia rentável

Marketing de conteúdo: Guia completo para uma estratégia rentável

2451
0
Conteúdo de Marketing
Conteúdo de Marketing

Hoje vamos falar de novo de um assunto que está em alta aqui no blog, o marketing para meu negócio.Caso não tenha ficado claro, nós estamos insistindo tanto em várias estratégias de marketing porque essa é a melhor forma de conseguir visitantes e vendas para sua loja virtual

Neste texto nós vamos falar de marketing de conteúdo, que é quando o cliente conhece a sua empresa, se interessa pelo conteúdo oferecido pela empresa, e termina em conversão.

É um processo lento, pode levar meses para o cliente que se interessou pelo seu conteúdo fazer a primeira compra, mas mesmo assim é uma opção que vale muito a pena.

Quer fazer marketing de conteúdo, mas não sabe por onde começar? Veja aqui um GUIA COMPLETO para uma estratégia RENTÁVEL!

O QUE É MARKETING DE CONTEÚDO?

Certamente, você já se deparou com uma infinidade de blogs, de diferentes marcas, ao fazer uma busca na web, não é mesmo? De fato, trata-se de uma das ferramentas mais usadas por empresas online e offline.

O marketing de conteúdo consiste numa estratégia de produção de conteúdo (posts, infográficos, vídeos, e-books etc.) de interesse do público-alvo da empresa. O objetivo é atrair possíveis clientes de maneira natural e espontânea.

Isso é feito a partir do direcionamento do conteúdo para sites de busca, como o Google, por meio de técnicas, como as de Search Engine Optimization (SEO). Além disso, a estratégia também considera o público atual, mantendo o interesse dele pelo assunto do blog.

PARA QUE SERVE O MARKETING DE CONTEÚDO NA LOJA VIRTUAL?

Por que criar conteúdo se você já faz anúncios para atrair os clientes? O ideal é atuar em diferentes frentes do marketing digital, inclusive com links patrocinados, displays e outros.

No entanto, o marketing de conteúdo tem a vantagem de oferecer temáticas relevantes para o público, uma vez que resulta das próprias buscas feitas pelos possíveis clientes, ou seja, quando uma pessoa procura, por exemplo, “como fazer leite vegano”, pode encontrar o post do seu blog vinculado a sua loja de produtos naturais. Entendeu?

A verdade é que os algoritmos dos buscadores evoluíram bastante. Atualmente, quando alguém faz uma pesquisa, eles privilegiam aqueles conteúdos que são mais relevantes para a pessoa.

QUAIS AS VANTAGENS DE ADOTAR NA ESTRATÉGIA DE MARKETING DE CONTEÚDO?

Primeiramente, trata-se de alcançar clientes em potencial de maneira orgânica. A partir daí, o trabalho é o de convencer o consumidor a adquirir os seus produtos, uma vez que ele já tomou conhecimento da sua loja. Veja as principais vantagens dessa estratégia.

AUMENTA O ALCANCE DA SUA MARCA NA INTERNET

Quando você produz conteúdo, pessoas de todos os lugares podem encontrar o seu blog, independentemente se sua estratégia de links patrocinados seja mais local. Desta forma, é uma boa maneira de ampliar mercados e conquistar novos clientes.

CONTRIBUI PARA A INTERAÇÃO COM SUA MARCA

Se a sua loja ainda não é muito conhecida, o marketing de conteúdo pode ajudar a reforçar a sua marca. Pense, se a cada vez que o usuário fizer uma busca sobre um mesmo assunto ele encontrar o seu blog, acabará tendo a sua marca como referência naquele tema.

NUTRE SUA BASE DE LEADS

Talvez você já tenha uma boa base de leads (clientes em potencial) e não sabe o que fazer para converter em vendas. Essa é a hora de começar a enviar conteúdo relevante a eles, para reforçar sua marca e aumentar a interação com ela.

REDUZ O CUSTO DE AQUISIÇÃO DE CLIENTES

A essa altura você já deve saber que é mais caro adquirir um cliente novo que manter um atual. O marketing de conteúdo pode ser uma boa alternativa para deixar a aquisição ainda mais em conta.

AJUDA A DAR CONFIABILIDADE A SUA LOJA

Ao produzir conteúdo de interesse do público, sua loja acaba se tornando referência no assunto, aumentando a confiança que seus possíveis clientes podem ter em adquirir um produto.

Outra vantagem é que o marketing de conteúdo atua em todas as etapas, inclusive no pós-venda. O mais importante é que ele ajuda sua loja a manter a reputação, a partir de uma boa experiência dos clientes.

COMO FAZER MARKETING DE CONTEÚDO?

É através de uma estratégia de conteúdo que serão planejadas todas as iniciativas de marketing digital. Será ali que uma empresa irá centralizar as ofertas de cada negócio, produto ou serviço pensando na necessidade do cliente. Assim, esse marketing também é conhecido por ser o 3.0, por conseguir humanizar as estratégias e colocar o cliente no centro das atenções do marketing, de modo que deveria ser.

Mas ainda não são todas as empresas que estão preparadas para se posicionar, de forma adequada, neste novo tipo de marketing. Isso faz com que algumas acabem, ao invés de angariar novos consumidores, disputem com os clientes espaço, esquecendo de se aliar a eles para atingir suas metas internas. Se seu negócio está fazendo isso ou caso você ainda não saiba o que é marketing de conteúdo, abaixo estaremos apresentando seis motivos para fazer com que sua empresa utilize com sabedoria essa nova forma de ligação com o cliente.

1- MELHORAR O RELACIONAMENTO COM O CONSUMIDOR

O marketing de conteúdo bem feito irá aproximar as empresas de seus clientes durante todo o processo de compra. Isso fará com que a probabilidade que eles desistam de adquirir um determinado produto ou serviço seja diminuída ao máximo. Baita vantagem, não?

2- AMPLIE O ENGAJAMENTO COM A MARCA

Já foram várias as pesquisas realizadas com clientes que afirmam que quem vai adquirir produtos não deseja apenas uma empresa para o influenciar. Ele quer construir uma relação de confiança com a empresa. E isso o marketing de conteúdo faz muito: ele aproxima a empresa do seu consumidor, da possibilidade que ele solucione problemas do dia-a- dia e o ajuda em suas decisões.

3- MELHORE A VISIBILIDADE DE SUA MARCA

Caso não esteja bem posicionado na internet, outra empresa ou marca estará posicionado no seu lugar. Então, não fazer marketing de conteúdo é uma forma eficiente de se tornar invisível para seu público. Isso, com certeza, irá facilitar a vida dos concorrentes, que conseguirão roubar seus clientes.

4- CRIE EVANGELISTAS

Ao construir um bom relacionamento com seus clientes, até com aqueles que não são seu público alvo, ele pode se tornar em um disseminador de sua marca ou produto. Pense que um único indivíduo pode indicar seu serviço ou produto para dezenas de outros compradores, mesmo sem que ele se torne um cliente.

Então, dê informações e conteúdo relevante para que ele possa ajudar o seu trabalho. Essas informações podem ser disseminadas via redes sociais, email marketing, SEO, entre outros.

5- AUMENTE AS SUAS VENDAS

Indivíduos se lembra de uma empresa, produto naqueles momentos que eles precisam de algo. Esse sentimento pode ser uma boa arma de persuasão durante o processo de compra. Então, ajude o consumidor: tenha texto sobre os produtos, vídeos, imagens, infográficos, ebooks, reviews, depoimentos de clientes, informações técnicas detalhadas, políticas de troca e devolução. Tudo o que for necessário para melhorar seu percentual de vendas.

6- TRABALHE O PÓS-VENDA

Vender um produto é só o começo. Estudos já demonstram que 70% da receita de uma empresa decorre de clientes que já haviam adquirido um produto daquela marca. Isso não é nenhuma novidade: quem conhece e aprova uma marca, produto ou serviço, costuma voltar a comprar e adquirir produtos até mais caros.Então, saiba como manter um relacionamento com essas pessoas. A melhor forma você já sabe: marketing de conteúdo.

COMO ESCREVER CONTEÚDO DE QUALIDADE?

Você já deve ter ouvido isso antes e é a pura verdade, quer aprender a como escrever bem? Leia muito. Ao ter o hábito da leitura é possível escrever de forma correta, coesa, articulando bem as ideias e com um rico vocabulário. Mesmo que o seu público alvo seja o jovem, por exemplo, é preciso escrever um texto corretamente.

Você até pode usar gírias, mas não desqualificar o seu texto, até porque o seu negócio tem que criar uma marca de credibilidade, não apenas ao público alvo, mas aos pais deles, por exemplo, ainda mais se os seus clientes são jovens que vivem com eles e os quais ainda o sustentam. De qualquer forma, é possível escrever um conteúdo ao mesmo tempo de qualidade, descolado e criativo.

Voltando à importância de ler, isso não significa que você deve ler livros, embora sejam ótimas leituras que deveriam fazer parte do cotidiano de todo mundo, nem sempre se tem tempo para eles. Por isso, ao falar em ler, servem todos os tipos de leituras, como jornais, revistas e, inclusive, material que também seja destinado ao seu público alvo, uma forma eficiente de aproximar a sua comunicação, ao saber como é o seu jeito de se expressar.

Além de textos publicitários, existem muitas outras ações de marketing em que artigos de qualidade são fundamentais, é o caso de quem possui lojas virtuais com textos que falam sobre o produto (não apenas uma descrição) e blogs. Os blogs de sites e lojas virtuais, inclusive, são ações de marketing de conteúdo em alta.

CONHEÇA O SEU PÚBLICO ALVO

Para tanto, claro, é preciso conhecer o seu público alvo, no entanto, é bem provável que você já saiba como ele é, que idade tem, qual o seu gênero, estilo de vida, do que gosta, etc. Agora, está na hora de saber como interagir por meio das palavras escritas com as pessoas que você já sabe que são as mais propensas a adquirir o seu produto.

PENSE SEMPRE QUE ESTÁ FALANDO COM SEU PÚBLICO

Uma dica, portanto, na hora de escrever um texto publicitário para uma ação de marketing é pensar que você está falando diretamente com o seu público alvo com direcionamento de conteúdo. Para facilitar a sua escrita, é possível criar um personagem, com as características mais marcantes do seu público alvo. Ao ter essa imagem na cabeça fica mais claro a você que palavras usar para passar a mensagem perfeita a ele.

DICAS DE COMO ESCREVER BEM TEXTOS DE QUALIDADE

Você já deve ter ouvido isso antes e é a pura verdade, quer aprender a escrever bem? Leia muito. Ao ter o hábito da leitura é possível escrever de forma correta, coesa, articulando bem as ideias e com um rico vocabulário. Mesmo que o seu público alvo seja o jovem, por exemplo, é preciso escrever um texto corretamente.

Você até pode usar gírias, mas não desqualificar o seu texto, até porque o seu negócio tem que criar uma marca de credibilidade, não apenas ao público alvo, mas aos pais deles, por exemplo, ainda mais se os seus clientes são jovens que vivem com eles e os quais ainda o sustentam. De qualquer forma, é possível fazer um conteúdo ao mesmo tempo de qualidade, descolado e criativo.

O HÁBITO DA LEITURA AJUDA A PRODUÇÃO DOS CONTEÚDOS 

Você já deve ter ouvido isso antes e é a pura verdade, quer aprender a escrever bem? Leia muito. Ao ter o hábito da leitura é possível escrever de forma correta, coesa, articulando bem as ideias e com um rico vocabulário. Mesmo que o seu público alvo seja o jovem, por exemplo, é preciso escrever um texto corretamente.

COMO ESCREVER UM ARTIGO PARA SEO?

Se você deseja melhorar o seu marketing de conteúdo e ver o ROI real, precisa usar práticas que realmente os beneficiem. O conteúdo altamente classificado, que direciona tráfego e leads, é sempre focado no usuário, em primeiro lugar. É por isso que as dicas para como escrever um artigo para SEO que apontam para o seu leitor, também conhecido como VIP e MVP, que você precisa conhecer e entender para acertar.

Porque, quando você escreve para as pessoas certas da maneira certa, sua escrita e seu conteúdo aumentam mais. Aqui estão 6 principais dicas para ajudar você a criar seu melhor conteúdo (mais lido, compartilhado e mais valioso) este ano e além.

1- ESCOLHA A PALAVRA-CHAVE CERTA

Seu conteúdo de SEO não alcançará as pessoas certas se você não otimizar com palavras-chave específicas. O que significa dizer com “palavras-chave segmentadas”? Estes são termos e frases-chave pelos quais o nicho de seu público-alvo está pesquisando ativamente.

Para encontrar esses termos, você deve primeiro entender:

  • Quem são seus segmentos de público-alvo;
  • Que tipo de informação eles precisam;
  • Por que eles precisam dessa informação;
  • Quais palavras-chave estão sendo usadas para encontrá-lo.

Pode parecer muito, mas realmente não é se você o dividir em algumas atividades:

  • Pesquisa de audiência: identifique o tipo de audiência que você acha que quer/precisa do que oferece. Então, encontre onde eles se reúnem online. Fale com eles.Pesquise-os. Descubra seus hábitos pessoais, preferências, dados demográficos e estatísticas. 
  • Pesquisa de palavras-chave: encontre palavras-chave relevantes e lucrativas relacionadas à sua experiência, seus produtos/serviços e a intenção de pesquisa do seu público-alvo.
  • Pesquisa de tópicos:  crie tópicos de conteúdo com base nas palavras-chave segmentadas que você descobriu e no que seu público-alvo deseja aprender/saber.

2- CUIDADO COM O TAMANHO DO CONTEÚDO

Uma grande tendência de SEO é a criação de conteúdo mais aprofundado em um tópico.Isso funciona para classificações mais altas porque, de acordo com o profissional de marketing digital Eric Enge, o Google está “intensificando seu foco” na qualidade do conteúdo.

Foi o que Enge disse em um post recente sobre tendências de Danny Goodwin no SEJ:

“Monitoramos o desempenho de SEO de vários sites diferentes. Os sites que forneceram uma profundidade excepcional na cobertura de conteúdo de qualidade subiram literalmente nas classificações ao longo do ano. Sites que eram mais fracos em profundidade de conteúdo sofreram em comparação. ”

Além disso, de acordo com Enge, essa tendência vai continuar. Então, como você deve criar conteúdo mais profundo?

  • Escreva posts de blog de formato longo – pense em 2.000 palavras ou mais.
  • Explore tópicos com muitas facetas e ângulos diferentes.
  • Escreva guias finais.
  • Vá além da pesquisa no nível da superfície. Em vez de uma pesquisa superficial do Google, tente o Google Scholarovos dados e estudos.

3- FAÇA UM TÍTULO ATRATIVO

Como estamos falando sobre escrever para o SEO, é necessário incluir tags para que os mecanismos de pesquisa saibam como a sua peça está estruturada. A tag de título tem alta influência em seu conteúdo, pois será exibido como o grande link azul nos resultados dos mecanismos de pesquisa.

 Você precisa ter um título relevante, atraente para fazer o usuário clicar nele e permanecer na página. Além disso, não faça uma promessa do título que não possa cumprir no conteúdo do corpo. 

Pode haver casos em que o Google reescreva sua tag de título com informações da meta descrição e do conteúdo da página, se o Google não gostar da que você adicionou. As chances são de que isso não seja tão bom quanto o que você criou, portanto, você deve garantir que sua própria tag title seja completamente relevante, descritiva, tenha o comprimento certo e as frases-chave do foco incluídas.

 Existem algumas dicas que você pode seguir para gerar a CTR:

  • Crie títulos acionáveis, perguntando ao usuário: o que há para mim?
  • Use a influência da marca. Para marcas conhecidas, é de seu interesse usar o nome da marca no título;
  • Não use maiúsculas;
  • Crie tags de título exclusivas;
  • A etiqueta do corpo não deve faltar. Você precisa destacar essa parte e explicar aos mecanismos de pesquisa onde está a parte principal do seu conteúdo. Onde outras tags são incorporadas, como tags de cabeçalho (H1, H2, H3, ..H6), descrições da imagem alt. Existem alguns outros HTMLs que você deve integrar para uma melhor otimização: URLs e meta descrição.

4- NÃO EXAGERE NAS REPETIÇÕES DA PALAVRA-CHAVE

Para iniciantes, não existe um número máximo de palavras-chave para SEO. Quantas palavras-chave devo usar para ter o melhor sucesso? Você pode otimizar para 3, 4 ou até 10 palavras-chave alvo em uma única página.

Apenas certifique-se de que eles não atrapalhem o fluxo e a coesão da peça. Como regra geral, cada palavra-chave deve fazer sentido estar na mesma página que a palavra-chave principal.

Procure por palavras-chave de indexação semântica, que contêm termos diferentes, mas pertencem à mesma coisa. Na sua forma mais simples, a indexação semântica latente é a combinação do seu conteúdo, seu contexto e a intenção da pesquisa de um usuário. 

Algoritmos de pesquisa complexos desejam encontrar páginas que contenham palavras-chave diretamente relevantes para a pesquisa do usuário, bem como aquelas que sejam complementares.

Quando você digita qualquer palavra no Google, geralmente vê que o Google tenta adivinhar o que você digitará. Se alguma das sugestões for relevante para sua página e palavra-chave ao tentar isso, essas sugestões seriam bons pontos de partida para novas palavras-chave LSI.

As palavras-chave de indexação semântica latente ajudam a confirmar que o conteúdo da sua página é uma visão reforçada de uma palavra-chave específica. A inclusão dessas palavras-chave, além da palavra-chave alvo nº 1, ajuda a garantir que o Google identifique sua página como uma boa correspondência.

Por exemplo, convém incluir essas palavras-chave LSI nas principais palavras – chave:

  • Macacão de bebê – Macacões de bebê
  • Lençóis a preços acessíveis – Lençóis baratos

Faça o que fizer, evite usar várias palavras-chave de cauda longa que contenham correspondências exatas das suas palavras-chave iniciais. Embora não haja um número máximo de palavras-chave para SEO, é possível arruinar a chance da sua página usando muitas palavras-chave sobrepostas.

Por exemplo, se sua palavra-chave inicial for “fotógrafo de casamento acessível”, usando palavras-chave de suporte, como “fotógrafo de casamento acessível Yorkshire”, “serviços de fotógrafo de casamento acessível” e “fotógrafo de casamento acessível para contratar”, poderá colocá-lo no radar do Google.

Por quê? É porque usá-los em uma única página faz parecer que você injetou propositalmente o termo “fotógrafo de casamento acessível”.

5- DESENVOLVA BONS SUBTÍTULOS

Para textos digitais, faça subtítulos leves e divertidos mas não exagere nos trocadilhos. Pode virar clichê e repetitivo. Para que isso não ocorra, tenha muita atenção aos parágrafos e tente captar a ideia principal do conteúdo, ela vai permitir que você encontre o subtítulo ideal para o parágrafo.

6- A META DESCRIÇÃO É IMPORTANTE

As tags de meta descrição podem ter um impacto significativo nos seus esforços de otimização de mecanismos de pesquisa. A meta descrição tem um valor central: Sua meta descrição atua como “texto de anúncio orgânico”.

O que isso significa é que, quando seu anúncio classifica uma palavra – chave , o Google e outros mecanismos geralmente exibem a meta descrição como um resumo da página.Isso torna a meta descrição tão importante quanto o texto do anúncio.

Uma meta descrição convincente tem o poder de aumentar a taxa de cliques dos seus resultados de pesquisa orgânica. Isso significa que mais pessoas que veem sua página nos resultados da pesquisa realmente clicam e acessam o site. Isso significa mais tráfego para você, mesmo que sua classificação permaneça a mesma!

FORMAS DE MARKETING DE CONTEÚDO

O marketing de conteúdo pode ser feito de muitas formas, e-mail marketing, redes sociais, e-books, palestras, webminários. Não pense que toda vez que você enviar um e-mail marketing você esta fazendo marketing de conteúdo. Seu e-mail marketing só vai ser marketing de conteúdo se você realmente compartilhar algum conteúdo que agregue valor para seus clientes. Quanto mais fácil de ser compartilhado melhor.

1.E-MAIL MARKETING

O email marketing é uma estratégia do Marketing Digital que se baseia no disparo de emails para um determinado público, seja ele proveniente de uma base de contatos de clientes ou leads gerados por meio de outras estratégias.

2. REDES SOCIAIS 

A natureza humana, por padrão, foi programada para ser socialmente ativa até certo ponto. Algumas pessoas são mais ativas, enquanto outras são menos!

No entanto, as pessoas sempre procuraram maneiras de se conectar e se conectar. E, nesta era da digitalização, as pessoas descobriram maneiras de serem socialmente ativas na Internet, o que é possível com o advento das inúmeras plataformas e aplicativos de redes sociais.

Agora, até os relacionamentos começam, crescem e terminam nas mídias sociais. As pessoas não precisam mais de um aperto de mão pessoal ou de uma reunião presencial.

Sites de mídia social também cresceram em números aos trancos e barrancos. 

3. E-BOOK

Assim como decidir metas para o seu blog, um e-book precisa de metas (ou um objetivo). Sem objetivos, você não pode medir sua eficácia. Isso significa que seu e-book não converterá leitores em compradores. Se você vender seu e-book, não fará um retorno sobre o esforço. Ao determinar o que você deseja que seu e-book faça por você, você pode fazer isso acontecer.

OS OBJETIVOS COMUNS DOS E-BOOKS:

  • Gerar leads para o seu negócio;
  • Capture dados em torno de um segmento do seu público-alvo;
  • Estabelecendo autoridade/conhecimento técnico;
  • Educando um cliente;
  • Ensinando uma habilidade;
  • Entretenimento;
  • Guia do comprador.

4. BLOG

Existem muitas razões para iniciar um blog pessoal e apenas algumas mais fortes para blogs de negócios. Os blogs de negócios, projetos ou qualquer outra coisa que possa lhe trazer dinheiro tem um objetivo muito simples: classificar seu site com mais SERPs do Google, também conhecido como aumentar sua visibilidade.

Como empresa, você depende dos consumidores para continuar comprando seus produtos e serviços. Como um novo negócio, você conta com blogs para ajudá-lo a chegar a esses consumidores e chamar sua atenção. Sem os blogs, seu site permaneceria invisível, enquanto a execução de um blog torna você pesquisável e competitivo.

Portanto, o principal objetivo de um blog é conectar você ao público relevante.Outra é aumentar o tráfego e enviar leads de qualidade ao seu site. Quanto mais frequentes e melhores forem as postagens do seu blog, maiores serão as chances de seu site ser descoberto e visitado pelo seu público-alvo. 

FERRAMENTA EFICAZ

O que significa que um blog é uma ferramenta eficaz de geração de leads. Adicione um ótimo apelo à ação (CTA) e converterá o tráfego do seu site em leads de alta qualidade.

Mas um blog também permite que você mostre sua autoridade e construa uma marca. Quando você usa seu conhecimento de nicho para criar postagens informativas e atraentes, ele cria confiança com seu público. Os excelentes blogs tornam sua empresa mais credível, o que é especialmente importante se sua marca ainda é jovem e é relativamente desconhecida. Garante presença e autoridade ao mesmo tempo.

5.WEBINAR

Na maioria dos casos, os webinars são usados ​​como parte da estratégia de marketing de uma empresa ou marca. Os webinars não são reservados apenas para grandes empresas e corporações. Eles podem ser usados ​​com sucesso por pequenas empresas e startups também. 

Nesse caso, solicitar registros para o seminário online permite aumentar significativamente sua lista de e-mails e apresentar seu produto e serviço no final a um público interessado e engajado, além de acompanhá-los posteriormente.

CONTEÚDO GRATUITO COMO ESTRATÉGIA DE CONSTRUÇÃO DE LISTA

Embora os webinars geralmente envolvam um discurso de vendas no final, não é incomum os proprietários de empresas executarem um webinar “sem argumento” puramente para criar sua lista de e-mails. Nesse caso, tudo que é necessário para os participantes é se registrar no webinar com o endereço de e-mail.

Uma alternativa para isso é usar uma plataforma de mídia social como o YouTube Live, Instagram Live ou Facebook Live para organizar um webinar gratuito e incentivar os participantes a segui-lo nessas plataformas.

O principal objetivo desse tipo de webinar é estabelecer seus conhecimentos e criar um relacionamento com seu público-alvo, fornecendo valor em vez de focar na venda. Depois de se conectar com eles nas mídias sociais, você pode continuar a se envolver e transformá-los em assinantes de e-mail, onde você pode fomentar ainda mais o relacionamento.

6. YOUTUBE
Quais são as principais funções do YouTube?

  • Os usuários podem pesquisar e assistir a vídeos;
  • Crie um canal pessoal do YouTube;
  • Envie vídeos para o seu canal;
  • Curtir / Comentar / compartilhar outros vídeos do YouTube;
  • Os usuários podem se inscrever/seguir outros canais e usuários do YouTube;
  • Crie listas de reprodução para organizar vídeos e agrupar vídeos juntos.

7. PODCAST

Segundo a Edison Research, 24% dos americanos ouviram um podcast no último mês. Além disso, a popularidade dos podcasts continua aumentando. Muitos dos podcasts mais populares se enquadram nas categorias de negócios, notícias ou auto-ajuda.

Eles se tornaram um lugar onde os ouvintes vão para adquirir conhecimento e crescer. Para especialistas e líderes do setor, os podcasts oferecem uma experiência única para fornecer informações valiosas e aprofundadas ao seu público.

Além do conteúdo de formato curto, como mídias sociais ou postagens de blog, o formato longo de um podcast permite que você cultive um relacionamento mais profundo com seu público e aumente o alcance de novos ouvintes ao mesmo tempo.

Há muitos benefícios em iniciar um podcast. Se você tiver o conteúdo para apoiá-lo e dedicar algum tempo à gravação e promoção do seu conteúdo, um podcast pode ajudar bastante no crescimento da sua marca.

EXEMPLOS DE MARKETING DE CONTEÚDO

Mais de 85% das marcas usam marketing de conteúdo. Mas menos da metade se acham bons nisso. Por quê? Porque o marketing de conteúdo o torna vulnerável. Permite mostrar um lado seu que seus clientes normalmente não veriam. Você está colocando seus pensamentos e idéias em risco e esperando que as pessoas respondam.É o equivalente em marketing de namoro. E é assustador.

Mas a dura verdade é: embora um pouco de marketing de conteúdo seja bom, pouco é ótimo. Felizmente, com este artigo, você aprenderá o que é um ótimo marketing de conteúdo – e como você pode usá-lo. A seguir, 5 exemplos de  marketing de conteúdo.

1. CAMPANHA “COMPARTILHE UMA COCA-COLA” 

Se você não viu ou ouviu falar dessa campanha, provavelmente você vivia debaixo de uma pedra. Bem-vindo de volta ao mundo. A campanha “Share A Coke” da Coca-Cola deu a todos a oportunidade de personalizar sua bebida favorita.

Eles pegaram os 150 nomes mais populares da Austrália e os adicionaram ao lado das garrafas. E, bem … as pessoas ficaram loucas com isso.

Todo mundo estava falando sobre Coca-Cola. Desde então, a campanha se espalhou por todo o mundo.

POR QUE FOI TÃO BEM SUCEDIDO? 

Personalização. A Coca-Cola fez você se sentir especial. Era só você e sua garrafa contra o mundo. E esse toque pessoal é o ponto crucial do marketing de conteúdo.A Coca-Cola não estava rastreando o comportamento online, (re)segmentando clientes ou olhando para métricas de vaidade.

Em vez disso, eles segmentaram a coisa mais importante para os clientes – seu nome. Afinal, o assunto favorito de todos é eles mesmos. E se você quer que alguém preste atenção, usar o nome dele é um ótimo lugar para começar.

Pesquisas mostram que 74% dos profissionais de marketing sabem que a personalização aumenta o envolvimento do cliente. Mas apenas 19% deles o usam.É como saber que você tem uma fralda limpa na bolsa, mas nunca muda o bebê.

A Coca-Cola revolucionou as conexões emocionais pedindo às pessoas que “compartilhassem” seu produto. É uma campanha viral em uma garrafa.

O QUE VOCÊ PODE APRENDER:

Pense nos seus clientes como pessoas com emoções, assim como você. Como você quer que eles se sintam? Personalização e conexão emocional são fundamentais.

2. BLOB ABERTO DO BUFFER

O Buffer é um aplicativo de rastreamento de mídia social. Ele permite que você agende postagens e acompanhe seu crescimento nas mídias sociais.Mas a mágica não está no produto deles. É como eles o comercializam. Digite o Buffer Open Blog.

O fundamento? Transparência, abertura e confiança.E embora isso possa parecer simples, é genial.Eles mostram não apenas o que eles fazem, mas também como você pode fazê-lo – fornecendo um valor incrível a cada postagem. Quando você lê o blog deles, é como se você tivesse recebido a chave de um clube secreto – há centenas de pessoas vagando sem rumo, mas você conhece a batida secreta para obter todas as informações interessantes.

É o efeito de corda de veludo.Eles contam as histórias que as pessoas querem ouvir. Eles estão encontrando soluções para problemas específicos para pessoas específicas – e fazendo um ótimo trabalho.

O QUE VOCÊ PODE APRENDER:

Concentre todo o seu tempo e esforço no valor. Informar e educar seus clientes. Ofereça soluções nos bastidores. De que outra forma eles saberão o quanto você é incrível?

3. HOOTSUITE É UM JOGO DE TRONOS SOCIAIS

O Hootsuite é uma ferramenta de gerenciamento de mídia social que permite gerenciar todas as suas contas em um só lugar. Não é exatamente o que você chamaria de um tópico divertido e emocionante, certo?

Bem, a equipe de marketing deles tinha idéias diferentes. E começou com este épico vídeo viral: https://youtube.com/watch?v=2zCw_-XsTPE+ “Game of Social Thrones” foi um enorme sucesso.

Ele fez o que toda campanha de marketing deveria fazer. Isso provocou emoção.Se você é um fervoroso fã de “Game Of Thrones”, é engraçado, oportuno e faz você querer gritar: “Ei, cara! você viu isso? A propósito, o que diabos é Hootsuite? Vamos dar uma olhada … ”

E, se você nunca assistiu mais de cinco minutos do primeiro episódio, ele diz que esse é um produto épico que se preocupa com seus usuários – e, você sabe, mais do que apenas vender com força.

O QUE VOCÊ PODE APRENDER:

Divirta-se! Por todos os meios eduque, mas seja inovador. Encontre uma maneira nova e interessante de se conectar com seu público.

4. MICROSOFT E HISTÓRIAS

Os funcionários da Microsoft sabem contar uma boa história. E que lugar melhor para fazer isso do que um blog? É apropriadamente chamado de ” Histórias “.

Apreciar uma boa história está no seu DNA. Você está conectado para se conectar a ele. A narração de histórias libera o hormônio da ocitocina, o bem-estar. E se você conseguir que seu público sinta emoção com sua história, eles confiarão em você – e comprarão de você.

De fato, toda a filosofia de marketing do autor e empresário Seth Godin é baseada nesse princípio. Quanto melhores histórias você contar, melhor você se conectará ao seu público. Quanto melhor a conexão, mais forte o relacionamento.

O QUE VOCÊ PODE APRENDER:

Seja humano. É a única característica que você e todos os seus clientes têm em comum.

5. MARKETING DE ENTRADA DA HUBSPOT

A HubSpot é inovadora em marketing. Tanto é assim que eles cunharam o termo Inbound Marketing. Você provavelmente já ouviu falar disso, certo?

O HubSpot faz isso com seu processo simples:

  1. Atrai
  2. Converte
  3. Encerra
  4. Delícia

Nessa ordem. E, assim como o Buffer, eles criam muito e muito conteúdo valioso para ajudar as pessoas a progredir em seu marketing. Portanto, se você compra no HubSpot ou não, sempre os considere um recurso importante. Seus guias são detalhados, oficiais e gratuitos: e-books, kits de marketing, guias do usuário, seminários online e cursos em vídeo. Existe algo que esta empresa não possa fazer? Seu conteúdo é de alta qualidade, relevante e envolvente, o que é essencial para obter excelentes classificações de pesquisa.

O QUE VOCÊ PODE APRENDER:

Crie conteúdo de primeira qualidade. Isso pode parecer uma afirmação óbvia, mas qualidade e relevância superam a quantidade.

Viu só, o marketing de conteúdo é muito mais barato para o lojista do que qualquer outro tipo de anúncio, outro ponto forte é que ao produzir esses conteúdos você ganha credibilidade no assunto. Gostou? Compartilhe!!

Artigo anteriorComo fazer uma análise SWOT: passo a passo COMPLETO
Próximo artigoVídeos para loja virtual: por que e como fazer? Passo a Passo
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA