Analista de marketing: o que é, o que faz, quanto ganha? Veja!

Analista de marketing: o que é, o que faz, quanto ganha? Veja!

2971
0
Analista de marketing: você sabe o que faz esse profissional

Existem muitas formas de trabalhar com a internet. Em um primeiro momento, o comércio eletrônico parece que é a única alternativa para empreender online, mas isso não é verdade. O mercado digital tem uma gama de possibilidades de trabalho. Um exemplo disso é o analista de marketing, que é essencial para o contexto de conexão vigente.

Se você é da área da comunicação ou do marketing e está em busca de uma ideia para trabalhar online, esse conteúdo é para você! Aqui falaremos o que é analista de marketing e quais são as suas funções. Boa leitura! 

O QUE É UM ANALISTA DE MARKETING?

O analista de marketing é o profissional responsável por criar estratégias de marketing para um determinado serviço ou produto e por analisar os resultados das campanhas. Ou seja, suas tarefas envolvem o desenvolvimento de táticas dentro dos meios digitais. 

Para isso, é necessário ter conhecimento amplo sobre a aplicação de estratégias para o mercado online. Assim, poderá garantir escolhas que melhorem os números de sua empresa. Isso vale para estratégias de curto, médio e longo prazo. A formação desse indivíduo costuma ser na área de marketing, publicidade, administração ou jornalismo.

ANALISTA DE MARKETING: O QUE FAZ?

Em resumo, este profissional deve desenvolver ações de marketing baseadas nas necessidades da marca, acompanhando os resultados. Nas empresas menores, o analista de marketing costuma trabalhar sozinho. Já nas empresas maiores, há uma equipe para gerir todos os passos dessa estratégia. 

Você já viu que profissional que está nessa função precisa ter conhecimento de várias técnicas, como SEO, links patrocinados, mídias sociais, e-mail marketing e inbound marketing. Além disso, deve saber utilizar as ferramentas que permitam que essas atividades sejam postas em prática. Veja o que faz um analista de marketing:

1. ANÁLISE DE MERCADO E DA CONCORRÊNCIA

As atividades mais comuns do analista de marketing são o acompanhamento do mercado e da concorrência. Somente após um estudo detalhado do mercado, quando já tiverem sido mapeadas as melhores oportunidades de investimento em marketing para o negócio em questão, é que serão decididos os próximos passos.

Além disso, é preciso fazer uma boa análise da concorrência. A partir do acompanhamento dos rivais é que será possível identificar quais áreas eles estão enfatizando e se aquela é uma oportunidade que você também deve buscar. Também é necessário saber em que nível de marketing seus concorrentes estão. 

2. DEFINIÇÃO DAS PERSONAS

Outro ponto essencial para qualquer analista de marketing é a realização de uma pesquisa para saber, com clareza, qual é o perfil do cliente que a sua empresa atende. Aqui, é necessário fugir dos clichês de homem de 20 a 50 anos, das classes B e C. São necessários mais detalhes! 

Você precisa ter em mente que ao pensar em marketing digital é fundamental ter uma noção completa de quem é seu cliente, ou seja, quais são suas dúvidas, dificuldades e objeções no momento da compra. Com essas informações, sua comunicação será muito mais eficiente e terá mais chances de converter o contato em compra.

3. ESTRATÉGIAS EM MÍDIAS SOCIAIS

Outra tarefa essencial do analista em marketing é montar uma estratégia de mídias sociais. Para isso, é preciso pensar em um plano mensal para as redes sociais que sua empresa marca presença. Neste ponto, é fundamental saber quem é o seu público e o que ele deseja.

Essas informações darão o subsídio para que o analista de marketing crie seu plano de ação, estabelecendo um calendário para as publicações. Com o acompanhamento mensal, o profissional saberá quais conteúdos causaram mais engajamento e quais não tiverem a recepção esperada.

4. ESTRATÉGIA DE SEO

O analista de marketing é responsável por criar uma estratégia de SEO para ajeitar a casa. Assim, ao começar numa empresa, ele vai trabalhar na otimização de sua página, melhorando as atividades básicas que estavam paradas. 

Esse profissional também ficará responsável por fazer pesquisas de palavras-chaves para saber quais são os termos mais adequados para o mercado do seu negócio. Isso poderá ser medido através da relevância da busca ou da quantidade de buscas, que tornam possível entender como os anúncios precisam ser realizados.

5. ESTRATÉGIA DE LINKS PATROCINADOS

Aqui, trata-se de anúncios e isso também é uma tarefa do analista de marketing. Nesse ponto, é preciso pensar em estratégias SEO com a inclusão das palavras-chaves mais relevantes para o seu empreendimento, sempre levando em conta o que o seu público deseja. 

Poderá ser necessário a criar de uma lista de anúncios que podem ser relevantes para que se chegue aos indivíduos que se espera. Para tanto, é necessário um bom conhecimento tanto do Google Ads quanto do Facebook Ads.

6. ESTRATÉGIA DE INBOUND MARKETING

Essa estratégia necessita que outras sejam colocadas em prática antes, já que pode ser preciso usar técnicas de SEO e de mídias sociais, por exemplo. Esse tipo de estratégia leva em conta o fato de que o consumidor não deseja mais ser comprado, mas sim que ele quer ser educado. 

Ou seja, aqui o blog de uma empresa pode ser um instrumento muito útil para uma estratégia de inbound marketing. Para isso, será necessário criar um conteúdo interessante que crie uma confiança entre o seu negócio e o cliente.

 

QUAIS AS HABILIDADES QUE UM ANALISTA DE MARKETING DEVE TER?

O analista de marketing deve ter uma postura absolutamente proativa, com iniciativa para analisar o perfil da empresa e para, assim, criar metas que possam ser colocadas em prática de forma rápida e eficiente. Além disso, o profissional deve ter uma boa base de marketing, o que garante a sua capacidade de entendimento do mercado e do público.

Outra habilidade fundamental é em relação à escrita, que deve ser impecável, que já que ele será responsável por elaborar a linguagem usada pela marca, por criar conteúdos para redes sociais, blogs e anúncios, e por se comunicar com o público, interagindo nos canais e respondendo dúvidas. 

QUAL A QUALIFICAÇÃO NECESSÁRIA PARA UM ANALISTA DE MARKETING DIGITAL?

Não existe uma formação específica para o analista de marketing. Em geral, ele poderá ter estudando administração, marketing, publicidade ou jornalismo. No entanto, é fundamental que esse profissional tenha conhecimento de múltiplas áreas, podendo fazer conexões e somando conhecimentos para a empresa. 

ANALISTA DE MARKETING: COMPETÊNCIAS

Independente da área de formação, o profissional do marketing deve ter competências bem específicas relacionadas ao mercado digital. Este conhecimento fará com que o analista possa colocar em prática todas as ações necessárias para a empresa. Veja quais são os principais pontos:

  • Dominar as das redes sociais
  • Conhecer as mídias orgânicas e pagas
  • Saber posicionar uma marca
  • Analisar o mercado e o público-alvo
  • Planejar campanhas
  • Mensurar resultados
  • Construir linguagem da marca
  • Atender clientes
  • Criar e-mail marketing 
  • Aplicar os tipos de marketing (inbound, conteúdo, etc)

QUAL O SALÁRIO DE UM ANALISTA DE MARKETING?

O salário do analista de marketing varia conforme o vínculo de trabalho, já que ele poderá ser contratado para trabalhar na empresa ou poderá prestar serviço de forma autônoma, como pessoa jurídica. Na segunda modalidade, existe a possibilidade de atender mais de um cliente ao mês. 

O salário deste profissional costuma variar entre R$ 2.000 e R$ 9.000, dependendo do porte da empresa onde trabalha, do tipo de serviço que presta, do tempo de contratação e da sua formação. 

ANALISTA DE MARKETING DIGITAL OU CONSULTORIA?

A contratação de um analista de marketing digital não é a única possibilidade para uma empresa. Outra ideia é contar com uma consultoria focada nas necessidades do negócio. A principal diferença entre os dois serviços é que o analista presta um trabalho contínuo, enquanto a consultoria tem um vínculo pontual. 

Além disso, o analista de marketing cria e executa as ações, mensurando os resultados. Já o consultor oferece os insumos necessários para qualificar o gestor para criar e mensurar as estratégias sem, de fato, colocar a mão na massa. A escolha entre o analista ou o consultor depende muito da capacidade financeira da empresa e dos seus objetivos.

POR QUE CONTRATAR UM ANALISTA DE MARKETING DIGITAL?

Sem dúvidas, a contratação de um analista oferece mais autonomia à empresa do que o trabalho de um consultor, já que na segunda modalidade, o gestor da marca deverá se envolver com a criação e execução das estratégias de marketing digital. 

Além disso, a contratação de um analista permite que a empresa aumente a qualidade das suas campanhas, otimizando os gastos e aumentando as possibilidades de impactar um público capacitado, que poderá converter o contato em compras.

O analista de marketing também trabalha na presença digital da marca, fazendo com que os conteúdos publicados nas redes sociais e no blog dialoguem com o público-alvo, aumentando o vínculo entre empresa e consumidores. 

Se você gostou desse conteúdo e quer se aprofundar no tema, sugerimos a leitura do artigo A importância de falar a língua do cliente: você sabe quem é seu público-alvo? Esse conteúdo poderá ajudá-lo a entender ainda mais sobre a necessidade de ter uma postura profissional e assertiva nos canais de comunicação. 

 

Artigo anteriorO que é planejamento estratégico e como fazer? Passo a passo
Próximo artigoComo abrir um e-commerce: 6 simples passos infalíveis
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA