(11) 4118-9290 - São Paulo (SP) Clique aqui

REDES

Transportadora para e-commerce: como escolher? Lista + dica

Por Marcio Eugênio | 20/11/2020
93
|
0
Transportadora para e-commerce: como escolher? Lista + dica

Não é novidade para ninguém que a escolha da transportadora para o comércio eletrônico deve ser feita com muita atenção e cautela. Afinal, o serviço de transporte impacta no prazo e nas condições que o produto chega na casa do consumidor, influenciando na sua experiência e na possibilidade dele voltar a comprar. Importante, né?

Mas como saber qual é a melhor transportadora para e-commerce? Pesquisando, pedindo indicações e conversando com o prestador para entender se a empresa oferece o serviço que o seu negócio precisa. A seguir, apresentamos uma dica super completa, junto com muitas dicas para escolher a melhor empresa. Confira!

Como escolher uma boa transportadora para e-commerce?

A transportadora tem um papel essencial para qualquer loja: é ela que transforma a experiência virtual em um fato real. Ou seja, é através da entrega das encomendas no endereço indicado pelo cliente que se concretiza o contato entre a loja e o consumidor. Antes disso, tudo o que aconteceu foi mediado por uma máquina.
Por isso, essa etapa precisa de muita atenção. Cabe a transportadora entregar a encomenda no prazo e em ótimas condições. É claro que tudo isso também é de responsabilidade da loja virtual, e justamente por isso é que a escolha da transportadora precisa ser pensada com tanta ênfase.

Entre tantas possibilidades, como escolher uma boa transportadora para e-commerce, que cobre um preço justo e que garanta que os produtos chegarão intactos no endereço do cliente? Não existe um caminho único para isso. Por isso, indicamos que adote um conjunto de oito ações, que apresentamos a seguir:

1. Analise as condições de serviço da transportadora

Mesmo que a transportadora tenha sido recomendada por alguém da sua confiança, leia atentamente as condições de serviços. Lá estará explicado tudo o que será necessário saber durante o fluxo de trabalho com a empresa. Antes de assinar um contrato, explique suas necessidades e esclareça todas as suas dúvidas.

Mas o que pode conter nas condições de serviços da transportadora? Absolutamente tudo que envolve a recolha, o transporte e a entrega dos itens! Esse tipo de documento costuma falar sobre preços, condições dos objetos, obrigações do expedidor, responsabilidades, reclamações e assim por diante.

2. Verifique taxas incidentes

O serviço de transportadoras pode envolver algumas taxas adicionais, como custo de recolha, combustível, devolução, tempo extra de armazenamento dos produtos, etc. Você precisa saber de todas essas taxas antes de assinar o contrato e, mais do que isso, elas devem estar registradas num e-mail ou no próprio contrato.

Lembre-se que as vendas online dão a possibilidade de o cliente desistir ou trocar o produto que comprou. Essas condições de recolha devem estar alinhadas com a transportadora, já que são de responsabilidade do lojista e precisam ser gerenciadas com o máximo de agilidade possível. 

3. Procure saber se ela oferece serviços especializados

Algumas transportadoras contam com serviços especializados que podem ser bem importantes para o trabalho da loja virtual, como serviço de restrições alfandegárias, possibilidade de tracking e acompanhamento, notificação por SMS ou telefonemas ao cliente quando a data da entrega se aproxima, etc.

As transportadoras mais modernas contam com integração com a própria plataforma do e-commerce, permitindo que o gestor do e-commerce acompanhe as etapas de entrega. Da mesma forma, os consumidores podem ver a atualização de status da encomenda que realizaram.

4. Conheça os tipos de prazo oferecidos

Lembre-se que o prazo de entrega que você fala para o cliente deve ser cumprido de qualquer maneira. Imprevistos não justificam atrasos – pelo contrário, eles já devem estar previstos no tempo estimado. Confira todos os prazos oferecidos pela transportadora, bem como os preços para cada modalidade.

Existem entregas expressas, que garantem que o produto estará no endereço do consumidor em um ou dois dias. Da mesma forma, outra categoria de entrega tem o prazo mais longo, podendo variar entre três e doze dias. É claro que tudo isso tem um custo, que deve ser incluído na encomenda do consumidor.

5. Fique atento a estrutura da frota

Parece exagero, mas cabe ao gestor do e-commerce conhecer os tipos de veículos da transportadora, bem como a quantidade deles. Mas por que isso importa? Porque ela terá impacto direto na qualidade da entrega! Transportadoras que usam veículos defasados tendem a atrasar as entregas, já que estão mais suscetíveis a avarias.

Qual é a solução? Dar preferência para empresas que tenham veículos novos e que tenham frota suficiente para substituir algum veículo no caso de acidente ou de manutenção. É claro que isso tem um preço, mas vale a pena arcar com ele do que colocar a qualidade da entrega em risco.

6. Se possível, visite a transportadora

Se a transportadora for da sua cidade ou de uma região próxima, reserve uma horinha para visitá-la. Acredite: o contato por e-mail ou telefônico é bom, mas conhecer o prestador de serviços pessoalmente faz diferença para os dois lados! Até na hora de resolver algum problema, esse vínculo poderá ajudar.

Além disso, esclareça o canal onde serão solicitados orçamentos e recolhas. Será pelo dashboard da plataforma de e-commerce? Pelo site da transportadora? Por e-mail? Tenha em mente que o fluxo entre a sua empresa e a prestadora de serviços acontecerá de maneira constante e, por essa razão, deve estar bem alinhado.

7. Verifique a área de atuação da transportadora

A transportadora que você está pensando em contratar atende que áreas geográficas? O seu estado? Os estados vizinhos? O país inteiro? Veja se isso vai de encontro com os objetivos de mercado da sua empresa. Uma transportadora de nível nacional pode ser mais barata se a ideia é servir o país inteiro.

No entanto, se você tem a ideia de atender apenas a sua região e, quem sabe, as cidades próximas, uma transportadora a nível regional pode ser suficiente para a proposta. Nesse caso, o custo provavelmente será menor, pois você poderá escolher uma empresa cujo porte é mais enxuto.

8. Negocie melhores contratos com as transportadoras

Quanto melhor você negociar o preço antes de assinar o contrato com a transportadora, mais benefícios terá ao longo do tempo. Depois que os papéis tiverem sido assinados, sua luta será somente para evitar aqueles reajustes que ocorrem de tempos em tempos. 

Por isso, peça orçamento para várias empresas e fique por dentro da média de preços praticada pelo mercado. Isso dará a oportunidade de entender se a transportadora em questão tem preços caros ou baratos. Não tenha medo de negociar, isso é a base de qualquer negócio.

Quais são as vantagens de usar empresas de frete para e-commerce?

Muitos empreendedores de comércio eletrônico ficam em dúvida na hora de escolher entre Correios e transportadoras. A primeira coisa que você deve saber é que não existe decisão certa ou errada: as duas modalidades podem ser boas para levar as encomendas ao endereço dos clientes.
Mas por que usar empresas de frete para e-commerce no lugar do serviço postal? Essa decisão depende da área geográfica que a empresa se propõe a atender, bem como do tipo de produto com o qual trabalha, da pressa dos consumidores em receber as encomendas e do volume de vendas que faz. Ou seja, tem muitos fatores relacionados!

As grandes marcas do mercado costumam fazer entregas com transportadoras porque vendem muita quantidade e conseguem negociar os preços. É o caso das maiores livrarias, por exemplo. Mas essa não é a única situação: e-commerces com produtos delicados, ou que tenham grande volume, também costumam optar por transportadoras.

As empresas privadas prestam um serviço confiável para entregar produtos sensíveis ou volumosos, já que são contratadas especificamente para esse objetivo. No caso do envio de itens frágeis pelos Correios, o empreendedor deve se responsabilizar pela embalagem, já que a caixa será submetida às mesmas condições de envio de todos os outros itens.

Por fim, há outro ponto essencial das transportadoras: elas não param nunca! Ou seja, não fazem greves, que infelizmente são comuns nos Correios. E caso ocorra qualquer problema com o envio, o empreendedor da loja virtual tem um contato direto com a transportadora, o que não ocorre com o serviço postal. 

Em síntese, essas são as principais vantagens das transportadoras para lojas virtuais:

  • Enviam produtos frágeis 
  • Enviam produtos de grandes dimensões
  • Não fazem greve
  • Têm preços vantajosos para empresas com grande volume de vendas 

Quais as melhores transportadoras para E-commerce?

Deu para ver que as transportadoras têm muitos pontos positivos, não é mesmo? Agora que já falamos sobre as vantagens de contratar esse tipo de empresa, vamos falar sobre os tipos de transportadoras. Afinal, essas empresas são múltiplas e segmentadas conforme os serviços que oferecem. 

Dependendo das necessidades da sua loja virtual, do tipo de produto e da área de entrega, você deverá procurar um tipo específico de transportadora. Assim estará contratando uma empresa especializada no seu mercado e que poderá prestar o serviço mais eficiente possível para sua demanda. Confira as possibilidades aqui:

Couriers

Você já ouviu falar em courier? Embora a tradução literal seja de serviço postal, esse serviço no Brasil não se refere ao prestado pelos Correios. Na verdade, a base do atendimento é a que mais se aproxima da empresa pública postal, com a diferença de ser prestado por uma empresa privada que pode enviar correspondências e caixas.

Em geral, pequenos comércios eletrônicos contratam coueriers para enviar as encomendas para os clientes. Mas qual é a vantagem? Essas empresas costumam oferecer um atendimento de qualidade, com agilidade na busca das encomendas, rapidez nas entregas e preço competitivo. Bom saber, né?

Rodoviário

O transporte rodoviário é muito utilizado para o envio de encomendas no território brasileiro. Isso significa que a maior parte das compras realizadas por e-commerce é enviada a partir de caminhões – e não pelo serviço aéreo. Esse tipo de entrega consegue chegar a absolutamente todos os lugares do nosso país, embora, é claro, dependa de um prazo.

A grande vantagem de contratar o transporte rodoviário é que sua empresa pode contar com uma rota flexível, podendo enviar uma quantidade alta de encomendas de uma única vez. Isso porque os preços das transportadoras dependem da quantidade do veículo que você ocupa com os produtos que envia. 

Expresso

O transporte expresso, por sua vez, é aquele que garante o recebimento do produto no endereço do cliente no menor prazo possível. Costuma ser usado para dois tipos de cargas: as que têm custo alto e que, por isso, não devem ficar em trânsito por muito tempo, por correrem risco de assalto e de extravio, e as perecíveis, que vencem rapidamente.

Sabendo disso, podemos dizer que a entrega expressa é interessante para o envio de joias, acessórios, roupas de grife, medicamentos, cosméticos naturais, flores, etc. Essa modalidade também pode enviar itens urgentes, ou seja, que o cliente tem pressa de receber, mesmo que não sejam caros ou que vençam logo. 

Dependendo do e-commerce e da transportadora, o produto pode chegar no mesmo dia ao endereço do consumidor. O mais comum, no entanto, é que demore entre um a três dias, principalmente quando percorre grandes distâncias.

Especializadas

Como o próprio nome diz, as transportadoras especializadas trabalham com determinados tipos de produtos, atendendo apenas a empresas de certos nichos e segmentos. Mas qual é a vantagem? Essas transportadoras contam com veículos adaptados e dispõem de embalagens e equipamentos específicos para armazenar os produtos.

Um bom exemplo é o envio de produtos que necessitam de refrigeração durante o transporte e que precisam ser armazenados em veículos cujo bagageiro tenha um mecanismo para resfriar o ambiente. Isso vale principalmente para medicamentos, alimentos, bebidas e flores.

Social delivery

Essa é uma modalidade de entrega nova e, por isso, talvez você ainda não tenha ouvido falar. Trata-se de um envio colaborativo, no qual cidadãos comuns são os responsáveis por coletar e enviar os produtos aos consumidores. Como assim? É isso mesmo! As empresas de envio conectam as marcas com entregadores anônimos de diferentes lugares do Brasil. 

Em uma comparação rápida, esse tipo de entrega segue a mesma lógica dos aplicativos de mobilidade, como Uber e Cabify. Embora ainda não seja amplamente usada, a modalidade bate na tecla da rapidez e dispõe de garantia para o caso de dano, perda ou roubo. Os serviços que o social delivery oferece são semelhantes aos de transportadoras: 

  • Entrega no mesmo dia
  • Logística reversa
  • Rastreamento do pedido

Exterior

Por fim, a entrega para o exterior é ideal para empresas que trabalham com exportação, enviando os produtos para outros países. Existem transportadoras que trabalham com abrangência nacional e internacional, o que facilita bastante a etapa da logística. Além disso, os Correios também realizam esse tipo de envio.

A escolha entre transportadora ou serviço postal para envio para o exterior depende do tipo de produto e do volume de vendas. Se o seu e-commerce realiza esse tipo de entrega com frequência, poderá ser mais conveniente contratar uma transportadora especializada. No entanto, se as entregas são eventuais, os Correios já poderão ser suficientes.

Distribuição alternativa de mercadorias

Como você pode ver, a escolha por uma transportadora nem sempre é fácil. Antes de contratar o serviço, é essencial compreender quais são os verdadeiros objetivos da sua marca. Entregas constantes ou eventuais? Produtos tradicionais ou frágeis? Serviço ágil ou padrão? Tudo isso influenciará na escolha da empresa e no preço que será praticado.

Além das transportadoras tradicionais, também existem alguns serviços que podem facilitar a etapa de entrega e oferecer valor agregado à sua marca. A seguir apresentamos três funções que cada vez estão mais em alta no Brasil e no exterior. Veja só:

Click & Collect

Essa expressão em inglês serve para se referir aos pontos de retirada onde é possível buscar os produtos. Nessa modalidade, o cliente não recebe a encomenda no seu endereço, podendo optar por uma série de locais para fazer o levantamento das encomendas. Curioso, né?

Talvez você já tenha visto que lojas virtuais que também operam com lojas físicas dão a opção de o cliente comprar online e de retirar na loja de rua. Esse é um exemplo de click and collect. Nessa modalidade, o pedido e o pagamento são realizados de forma virtual, o que possibilita que o cliente tenha acesso aos preços praticados pelas lojas online.

Outro ponto positivo desse sistema de entrega é que não é necessário arcar com o valor do transporte, já que a entrega também exige deslocamento por parte do consumidor. Além disso, esse tipo de envio costuma ser mais rápido do que aquele que manda para o endereço do cliente.

Lockers

Os lockers, por sua vez, estão sendo cada vez mais usados. O grande exemplo desse sistema é a Amazon, que conta com lockers próprios em diferentes pontos das grandes metrópoles mundiais, garantindo entregas no mesmo dia! Esse tipo de logística pode ser adaptado ao mercado brasileiro.

Estes armários podem ser posicionados em lugares seguros, como shoppings e postos de gasolina. Para abrir, é necessário usar uma senha fornecida pelo e-commerce ou pela empresa gestora da logística, o que torna o processo bastante seguro. No entanto, para que dê certo, o sistema de lockers ainda precisa de algum incentivo. 

Mas quais são as vantagens dos lockers? Em primeiro lugar, geram um rastro ambiental menor, pois centralizam as entregas em pontos pré-estabelecidos. Do mesmo modo, facilitam a logística reversa, já que o cliente não depende do serviço dos Correios ou de transportadoras para devolver o item. Por fim, são ágeis e têm custos reduzidos.

Plataformas de gestão de frete

Além das duas modalidades inovadoras que falamos acima, também existem as plataformas de gestão de frete. Você já ouviu falar delas? Sem dúvidas, conferem bastante agilidade ao trabalho do gestor da loja virtual, pois permitem que o lojista gerencie todas as etapas de envio dos produtos em um só lugar. 

Falando assim nem parece necessário, mas precisamos ponderar que uma loja virtual opera diversas etapas simultâneas. Ou seja, enquanto há produtos sendo preparados para o envio, há outros em trânsito, além daqueles que estão retornando pela logística reversa que garante a troca ou a devolução dos artigos comprados online.

Como dar conta de tudo isso sem perder o controle? Com uma ferramenta que centralize os custos das diferentes operadoras, solicite orçamentos, acione a empresa que fará o transporte e acompanhe as entregas. Melhor ainda se também atualizar a plataforma do e-commerce, informando o status da encomenda para o cliente final! 

Lista de transportadoras para e-commerce

Embora muita gente subestime a etapa de definição da transportadora para o e-commerce, ficou claro que essa é uma escolha que deve ser muito ponderada, não é mesmo? Caso seja firmado o contrato com uma empresa que não supre a necessidade do e-commerce, a entrega dos produtos poderá ser impactada negativamente.

Além disso, o fluxo interno do e-commerce poderá ser prejudicado, já que sofrerá para lidar com uma empresa que, no fim das contas, nem presta o serviço necessário. Para evitar a troca da logística durante o andamento dos processos, recomenda-se que a pesquisa e a escolha da transportadora ocorra antes da loja virtual começar a operar.

Antes de entrar em contato com as empresas, você já deve ter definido o seu segmento, produto e público-alvo. Assim saberá o que realmente importa para você. Agilidade? Segurança? Cobertura nacional? Automatização? Essas premissas impactam na escolha da empresa contratada para seu negócio. A seguir, conheça essas cinco transportadoras: 

DLog

A DLog é conhecida por cuidar de todo o processo de envio de ponta a ponta. O que isso significa? Que ela dispõe de integração com as principais plataformas de e-commerce e de marketplace, importando os pedidos e dando conta da coleta, transporte e rastreamento das encomendas, que podem ser enviadas para praticamente todos estados do Brasil.
Além disso, a empresa também atualiza o dashboard e gera relatório sobre o envio. Desta maneira, o gestor do comércio eletrônico consegue saber em tempo real em que etapa da entrega a encomenda está, tendo conhecimento sobre a previsão de recebimento por parte do cliente. 

Os envios da DLog também contam com assinatura do receptor sem custo adicional, logística reversa para a devolução ou troca de produtos e permanência de encomendas por cinco dias com a empresa, o que é uma boa opção para o caso de inconsistência do endereço informado pelo cliente.

Mandaê

A Mandaê é uma empresa de logística moderna, que auxilia os empreendedores a se diferenciarem pela qualidade do serviço de entregas oferecido. Ela conta com centralização da logística numa única plataforma, rastreamento das etapas do envio, painel para tentativa de ocorrências e preço competitivo.

Além disso, também dispõe de integração com muitas plataformas de e-commerce e ERPs, facilitando a administração das etapas de envios e deixando tudo mais seguro para os consumidores. Outra vantagem é o sistema de previsão de entrega da plataforma, que usa inteligência artificial para antecipar possíveis atrasos.

B2Log

A B2Log se apresenta como uma empresa com soluções criativas para os comércios eletrônicos. Uma de suas vantagens é a entrega em 12h, conhecida como same day delivery, que pode ser feita de carro, moto, bicicleta ou patinetes elétricos, a depender da distância que será percorrida.

Além disso, a empresa oferece automatização dos processos, o que reduz o risco de erros na etapa de envio, coletas simplificadas, previsão de entrega, atualização de dados em tempo real e baixa automática, disponibilizando a assinatura digitalizada de quem recebeu a encomenda.

Total Express

Por sua vez, a Total Express reúne quase 30 anos de experiência em todo o território nacional para atender comércios eletrônicos de todos os portes: dos pequenos aos gigantes! A empresa garante soluções personalizadas conforme a etapa em que o cliente se encontra. 

Para os iniciantes nas vendas online, por exemplo, oferece duas possibilidades de planos: o e-total, que não possui volume mínimo para a coleta, podendo ser realizada no mesmo dia, e o total standard, que garante a entrega entre dois a cinco dias úteis nas principais cidades do país, com abrangência nacional.

ABComm

Por fim, a ABComm não é exatamente uma transportadora, mas serve como fonte para obter as informações mais fresquinhas e atualizadas do setor. Trata-se da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico, criada para que a categoria tenha uma voz ativa diante do Governo. 

A ABComm reúne as empresas do varejo e os prestadores de serviços online, representando suas questões e necessidades. Também reúne notícias e documentos que dão instrumentos para que as marcas do setor prestem um serviço cada vez melhor.

Depois de ler tudo isso, está claro que a escolha da transportadora para e-commerce deve ser feita com muita cautela, né? Esse é um serviço essencial para qualquer comércio eletrônico, independente do seu porte, e que impacta diretamente na satisfação do consumidor. Afinal, ninguém gosta de receber a encomenda atrasada ou danificada. 

Agora que você já sabe bastante sobre a escolha destes prestadores de serviço, sugerimos que leia esse artigo sobre fidelização dos consumidores. Algumas pequenas medidas têm o poder de transformar a experiência dos clientes em algo muito positivo, aumentando as chances deles recomendarem a marca a amigos e, é claro, voltarem a comprar na loja. 

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

Posts relacionados