Estoque inicial: como calcular? Estoque ideal para sua loja virtual e física

Estoque inicial: como calcular? Estoque ideal para sua loja virtual e física

11178
0
Controle de estoque utilizando com Excel é bom?
Controle de estoque utilizando com Excel é bom?

Para se ter um estoque você vai precisar de um espaço para guardá-lo dependendo do seu segmento você vai precisar de algumas instalações específicas, por exemplo se sua loja vende produtos perecíveis vai precisar de um local arejado, limpo, iluminado, sem sol. Se for produtos com material frágil como vidro, espelho, cristal, porcelana.

Enfim seus produtos ficaram guardados por um tempo indeterminado, pois não tem como saber qual será a velocidade que você vai vendê-los. Produtos eletrônicos, perecíveis, roupas, sapatos, perfumes, maquiagem, enfim precisa ser estudado. Se você vai abrir um negócio e não sabe como calcular o estoque inicial, confira aqui o ideal para sua loja virtual e outros tipo de negócio e evite erros!

COMO DEFINIR O ESTOQUE INICIAL?

Não há nada mais gratificante iniciar um negócio do nada e vê-lo crescer. Você terá muita concorrência vendendo produtos online. Por isso, ao iniciar uma loja online, suas principais preocupações devem ser sobre os produtos – de onde obter produtos, quantos produtos são suficientes para sua loja, como categorizá-los e assim por diante.

Pode ser complicado, sem saber quanto você precisará, mas, em geral, é melhor ter muito estoque do que não ter o suficiente. Preste atenção em como suas vendas aumentam para que você possa ser mais eficaz com pedidos futuros.

O gerenciamento da cadeia de produtos é fundamental na distribuição e o estoque necessário é a diferença entre o tempo de entrega dos fornecedores e o compromisso com a remessa para o cliente. Em termos simples, se você promete entrega dentro de 3-5 dias, mas seus fornecedores levam de 15 a 30 dias, é necessário ter estoque suficiente para cobrir a lacuna. Tempo de entrega do fornecedor – seu compromisso de entrega = níveis de estoque necessários.

Você precisa verificar cada um dos itens, prever suas vendas por item de linha e usar o conceito acima para definir seus níveis mínimos de estoque. À medida que o tempo passa e você obtém o histórico de suas vendas, pode obter muito mais precisão, pois possui vendas reais para usar como base.

PLANEJANDO O NEGÓCIO

Analisando o seu planejamento você terá a orientação de quanto você vai dispor de valores para poder pagar um local para guardar seu estoque, principalmente no início de uma loja, onde não sabemos quanto vamos vender e o que vamos vender.

DEFININDO O SORTIMENTO E AS QUANTIDADES

Você vai precisar selecionar os produtos da sua loja dependendo do segmento o produto tem vários modelos, tamanhos, cores, formas, ilustrações e você precisa ter um certo número de cada modelo, para poder atender a vários tipos de clientes.

PESQUISE SOBRE SEU NEGÓCIO

Observe na internet, as lojas do mesmo segmento que o seu, veja qual produto é mais vendido, veja qual é o produto que é denominado carro chefe, veja as opções que as pessoas mais compram, modelo, cor, tamanho para que você tenha uma ideia do tamanho do seu estoque.

Um estoque muito grande traz despesas, gastos com manutenção, desperdício quando não se vende tudo, ou desperdício em pagar uma local grande para guardar as coisas e não usar todo o lugar.

VANTAGENS DE TER UM ESTOQUE BEM ESTRUTURADO 

Um benefício relacionado ao controle de estoque é a eficiência. É mais provável que os clientes tenham uma boa impressão de você se você conseguir atender seus pedidos em tempo hábil. A localização manual de itens que foram vendidos, mesmo em um armazém menor, consome tempo e é suscetível a erros. Um sistema de controle de inventário informará aos funcionários exatamente onde o produto está, e isso vai acelerar o processo de pedido do seu cliente. 

Abaixo, resumimos precisamente por que o controle de estoque é crucial para o sucesso de todos os negócios.

  • Utilizar adequadamente o capital de giro do negócio;
  • Evitar atrasos no fornecimento de materiais e componentes;
  • Suprir as necessidades de vendas na medida da demanda;
  • planejar o estoque hoje é zelar pelo capital de giro amanhã;
  • Inventários periódicos auxiliam na identificação de furtos ou desvios de   estoques;
  • O custo de aquisição dos artigos é importante. Mantenha-o sempre registrado;
  • Sistemas informatizados ágeis facilitam controle, gestão e consulta aos estoques;
  • Controle a validade e a aceitabilidade dos itens de estoques;
  • Comprar bem é comprar o produto certo, na qualidade adequada, no tempo e na quantidade certa;
  • O controle visual dos artigos estocados é tão ou mais importante que relatórios informatizados.

COMO ADMINISTRAR O ESTOQUE INICIAL?

Compreender os níveis de estoque também ajuda as empresas a descobrir quais produtos estão vendendo bem e quais não estão. Eles podem usar informações de inventário para orientar o curso dos negócios para obter produtividade e renda máximas.

O estoque inicial é o valor em dinheiro de todo o estoque mantido por uma empresa no início de um período contábil e representa todos os bens que uma empresa pode colocar para gerar receita para esse período. 

  • Planejar o estoque hoje é zelar pelo capital de giro amanhã;
  • Inventários periódicos auxiliam na identificação de furtos ou desvios de estoques;
  • O custo de aquisição dos artigos é importante. Mantenha-o sempre registrado;
  • Sistemas informatizados ágeis facilitam controle, gestão e consulta aos estoques;
  • Controle a validade e a aceitabilidade dos itens de estoques;
  • Comprar bem é comprar o produto certo, na qualidade adequada, no tempo e na quantidade certa;
  • O controle visual dos artigos estocados é tão ou mais importante que relatórios informatizados.

GESTÃO DE ESTOQUE: PEPS E UEPS

Peps – Primeiro que entra primeiro a sair – A primeira roupa que entra no estoque é a primeira a sair. O raciocínio é simples no momento em que você tira um produto do estoque, você dá preferência a um produto mais antigo, os produtos mais novos são os primeiros a vender para os clientes.

O PEPS é muito usado em produtos perecíveis, pois faz o produto mais antigo ser vendido primeiro. Sua vantagem está também em facilitar sua gestão financeira você trabalha com o preço de custo dos produtos é possível fazer a diferença no preço do mesmo produto, passando o aumento e desconto obtido nas compras mais antigas em relação as compras mais recentes.

Quem trabalha com importação, faz a diferença competitiva pois comprar com o dólar em baixa significa  uma margem maior no mesmo preço de venda. UEPS – A sigla pode ser lida como o último a entrar, primeiro a sair.

A IDEIA É QUE O ÚLTIMO ITEM COMPRADO É O PRIMEIRO A SER VENDIDO

O UEPS não pode ser viável por existir a possibilidade da primeira mercadoria comprada, no momento da venda pode estar vencida.

No entanto é um método de controle de estoque mais eficiente para o planejamento de produção, permitindo ajustes rápidos nos preços e quantidades a serem fabricados com o consumo real.

Uma vez que os últimos itens são os primeiros a serem vendidos, consegue-se uma média de consumo do período, conseguindo prever o consumo futuro à medida que novos produtos vão entrando no estoque.

Ele tende a reduzir a margem de lucro operacional das empresas, sendo que no momento da mediação os fatores externos momentâneos como inflação, variação cambial, etc. são repassados ao preço de custo da mercadoria, por essa razão ele não é aceito pela Receita Federal.

Não somente para atender a legislação vigente, mas é para controlar rigorosamente o que entra e o que sai da empresa para evitar prejuízos e distorções nos cálculos operacionais.

OS 5 MANDAMENTOS DA GESTÃO DE ESTOQUE

  1. Quanto mais área se ocupa com armazenagem, menos área se torna disponível para vendas;
  2. Um lugar para cada artigo é um artigo em cada lugar. Artigos diferentes, locais diferentes, facilita muito;
  3. Nunca estoque o desnecessário;
  4. O estoque não deve estar alto quando o caixa (dinheiro disponível) está baixo;
  5. O nível dos estoques deve acompanhar a venda dos produtos.

COMO FAZER UM ESTOQUE DE PRODUTOS?

Para criar um sistema otimizado de gerenciamento de inventário em seu negócio de comércio eletrônico, execute as seguintes etapas: 

1. ENTENDA A DEMANDA BÁSICA POR CATEGORIA 

A primeira etapa para entender melhor o gerenciamento de inventário, especialmente se você estiver lançando uma nova loja de comércio eletrônico, é entender como a demanda varia para sua categoria de produto ao longo do tempo. Você pode conseguir isso aproveitando o Google Trends para ver como a demanda e o interesse da pesquisa mudaram nos últimos 12 meses ou até nos últimos cinco anos.

Se você possui um site de comércio eletrônico estabelecido, outra opção é usar o Google Analytics para ver quais páginas e produtos seu público visita mais e quanto tempo ele passa lá. Esse insight não apenas informará quais tipos de produtos atraem a atenção do público, mas também quais produtos são populares e exigem mais estoque de buffer.

2. PREVEJA A DEMANDA FUTURA 

O segundo passo na otimização do gerenciamento de estoque é tentar prever a demanda futura – incluindo a demanda sazonal. Para fazer isso, basta analisar as vendas passadas e determinar quando a demanda e o interesse foram maiores. Também espere encontrar grandes oportunidades de vendas ao longo do ano – como feriados e eventos – e planeje um aumento da demanda.

A partir daí, solicite e armazene o estoque adequadamente para impedir que qualquer item fique sem estoque durante os horários de pico da demanda. Se você não possui histórico de vendas, consulte a análise realizada com o Google Trends e o Google Analytics.

3. DEFINA ESTOQUE MÍNIMO VIÁVEL INICIAL 

Se sua loja de comércio eletrônico já estiver em execução, você também deve definir um nível mínimo de estoque inicial viável para cada produto vendido. Lembre-se: seu objetivo é determinar o menor estoque possível que você possa ter para atender à demanda e evitar atrasos no cumprimento.

Para chegar ao seu número, você precisa entender bem a demanda e a quantidade de tempo que leva para substituir o estoque esgotado. Quando as quantidades caírem abaixo do número designado, faça um novo pedido com o fabricante ou o atacadista. Pense neste exercício como um ponto de partida. Não tenha medo de ajustar esse número ao longo do tempo, pois você experimenta uma demanda crescente ou decrescente dos consumidores.

4. PRIORIZE PRODUTOS COM UMA ANÁLISE ABC

Para aumentar a eficiência e economizar dinheiro, priorize produtos usando a análise ABC. A análise ABC é um método para priorizar seu inventário existente usando três categorias:

  • (A) produtos de alto valor com baixa frequência de vendas. Por exemplo, itens caros, como equipamentos de ginástica e esportes.
  • (B) produtos de valor moderado com uma frequência moderada de vendas. Por exemplo, eletrônicos e jóias.
  • (C) produtos de baixo valor com alta frequência de vendas. Por exemplo, roupas e comida.

O ABC Analysis baseia-se em parte no Princípio de Pareto , que explica que 80% de suas vendas podem ser atribuídas a 20% de seus clientes. Esses clientes compram produtos da categoria A, responsáveis ​​pela maior parte de sua receita. Portanto, é mais caro para seus resultados financeiros perder esses clientes do que perder clientes que compram produtos B e C.

Seu objetivo aqui deve ser entender quais produtos precisam de mais atenção, do ponto de vista do gerenciamento de inventário. Por exemplo, produtos que se enquadram na categoria A podem precisar ser solicitados com mais frequência do que produtos que se enquadram na categoria C, porque o valor que você mantém disponível é muito menor.

5. PREPARE-SE PARA A SAZONALIDADE

Se você estiver executando uma loja de comércio eletrônico que aproveitará uma determinada temporada de compras – como férias – ou época do ano – como verão – faça o que puder para estar preparado.

Mantenha os níveis de estoque baixos durante os meses lentos, mas não espere muito para aumentar seu suprimento. Perto do final de uma alta temporada, promova ofertas especiais para vender a maioria dos estoques, a fim de evitar o excesso de estoque morto.

Mantenha seus custos operacionais baixos o máximo possível e, enquanto os negócios são mais lentos, use o tempo para garantir que todas as peças estejam no lugar – como parceiros, ferramentas, armazenamento, recursos humanos, ferramentas entre outros, – para garantir um período de vendas tranquilo e bem-sucedido.

6. IMPLEMENTE SOFTWARE DE GERENCIAMENTO DE INVENTÁRIO

Para criar e escalar um negócio de comércio eletrônico hoje, você realmente precisa investir em software de gerenciamento de inventário. Você pode trabalhar manualmente mas, não facilitará o dimensionamento de seus negócios.

O software de gerenciamento de inventário pode ajudá-lo a manter o controle sobre o estoque, garantir que você nunca tenha estoque excessivo ou insuficiente, sincronizar o rastreamento de inventário em todos os canais em que vende produtos, compilar dados de inventário em tempo real em um sistema conveniente e permitir que você aproveite informações valiosas para aproveitar as oportunidades, aumentar as vendas e expandir seus negócios de comércio eletrônico.

COMO CALCULAR ESTOQUE INICIAL E ESTOQUE FINAL?

Manter a quantidade certa de estoque inicial disponível é uma tarefa delicada.Se você tem muito pouco, corre o risco de decepcionar seus clientes, direcioná-los para seus concorrentes e danificar sua imagem.

Os consumidores online esperam uma experiência de compra simplificada, que lhes permite pedir o que querem quando querem. Muitos demonstraram que estão dispostos a pagar preços mais altos pelo envio no mesmo dia, durante a noite ou na loja para garantir que eles recebam o produto o mais rápido possível.

O CÁLCULO É SIMPLES

Para calcular o custo de mercadorias vendidas, o cálculo é baseado no total das compras feitas durante o período do estoque inicial e retirando o estoque final no mesmo período.

Ou seja, custo dos Produtos Vendidos = estoque inicial + aquisições – estoque final.

Logo após, adicione o total das aquisições realizadas durante o período. Isso vai resultar no custo total do estoque. Para descobrir os gastos de custos das mercadorias vendidas durante o ano, é preciso subtrair o estoque final e deixar apenas o estoque do que foi vendido.

Os administradores também podem fazer a lista do estoque por categorias e  descobrir qual a margem de lucro de cada produto. Assim, será possível analisar os  produtos de maior ou menor rentabilidade quando for vender.

O cálculo da quantidade certa de estoque exige que você estime as necessidades futuras com base na demanda histórica. Isso pode consumir muito tempo se você ainda estiver usando planilhas para rastrear o inventário, mas com um sistema de gerenciamento de inventário, é possível obter dados históricos precisos e detalhados das vendas com apenas alguns cliques do mouse.

FÓRMULA EOQ

Depois de coletar os dados, você pode solicitar com base na demanda recente ou aplicar seus dados históricos à  fórmula do QO (ordem econômica). Desde que foi desenvolvido em 1913, o EOQ ajudou as empresas a calcular a quantidade ideal de estoque a ser solicitada para um determinado produto com base em três variáveis: demanda, custo de pedido e custo de transporte (também conhecido como custo de manutenção, que veremos em mais detalhes na próxima seção).

O EOQ é assim:

  • EOQ = quantidade da ordem econômica
  • D = quantidade de demanda anual
  • S = custo estático (fixo) por pedido
  • H = custo anual de manutenção por unidade

ESTIMATIVA DE ESTOQUE INICIAL 

Avaliar os custos do estoque inicial pode ser difícil para os novos varejistas. Você sabe que precisa de inventário para vender na loja, portanto, é uma informação vital em seu plano de negócios. O problema é que é muito difícil saber exatamente quanto custará para comprar todo esse estoque inicial. Os vendedores e fornecedores geralmente enviam catálogos com listas de preços de revendedores para empresas estabelecidas. Alguns podem compartilhar essas informações se você lhes explicar que planeja um novo negócio, mas muitos não o farão.

Embora isso torne seu trabalho um pouco mais difícil, ainda é possível obter estimativas precisas. É aqui que o seu novo emprego como contador da empresa entrará em cena.

Se você conhece alguns fatos básicos, pode estimar seus custos de inventário:

  • Quais linhas de produtos você vai estocar? 
  • Quantos itens de cada linha de produtos você precisará para abrir a loja?
  • Qual é o preço sugerido de cada um desses produtos?
  • Você também precisará saber que a marcação no varejo geralmente é executada entre 30 e 40%, dependendo do segmento do setor;
  • Itens de luxo e mercadorias artesanais geralmente permitem marcações mais altas.
  • Produtos básicos e essenciais podem ter uma margem de lucro menor.

AGORA FAÇA AS CONTAS 

Digamos que você planeja vender um item que geralmente é vendido por US $ 19,95. Como você conhece a marcação média, pode estimar que este produto pode custar entre US $ 14 e US $ 15 no atacado . Multiplique pelo número de itens que você planeja estocar e você tem o custo do primeiro produto.

ESTOQUE INICIAL E-COMMERCE

Ao iniciar uma loja online, você pode explorar o dropshipping. Este é o modelo em que você só compra um item depois de receber um pedido. O distribuidor envia diretamente para o seu cliente. 

Isso permitirá que você comece com estoque zero. Se essa opção não estiver disponível  comece com o mínimo de inventário possível.

Um dos grandes desafios que você precisa enfrentar ao controlar seu estoque é evitar pedir demais. Se você pedir demais, começará a acumular estoque. Isso significa que ele começará a ser danificado ou perder seu valor (com a tecnologia, por exemplo).

A ideia é que você comece com a quantidade mínima possível para poder analisar a rapidez com que a vende e como é necessário substituí-la. Dessa forma, você pode medir qual é o tamanho ideal do pedido para minimizar o excesso de produtos.

ESTOQUE INICIAL LOJA DE ROUPAS 

Seu inventário deve refletir as tendências atuais da moda e incluir nomes de marcas que são populares. Estilos e designs de pesquisa que atraem seu consumidor-alvo. Pesquise atacadistas e designers de roupas que atendam às demandas do consumidor e se ajustem ao seu plano de orçamento inicial. 

Participe de feiras para encontrar designers de vestuário promissores e preços de desconto seguros. Você também precisará de vários tamanhos para acomodar sua clientela. Nunca deixe o tamanho do inventário exceder sua capacidade de apresentá-lo em sua loja. 

O QUE É O CMV?

Um dos maiores desafios do empreendedor é com certeza, o momento de fazer o planejamento financeiro do seu negócio. Entender de contabilidade e finanças e seus conceitos e aplicabilidades é realmente uma tarefa difícil para quem sabe vender, atender fornecedores e conquistar parceiros e ainda motivar a equipe. Vai sempre chegar o momento mensal de fechar as contas para saber se o negócio está ganhando ou perdendo dinheiro, e neste cenário é que entra o CMV.

Conhecido como a sigla de Custo da Mercadoria Vendida que significa a soma dos gastos que envolveram a produção e armazenamento do produto até ele ser vendido.  

COMO SE CALCULA O CMV DE UM PRODUTO?

A importância do CMV está na capacidade de permitir conseguir calcular e dimensionar o seu Lucro Bruto.Vamos mostrar como se calcula o CMV com um exemplo. Suponhamos que sua loja de cosméticos não fabrica os seus produtos e você é apenas um revendedor. 

A cada venda o valor recebido não é o lucro que você receberá, e sim o desconto do valor das despesas em obter o produto. Portanto, esse é o CMV – Custo da Mercadoria Vendida do seu produto. O dado serve também para o cálculo do balanço anual contábil.  

Agora vamos saber como calcular o CMV

Para entender a fórmula do CMV,  vamos conhecer o termos técnicos que fazem parte da sua composição. 

  • Inventário – estabelece a entrada e saída de produtos e insumos em um empreendimento. Deve ser atualizado em tempo real, como todo o estoque vendido e comprado. É possível fazer o cálculo de duas perspectivas, ou seja, o cálculo monetário – que leva em conta a medida não em unidades, mas em valores, e tem ênfase na avaliação financeira; 
  • Já o cálculo por mercadoria – efetua o cálculo baseado na quantidade de estoque, sendo mais comum para cálculo da logística e operações. Realiza os cálculos com base na quantidade de estoque.

Depois de conhecer os nomes, vamos às fórmulas. Primeiro, calcule o CMV de seu inventário por MERCADORIA. 

O Custo de Mercadoria Vendida é o mesmo da equação do estoque inicial (EI);

  • Somado às  compras (C);
  • Mais devoluções de compras (DC);
  • Menos devoluções de vendas (DV);
  • Menos estoque final (EF).

A seguinte fórmula CM CMV = EI + C + DC – DV – EF se define pela multiplicação dos valores concretos pelo respectivo valor de cada unidade de produto. 

Se o produto custar R$ 10,00, é preciso apenas fazer o cálculo da fórmula multiplicando os valores encontrados por 10. Lembre-se sempre que para fazer os cálculos é preciso saber os números do estoque. 

O ESTOQUE INICIAL IDEAL É AQUELE QUE SUPRE AS NECESSIDADES DE SEU NEGÓCIO

Sem gerar gastos desnecessários, um lugar limpo, arejado, iluminado de fácil movimentação e localização dos produtos, as despesas do estoque devem ser cumpridas pela loja, sempre tem que estar atualizada.

Não é necessário nenhum recurso ou software caros para administrar o estoque inicialmente, basta uma simples planilha do Excel e pronto você tem o controle total do que entra e sai, vai saber o que mais vende e o que não vende.

Em sua loja deixe visível a quantidade de produtos do seu estoque, faça sempre atualização dos dados do estoque.

Podemos dizer que o estoque ideal, não somente para o início de uma loja, é o estoque que está sempre se renovando, sempre em movimento peças entrando outras saindo, nada parado.

Caso você não tenha recursos iniciais para um estoque nas primeiras vendas tente revender, outra opção é o Dropshipping é uma técnica de gestão da cadeia logística na qual o revendedor não mantém os bens em estoque, apresentando os produtos a seus clientes através de catálogo ou página web, assim que completa o pedido de compra, solicita e paga o fornecedor, este fará todo o processo de embalagem e envio diretamente ao cliente.

Como em todos os negócios de varejo, os varejistas fazem os seus lucros sobre a diferença entre o preço de atacado e varejo. Para se trabalhar com DropShipping não é preciso muito, apenas que você tenha um computador e acesso à internet. É uma saída para seu negócio que está começando. Aproveite.

Artigo anteriorTipos de empresa: saiba quais são e como escolher a ideal
Próximo artigoComo registrar o nome da empresa em 5 passos simples para não errar
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA