Como é feito o cálculo de frete por transportadoras?

Como é feito o cálculo de frete por transportadoras?

170
0

Com a era digital, é cada vez mais comum a realização de compras pela internet, e uma das maiores preocupações dos consumidores ao adquirir algum produto é o valor cobrado pela entrega. Mas, afinal, como é feito o cálculo de frete e o que está incluso nele?

Esse cálculo envolve diversas variáveis. Além do valor do frete, muitas vezes ainda há cobranças extras. Se você deseja entender um pouco mais sobre essas variáveis, confira o artigo que preparamos para você.

Distância da entrega

A distância é um ponto de extrema importância, já que é por meio dela que serão calculados fatores como desgastes de pneus, consumo de combustível e tempo de entrega, por exemplo. Isso sem contar que uma área de difícil acesso pode exigir outras formas de transporte, como barco ou avião, resultando em alterações no prazo e no valor.

Peso da mercadoria

Nesse caso, pode ser considerado o peso bruto (ou seja, o peso da mercadoria mais a embalagem) ou o peso cubado, que é a relação entre peso e volume. A cobrança costuma ser feita com base no maior valor entre eles, ou seja, se o peso da carga for maior que o tamanho ocupado, esse será o número considerado.

O objetivo das transportadoras é fazer uma cobrança justa, visto que uma carga com grande volume pode pesar pouco (como o algodão, por exemplo) e outra com pequeno volume pode ser bem pesada.

Taxas

Taxa de restrição ao trânsito (TRT)

Quando há algum tipo de restrição à circulação de veículos de carga em certos dias ou horários no município, é realizada uma cobrança adicional chamada taxa de restrição ao trânsito (TRT), já que o veículo ficará parado durante o período da proibição. Seu valor pode chegar a 20% do frete total.

Em algumas partes de São Paulo, por exemplo, é proibida a circulação de veículos de cargas em determinados horários. Considerando um frete total de R$ 55,00 e uma TRT de 15%, o valor adicional cobrado seria de R$ 8,25.

Taxa de devolução

Ocorre quando a mercadoria não é entregue ao cliente e ela precisa ser devolvida para o remetente.

Taxa de dificuldade na entrega (TDE)

A TDE é uma das cobranças mais comuns e é aplicada para casos de problemas na entrega, como longas filas de espera para fazer a descarga ou o recebimento da carga fora do horário comercial, por exemplo.

Taxa de difícil acesso (TDA)

Essa taxa muitas vezes é considerada junto da taxa de dificuldade na entrega, mas pode acontecer de ser cobrada separadamente. As situações de aplicação são bem parecidas, mas a TDA trata de entregas em regiões de difícil acesso, como estradas de terra e ruas muito estreitas, por exemplo.

Gerenciamento de riscos (GRIS)

A GRIS também é bem comum e é aplicada sobre o valor total da nota fiscal. O intuito dessa taxa é o combate aos furtos, assaltos, roubos ou qualquer outro tipo de ataque às mercadorias.

Taxa de carga e descarga

Não existe um padrão para a cobrança dessa taxa, desde que seja especificada em contrato. Cada transportadora adota um método diferente e é aplicada caso a mercadoria exija mais tempo para ser carregada e/ou descarregada do veículo.

Taxa de armazenamento

É aplicada quando acontece algum impedimento no recebimento da mercadoria pelo cliente e a transportadora precisa arcar com o armazenamento e a demora na finalização da entrega.

Taxa de unitização das cargas

Consiste na junção das cargas em um só volume, como em um palete, por exemplo. Como o procedimento não é de responsabilidade da transportadora, há a cobrança da taxa quando o cliente solicita o serviço.

Taxa de agendamento

Nos casos em que o cliente solicita agendamento prévio para o recebimento da mercadoria, é cobrada uma taxa extra, já que a transportadora terá de se dedicar para atender a necessidade apresentada pelo cliente. Muitas vezes essa cobrança é feita em conjunto com a taxa de armazenamento.

Agora que você já sabe quais são as principais taxas aplicadas e como é feito o cálculo de frete, confira também o artigo Gestão de estoque no e-commerce: 6 dicas de otimização.