Veja as principais diferenças entre a gestão de e-commerce e de lojas...

Veja as principais diferenças entre a gestão de e-commerce e de lojas físicas

687
0

Os empreendedores que estão sempre atentos ao movimento dos consumidores já perceberam que o ambiente virtual está crescendo. Por isso, muitos já estão estudando como fazer uma gestão de e-commerce eficiente para se destacar da concorrência e criar um negócio de sucesso.

Isso é necessário porque, embora tenham algumas semelhanças, uma empresa que atua online tem algumas particularidades que as lojas físicas não possuem. Sendo assim, mesmo empresários experientes precisam ter cuidado com esses detalhes para serem bem-sucedidos na empreitada.

Quer saber quais são esses detalhes? Confira as 5 maiores diferenças de gestão que o negócio online tem!

1. Clientes 24 horas

A loja física permite uma abordagem próxima do cliente, mas o e-commerce também tem uma vantagem: estar acessível ao consumidor 24 horas por dia, 7 dias por semana. Por isso, ao planejar uma loja virtual, é preciso pensar como será feito o atendimento a esse cliente, especialmente fora do horário comercial.

Quem optar por abrir o negócio com uma equipe restrita ou até mesmo sozinho pode determinar horários para estar disponível aos clientes, mas é preciso informar sobre essas limitações no site da sua loja.

Porém, quando o negócio começar a crescer e prosperar, vale a pena investir em uma equipe de atendimento 24 horas para sanar dúvidas e resolver possíveis problemas que o cliente possa ter.

2. Plataforma de vendas

A plataforma de vendas também é uma questão importante. Os canais de venda da internet estão cada vez mais diversificados e contam com redes sociais, marketplaces e e-commerces em sites próprios, por exemplo. Administrar tudo isso pode gerar uma grande confusão.

Para organizar todas essas possibilidades, o empreendedor pode contar com uma única interface de gerenciamento, que reúna todas as informações das mais diversas fontes de venda.

Esse será o principal investimento na sua loja, por isso, precisa ser feito de uma forma prática e eficiente, evitando que o negócio passe aos clientes a imagem de uma empresa amadora. Assim, quem estiver pensando em investir nessa área deve buscar um fornecedor de confiança para ajudar a desenvolver a plataforma de vendas.

3. Estoque e gestão de e-commerce

Um cuidado que também merece a atenção do empresário é o estoque no e-commerce, especialmente se ele desejar conciliar a loja digital com uma loja física.

Com a atuação online, é indicado dar baixa dos produtos automaticamente assim que a compra for efetivada, para evitar que itens que não estão mais em estoque sejam vendidos, causando dor de cabeça para o proprietário e decepção nos clientes.

4. Logística de entregas

Em lojas físicas, o consumidor vai até o estabelecimento, escolhe o que gosta e se encarrega de levar o item para a casa. Já no e-commerce, o empresário fica responsável pela entrega e deve ter uma programação de como fazer o envio para não decepcionar clientes ansiosos.

Uma boa dica para quem está começando a planejar a logística é estabelecer um cronograma de idas ao correio, evitando que os envios atrasem. Contar com uma transportadora extra para emergências também impede avaliações negativas dos clientes.

5. Marketing

O marketing não é uma opção para negócios online. Enquanto nas lojas físicas a venda pode até ocorrer sem divulgação, no mundo digital investir para chegar até o seu cliente é uma estratégia de sobrevivência. Por isso, o empresário que deseja se aventurar nesse ambiente precisa estar atento às suas possibilidades.

Redes sociais, Google Adwords, anúncios patrocinados… Tudo isso deverá fazer parte da linguagem do dia a dia, até mesmo quando a clientela já estiver estabilizada. Então, buscar conhecimento ou contratar um especialista para ajudar no marketing pode ser o fator determinante para encontrar o sucesso nas lojas digitais.

Apesar de todas as diferenças, a gestão de e-commerce e de lojas físicas têm uma semelhança importante: com o foco no bom atendimento ao cliente, é impossível não colher bons resultados em ambas as empreitadas.

Pensando nisso, que tal entender quais são os 5 erros de empreendedores que você deve evitar no seu e-commerce? Confira nosso artigo sobre esse tema!