Gerente de e-commerce: o que faz? Guia completo + QUIZ

Gerente de e-commerce: o que faz? Guia completo + QUIZ

6430
0
Gerente de e-commerce - D Loja Virtual

Trabalhar com comércio eletrônico é uma profissão como qualquer outra. Isto é, exige estudo, conhecimento sobre o mercado e atuação pró-ativa para aproveitar as oportunidades e colher bons frutos. No entanto, muitas pessoas ainda acreditam que atuar com vendas virtuais envolve menos dedicação do que outras áreas de trabalho.

Essa é uma ideia completamente errada. A rotina de quem vende online tem flexibilidade de horários, o que não significa, porém, que o gerente de loja virtual trabalhe menos. Para dar conta de todas as tarefas que um e-commerce exige, o seu dono muitas vezes trabalha mais do que se tivesse um emprego com horários fixos.

Se você tem interesse em entender mais sobre o mercado das vendas virtuais para, quem sabe, criar uma loja virtual, continue lendo esse texto. Aqui falaremos sobre o trabalho do gerente de e-commerce e mostraremos tudo o que esse profissional faz. Siga em frente e boa leitura!

O QUE FAZ UM GERENTE DE E-COMMERCE?

Muitos empreendedores iniciam as suas lojas virtuais trabalhando sozinhos, contemplando todos os setores que este tipo de trabalho envolve. Conforme o e-commerce cresce, acabam aumentando a equipe e contando com novos colaboradores para dividir as tarefas e dar conta de tudo.

Por isso, alguns comércios eletrônicos contam com um profissional específico para gerenciar o e-commerce, enquanto outros têm o próprio dono desempenhando essa função. Independente disso, gerenciar um e-commerce exige muito envolvimento e visão estratégica. A seguir, mostraremos o que um gerente de loja virtual faz:

ADMINISTRAR A PLATAFORMA DO E-COMMERCE

O gerente de loja virtual pode ter o seu trabalho comparado ao do gerente de loja física, que é responsável por manter todo o ambiente de vendas favorável para criar um bom fluxo de tarefas e um bom atendimento ao cliente. No caso do e-commerce, esse profissional deve gerenciar tarefas exigidas em uma loja virtual, como a administração da plataforma.

GERENCIAR A EQUIPE

O que determina se o gerente trabalha sozinho ou em equipe é o porte do comércio eletrônico. Em lojas virtuais pequenas, que estão dando seus primeiros passos, esse profissional costuma atuar sozinho. Porém, em e-commerces maiores, o gerente pode contar com uma equipe que atende áreas como informática, vendas, marketing, etc. 

DELEGAR FUNÇÕES

Trabalhar em equipe não reduz a necessidade de conhecimento do gerente de loja virtual, pois somente compreendendo o cenário do setor em que atua é que poderá delegar funções. Além disso, o profissional deve acompanhar o trabalho da equipe e saber como lidar com todos os dados e informações disponíveis.

QUAIS SÃO AS ÁREAS DE ATUAÇÃO DO GERENTE DE E-COMMERCE?

Até parece exagero, mas o gerente de um comércio eletrônico deve atuar em todos os setores da loja virtual, já que ele é o profissional responsável por fazer com que tudo funcione da melhor maneira possível. Isso significa que ele precisa se qualificar para ter um olhar amplo e estratégico sobre o setor que trabalha.

O gerente de loja virtual deve atuar para que o fluxo da loja virtual esteja estabelecido de forma assertiva e otimizada, aproveitando todos os recursos disponíveis e gerando o mínimo de gastos possíveis. Para tanto, ele se envolve com todas as etapas, do pré ao pós vendas. Veja algumas funções que cabem ao gerente de e-commerce: 

  • Gerenciamento da plataforma
  • Supervisão de fornecedores
  • Criação de objetivos e metas
  • Estratégias de vendas e marketing
  • Acompanhamento de resultados
  • Monitoramento da concorrência 
  • Satisfação dos consumidores 

QUAIS COMPETÊNCIAS SÃO NECESSÁRIAS PARA A FUNÇÃO?

Deu para ver que não são poucas as tarefas de um gerente de e-commerce, não é mesmo? Se esse profissional tem tantas funções, deve estar qualificado para dar conta de tudo com excelência. Em geral, as pessoas que trabalham nessa área são formadas em Administração ou em Comunicação, embora não exista exigência de um diploma específico.

Mas, afinal, quais são as competências necessárias para trabalhar como gerente de loja virtual? Veja a seguir:

  • Conhecimento sobre comunicação, marketing, finanças e logística
  • Entendimento sobre setor
  • Facilidade com tecnologia
  • Pró-atividade
  • Iniciativa 
  • Liderança
  • Visão estratégica

Entre todos os pontos que citamos acima, um dos mais valorizados é iniciativa, pois isso é que garante que o profissional comandará a empresa com excelência, buscando conhecimento sempre que necessário e indo atrás de de soluções adequadas quando o cenário assim exigir. 

QUANTO GANHA UM GERENTE DE E-COMMERCE?

Trabalhar como gerente de comércio eletrônico exige conhecimento sobre o setor e habilidades próprias para o desempenho das tarefas com êxito. Portanto, a remuneração desse profissional deve ir de acordo com suas habilidades. Além disso, o valor estabelecido também depende do porte da empresa.

Empresas maiores e com mais capacidade financeira tendem a remunerar esses profissionais com salários maiores do que empresas pequenas, que contam com poucos colaboradores. Em geral, o salário de um gerente de e-commerce varia de R$ 2.500 a R$ 7.500, dependendo também da experiência do profissional. 

COMO GERENCIAR UM SITE DE VENDAS?

Sem dúvidas, gerenciar um comércio eletrônico não é uma tarefa fácil. Embora essa modalidade de vendas conte com a vantagem de ter custos fixos baixos, tem que lidar com uma série de funções simultâneas, como contato com fornecedores, administração da plataforma virtual, atendimento aos clientes e envio das encomendas.

Fazer com que tudo isso funcione de forma otimizada é um desafio e tanto! E é justamente neste ponto que está a importância do trabalho de um gerente de e-commerce. A seguir apresentamos dicas para gerenciar um comércio eletrônico e aproveitar as oportunidades da melhor forma possível! 

LIDERAR EQUIPE

O gerente de e-commerce tem que ter a capacidade de liderar e de motivar sua equipe, e isso independe se o gerente é o dono da loja virtual ou se é um funcionário contratado para a função. Muitas pessoas têm habilidade nata para gerenciar equipes, mas quem não tem pode aperfeiçoar com o tempo. 

TER UMA VISÃO AMPLA DO MERCADO

O gerente de e-commerce precisa ter uma visão completa do mercado eletrônico e do nicho no qual a empresa atua. Para isso, deve estar informando sobre os seus números, crescimento, preços, demanda, concorrência, etc. Assim conseguirá tomar decisões com mais consistência.

INTERPRETAR DADOS

Tão importante quanto conhecer o setor da empresa é saber entender os dados apurados por ela. Para isso, é preciso dominar as técnicas que transformam esses dados em prospecções, análises e resultados, ou seja, é preciso saber como interpretar essa informação toda. Algumas ferramentas ajudam a realizar essa tarefa, como: 

  • Google Analytics 
  • Yahoo Web Analytics
  • Adobe Omniture 
  • Predicta

GERENCIAR A PLATAFORMA

A plataforma do e-commerce tem um grande impacto nos resultados do negócio, uma vez que sua função equivale ao do ponto de venda de uma loja física. Sabendo disso, o gestor da loja virtual deve estar sempre atento à infraestrutura do site. A plataforma deve suprir as necessidades do e-commerce, ser intuitiva e contar com um design atraente. 

ACOMPANHAR O PROCESSO DE COMPRA

O gerente do e-commerce precisa estar de olho nos números apresentados pela plataforma, entendendo as preferências de compra dos consumidores e, da mesma forma, estando atento aos itens que o cliente adiciona no carrinho e depois desiste. O pós-vendas é outro aspecto que deve ser acompanhado por esse profissional.

GERIR O ESTOQUE

O gerente de lojas virtuais também deve ter contato com os fornecedores, acompanhando o estoque dos produtos e se responsabilizando pelas encomendas de novos itens. Nesse ponto, o profissional deve determinar a quantidade e o tipo de cada produto solicitado. Como diz o nome, o gerente deve gerenciar tudo o que diz respeito ao empreendimento.

QUIZ: VOCÊ É UM GERENTE DE E-COMMERCE?

O crescimento das lojas virtuais abriu caminho para a criação de novos cargos. Um deles é o gerente de e-commerce, que nada mais é do que a pessoa que comanda a loja. O gerente de e-commerce precisa conhecer várias áreas e deve saber gerir pessoas. Afinal, não dá para abrir um e-commerce e chamar aquele seu primo para ser gerente, né?

O gerente do e-commerce precisa ter alguma formação na área, cursos e experiências, pois ninguém acorda gerente de e-commerce do dia para noite. Esse profissional precisa saber tudo que precisa ser feito na loja virtual, como trocar um banner, cadastrar um produto, atender um cliente, melhorar a usabilidade no mobile, ajustar o SEO, etc. 

Nem tudo de uma loja virtual deve ser feito pelo gerente de e-commerce, mas é ele quem conhece todos os processos e sabe os melhores caminhos para seguir. Mesmo que o gerente do e-commerce não faça o layout, ele tem noções de design e explica com propriedade por que cada botão deve ficar em cada lugar. 

Da mesma forma, o gerente do e-commerce não precisa necessariamente entender de programação, mas sabe o que pode ser melhorado na plataforma e o que é impossível de ser feito. Além disso, o gerente não é o cara que atende os clientes, mas sabe exatamente a forma de tratamento que deve ser utilizada para conquistar o cliente.

Se você quer se tornar um gerente de e-commerce, estude, pesquise e questione. Um gerente de e-commerce precisa de conhecimentos multidisciplinares, entendendo as áreas do e-commerce e conhecendo as estratégias de venda online. Vale lembrar que ter dinheiro para abrir um e-commerce não faz de você um gerente de e-commerce, ok?

Pois bem, agora que já esclarecemos o papel do gerente de loja virtual, vamos testar brevemente os seus conhecimentos. Assim, poderemos avaliar o quanto você sabe gerenciar um comércio eletrônico. Anote suas respostas para conseguir somar o resultado depois. Vamos lá! 

 

1. O quanto você acha que um layout pode influenciar nas vendas de um e-commerce?

  1. Nada, quem é que presta atenção em layout?
  2. Muito, se o layout não for agradável aos olhos, o cliente vai sair da loja antes de pensar em comprar.
  3. Médio, o layout pode ajudar, mas não é fator decisivo na hora da compra.

 

2. Quando aparece um bug no e-commerce, o que você faz?

  1. Entro direto no código e resolvo.
  2. Encontro o problema e busco a solução mais eficaz e eficiente.
  3. Sento e choro, de novo esse bug?

 

3. Quando preciso trocar um banner no site eu…

  1. A) Chamo alguém que saiba fazer.
  2. B) Troco o banner e já coloco o próximo banner na fila de produção da criação.
  3. C) De novo? Já trocamos de banner mês passado.

 

4. O que você faz quando as vendas estão caindo?

  1. A) Mudo as estratégias de marketing para atingir outros públicos.
  2. B) Melhor caindo do que paradas.
  3. C) Avalio a partir de relatórios o motivo de as vendas estarem caindo e mudo a estratégia.

 

5. Por que o SEO é importante para o e-commerce?

  1. A) Os primeiros resultados das buscas têm mais chances de vender.
  2. B) Não acredito nisso, mas dizem que funciona.
  3. C) Quanto mais otimizado o site estiver, mais fácil de ser encontrado.

 

6. O e-commerce gasta mais do que ganha, como resolver isso?

  1. A) Subo o preço de todos os produtos.
  2. B) Crio ações promocionais para aumentar as vendas.
  3. C) Corto gastos desnecessários e busco novas estratégias de vendas.

 

7. A última unidade de um produto foi vendida e estava com defeito. O que você faz?

  1. A) Ligo para o cliente e explico a situação para juntos encontrarmos a melhor solução.
  2. B) Adio o envio até que chegue um novo produto sem defeitos.
  3. C) Mando o produto assim mesmo, vai que ele não reclama?

 

8. Qual a estratégia de marketing que você utiliza?

  1. A) Anuncio em mídias diferentes e vou medindo os resultados, para investir mais onde tenho mais retorno.
  2. B) Não tenho verba para isso no momento.
  3. C) Força total no Adwords.

 

9. Quais são as metas que você definiu para 2020?

  1. A) O ano só começa depois do Carnaval.
  2. B) Aumentar as vendas em 20% repetindo as estratégias que deram certo em 2019.
  3. C) Faturar mais, gastar menos.

10. O site tem muitas visitas, mas não faz vendas, o que você faz?

  1. A) Faço uma pesquisa para saber o motivo de irem embora sem comprar.
  2. B) Mudo o tamanho e a cor do botão comprar, e vejo se vai resolver.
  3. C) Coloco um banner avisando que se não for comprar, nem precisa visitar a loja.

Agora que você já anotou todas as suas respostas, fique atento à tabela abaixo para somar seus resultados. Sim, é como aqueles testes adolescentes, mas agora com conteúdos mais sérios e que podem te ajudar a perceber onde você está falhando. Veja quantos pontos vale cada resposta marcada e depois some todos os pontos que você fez.

0 A 8 PONTOS

Você precisa rever seus conceitos. É possível que ainda não tenha entendido como as coisas funcionam na internet. Busque conhecer todas as áreas que influenciam uma loja virtual, isso pode ser uma ótima saída para melhorar sua percepção sobre as coisas.

9 A 15 PONTOS

Você está no caminho certo, porém ainda toma algumas decisões não tão assertivas. Reveja onde você está errando e procure saber mais sobre esse assunto. Justificar suas ações com resultados pode ser um ótimo começo.

16 A 20 PONTOS

Você pode se considerar um gerente de e-commerce! Talvez ainda encontre algumas dificuldades pelo caminho, mas já percebeu que para solucioná-las precisa entender um pouco de cada área e pensar no futuro. Parabéns!

O teste foi bem simples, pois a intenção é apenas ver se você tem noção de todas as coisas que um gerente de e-commerce precisa fazer. Se você quer seguir carreira gerenciando e-commerces, esteja sempre ligado nas tendências e atento ao mercado. 

Se você tem interesse no tema, sugerimos que confira essas dicas para atender os clientes com excelência. Com isso, conseguirá gerenciar o e-commerce de maneira assertiva, alcançando os resultados desejados. Boa leitura e boas vendas!

Artigo anteriorLoja virtual vale a pena? Tudo que precisa saber antes de abrir
Próximo artigoFerramentas de palavras-chave: 6 melhores + dicas para usar
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA