D Loja Virtual

Como montar uma loja virtual do Zero: guia completo para iniciantes

como montar uma loja virtual

Muitas pessoas desejam saber como montar uma loja virtual, mas ficam travadas. Na verdade, essas pessoas só querem saber como vender pela internet. Este simples erro de querer uma coisa e precisar de outra atrapalha muito. Afinal, existem muitas questões que precisam ser tratadas para abrir um e-commerce.

Para te ajudar com este processo, nós preparamos um passo a passo completo que te ensina como montar uma loja virtual do Zero em 8 passos. Continue acompanhando a leitura e descubra como ter uma loja virtual!

Vale a pena montar uma loja virtual?

Será que realmente vale a pena abrir uma loja virtual atualmente? Antes de descobrir como montar uma loja virtual, é importante saber que cada negócio é um negócio. Não tem como definir que todas as lojas virtuais serão um sucesso. Isso porque é necessário estrutura, planejamento, estratégia, dedicação e muitos outros fatores.

No entanto, não há dúvidas de que vale a pena investir no mercado digital, pois ele tem crescido expressivamente nos últimos anos. Confira abaixo quais são as vantagens e as desvantagens de montar loja virtual para iniciantes:

Vantagens

Como não é necessário ter um horário fixo de abertura, as lojas virtuais ficam abertas 24h, durante os 7 dias da semana e para todo o país. Isso aumenta consideravelmente o tempo em que clientes podem realizar compras, pois isso pode ser feito no horário que for conveniente a ele. Além desse ponto, uma loja virtual também exige menos investimento do que uma loja física. 

Afinal, não há custos fixos com contas e contratação de funcionários, pois existem plataformas eficientes no mercado que suprem essa demanda. Tudo isso faz com que os preços finais sejam mais baixos, atraindo mais clientes;

Desvantagens

Apesar dos benefícios, para montar loja online é preciso enfrentar alguns desafios. O principal deles é o fato de que por ser online, toda a jornada de compra irá ocorrer apenas online. O consumidor faz todos os percursos de maneira autônoma e sem o auxílio de um vendedor. 

Além disso, o cliente não consegue testar ou experimentar os produtos, o que pode aumentar o número de devoluções. O ideal é oferecer uma plataforma intuitiva com todas as informações necessárias de descrição sobre os produtos.

O que é preciso para montar uma loja virtual?

O que é preciso para abrir uma loja virtual? Se você está começando o processo para abrir loja virtual, terá duas grandes limitações: tempo e dinheiro. Isso acontece com a maioria das pessoas que querem abrir loja online. Por isso é tão importante ter foco. O foco tem diversas definições, mas gostamos de duas: gerenciamento de distrações e saber dizer não.

Se você se pergunta como criar uma loja virtual, aqui está a resposta: é essencial que você consiga gerenciar as distrações e fazer o que realmente precisa. Dessa forma você conseguirá o máximo de resultado no menor tempo. Muitas pessoas não conseguem sair do lugar na hora de montar uma loja online pelos motivos a seguir:

Para criar loja virtual e começar a vender é necessário considerar alguns pontos importantíssimos. Para ter sucesso nas vendas online, o tripé do e-commerce precisa ser aplicado em sua totalidade.

O tripé do e-commerce

Para entender como iniciar uma loja virtual, conheça abaixo o tripé do e-commerce:

Produto Estrela 

Um dos primeiros passos para abrir uma loja virtual é encontrar o produto estrela. Para encontrar o seu “Produto Estrela”, você precisa analisar os itens abaixo:

Tenha um porquê quando abrir loja virtual:

Normalmente os negócios que prosperam são feitos por pessoas que buscam resolver um problema ou ajudar alguém. Podem ser problemas simples e que atingem um público específico.

Nicho

Depois de você achar o seu porquê, o processo de escolher um nicho fica mais simples. Recomendo que use a técnica do PHD: paixão, habilidade e dinheiro. Até que a sua loja virtual tenha volume de vendas, sua energia deve estar concentrada em estratégias de atração de clientes novos.

No início, você tem que focar em fazer a primeira venda. Através do seu Produto Estrela, essa primeira venda vai acontecer de forma mais fácil. Para encontrar o produto estrela é necessário olhar para os concorrentes. Isso é feito em dois passos:

Análise da concorrência
Análise dos produtos que concorrem com o produto estrela

Cliente Qualificado

Criar um e-commerce que faça boas vendas envolve conhecer o cliente. Saber do que gosta, onde mora, qual a idade, etc. Se você conhecer o seu cliente, conseguirá oferecer o produto certo para a pessoa certa. Aqui estão duas maneiras de conhecer o seu público:

Abordaremos mais à frente sobre a escolha da plataforma para e-commerce ideal. Continue acompanhando!

Qual o custo para abrir uma loja virtual?

O custo de uma loja virtual depende de múltiplos fatores. Mas, com certeza, o valor de manter um comércio eletrônico é muito menor do que manter uma loja física. Isso não significa, porém, que uma loja virtual tem menos possibilidade de crescimento e de lucro.

Para calcular os custos de uma loja virtual, você precisa levar em consideração estes itens:

O ideal é primeiro traçar os objetivos com seu comércio eletrônico, para depois ver quais plataformas, sistemas e estratégias são as mais adequadas para seu negócio.

Como montar uma loja virtual do Zero em 8 Passos

Confira agora o passo a passo completo de como montar uma loja virtual do zero:

1. Legislação para montar uma loja virtual

Veja abaixo os principais pontos com relação à legislação para criação de loja virtual:

Lei do E-commerce

Por muitos anos, o e-commerce era um mercado que não tinha leis. Em 2013, entrou em vigor o Decreto Nº 7962/2013, conhecido como a Lei do E-commerce. Se você quiser conhecer a lei e saber como abrir uma loja virtual da forma correta, acesse o site do planalto aqui ou veja esse vídeo que explica os principais pontos que você precisa ficar atento.

Os principais pontos da Lei do E-commerce são os seguintes:

CNPJ, NFe e ICMS

Além da Lei do E-commerce, é preciso estar atento aos seguintes pontos:

CNPJ:

CNPJ é a sigla de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica. Todas as empresas são obrigadas a se inscrever e fazer esse cadastro antes de iniciar as suas atividades comerciais. Para emitir nota fiscal em uma loja virtual, é necessário ter CNPJ. Portanto, se você quer iniciar uma loja virtual, deve providenciar imediatamente o registro do seu CNPJ.

MEI:

O MEI (Micro Empreendedor Individual) pode ser uma boa alternativa para quem está começando. Não há custos para abrir o MEI. A única taxa é mensal, que é paga por meio de uma guia chamada DAS, que custa em torno de R$55,00. 

Se a sua empresa ultrapassar o limite de R$60 mil reais anuais (limite de faturamento permitido pelo MEI) ou quiser ter mais de um funcionário, é preciso abrir uma empresa limitada, a famosa LTDA. Com o CNPJ em mãos, você está pronto para começar a vender em sua loja virtual. 

Lembre-se de verificar se a classificação no CNAE da empresa permite a venda e/ou comercialização de produtos. CNAE é a sigla para Classificação Nacional de Atividades Econômicas. É uma classificação com diversos itens que irão definir quais atividades uma empresa pode exercer.

Ou seja, é um detalhamento da atividade da sua empresa e você deve informar em qual classificação ela se enquadra. Você só poderá fazer a emissão de notas fiscais com os produtos ou serviços correspondentes a essa atividade selecionada.

NFE

No Brasil, qualquer transação comercial tem obrigação de emitir NFe (nota fiscal eletrônica). As notas podem ser feitas no site da receita. Quando você tiver mais pedidos,  será necessário um sistema de emissão de NFe ou, o que recomendo, um ERP. 

O ERP não é um sistema obrigatório até que a sua loja virtual atinja um volume de uns dez pedidos por dia. Ele consegue automatizar processos, reduzir erros e, dessa forma, economizar tempo. Entenda que toda loja virtual possui os seguintes processos:

Uma ferramenta que está integrada à sua plataforma deixa todo o processo mais simples. O ERP que utilizo na minha empresa e que indico sem medo é o Bling. Ele é o melhor custo benefício do mercado, sem falar que está integrado com plataformas de e-commerce.

ICMS:  

ICMS é a sigla do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. Esse imposto é aplicado sobre todos os produtos e serviços vendidos na área do comércio, sejam eles virtuais ou físicos 

O imposto também é aplicado sobre algumas atividades básicas, como o fornecimento de água e luz. Para o consumidor, esse imposto é embutido no preço final das mercadorias adquiridas por ele. O percentual do valor irá variar de acordo com o estado de emissão da nota fiscal. 

Formas de Pagamento

Para uma loja virtual poder funcionar corretamente, todas as transações financeiras devem ocorrer por um meio digital. Existem dois grandes grupos de formas de pagamento:

Formas de entrega / Frete

Um dos maiores pilares de uma loja virtual está em como a entrega dos produtos é feita. Muitos optam pelos e-commerces justamente pela praticidade de poder receber os produtos em casa. Quando as entregas não são feitas de forma bem sucedida, há um aumento muito grande na reclamação de clientes, o que pode prejudicar a imagem da sua empresa.

Grande parte dos pedidos realizados no Brasil é entregue pelos Correios. No entanto, os Correios têm uma política rígida de proibições. As empresas que não puderem ser atendidas precisarão recorrer a transportadoras ou a algum tipo de entrega própria. Neste artigo, falo da parte de transportadoras e respondo mais algumas dúvidas sobre os Correios.

Diferente dos Correios, as transportadoras não possuem restrição de pesagem com as encomendas, sendo uma excelente opção para as lojas virtuais que vendem produtos com mais de 30Kg ou produtos que possuem dimensões que ultrapassam o limite estabelecido pela ECT. Também vale lembrar que os Correios podem passar por paralisações e greves, o que consequentemente pode atrasar as encomendas.

Um dos recursos dos Correios é o “Acompanhamento Ativo dos Correios”. Trata-se de uma funcionalidade que atualiza de forma automática as movimentações relacionadas à entrega. Ela não é obrigatória no início das operações de uma loja virtual, pois a quantidade de pedidos é baixa. Mas é importante saber se a plataforma possui, porque a função aumenta a satisfação do cliente e elimina parte do trabalho do administrador da loja.

2. Definição de nome e Registro de endereço

Confira agora os passos para definir o nome da sua loja virtual:

A importância do nome

Sem dúvidas um dos passos mais importantes para montar uma loja virtual é a escolha do nome. Ele será a identidade da sua empresa e a forma na qual os clientes irão te reconhecer.  Quando você for planejar ações estratégicas de atração de clientes e construir toda a sua marca (design, posicionamento, etc.), o nome será de grande relevância. Portanto, invista um tempo considerável para definir um nome que irá te ajudar e que não te dê muito trabalho no futuro.

Existem diversas empresas especializadas em construção de nomes. Elas fazem estudos e aplicam técnicas avançadas de marketing para isso. Lembre-se que diferente de uma loja física, o seu e-commerce não terá o nome exposto em banners e outdoors que auxiliam na fixação do nome. Pense estrategicamente e conte com a ajuda de profissionais qualificados para essa escolha.

Como Definir um nome

Mas afinal, como definir um nome? O ponto principal aqui é não restringir seu pensamento em um único nome. É preciso pensar no futuro, nos anos de sucesso pela frente e pensar grande. Pegue um papel e escreva diversos nomes, faça testes de imaginação, pergunte-se se esses nomes são fáceis de falar para outras pessoas ou se são confusos, e faça todo tipo de exercício antes de definir de fato o nome final.

Após chegar a alguns nomes, é necessário eliminar alguns deles com as seguintes perguntas:

Além disso, é importante evitar termos em inglês ou aqueles que possuem grafias muito diferentes e difíceis.

Após realizar este trabalho de levantamento de ideias, utilize uma ferramenta de busca para termos e associações e verifique se as palavras que você encontrou não estão associadas a problemas ou palavras “ruins”. 

Validação do nome

Com a lista de nomes em mãos, é preciso fazer o processo de validação da sua marca e do seu domínio. No Brasil, essa validação de marcas e patentes é feita pelo INPI (Instituto Nacional da Propriedade Industrial). O INPI é justamente aquele que irá verificar se não existe duplicidade de marcas. 

Após verificar se não existe nenhuma marca parecida ou igual às da sua lista de ideias, também é preciso verificar no registro.br se o domínio está disponível.

Registrando o seu endereço na internet

Agora que você já conferiu que não existem nomes parecidos com a sua ideia escolhida, é preciso realizar o registro do seu endereço na internet. Esse passo é necessário para que você tenha um domínio na internet. Ele será o endereço da sua loja na internet, como se fosse o endereço físico de uma empresa.

Este domínio precisa ser adquirido e mantido no mesmo formato de um aluguel anual. Lembre-se que a reserva deve ser renovada a cada ano para que a loja não saia do ar.

3. Escolha da Plataforma de Loja Virtual

Esse é um dos passos fundamentais ao abrir uma loja virtual. É preciso escolher uma boa plataforma para e-commerce, pois isso pode influenciar em muitos fatores e otimizar o seu trabalho. No entanto, é importante saber que não adianta utilizar a melhor plataforma do mercado se você não oferecer bons produtos e atrair novos clientes.

Muitos apostam tudo nas plataformas ao iniciar um negócio do zero, o que pode acabar trazendo frustrações. O que realmente tem efeito nas vendas de uma loja virtual é o marketing. A divulgação precisa ser feita da forma correta para atrair o público ideal. 

Passo a passo para escolher a sua plataforma de e-commerce

Isso não significa que a escolha da plataforma não seja importante. Por isso, separamos alguns passos:

Faça um orçamento completo

Realize pesquisas completas para analisar os preços. Lembre-se que a plataforma precisa ter os recursos necessários para o seu tipo de loja virtual. Você pode encontrar uma plataforma barata demais, mas será que ela realmente irá atender às suas necessidades?

Escolha uma plataforma com design responsivo

Design responsivo é a capacidade de um site de se adaptar aos diferentes tipos de dispositivos com fácil navegação, sem que haja falhas, bugs, erros, etc.  É preciso ter um site compatível com celulares, computadores, tablets, etc.

Verifique se a plataforma possui ferramentas de otimização

Busque por uma plataforma que trabalhe com ferramentas de otimização, principalmente com recursos de SEO. Afinal, para alcançar as primeiras posições no Google, é preciso que a loja seja otimizada.

Analise as opções de pagamento

Se a plataforma não for compatível com diferentes opções de pagamento (boleto bancário, cartão de crédito, cartão de débito, etc.), é muito provável que você perca muitas vendas. Quanto mais diversificado for os meios, melhor!

Integração com outras ferramentas

Verifique se a plataforma oferece o recurso de integração com outras ferramentas, como por exemplo os softwares de gestão. Isso é fundamental, pois o dia a dia de trabalho de quem possui uma loja virtual necessita de muitas outras ferramentas.

Busque por uma navegação simplificada

A última dica é buscar uma plataforma que ofereça uma navegação fácil e simples, para que o cliente tenha uma boa experiência ao navegar pelo site. Os menus devem ser bem categorizados e o site deve ter um sistema de busca eficiente.

Criando A loja Virtual

Agora você já tem todos os passos para encontrar uma plataforma para e-commerce eficiente. Ao escolher uma, basta agora criar de fato a sua loja virtual. Na plataforma da Simplo 7, por exemplo, é possível criar uma loja em poucos minutos. Após a confirmação do cadastro e do e-mail, basta seguir para os próximos passos. Continue acompanhando!

4. Configuração da aparência

Não há dúvidas de que a aparência da sua loja virtual deve ser trabalhada de forma estratégica. Veja abaixo como você pode fazer isso:

Aparência

Antes de lançar a sua loja virtual, é crucial pensar na sua aparência. Isso significa que é preciso pensar no layout, logotipo, banners, distribuição, cores, dentre outros muitos fatores. Lembre-se que esse será o primeiro contato que o cliente terá com a sua loja. Portanto, tudo precisa ser claro, atrativo, objetivo e harmônico para causar as sensações certas, além de uma boa impressão.

Por exemplo, esses fatores têm o poder de gerar empatia e desejo de realizar uma compra. Contudo, ele pode trazer reações negativas, como insegurança.

Cores

É comprovado que as cores têm um poder enorme de influência psicológica. Por isso, elas podem influenciar o comportamento dos consumidores, podendo eles ser positivos ou negativos. É importante que as cores sejam definidas junto com o processo de definição do nome e da marca. Assim, tudo irá comunicar uma única mensagem. A configuração deve ser feita na área de administração da plataforma.

É importante lembrar que os estudos revelam que 30% das pessoas observam o aspecto visual do site antes de realizar uma compra. Portanto, faça com que tudo seja atrativo. 

Logotipo

O logotipo é o que irá representar graficamente a sua marca. Ele pode conter apenas o nome, ou então ser um desenho, símbolo, junção de letras, etc. Ele irá identificar a sua empresa, ou seja, as pessoas olharão para a logo e saberão que é da sua loja virtual. 

Por isso, esse processo de criação não é fácil. Para conseguir o resultado que deseja, fale para o designer uma descrição mais completa e menos subjetiva. Dessa forma, ele poderá oferecer um resultado do jeito que deseja. 

Layout

O layout da sua loja é a distribuição da sua página e o dimensionamento gráfico dela. As plataformas costumam oferecer alguns modelos padrão, onde a divisão é feita em cabeçalho, conteúdo da página e rodapé. A partir disso, é possível realizar os ajustes necessários de acordo com as preferências. 

Diversas empresas de plataforma para e-commerce oferecem a opção de personalização. Contudo, é um investimento a mais a ser feito. Avalie se isso vale a pena para a sua estratégia. Na plataforma da Simplo 7, por exemplo, é possível customizar um layout de forma gratuita. Basta acessar o módulo Configurando a Aparência.

Lembre que tudo deve seguir a estratégia da sua marca, considerando sempre o tipo de produto vendido, o público alvo, a mensagem que você deseja transmitir, etc.

Banner

Os banners de uma loja virtual também são elementos fundamentais e precisam ter uma aparência atrativa. Eles contêm informações sobre novidades, promoções, etc. O espaçamento é de acordo com cada layout e varia dependendo da plataforma.

Normalmente, eles são inseridos nas laterais, no rodapé, entre os produtos ou no topo da página. Você pode utilizar o site ‘canva’ para criar banners de forma gratuita ou procurar por profissionais designers.

5. Cadastramento de produtos

Confira agora os passos para realizar o cadastramento de produtos:

Categorias e Subcategorias

Ter uma loja bem categorizada é essencial. A partir das categorias, é possível organizar e distribuir os produtos de maneira que a navegação do consumidor seja facilitada. As subcategorias são subdivisões das categorias principais. É por meio delas que os clientes irão achar os produtos de forma mais rápida e intuitiva. 

Para isso, acesse o painel administrativo da sua plataforma e localize o cadastro de categoria. Lembre-se que antes de iniciar esse processo, você já precisa ter definido quais categorias e subcategorias serão cadastradas. A sugestão é que isso seja feito em um papel, para que você visualize bem a estrutura que deseja montar. Por fim, é só salvar as configurações.

Importância Fotos e vídeos

A presença das fotos e vídeos em um site consegue deixar o conteúdo menos massante. Isso é fundamental, pois existem indivíduos que possuem mais dificuldade de absorver informações apenas por textos.

Portanto, a linguagem visual é cada vez mais importante nas lojas virtuais, pois trazem mais destaque. Além disso, pense que os produtos vendidos em e-commerces não podem ser tocados como em lojas físicas. 

Quanto mais recursos você utilizar para despertar o desejo dos consumidores, maiores serão as chances deles terem boas impressões ao enxergarem riqueza em detalhes, realismo, boa aparência, etc. Isso trará mais clareza nas informações, principalmente se vier acompanhado com descrições completas.

A junção desses recursos formam uma abordagem completa para atingir um público maior de consumidores, pois irá transmitir uma maior confiança.

Tipos de Produto

Existem quatro tipos de produto e a escolha deles irá depender da estratégia definida para o seu e-commerce:

Informações/dados de Produtos

Durante o processo de cadastro de um produto, é preciso prestar atenção em alguns pontos essenciais. Toda informação que será inserida deve ser feita de forma estratégica: descrição, fotos, valor e outras informações. O primeiro de tudo é saber que as informações devem satisfazer às necessidades do seu cliente em potencial e transmitir segurança a ele. 

Em segundo lugar, é importante que o seu potencial cliente encontre as informações do seu produto, utilizando os melhores termos a fim de que ele coincida com o que as pessoas mais pesquisam para aquela palavra-chave.

É preciso utilizar estratégias de SEO (Search Engine Optimization) para alcançar as primeiras posições nos rankings dos buscadores. Como já abordado aqui, a escolha da plataforma para e-commerce precisa levar em conta esse fator!

Veja abaixo o que é preciso no cadastro dos seus produtos:

Pré-Cadastro de Produtos

É fundamental que você faça uma planilha de pré-cadastro para facilitar na hora de cadastrar os produtos em seu e-commerce. Assim, é possível organizar, ajustar e editar tudo em uma única planilha, de forma rápida e facilitada. Com isso, quando for realizar o cadastro, é só copiar e colar. Dessa forma, o retrabalho é evitado e o processo é otimizado.

Cadastro de Produtos

Chegou a hora de cadastrar os produtos de fato. Lembre-se de checar se todos os passos anteriores foram feitos. Assim, esse processo será mais rápido. Cada plataforma possui um layout diferente, mas basicamente é só preencher os campos vazios com as informações necessárias. 

Importância de vídeos

Neste tópico, queremos reforçar a importância dos vídeos em seus produtos. Já abordamos sobre a importância da utilização de imagens e vídeos em geral, mas é importante entender que os vídeos devem ser feitos para responder às principais objeções e questionamentos dos clientes. Eles podem ser feitos por produtos ou por categorias. 

6. Informação de dados cadastrais

Mesmo sendo uma loja virtual, é necessário o registro de algumas informações físicas, como endereço, CNPJ, CEP, tipo de cadastro permitido na loja (pessoa física / pessoa jurídica), etc. Veja abaixo os passos para esse processo:

Importância dos dados Cadastrais

Alguns dados cadastrais precisam estar visíveis e de forma clara na loja, pois isto está estabelecido na Lei do E-commerce Decreto Federal. Além disso, muitos deles são importantes para o funcionamento da empresa, como o CEP da loja. Ele servirá como base para o cálculo do frete dos produtos.

Preenchendo Dados Cadastrais

Veja abaixo os dados cadastrais que precisam ser preenchidos em sua loja virtual e devem estar visíveis para todos:

Páginas Adicionais

As páginas adicionais também são muito relevantes para a sua loja virtual. Veja abaixo quais são as páginas institucionais, que contêm informações importantes sobre a empresa:

Página Quem Somos

Como abordamos no tópico anterior, a página Quem Somos tem um papel crucial na apresentação da sua loja virtual e no impacto gerado aos clientes, que precisam sentir segurança ao comprar em seu e-commerce. Veja abaixo a estrutura aconselhada para essa página:

7. Sistemas e Ferramentas

Conheça agora os principais sistemas e ferramentas estratégicas para te auxiliar com sua loja virtual:

Google Analytics

As vendas não acontecem por acaso. Existem diversos fatores e ações estratégicas que auxiliam nesse processo. Tudo deve ser pensado baseando-se em dados e análises de cenário. No caso dos e-commerces, o empreendedor deve conhecer tudo sobre o seu perfil de consumidor para garantir que as vendas aconteçam. Existe uma poderosa ferramenta de análise web chamada Google Analytics.

Ela irá trazer informações muito importantes sobre o desempenho de sua loja virtual, como dados sobre quantas pessoas visitam sua loja, o tempo que costumam permanecer em sua loja, por onde chegaram até ela, quais campanhas de marketing apresentam melhor resultado, dentre outras informações valiosas para analisar os resultados e desenhar novas ações estratégicas. 

Dessa forma, suas ações podem ser baseadas em dados reais, direcionando os esforços de maneira específica, otimizando tempo e dinheiro.

Chat

É muito comum o surgimento de dúvidas e questionamentos dos consumidores de lojas virtuais. Isso porque obviamente os consumidores não podem ver fisicamente o produto e nem possuem um vendedor o acompanhando para esclarecer todas as dúvidas possíveis.

Além disso, eles não conseguem visualizar a estrutura de uma loja física para ter mais segurança no seu processo de compra. Por isso, ter um chat de atendimento online pode contribuir muito para que a loja virtual passe segurança ao consumidor e esclareça todas as dúvidas para que o cliente finalize a compra.

Redes Sociais

Atualmente, as redes sociais têm um papel crucial no marketing das lojas virtuais. Grande parte da população do Brasil são usuários muito ativos na internet e muitos deles estão presentes nas redes sociais. Mas, diante de tantas opções, qual delas é mais vantajoso marcar presença? 

Isso irá depender da sua estratégia de e-commerce e de qual público você deseja alcançar.  Esteja presente nas redes sociais que a loja virtual tem capacidade de atualizar com conteúdos relevantes. Se você não manter as redes atualizadas, isso pode trazer uma imagem negativa sobre o seu e-commerce.

É preciso ter qualidade de conteúdo e atualizações frequentes. Atualmente, a rede social mais utilizada no Brasil é o Facebook, que possui cerca de 2,7 bilhões de usuários em todo o mundo.

Formas de Pagamento

No início deste artigo, abordamos sobre as formas de pagamento existentes para lojas virtuais. Agora, é hora de utilizar aquelas informações para configurar o seu e-commerce e receber os pagamentos da forma adequada.

Na plataforma Simplo 7, por exemplo, basta clicar em “formas de pagamento” e selecionar o sistema utilizado (ex.: Mercado Pago, Pag Seguro, etc.). Após isso, é preciso preencher com o seu usuário, personalizar algumas etapas e finalizar a integração para começar a utilizar nas compras realizadas.

Formas de Entrega

Assim como as formas de pagamento, também é preciso configurar as formas de entrega de acordo com o que foi planejado nos passos lá no início deste artigo. Na plataforma da Simplo 7 o processo é muito fácil. Basta clicar em configurações, depois clicar em “formas de envio”. Agora é só selecionar o meio utilizado para as entregas e configurá-los. 

Ajustes finais layout

Por fim, nesta etapa, é preciso configurar os ajustes finais do seu layout. Para isso, todas as etapas anteriores precisam estar configuradas, com tudo já cadastrado. Faça uma lista com tudo o que você deseja mudar no layout. O passo a passo da personalização irá depender da plataforma escolhida. Portanto, o ideal aqui é que você tenha escolhido uma plataforma intuitiva e de fácil alteração no layout.

8. Operação da Sua Loja Virtual

Veja agora algumas questões importantes acerca da operação da sua loja virtual:

A importância de testar

Ter uma loja virtual de sucesso não significa que você estará ausente de problemas. Eles vão acontecer, mas com a ajuda de especialistas, é possível entrar com soluções eficazes para enfrentar cada um dos desafios. 

Mantenha uma cultura de testes para garantir que tudo esteja funcionando de forma correta. Se colocar no lugar do consumidor é essencial!

Finalizando a compra

Ainda nesta etapa de testes, você pode simular a finalização de uma compra para garantir que tudo está funcionando perfeitamente. Acesse o endereço da sua loja virtual, escolha um produto e clique sobre ele.

Verifique se tudo está correto e atrativo: descrição, preço e especialmente o botão Comprar. Ele precisa estar visível com cor destacada e em uma posição que favoreça a sua localização durante o processo de escolha. Clique sobre ele!

Agora clique para finalizar o pedido, selecione a quantidade e clique em fechar pedido. Agora passe por todas as etapas de cadastro até finalizar a compra de fato. Fique atento a todas as etapas e analise como foi a experiência.

Gerenciando pedidos

Agora é hora de testar a administração do pedido feito. Cheque todas as informações e verifique se não há nada errado, principalmente os dados de contato do cliente. Após isso, identifique o pagamento do pedido e se a forma de pagamento realmente está funcionando corretamente.

Siga para as próximas etapas: confirmação de pagamento, separação do produto, verificação de uma embalagem resistente e inviolável, checagem do produto antes do envio e encaminhamento para entrega. Após a alteração dos status de enviado e recebido, o processo se encerra.

Contratação de plano

Se você tiver solicitado uma demonstração gratuita em alguma plataforma, lembre-se de fazer a contratação de um plano pago para a sua loja virtual. Clique aqui para conhecer os planos da plataforma Simplo 7 e criar loja online.

Configuração de domínio

O nosso último passo é a configuração de domínio na plataforma. Assim, a sua loja pode começar a ser acessada através do seu endereço na internet. Na sua plataforma, clique em “domínio” nas configurações e preencha com o domínio escolhido. Preencha também os domínios secundários. Agora basta salvar e ir até os sites de domínio (registro.br e superdomínios.org) e fazer as configurações necessárias.

Materiais de Apoio para Montar a Loja Virtual

Temos alguns materiais que vão te ajudar a operacionalizar, planejar e organizar a sua loja virtual. Temos planilhas de estoque e financeira, e-books com passo a passo de como estruturar e investir em anúncios, além de muitos conteúdos importantes para que você aprenda como abrir uma loja online, vender pela internet e lucrar muito. Clique aqui para baixar.

Produzo diariamente vídeos novos para o nosso canal do YouTube onde falo sobre empreendedorismo, redes sociais e, claro, loja virtual. Clique aqui para acessar. E, se você quer apoio para iniciar sem medo, faça parte da nossa comunidade no instagram. Você terá acesso a áudios e conteúdos exclusivos, do campo de batalha do empreendedor, para te ajudar a vender mais todos os dias. Participe da comunidade #partiuvender.

Agora você já sabe todos os passos de como montar uma loja online e começar a vender! Basta colocar todos os passos em prática. 

Se você quer a ajuda dos nossos especialistas para montar a sua loja virtual e criar as suas campanhas de marketing para começar a vender, basta entrar em contato conosco no whatsapp clicando aqui. Até a próxima e boas vendas!

Sair da versão mobile