Redes sociais no e-commerce: como usar? Dicas de Marketing e vendas

Redes sociais no e-commerce: como usar? Dicas de Marketing e vendas

2794
2
Redes sociais do e-commerce

Nosso cotidiano está cada vez mais conectado à internet. Diariamente compartilhamos nossos gostos e interesses através das redes sociais, seja com fotos de comida no Instagram, hashtags de novelas no Twitter ou fotos de gatinhos no Facebook.

E, se a maioria das pessoas estão nas redes sociais, é lá que as marcas também devem estar! As redes sociais estão cada vez mais consolidadas, e quem deseja abrir uma loja virtual (ou já tem uma) não pode fugir delas. 

Vamos ajudá-lo a entender como convergir as redes sociais no e-commerce e fazer mais vendas: 

E-COMMERCE NAS REDES SOCIAIS: QUAIS USAR?

Assim como uma pessoa física, um e-commerce tem características e públicos que se encaixam em determinadas redes sociais. A lista de redes é imensa, e vamos citar abaixo algumas delas, para que seja possível avaliar qual se encaixa melhor com a sua empresa.

Mas não esqueça: utilize as redes que você sabe que vai conseguir gerenciar. E nunca deixe uma pergunta do seu cliente no vácuo! Demonstre interesse em responder uma dúvida e jamais trate o cliente com descaso – o resultado pode ser pior do que não ter uma rede social.

FACEBOOK

Ter uma página no Facebook pode ser uma ótima estratégia para o seu negócio, pois a rede  abrange um muitas pessoas que podem se interessar pelo seu negócio. A rede social permite uma comunicação efetiva com o público, que pode interagir com a sua página e compartilhar os conteúdos que você publica. 

Se você decidir fazer parte do Facebook, lembre-se a postar com certa frequência. Deixar a página abandonada passa a impressão de que a rede social é tratada com descaso por quem gerencia, e você não quer passar essa impressão, não é mesmo? 

Além disso, faça uso de muitas imagens do seu produto ou serviço. O próprio Facebook já disse que publicações com imagens têm um engajamento maior do que publicações que tenham apenas texto. 

Se a sua marca for mais descolada, aproveite para explorar o mundo das brincadeiras online, como é o caso dos memes! E, claro, dedique-se a avaliar o crescimento da sua página e a monitorar os números de curtidas, compartilhamento e alcance de cada publicação.

TWITTER

No Twitter não existe muito espaço para lenga-lenga. Ou melhor, há espaço, mas é preciso usar a criatividade e pensar rápido! O microblog funciona quase como um “SMS da internet”. No site é possível criar um perfil e seguir demais arrobas de interesse pessoal.

Sites de notícia, perfis de humor, pessoas normais, celebridades e empresas estão lá. Sim, as empresas também estão lá e, mais do que o Facebook, é preciso estar super atualizado do que está acontecendo no momento. Para isso, as hashtags e os trends podem ajudar. As hashtags são uma espécie de seletores de conteúdo.

Ao clicar na palavra que contém o joguinho da velha, o usuário confere uma extensa timeline com todos os tweets que contém a determinada palavra. O trends, por sua vez, é o espaço do qual o twitter divulga quais dessas hashtags e expressões estão sendo mais twittadas no momento. É possível selecionar o trend por regiões, facilitando a curadoria de informações.

Usar a criatividade e estar sempre pronto para responder às perguntas dos seguidores são as dicas essenciais para quem quiser se aventurar no Twitter. Ferramentas gratuitas de gerenciamento, como o Hootsuite, por exemplo, estão disponíveis para otimizar a utilização.

INSTAGRAM

O Instagram é a rede social que está mais em alta no momento e que recebe aquelas pessoas que já enjoaram do Facebook. A rede social tem um grande apelo visual e, por isso, é interessante pensar bem nas imagens que serão publicadas na rede.

Muitas empresas marcam presença no Instagram para divulgar os seus produtos e para estreitar a relação com o público-alvo. Se você decidir participar, lembre-se que é essencial postar com frequência e responder todas as perguntas que os usuários fizerem.

PINTEREST

Taí uma rede social bem “nichada”! Lembra daqueles murais de rolha, onde era possível fixar com alfinetes fotos, bilhetes e desenhos? Pois o Pinterest possui o mesmo conceito. Com ele, você pode dar um “pin” nas fotos que gostar. 

Em geral, essa rede social atrai principalmente o público que tem interesse em moda, trabalhos manuais e decoração. Algumas grifes criaram perfis no Pinterest para divulgar suas coleções e vender seus produtos. 

Até pode parecer difícil, mas na prática não é. Vamos supor que você venda bolsas customizadas. Você poderá criar um perfil da loja, fazer um álbum com fotos de toda a coleção e usar palavras chaves que atraiam o consumidor até a bolsa Para completar, ainda poderá disponibilizar o preço e o link para o cliente adquirir a bolsa desejada. Pronto!

FOURSQUARE

Essa dica vale para quem, além de uma loja virtual, possui uma loja física. O Foursquare é muito legal para conhecer novos lugares ou saber como funciona o serviço de determinado local. O aplicativo funciona através do mecanismo de geolocalização.

Com ele, é possível verificar os locais próximos de onde está e também realizar check-ins nos lugares que frequentar, conquistando pontos e destravando algumas medalhas. Mais do que o jogo de conquistar pontos, o interessante no Foursquare é ler os comentários das pessoas que foram ao local.

Assim é possível ter noção do atendimento, produto e preço. Algumas empresas, como cafeterias e lojas, dão descontos ou alguns brindes para quem fazer check-in em seus estabelecimentos. Outras, incentivam que escrevam reviews sobre o lugar.

TUMBLR

Como você se sente com tantas redes sociais possíveis para usar? Pois os Tumblrs das mais diversas temáticas são febre e, em cada semana que passa existe algum com assunto engraçadinho pra dar algumas boas risadas. 

Assim como o Instagram e o Pinterest, o apelo do Tumblr (leia-se “tâmbler”) é basicamente visual e sua plataforma funciona basicamente como a de um blog qualquer. Além de fotos, os gifs são os queridinhos de quem tem um Tumblr.

Mas não precisa se inspirar muito em um layout, não. Quanto mais tosco, melhor! Algumas empresas já utilizaram do tumblr para algumas campanhas pontuais, usando a mesma linguagem do já conhecidinho Como Eu Me Sinto Quando. O que importa nessa plataforma é se divertir!

COMO GERENCIAR REDES SOCIAIS NO E-COMMERCE?

Deu para ver que existem várias redes sociais onde é possível marcar presença e se aproximar do público-alvo, né? Lembre-se que as redes sociais no e-commerce são importantes para divulgar a sua marca e atrair os clientes para a sua loja virtual.

Mas calma: você não precisará marcar presença em todas elas. Foque apenas nas redes que tenham realmente a ver com o seu produto, propósito e público. Preparamos algumas dicas para que você veja como fazer essa escolha.

1° PASSO: DEFINA QUAIS REDES SOCIAIS USARÁ

Avalie quais redes sociais você vai conseguir estar presente para publicar sobre a sua marca e interagir com seus consumidores. Ninguém vai deixar de comprar na sua loja porque você não tem uma página no Facebook, mas podem deixar de fazer a compra se enviarem mensagem pela rede social e você nunca responder. 

Esteja apenas nas redes sociais onde você consegue fazer um trabalho excelente – e não pense que você pode fazer um trabalho excelente em todas. A Apple, por exemplo, é uma marca amada por todos, mas não tem página no Facebook.

2° PASSO: ESCOLHA A ABORDAGEM

Pense sobre qual é a melhor abordagem para usar na sua rede social. Por exemplo, será uma forma de atendimento para os clientes? Você fará uso de um vocabulário mais descontraído ou mais sério? 

Defina modelos de exemplo de respostas para que você siga a mesma linha em todas as conversas. Se você usar mais de uma rede social, veja como as pessoas se comunicam em cada uma delas e adeque seu vocabulário.

3° PASSO: DEFINA UM OBJETIVO

Defina um objetivo para a existência das redes sociais do e-commerce. Pense no que você quer com essa rede social e responda para si mesmo. Veja alguns exemplos de objetivos que podem ser os da sua loja virtual:

  • Interagir com os clientes
  • Atender os clientes
  • Anunciar os produtos

Se você ainda não sabe a resposta, tudo bem. Para ajudá-lo a definir os seus objetivos, observe perfis de empresas que têm boas redes sociais. Olhe para essas publicações e tente imaginar qual objetivo está por trás de cada uma delas.

COMO FAZER MARKETING PARA REDES SOCIAIS NO E-COMMERCE?

Aqui seguem mais algumas dicas para você fazer bom uso das redes sociais no e-commerce. Lembre-se de fazer esses passos com calma, para chegar em soluções que realmente transpareçam a essência do seu negócio.

1° PASSO: PENSE NO CONTEÚDO

A rede social não é lugar para você publicar imagens e mais imagens do seu produto. Você também precisa publicar algum conteúdo agregador. Se você não sabe como fazer isso, o ideal é que contratar alguém que entenda do assunto. 

2° PASSO: SEPARE O PESSOAL DO PROFISSIONAL

Lembre-se que a rede social da sua empresa não é o seu perfil pessoal. Por isso, de forma alguma misture as duas coisas. Coloque as fotos pessoais do seu churrasco do final de semana apenas no seu perfil. 

Use a página da sua empresa para divulgar os produtos, comunicar promoções, falar sobre lançamentos, mostrar sobre os bastidores da empresa e responder os contatos dos clientes. Se misturar tudo terá uma postura pouco profissional e acabará afastando mais do que atraindo.

3° PASSO: APROVEITE OS MEMES

As pessoas adoram comentar assuntos de momento nas redes sociais e algumas grandes marcas conseguem até se promover se engajando em algum meme. Avalie as possibilidades de fazer isso nas redes sociais da sua empresa. 

Mas atenção, esses assuntos de momento têm prazo de validade muito curtos. Se você não conseguir aproveitar a sacada na hora, não poste na semana seguinte, quando já tiver saído de moda.

COMO USAR O CANAL NO YOUTUBE COMO REDE SOCIAL NO E-COMMERCE?

O Youtube funciona um pouco diferente das outras redes sociais e, por isso, não falamos dele antes. Além de rede social, o Youtube é um buscador de conteúdo e, por isso, oferece boas possibilidades para quem decide usá-lo. 

Se você quer participar, crie um canal para o seu e-commerce e dedique-se a publicar vídeos com frequência. Você pode usar o Youtube, por exemplo, para postar vídeos demonstrativos dos seus produtos. 

Esse material pode ser curto, sem locução, onde você mostra o produto abrindo, fechando e funcionando. Esses vídeos podem, inclusive, ser colocados na sua loja virtual, junto com a descrição de cada um dos produtos.

USE O YOUTUBE PARA CRIAR CONTEÚDO

Criar vídeos mostrando o produto é uma ótima ideia para os casos em que uma foto não é suficiente. No entanto, as possibilidades que a rede oferece são múltiplas e, dependendo do seu domínio das ferramentas de vídeo, você poderá ir muito além.

Se você tem um e-commerce que vende produtos para maquiagem, poderá fazer vídeos com dicas para se maquiar. Na gravação, o seu objetivo não será vender o produto, mas mostrar para os seus clientes as etapas de maquiagem. 

A base desses vídeos será o Youtube, mas eles poderão ser compartilhados em outras redes sociais do seu e-commerce, como o Facebook.  Além disso, pelo Youtube funcionar muito bem como um buscador, poderá atrair pessoas que nem conhecem o seu comércio eletrônico, mas que o acompanharão por causa do conteúdo que você publica. 

AS REDE SOCIAIS PODEM SER MAIS EFICIENTES QUE O E-MAIL

De modo geral, as redes sociais aproximam os clientes da sua marca e podem ser mais eficientes do que o uso de e-mails, que devem ser enviados apenas em situações muito específicas. 

As redes sociais são eficientes para gerar confiança e para estreitar o vínculo com os consumidores. Por isso, crie uma rotina de monitoramento de redes e dedique um tempo do seu dia  para responder as perguntas que seus usuários fizerem. 

Gostou de saber mais sobre redes sociais no e-commerce? Se você quer pôr a mão na massa e criar as redes da sua loja virtual, lembre-se de avaliar onde o seu público está e qual é o seu objetivo em casa rede. Assim você poderá colher bons frutos! 

Artigo anteriorVem aí a Semana do Brasil, a “black friday” que promete aquecer setembro
Próximo artigoLoja mobile para e-commerce: vale a pena? Conheça as vantagens!
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA