Quanto custa uma loja virtual?

Quanto custa uma loja virtual?

1662
2
Quanto custa uma loja virtual?

Leia nesse super artigo quanto custa uma loja virtual

O “boom” das lojas virtuais está a todo vapor no mercado brasileiro. Diversas facilidades são oferecidas para os empreendedores que desejam apostar nesse tipo de comércio, como um alternativa para sair da crise. Além disso, é muito mais fácil manter contato com os clientes, cuidar da logística e manter o negócio em andamento no mundo virtual. Ter um empreendimento online parece ser a melhor opção e, por isso, muitas pessoas se perguntam: Quanto custa uma loja virtual?

A verdade é que a resposta para essa pergunta depende de uma série de fatores, que variam de acordo com o tamanho do empreendimento e as escolhas feitas no momento da estruturação do site e dos serviços oferecidos. Mas na maioria dos casos, manter um e-commerce sai bem mais em conta do que abrir um estabelecimento físico.

Simplo 7- Plataforma de e-commercePara os empreendedores que pretendem dar início a esse tipo de negócio, preparamos uma lista de gastos que são feitos quando um comércio eletrônico é aberto. Obviamente, vários itens podem acabar saindo gratuitamente, mas não se engane, a contratação de bons profissionais e a possibilidade de personalização do serviço oferecido podem fazer uma grande diferença. Lembrando que todos esses custos dizem respeito à estruturação do site e da logística e não do plano de administração geral da loja virtual.

1) O domínio de uma loja virtual

Depois que os produtos, fornecedores e forma de administração de sua loja virtual estiverem resolvidos, é hora de registrar um domínio a ser disponibilizado na internet. Trata­-se do endereço a ser digitado no navegador de um computador para que sua empresa seja encontrada. Se tudo que você precisa é da própria loja virtual, um desses é suficiente. Enquanto isso, aqueles que quiserem inovar e oferecer uma página diferente com informações, em um blog por exemplo, precisam pagar por mais de um desses.

Em média, o custo de um domínio personalizado fica na faixa dos R$ 9,90 mensais. Existem diversos tipos de planos de contratação de domínio. É possível fazer a compra do endereço por seis meses, um ano ou mais. Quanto maior o tempo do contrato, menores serão os custos mensais a serem pagos por sua empresa.

BAIXE NOSSO MATERIAL:


>Como montar uma loja virtual
>Como fotografar e editar fotos em sua loja virtual
>Como atrair visitantes gratuitamente para sua loja virtual
>Como vender pelo Facebook e Instagram

Existem domínios gratuitos também, entretanto eles não são personalizáveis. Em seu endereço, provavelmente, irá constar o nome da empresa que está oferecendo o serviço e não só o de sua loja.

2) Alugando o espaço para hospedagem online

Assim que o domínio estiver definido, é hora de escolher a hospedagem da loja virtual. Trata­-se da contratação de um servidor que irá disponibilizar um espaço a ser usado por sua empresa na internet.

Seria algo semelhante ao aluguel de um espaço para montar seu estabelecimento físico, colocar todas as mercadorias e dar início às vendas. Somente o endereço não é suficiente para montar uma loja. É preciso que uma empresa especializada ofereça a estrutura necessária para upload de arquivos, disponibilização de formas de pagamento e todos os outros itens de sistemas que um e­commerce precisa ter para que suas vendas sejam efetivadas.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Assista o Webinar para montar loja virtual
>Veja 8  dicas para montar uma loja virtual
>Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
>Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

Assim como no caso dos domínios, existem uma série de empresa que oferecem a hospedagem 100% gratuita, entretanto não é indicado que se contrate esse serviço se você pretende ter um negócio realmente profissional. O espaço para armazenamento não será muito grande e isso implica na velocidade lenta do seu site, por exemplo, deixando a experiencia do consumidor menos interessante.

3) Profissionais de webdesing e programação

Assim que o espaço e o endereço da loja virtual estiverem definidos, é hora de começar a construir a parte visual e as funcionalidades de seu e­-commerce. É extremamente importante que sejam contratados profissionais qualificados de programação e webdesing para a personalização de sua loja virtual.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
>Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
>Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Obviamente, é possível escolher plataformas prontas e começar a vende imediatamente, mas esse tipo de visual nem sempre é atraente e muitas vez não condiz com os produtos que estão sendo comercializados e, consequentemente, com o público visitante.

➜ Baixe planilha de Análise de concorrência

Um programador possui uma média salarial de R$ 2.461,53, enquanto um profissional de webdesign recebe cerca de R$ 1.741,00. É possível encontrar pessoas que façam esse trabalho como freelancer ou empresas que terceirizam esse serviço. Entretanto, é importante ter alguém que esteja disponível sempre, pois manter um e-­commerce requer atualizações constantes e a segurança de ter um profissional qualificado ao seu lado é sempre a melhor opção.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
>Aprenda como usar o CANVA
>Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

4) Parcerias com bancos e bandeiras de cartões

O principal objetivo de uma loja virtual é vender, portanto é preciso disponibilizar as formas de pagamento adequadas para que o público se sinta atraído e efetue as compras em seu site.

Existem algumas formas que se tornaram mais populares. Dentre as principais está o uso do cartão de crédito e débito. Por isso, é preciso firmar parcerias com as operadoras para que essa forma de pagamento seja disponibilizada. A cada venda realizada, uma taxa é cobrada sobre o valor pago. Se preferir, pode optar pelo boleto bancário, que é uma opção muito mais barata, pois as tarifas cobradas pelas instituições financeiras são bem menores.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como atrair cliente com e-mail marketing
>7 dicas para começar a usar o Youtube
>Saiba se seu site está otimizado

Uma outra alternativa é oferecer o pagamento por meio de sistemas como o PayPal ou PagSeguro, por exemplo. Essa é uma dica valiosa para os comerciantes que ainda não se consolidaram no mercado e precisam de uma garantia para oferecer aos clientes. Por ser uma opção em que o consumidor não precisa oferecer dados pessoais ou financeiros, muitas pessoas se sentem mais à vontade ao realizar as compras. Além disso, todos os valores pagos serão depositados em sua conta no sistema escolhido e podem ser sacados a qualquer momento, sem precisa manter uma conta corrente em um banco.

5) Entregas das encomendas em lojas virtuais

O último gasto a ser feito é aquele que diz respeito a como as encomendas chegarão até os clientes. É claro que serão cobradas taxas de entrega, para que o próprio consumidor escolha a forma de envio. Entretanto, é interessante firmar uma parceria com empresas que possam realizar o trabalho, para que tudo fique mais organizado e sistematizado. Existem duas opções: por meio dos correios ou contratando um serviço de transportadora privada.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
>Baixe e-book para datas comemorativas

A primeira opção acaba saindo mais barata, mas é necessário ter um volume de vendas mínimo para que o contrato seja assinado. Enquanto isso, optar por um serviço particular traz vantagens como um sistema integrado, impossibilidade de greves e atendimentos personalizados, quando necessário. Basta analisar as opções e decidir qual é a melhor para sua loja virtual.

 

Artigo anteriorVale compras em sua loja virtual
Próximo artigoPrograma de afiliados para loja virtual: o que é e como funciona
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA