Investidor anjo: Como conseguir um para seu negócio online

Investidor anjo: Como conseguir um para seu negócio online

1903
0
O que é um investidor anjo
O que é um investidor anjo

Investidor anjo: Leia nesse artigo dicas e informações de como conseguir um para seu negócio online e tornar o sonho de seu negócio realidade

Se você possui uma startup e precisa de um investimento volumoso para conseguir fazer sua empresa decolar, encontrar um investidor anjo será um passo fundamental dessa empreitada. Investidor anjo, caso você ainda não saiba, é um investidor que será o “rosto” dos seus investidores.

Como montar uma loja virtual
Como fotografar e editar fotos em sua loja virtual
Como atrair visitantes gratuitamente para sua loja virtual
Como vender pelo Facebook e Instagram

Ou seja, ele será a pessoa que colocará dinheiro na sua empresa (um aporte considerável dentro das suas expectativas) que chamará outros investidores menores a investirem. Então, possuir um bom investidor anjo é fundamental para que sua startup possa trilhar um caminho de sucesso.

O processo para obter um investimento anjo que o possibilite criar uma nova empresa (que chamamos de startup) pode vir a ser dividido em duas etapas bem fáceis de ser discernidas:

1) a primeira etapa visa buscar a estruturação do negócio, de como ele irá funcionar, qual seu público, como irá lucrar, como irá cobrar, entre tantas formas mais necessárias para tornar claro como funcionará a empresa;

2) focará na captação do investimento necessário para que sua empresa tenha os equipamentos necessários para que possa funcionar. Desse modo, se sua startup precisa de um investidor anjo, é necessário que o desenvolvimento seja iniciado pela preparação e pela modelação do seu negócio. Para facilitar sua tarefa, enumeramos os passos a seguir:

1. É necessário primeiro saber o que é um investimento anjo.

Somente assim você terá clareza de como ele poderá ajudar no seu negócio, de como você deve se preparar para obtê-lo, quais são os requisitos e os principais termos para uma boa negociação. Além disso, também é necessário oferecer algo para que o investidor anjo possa vir a se interessar pela sua startup.

Assista Webnário para montar loja virtual
Veja 8  dicas para montar uma loja virtual
Baixe E-book Gestão de e-commerce para PME
Assista a Palestra: E-commerce Do Zero Aos Resultados Em 6 Etapas

2. A contratação de um conselheiro (que é chamado de advisor) profissional

Que já tenha experiência no mercado é fundamental para que você possa se orientar por todas as etapas de desenvolvimento. Em troca disso, você acabar dando para ele uma pequena participação no seu negócio.

Esse conselheiro, no futuro, pode acabar vindo a se tornar seu investidor anjo. Mas isso, apenas caso ele e a sua empresa apresentem as características necessárias e compatíveis.

3. Conhecer o mercado em que você irá atuar é fundamental.

Então, pesquise e converse com clientes em potencial. Não se esqueça de validar e de testar todas suas ideias para ter certeza de que elas venham a atender as necessidades e as expectativas deles.

Do mesmo modo, tenha certeza de quem são os concorrentes do seu segmento para que seja possível comparar suas vantagens competitivas.

4. Saiba como montar o time correto para que seu negócio prospere.

 

Então, busque saber como avaliar competências (por exemplo, melhores técnicas, melhores técnicas de negócio, melhores técnicas operacionais e aí por diante), que acabam sendo essenciais para que seu negócio dê certo.

Baixe planilha de análise de concorrência
Baixe e-book com 6 maiores erros de quem faz anúncios
Baixe e-book de como capturar e-mail

Do mesmo modo, veja se os fundadores da empresa possuem essas qualidades ou se será preciso encontrar novos colaboradores para que venham complementarem o time da startup.

5. Antes de começar as operações, desenvolva um protótipo uma prova do conceito do principal serviço/produto que você deseja ofertar.

Isso serve como objetivo tanto para vir apresentar potenciais consumidores para a validação da sua empresa, quanto para o investidor anjo, visando dar mais clareza de qual é a sua proposta, assim como para mostrar qual é sua capacidade de execução.

6. Faça uma bela apresentação de seu modelo de negócio que venha a contemplar todos os principais itens que sejam relevantes

para o seu negócio, como quais são as necessidades do serviço e do produto que você atende, qual a forma que você irá atender essa necessidade, qual é o seu mercado alvo/perfil do cliente, como você pretende vir a comercializar e divulgar sua marca, quanto e como você esperar vir a faturar e qual é o valor de investimento que você precisa para que a empresa possa começar a operar.

Após ter cumprido todas essas etapas, você, o empreendedor, estará pronto para começar a busca pelo investidor anjo. Assim, haverá apresentação e negociação com potenciais investidores anjo para sua startup, sempre necessário lembrar que essa busca é dos dois lados, já que o fato de buscar sócio significa basicamente o mesmo que buscar encontrar um marido ou uma esposa, conforme listamos abaixo:

1. O primeiro passo é o de buscar um empreendedor que seja o certo para o seu negócio.

Ou seja, aquele pode agregar em experiência, em rede de relacionamentos, em conhecimento e em valor para o seu empreendimento.

Isso será um processo que não tem um prazo certo para acabar, sendo necessário participar de concursos e eventos para a apresentação do seu negócio, além de diversos encontros com potenciais parceiros.

2. Após conseguir finalmente encontrar o sócio adequado para o seu negócio

Você irá precisar marcar reuniões mais sólidas de negócios, que será o momento em que você irá apresentar com mais detalhes o que faz e como faz sua startup, do mesmo modo caberá a empresa conhecer melhor o perfil do investidor anjo.

Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

3. Antes de firmar o compromisso com seu sócio, é necessário fechar os principais termos da negociação, que são conhecidos como term-sheet.

Aqui será especificado qual é o valor que será investido, qual é a participação que o investidor-anjo deve ter no negócio e como os dois devem se relacionar ao longo de toda a parceria.

Para ficar claro: quais são os deveres e os direitos de cada uma das partes envolvidas na negociação.

4. Após acertar todos esses detalhes, após o contrato ser assinados e o investimento feito, o acordo passa a ter validade.

É importante frisar que isso se constitui apenas como o início da parceria, já que após isso irá começar a fase de mãos às obras.

Veja 3 Ferramentas para monitorar seu mercado
Aprenda como usar o CANVAS
Aprenda como usar o Google Analytics em sua loja virtual

Ou seja, quando o investidor anjo irá orientar e o empreendedor irá se focar totalmente na execução das tarefas que sua empresa deseja oferecer aos potenciais clientes. O papel do investidor anjo aqui será apoiar a empresa com conexões e orientações.

5. A última etapa da participação de um investidor anjo

Seria o rompimento da parceria, que ocorria no caso de venda da empresa para um cliente maior, ou seja, em caso da empresa dar certo e todos obterem lucros da negociação feita tempos antes.

Artigo anteriorComo importar
Próximo artigoComo montar uma loja virtual online de roupas
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA