(11) 4118-9290 - São Paulo (SP) Clique aqui

REDES

Como importar produtos para revender em 6 passos infalíveis

Por Marcio Eugênio | 10/12/2019
11350
|
2
Como importar produtos para revender em 6 passos infalíveis

A importação de produtos para revender é um negócio que tem se mostrado bastante vantajoso e isso não é nenhuma novidade para os empreendedores virtuais. 

São vários os casos de sucesso e tomando as providências corretas sempre existe espaço para mais um. Quem deseja abrir uma loja virtual de importados deve começar seguindo os mesmos passos de quem abre um e-commerce em outros nichos de mercado. 

Ou seja, descubra como importar produtos para revender em 6 passos infalíveis, veja lista dos melhores produtos e fornecedores dos EUA e da China!

COMO IMPORTAR PRODUTOS PARA REVENDER NO BRASIL LEGALMENTE?

Saber como importar produtos para revender é importante pois o segmento aumenta a cada ano no Brasil. E a tendência é por conta da enorme quantidade de brasileiros que quer investir em um negócio próprio. 

Existe, nesse mercado alguns cuidados legais que devem ser levados em conta. E para que você aproveite a oportunidade, vamos mostrar isso para você.

PLANEJE

Quem sabe que para ser um bom empreendedor é preciso ter um bom planejamento já está no caminho certo. Decida o que irá revender e o público que deseja trabalhar. 

Depois, determine que produtos seriam interessantes para esses clientes e veja se existe concorrência no segmento.

1. SAIBA ESCOLHER SEUS FORNECEDORES

Esse é um aspecto muito importante e que vai exigir muita atenção. A escolha de fornecedores vai garantir a possibilidade de sucesso do seu negócio no que se refere a qualidade de seus produtos.

Nunca ofereça em seu negócio um produto que você não compraria. Definidos os produtos para revender, compre de diversas lojas a fim de avaliar o preço, a qualidade da mercadoria e a agilidade da entrega.

2. FAÇA TUDO DE ACORDO COM A LEGISLAÇÃO 

Para que não ocorram problemas e seu negócio seja confiável, atue sempre de acordo com o que determina a lei. 

A grande parte dos empreendedores desse segmento inicia o negócio como pessoa física. Mas à medida que o negócio evolui, é importante buscar uma formalização e então, abrir sua empresa. 

A maneira mais prática e barata é se cadastrar como Microempreendedor Individual (MEI). Com o cadastro, você tem a vantagem de utilizar um regime simplificado de tributação, pode emitir nota fiscal, fica isento de Imposto de Renda Retido na Fonte (IRRF) e Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e paga uma pequena taxa fixa. Essa modalidade é para empresas com faturamento de até R$ 81 mil por ano.

Fique atento aos impostos de importação e custos do frete. Esses dois aspectos são geralmente os empecilhos devido ao alto custo de venda. 

3. FAÇA USO DE UM REDIRECIONADOR DE ENCOMENDAS

Existe um serviço de redirecionamento de encomendas que auxilia na redução dos custos de frete e das taxas alfandegárias. Com esse serviço, é possível controlar melhor os procedimentos de envio e os custos com importação são reduzidos. 

4. TENHA UMA LOJA VIRTUAL 

Se você tiver com pouco recurso para investir, as vendas online podem ser um diferencial. Defina por uma plataforma de e-commerce que se adapte às suas possibilidades e inicie suas vendas!

O QUE VALE A PENA COMPRAR NOS EUA PARA REVENDER?

Acessar produtos americanos e reconhecidos no mercado exige conhecimento sobre as taxas de impostos que podem estar vinculadas a essas mercadorias. Mas nesse segmento, há uma prática de importação por meio da compra em sites americanos a fim de conseguir comprar os produtos com preços mais em conta. As vantagens incluem: 

  • Maior diversidade de produtos;
  • Lucro mais elevado; 
  • Flexibilidade na gestão das compras;
  • Competitividade maior.

Entre os produtos estão: 

  • Roupas de marca;
  • Calçados femininos;
  • Maquiagem e produtos de beleza;
  • Acessórios femininos;
  • Eletrônicos;
  • Óculos de sol;
  • Perfumes de luxo;
  • Bonés;
  • Acessórios para celular;
  • Brinquedos;
  • Relógios;
  • Games;
  • Suplementos;
  • Acessórios para carros entre outros.

Entre as dificuldades está o valor do dólar. É preciso prestar atenção na hora de fazer as compras de produtos importados americanos. Você deve estar atento a cotação da moeda pois dependendo do valor, ele poderá impactar na lucratividade de suas vendas. 

E esteja sempre atento às taxas de importação cobradas para que não ultrapasse sua lucratividade. 

COMO IMPORTAR E REVENDER PRODUTOS DA CHINA?

A importação da China provou ser uma tática bem-sucedida de sourcing global para muitas empresas. Os produtos fabricados na China, como calçados, roupas, eletrônicos, móveis, artigos de decoração e muitos mais, são populares em todo o mundo.

No entanto, não é uma tarefa fácil, especialmente para os iniciantes. O processo de importação pode ser extremamente complexo, confuso e caro. Os ganhos esperados geralmente podem ser apagados por longos períodos de trânsito, custos de entrega crescentes ou flutuantes, taxas regulatórias e atrasos inesperados.

Vamos verificar como importar da China e o que você pode fazer para tornar o processo mais suave e eficiente.

1. IDENTIFIQUE SEUS DIREITOS DE IMPORTAÇÃO

Quando você compra mercadorias de fontes estrangeiras, você se torna o importador. O correio, FedEx, cuidarão de tudo e entregarão à sua porta se a sua embalagem for pequena e usada apenas para uso pessoal ou se o valor não for tão grande. 

Nesse caso, você economiza muito tempo e dinheiro. Porém, antes de comprar mercadorias comerciais em seu país, como empresa ou indivíduo, você precisará identificar se possui os direitos de importação.

2. IDENTIFIQUE AS MERCADORIAS QUE VOCÊ DESEJA IMPORTAR

Escolher os produtos errados significa que você está perdendo tempo e dinheiro. Se você for um importador de sucesso, a primeira coisa a fazer é escolher o produto correto para revender.

É melhor coletar o máximo de informações possível sobre as mercadorias que pretende importar. Obtenha informações sobre a composição do produto e, sempre que possível, amostras do produto.

Esta informação será crucial na hora de determinar a classificação tarifária.

3. ENCONTRE SEU FORNECEDOR NA CHINA E FAÇA SEU PEDIDO

Faça seu pedido com o fornecedor, o remetente ou o exportador e identifique os termos de remessa que serão usados.

Depois de selecionar seu fornecedor, solicite uma fatura ou folha de cotação para suas compras em perspectiva para incluir o número no sistema descrição e valor por item. Ele deve mostrar o peso e as dimensões embaladas, bem como seu prazo de compra.

Certifique-se que o fornecedor concorda em enviar, sob os termos legais do porto ou aeroporto mais próximo, pois isso reduzirá bastante seus custos de envio e lhe dará mais controle sobre a remessa.

Em geral, recomendamos fazer um pedido no mínimo três meses antes de precisar de seus produtos à sua porta .

COMO IMPORTAR PRODUTOS PARA REVENDER EM 5 PASSOS SIMPLES 

Importar mercadorias de baixo custo de outros países e depois revendê-las com lucro pode realmente mudar sua vida. No início, o processo pode parecer complicado e arriscado, mas depois de conhecer o básico, você verá que é realmente fácil.

Criamos estes passos, repleto de dicas e segredos sobre a importação por atacado, para ajudá-lo a iniciar seu negócio de importação e obter os lucros que sempre sonhou.

1. DEFINA SEU PÚBLICO ALVO

Depois de definir quais as mercadorias que você vai importar para revender, é preciso identificar o seu público alvo e conhecê-lo bem, assim, terá mais informações reunidas para tomar as próximas decisões, o que pode interferir até mesmo na escolha inicial do tipo de produto que vai vender.

Ou seja, o item ou grupo de itens escolhido para revender pela internet deve ser do interesse do público alvo que você escolheu para o seu negócio. Por mais lógico que isso possa ser, é algo que não pode ser esquecido, uma vez que é a base do sucesso do seu empreendimento. 

Isso quer dizer que se você determinou que venderá smartphones, é preciso divulgar o seu produto para os consumidores em potencial da sua mercadoria.

Para tanto, é preciso saber qual a idade, sexo, classe social, renda mensal e demais informações dos seus futuros clientes, inclusive, os seus hábitos na web. 

Com esses dados em mãos, fica mais fácil de chegar a eles, com uma publicidade atrativa, um e-commerce que chame a sua atenção, promoções que estão em concordância com o seu poder aquisitivo, etc.

2. PROCURE POR FORNECEDORES DE QUALIDADE 

Tenha cuidado com sites fraudulentos ao buscar a forma de como importar produtos para revender,em especial, ao procurar fornecedores atacadistas chineses. Reserve todo o tempo necessário para autenticar e verificar a integridade dos fornecedores encontrados online. Procure feedback e críticas, se possível.

Os membros do SaleHoo obtêm acesso instantâneo a mais de 8.000 dos fornecedores atacadistas mais confiáveis ​​do mundo. Portanto, se você ainda não se cadastrou, seria um ótimo momento para fazê-lo.

3. ENTENDA AS NORMAS DE IMPORTAÇÃO 

É relativamente burocrática a compra de produtos de outros países, mas nada que não se possa dominar com conhecimento a atenção. Além disso, depois dos primeiros trâmites, os demais sempre vão se repetir, mesmo assim, é preciso estar atento a possíveis alterações que podem sofrer as importações, como taxas, prazos, entre outros.

Para apostar com sucesso no negócio de importações é preciso entender que embora sejam altos os impostos cobrados sobre o preço das mercadorias, a verdade é que mesmo assim continua sendo um negócio muito lucrativo. Isso porque no estrangeiro é possível encontrar produtos com valores absurdamente mais baixos.

Desse modo, mesmo pagando todas as taxas é viável vender as mercadorias por preços atrativos e conseguir um bom lucro sobre cada venda. Além disso, é importante saber como importar produtos legalmente, senão, o seu empreendimento já pode começar com problemas e mesmo prejuízos.

4. TENHA UM INTERMEDIADOR DE CONFIANÇA 

Para entender como importar produtos para revender da China, por exemplo, é relevante saber que muitos sites não permitem que você compre e envie para o Brasil. 

Então você precisará de um intermediador para fazer isso. Por isso é preciso realizar o dropshipping. Esse é uma forma de venda de produtos sem estoque – ou seja, o produto é entregue diretamente ao cliente final. 

Assim, os riscos são reduzidos pois não há recursos de capital em estoque. O intermediador faz a compra e repassa a mercadoria para ele imediatamente. 

5. FIQUE ATENTO A EMISSÃO DAS NOTAS FISCAIS 

Conforme a Receita Federal, o processo de importação de qualquer produto deve vir acompanhado de nota fiscal.Tenha cuidado com os ítens, há alguns que não são permitidos entrar no país.

Além disso, é preciso saber do processo tributário que cada produto possui, mas independente da categoria do negócio, é obrigatória a emissão de nota fiscal.

Isso inclui lucro real, simples nacional ou lucro presumido o documento do desembaraço aduaneiro é necessário. 

É assim que seus produtos estão legalizados para entrar no Brasil e você poderá contabilizar o estoque em trânsito para seu estoque de venda. As informações necessárias para emissão da nota são: volume, peso da mercadoria, fatura e o nome da transportadora.

Observe também o CFOP que é o Código Fiscal de Operação. Para importação é o 3000 que se destina entradas ou aquisições do exterior.

6. PRECIFIQUE ADEQUADAMENTE OS PRODUTOS 

Antes de precificar seus produtos, você precisa saber quais são suas despesas comerciais. Você precisará planejar quais serão todas as suas despesas para os próximos meses. Você também deve levar em consideração quaisquer custos inesperados; sinta-se à vontade para aumentar o número total de despesas em 10% a mais.

Aqui estão alguns custos a considerar:

  • Custo do atacado do produto;
  • Custos de remessa;
  • Custos de publicidade/marketing;
  • Taxas mensais recorrentes;
  • Taxas do site (tema da loja, design de logotipo);
  • Empreiteiro/Salários de funcionários/Seu salário;
  • Fundo de emergência.

GASTOS COM PUBLICIDADE 

Com que intensidade o seu nicho depende da publicidade? Por exemplo, no marketing de influenciadores e a taxa de influenciadores, em média é de quanto? E os anúncios do Facebook? Com a publicidade direta, você também precisa considerar perdas potenciais de anúncios com falha ou anúncios com desempenho inferior. 

A publicidade direta pode ser altamente gratificante, mas nos estágios iniciais pode prejudicar seu orçamento, antes mesmo de você fazer sua primeira venda. Embora esse não seja um número perfeito, estime uma perda de publicidade nos primeiros dois meses à medida que refina seu  público-alvo. O número exato que você precisará levar em consideração dependerá do seu conjunto de habilidades e nicho.

PREÇO DO CONCORRENTE 

Ao analisar o preço do concorrente, não olhe para grandes varejistas como Amazon, Walmart ou AliExpress. Em vez disso, concentre-se nos concorrentes do seu nicho. Existem lojas online que vendem seu produto exclusivamente? 

Quanto eles cobram pelo produto? Quão popular é a sua marca? Por exemplo, se você vir um concorrente vendendo seu produto a um determinado preço, mas ele tiver apenas 1.000, pode ser difícil saber se as pessoas estão ou não comprando o produto pelo seu preço.

Você quer ter certeza de que há algum nível de popularidade nos concorrentes que está analisando.

MARKETING DE DESCONTOS 

Ao definir o preço de seus produtos, você deve levar em consideração o percentual de descontos que deseja oferecer. Oferecer descontos demais pode prejudicar uma marca a longo prazo. No entanto, quando você está começando e tentando obter uma prova de conceito, os descontos podem ajudá-lo a obter suas primeiras vendas.

MARGENS DE LUCRO

Quanto dinheiro você planeja ganhar? Se você faz dropshipping de produtos, não há benefício em empatar. Você precisa fazer lucro. Alguns nichos, como os eletrônicos, são conhecidos por terem margens de lucro menores, enquanto os nichos, como a moda, tendem a ter margens de lucro mais altas. 

Então, você precisa considerar os padrões do setor para os produtos que está vendendo. No entanto, há espaço para flexibilidade, especialmente se você optar por se posicionar como uma marca de luxo.

O QUE IMPORTAR PARA REVENDER? CONFIRA A LISTA DE PRODUTOS IMPORTADOS MAIS VENDIDOS

Toda pessoa de negócios explora quase todas as estratégias disponíveis para ajudar seus negócios a obter mais lucros e expandi-los mais rapidamente.Todas as regiões do mundo são conhecidas devido a determinados produtos. 

Seja pela qualidade, design, preço, tecnologia avançada, desempenho nos mercados modernos em relação à venda ou mesmo à quantidade de produção. A China não é exceção.

Produtos chineses baratos fizeram com que a China chamasse a atenção de muitos gigantes econômicos como EUA e Japão. Os maiores comerciantes estão correndo para a China devido aos lucros obtidos com seus produtos manufaturados baratos.

Existem 5 produtos de nicho que nunca devem faltar na sua loja:

  • Vestuário;
  • Sapatos;
  • Eletrônicos de consumo;
  • Beleza e maquiagem;
  • Jóias.

15 ITENS MAIS RENTÁVEIS PARA IMPORTAR DA CHINA

Saber como importar produtos para revender baratos da China costumam ser um processo lucrativo de negócio. Os itens mais rentáveis ​​têm margens de lucro mais altas e uma tendência para vender mais rapidamente. 

Os produtos baratos têm melhor desempenho porque são acessíveis e atendem à necessidade desejada. 

  1. Mini ventilador portátil USB;
  2. Fones de ouvido Bluetooth sem fio;
  3. Mini umidificador de ar;
  4. Cortador de legumes;
  5. Canudo de aço inoxidável;
  6. Roupas para animais de estimação;
  7. Suporte do telefone móvel;
  8. Barraca automática;
  9. Mini ferramenta de sobrevivência ao ar livre;
  10. Garrafa de água esportiva;
  11. Mini refrigerador de ar portátil;
  12. Lâmpada de ilusão criativa;
  13. Mini Telescópio Monocular;
  14. relógios inteligentes;
  15. Mini alto-falante Bluetooth.

ONDE COMPRAR PRODUTOS IMPORTADOS PARA REVENDER?

Saber escolher os melhores fornecedores de produtos importados é a chave para o sucesso do seu empreendimento, em especial se a meta for revender no Brasil.

Para auxiliá-lo, criamos essa lista que segue, contendo as empresas que oferecem excelentes mercadorias importadas com bons preços e boa reputação 

  1. Aliexpress
  2. IOffer;
  3. Focal Price; 
  4. Amazon;
  5. Wish

DICAS DE COMO IMPORTAR PRODUTOS PARA REVENDER COM SUCESSO

É relativamente burocrática a compra de produtos de outros países, mas nada que não se possa dominar com conhecimento a atenção. Além disso, depois dos primeiros trâmites, os demais sempre vão se repetir, mesmo assim, é preciso estar atento a possíveis alterações que podem sofrer as importações, como taxas, prazos, entre outros.

Para apostar com sucesso no negócio de importações é preciso entender que embora sejam altos os impostos cobrados sobre o preço das mercadorias, a verdade é que mesmo assim continua sendo um negócio muito lucrativo. Isso porque no estrangeiro é possível encontrar produtos com valores absurdamente mais baixos.

IMPORTAR LEGALMENTE

Desse modo, mesmo pagando todas as taxas é viável vender as mercadorias por preços atrativos e conseguir um bom lucro sobre cada venda. Além disso, é importante saber como importar produtos legalmente, senão, o seu empreendimento já pode começar com problemas e mesmo prejuízos.

Já na hora de revender as mercadorias importadas você pode ter o seu e-commerce ou comercializá-las em sites de terceiros, como aqueles que funcionam como classificados ou os marketplaces .

Quem é novato como empreendedor virtual pode experimentar as vendas por esses canais e, se averiguar que o seu negócio está dando certo, basta partir para uma loja virtual própria. Para quem não possui capital inicial essa é também uma alternativa para dar o pontapé inicial no seu empreendimento online, pois os gastos são reduzidos quando a venda é feita em plataformas já existentes.

IMPORTAR PRODUTOS PARA REVENDER É MUITO LUCRATIVO

Outro aspecto relevante na hora de importar produtos para revender é escolher os fornecedores mais confiáveis e mais uma vez a opinião alheia deve ser ouvida. É muito mais seguro negociar com fornecedores que já são conhecidos e possuem credibilidade, melhor do que se arriscar com outros fornecedores, mesmo que ofereçam preços muito mais baixos. Vale lembrar que tudo o que tem preço muito abaixo do mercado é motivo para desconfiança.

IMPORTAR PRODUTOS PARA REVENDER EXIGE FORNECEDORES CONFIÁVEIS

Para apostar com sucesso no negócio de importações é preciso entender que embora sejam altos os impostos cobrados sobre o preço das mercadorias, a verdade é que mesmo assim continua sendo um negócio muito lucrativo. Isso porque no estrangeiro é possível encontrar produtos com valores absurdamente mais baixos.

Desse modo, mesmo pagando todas as taxas é viável vender as mercadorias por preços atrativos e conseguir um bom lucro sobre cada venda. Além disso, é importante saber como importar produtos legalmente, senão, o seu empreendimento já pode começar com problemas e mesmo prejuízos.

IMPORTAR PRODUTOS PARA REVENDER PERMITE REVENDA EM VÁRIOS CANAIS

Já na hora de revender as mercadorias importadas você pode ter o seu e-commerce ou comercializá-las em sites de terceiros, como aqueles que funcionam como classificados ou os marketplaces.

Quem é novato como empreendedor virtual pode experimentar as vendas por esses canais e, se averiguar que o seu negócio está dando certo, basta partir para uma loja virtual própria. 

Para quem não possui capital inicial essa é também uma alternativa para dar o pontapé inicial no seu empreendimento online, pois os gastos são reduzidos quando a venda é feita em plataformas já existentes. Saiba mais sobre Como comprar produtos baratos para revender? Lista de Fornecedores

Marcio Eugênio

Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

Posts relacionados