Como começar um e-commerce do zero com 8 passos infalíveis

Como começar um e-commerce do zero com 8 passos infalíveis

1113
0
Tabela de retorno dos investimentos
Tabela de retorno dos investimentos

O comércio eletrônico apresenta uma excelente perspectiva para quem quer começar a vender online. Conforme a 40ª edição do Webshoppers, no primeiro semestre de 2019 as vendas pela internet cresceram 12%. A pesquisa foi divulgada pela Ebit/Nilsen e mostrou um cenário bastante animador para os empreendedores que querem focar na área. 

Sem dúvidas, trabalhar com loja virtual é uma forma muito positiva de investir. No entanto, a sua criação precisa de muito planejamento e responsabilidade. Para ajudá-lo a começar um e-commerce, preparamos uma lista bem completa com 8 passos infalíveis para seguir e ter sucesso.

O QUE É E COMO FUNCIONA UM E-COMMERCE?

Um comércio eletrônico funciona de forma bastante semelhante a uma loja de rua. Porém, ao invés de contar com uma loja física na qual os clientes podem entrar, o e-commerce conta com um site na internet, no qual os usuários podem navegar. As compras são realizadas nessa página da web e os consumidores recebem a encomenda em casa. 

Apesar de o cliente não ter contato direto com o vendedor da loja, ele pode contar com canais de comunicação como chat e e-mail para dialogar com quem está do outro lado. Além disso, o ideal é que os produtos sejam divulgados com o máximo de informações possível, o que também inclui fotografias e vídeos.

QUAL O CUSTO PARA ABRIR UMA LOJA VIRTUAL?

O custo para começar um e-commerce depende de diferentes fatores, como mercado, produto e público-alvo do seu negócio. Determinadas áreas ou produtos precisarão de um investimento maior do que outras áreas. No entanto, tenha em mente que para começar um e-commerce você terá que:

  • Ter o domínio da loja virtual
  • Alugar espaço para hospedagem
  • Contratar uma plataforma para o e-commerce
  • Fazer parceria com bancos e operadoras de cartões

Além desses itens, você deverá garantir uma verba para investir em um estoque inicial. Ainda que esses custos pareçam onerosos, com certeza são bem menores do que os custos de abrir uma loja física, uma vez que o e-commerce não precisa de um ponto de venda e nem de funcionários.

COMO GANHAR DINHEIRO PELA INTERNET COM E-COMMERCE?

Ganhar dinheiro é um dos principais desejos de quem quer começar um e-commerce. É claro que é possível lucrar com as vendas online, no entanto você deve se lembrar que terá um período no qual precisará recuperar o seu investimento. Por isso, o lucro não será alcançado de forma instantânea.

Diferente de uma loja física, uma loja virtual precisa fazer anúncios. Essa é a forma mais eficiente de atrair o público-alvo para o comércio eletrônico e de fazer boas vendas. Sem os anúncios, dificilmente os usuários da internet conhecerão a sua loja. 

COMO COMEÇAR UM E-COMMERCE DO ZERO?

Criar uma loja virtual do zero exige muito envolvimento. Afinal, você estará criando uma marca que deve ser sólida o suficiente para concorrer com as empresas já existentes no mercado. Por isso, fique atento a todas as etapas necessárias e dedique-se a segui-las com bastante calma. 

1- FAÇA O PLANEJAMENTO

O planejamento é a etapa inicial de criação de um e-commerce. Nele é que são definidos os propósitos da marca. Essas decisões devem ser tomadas a partir de uma análise muito aprofundada, que dará segurança para o empreendedor, que saberá que existe uma necessidade de mercado a ser atendida.

2- ESCOLHA UMA PLATAFORMA PARA E-COMMERCE

A escolha da plataforma de e-commerce é fundamental para oferecer uma boa experiência de compra aos consumidores. Existem muitas plataformas disponíveis no mercado, mas nem todas têm funções essenciais. Analise a possibilidade de personalização, veja os métodos de pagamento disponíveis, as modalidades de entrega e as funções de SEO. 

3- DEFINA O QUE VAI VENDER

Definir o produto ou o serviço que você venderá é essencial para começar um e-commerce. É claro que essa escolha deve ser baseada no seu gosto pessoal, mas também deve ser estruturada de acordo com a demanda de mercado. Veja se existe algum produto ou serviço que ainda não é oferecido ou que poderia ser vendido de forma otimizada.

4- ANALISE O SEU PÚBLICO-ALVO

Determinar o público-alvo da sua loja virtual é muito importante para traçar estratégias de comunicação, definir canais de distribuição e até mesmo para definir a linguagem que você usará. O comportamento de cada grupo de indivíduos tem grande variação e, por isso, você deve compreender exatamente como é o seu público.

5- ESCOLHA O LAYOUT IDEAL

O layout do seu e-commerce deve transparecer exatamente o propósito da sua marca e as características do seu produto ou serviço. Dedique-se a criar um layout absolutamente funcional e intuitivo. A dificuldade em navegar em algumas páginas da web faz com que muitos usuários acabem abandonando a compra. 

6- ORGANIZE A LOGÍSTICA

A organização da logística deve ser feita antes de você começar um e-commerce. Procure por bons fornecedores, desenvolva o fluxo de operações e esteja pronto para o dia que a sua loja virtual for ao ar. Com o tempo, você terá somente que fazer pequenos ajustes no fluxograma da sua marca.

7- DESENVOLVA UM CONTROLE DE ESTOQUE

Controlar o estoque é fundamental para que o e-commerce funcione conforme o esperado. Muitas marcas contam com ferramentas específicas para isso. Quando uma venda é realizada, os números de estoque são atualizados automaticamente, reduzindo o trabalho manual e o risco de erros. 

8- INVISTA EM UMA ESTRATÉGIA DE MARKETING

Começar um e-commerce sem uma estratégia de marketing é o mesmo que vender de portas fechadas. Defina a melhor forma de se comunicar com os seus consumidores e coloque isso em prática antes mesmo de lançar o seu e-commerce. Essa estratégia tem grande impacto no sucesso do seu negócio. 

O QUE VENDER NO E-COMMERCE?

Um grande número de pessoas quer começar um e-commerce sem nem saber o que pode vender pela web. A vontade de ganhar dinheiro e de conquistar a autonomia financeira é maior do que a identificação com um determinado produto e serviço. Isso não está errado, mas a definição do item que será comercializado é bem importante para o e-commerce.

Por isso, dedique-se a descobrir o que vender no e-commerce. Pense nos seus gostos pessoais e veja que itens você gostaria ou não de comercializar. Se você gosta de automobilismo, por exemplo, não precisa necessariamente vender carros. Mas poderá oferecer algum produto ou serviço relacionado com o setor.

Ao trabalhar com um segmento que dá prazer para você, as suas vendas serão mais motivadoras e até aqueles momentos de decisões difíceis serão mais leves, pois você estará trabalhando com o que acredita. Pense nisso e evite criar um e-commerce para vender algo que não o motivará. 

PARA COMEÇAR UM E-COMMERCE PENSE DIFERENTE DOS SEUS CONCORRENTES

Se você quer sair na frente da sua futura concorrência, você tem que pensar no que eles não estão pensando. Isso é senso comum, mas na realidade, não explica nada. Afinal de contas, no que eles estão pensando? Ao começar uma loja virtual, as dúvidas que normalmente vem à cabeça são:

  • Qual plataforma de e-commerce escolher?
  • Em qual nicho eu devo atuar?
  • Devo usar marketplaces ou ter meu próprio site?

Todas essas perguntas são muito importantes e devem ser respondidas, mas depois delas vem outra: O que vender?. E é justamente aqui que o pessoal se atrapalha. Independente de você estar atuando com estoque próprio ou terceirizado, é muito comum você querer vender de tudo um pouco ou querer ter muitos produtos.

Afinal, o seu concorrente tem uma grande variedade de produtos, então você também deve ter, né? Na verdade não. A sua primeira preocupação com o seu e-commerce deve ser testar se ele vai funcionar. Para isso, devemos voltar nos fundamentos mais básicos de qualquer negócio, que não são muito discutidos ao redor da internet. O primeiro deles é….

CURVA ABC

Em teoria, a curva ABC se refere aos três produtos que mais vendem. Em teoria porque podem existir mais de três categorias que mais vendem. Por isso, tenha em mente em reunir os produtos que mais vendem, independente do número. 

Em um primeiro momento, pode parecer errado querer focar em apenas alguns produtos, mas pense da seguinte maneira: se você tiver algum problema no coração, você vai querer fazer uma consulta com um cardiologista ou com um clínico-geral? Assim como você vai querer um especialista, o seu cliente também vai ver mais valor em você se você tiver foco.

É por isso que, apesar de existirem grandes lojas virtuais de informática, existem aquelas que só vendem PC’s gamers, enquanto existem outras que vendem apenas servidores para empresas, etc. E isso se aplica para outros segmentos. O produto, em essência, é o mesmo (computadores), mas os objetivos são diferentes.

Começar com esse foco é essencial para você faturar mais, levantar capital e poder investir na cauda longa da sua loja virtual.

CAUDA LONGA

A cauda longa são todos os produtos que, combinados, podem atingir um faturamento semelhante ao da Curva ABC ou até mesmo maior. A Amazon é um perfeito exemplo de empresa que tem um faturamento expressivo com a cauda longa.

VOCÊ TEM UMA PROPOSTA ÚNICA DE VALOR OU VOCÊ VENDE PREÇO?

Vamos ser francos: se você só conseguir ter lucro vendendo por um preço muito maior do que a média do mercado, provavelmente você não vai ter chance. Agora, se você estiver ofertando acima da média do mercado, mas não por um preço exorbitante, e ainda não está conseguindo vendas, você tem que trabalhar na sua Proposta Única de Valor. 

Isso nada mais é do que o diferencial da sua empresa. E esse diferencial pode vir através do conteúdo que você produz, do atendimento que oferece ou da curadoria que realiza para escolher seus produtos. Um ótimo exemplo disso é a ChipArt, uma loja que se propõe a montar computadores para gamers. 

Se você observar os preços da loja, verá que ela está acima da média do mercado. Mas repare que ela fala muito sobre a garantia de produtos e procura vender aqueles itens que têm o maior prazo de garantia por conta do fabricante. Além disso, a loja sana todas as dúvidas e oferece suporte personalizado.

Essa é a proposta única de valor deles. A sua não precisa e nem deve ser a mesma, mas antes de começar um e-commerce você tem que achar alguma coisa que te destaque. Lembre-se que vender pela internet oferece excelentes perspectivas, mas também apresenta uma grande quantidade de concorrentes.

Estar preparado para competir e para oferecer um bom serviço é o que destacará a sua marca neste grande universo de lojas. Se você quer seguir em frente e tirar a sua ideia do papel, confira esse texto com os 10 produtos que mais vendem na internet.

DEIXE UMA RESPOSTA