Loja virtual ou mercado livre: qual o melhor canal de vendas?

Loja virtual ou mercado livre: qual o melhor canal de vendas?

6333
14

Você já percebeu que a maior parte das pessoas que quer trabalhar com vendas online pensa apenas em criar uma loja virtual? Muitas vezes, esses empreendedores sequer lembram que existem outras alternativas para vender pela internet. No entanto, o marketplace também é uma possibilidade bastante viável para este tipo de atividade.

Se você tem vontade de ganhar um dinheiro extra e acha que as vendas online podem ser uma boa alternativa, siga em frente! Mas também dedique-se a conhecer as alternativas e a entender se, para o seu caso, é melhor vender em loja virtual ou Mercado Livre. Para entender mais sobre marketplace, continue lendo esse texto. Explicaremos tudo a seguir! 

O QUE É MARKETPLACE?

O marketplace nada mais é do que um shopping virtual, onde muitos lojistas se reúnem e dividem a mesma plataforma de vendas. Os principais marketplaces que vendem no Brasil são Mercado Livre, Lojas Americanas, Submarino, Dafiti e Buscapé. Com certeza você já ouviu falar deles, não é mesmo?

A grande vantagem desta modalidade em relação à loja virtual tradicional é a redução dos custos, já que o valor para manter as atividades é dissolvido entre todos os participantes. Além disso, os administradores do marketplace é que são os responsáveis pela divulgação do site e pelas melhorias que ocasionalmente devem ser realizadas. 

Desta forma, o vendedor tem mais tempo para se dedicar à atividade de comercialização e de envio dos produtos aos clientes. No entanto, nem tudo são flores nessa modalidade e, por isso, é tão importante conhecer bem cada canal de vendas. Se você tem dúvidas entre loja virtual ou Mercado Livre, veja os vídeos abaixo:

VALE A PENA TER UM E-COMMERCE INTEGRADO COM MERCADO LIVRE?

Integrar o seu comércio eletrônico ao Mercado Livre é uma alternativa viável. Assim, não é preciso optar por loja virtual ou Mercado Livre, pois você estará contemplando os dois formatos de vendas. Inclusive, existem algumas plataformas para criação de e-commerce que oferecem a alternativa de integrar os dois canais.

Desta maneira, não é preciso cadastrar os produtos no comércio eletrônico e no marketplace. Também é possível recorrer a uma integração de estoque, que registra de forma unificada as vendas realizadas em ambas plataformas e facilita o fluxo de produção e de envio. 

>

QUAL O MELHOR CANAL DE VENDAS: LOJA VIRTUAL OU MERCADO LIVRE?

A resposta é: depende. O melhor canal de vendas varia conforme o tipo de produto que você comercializa, o segmento da sua empresa e o público-alvo a quem se dirige. Além disso, a escolha entre loja virtual ou Mercado Livre também depende da dimensão do seu empreendimento.

Se você está começando um negócio agora e não tem muito dinheiro para investir em um site próprio, apostar em um marketplace pode ser uma boa escolha. Assim você poderá avaliar sobre a demanda do seu produto e ter uma fonte de renda para, no futuro, ampliar o seu negócio.

Por sua vez, se você já quer começar com um porte maior e ter autonomia sobre a sua loja, o e-commerce combina mais com o seu perfil. Vale lembrar que nada impede de integrar a sua loja virtual com algum marketplace. Agora que você já sabe bastante sobre marketplace, vamos falar sobre os pontos negativos e positivos de cada escolha, ok?

VANTAGENS DA LOJA VIRTUAL

Em uma loja virtual própria, você tem mais autonomia sobre o layout, a apresentação dos produtos e as estratégias de divulgação. Desta maneira, pode recorrer a medidas mais assertivas, que vão de encontro com os objetivos e as necessidades do seu negócio.

DESVANTAGENS DA LOJA VIRTUAL

Ao mesmo tempo, você é o responsável por toda a estratégia necessária para que uma loja virtual venda. Desta maneira, a atração dos clientes fica por sua conta, bem como a adequação do layout para oferecer uma boa experiência de compra.

VANTAGENS DO MERCADO LIVRE

Ao usar o Mercado Livre como canal de vendas, você conta com o empenho dos administradores da plataforma para divulgar o marketplace e para atrair clientes até a loja. Além disso, vincular a sua loja com o Mercado Livre dá mais credibilidade ao negócio. 

DESVANTAGENS DO MERCADO LIVRE

O ponto negativo do Mercado Livre é em relação à concorrência, já que todas as empresas competidoras ficam reunidas em um mesmo lugar. Por isso, é necessário se empenhar em medidas de diferenciação, que podem destacá-lo em relação aos demais. 

Se você considera a possibilidade de vender em marketplaces ou de integrar a sua loja virtual com este tipo de canal de vendas, não deixe de dar atenção às taxas que são compradas para participação e vendas. Assim você evita possíveis surpresas negativas no final do mês. 

Além disso, veja se o tipo de marketplace tem sintonia com o propósito do seu negócio. Alguns canais de venda estão voltados principalmente ao público final, enquanto outros trabalham mais com vendas para intermediários.

Agora que você já entendeu tudo sobre marketplace e sabe quais são os principais pontos que devem ser considerados na hora de decidir pelo seu canal de vendas, leia também sobre plataformas para e-commerce. Assim poderá fazer a melhor escolha para seu negócio!

Artigo anteriorICMS no e-commerce: entenda como funciona e como calcular
Próximo artigoIndicadores de desempenho: Guia Absolutamente Completo!
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

14 COMENTÁRIOS

    • Olá Geovana, realmente o mercado livre tem um grande publico, porém não é possivel fazer um trabalho personalizado, a maioria que ali está está brigando pelo menor preço, ne mesmo não é possivel mensurar qualidade de atendimento,e como o Marcio falou, vc fica preso ou escravizado as regras de um unico canal, sem contar que não se desenvolve como empreendedor digital, aonde é possivel aprender como segmentar seu publico, fazer anuncios no google,promoções ou queima de estoque, se fizer uma conta rápida de 16% cobrado pelo mewrcado livre, mais o frete gratis obrigado para produtos aciam de R$ 120,00, O Unico que não ganha nessa historia é o vendedor, se pegar essa grana de frete + anuncios bem feitos canais de midias, vc consegue um lucro liquido muito mais muito maior na loja virtual, sem contar o Branding que vc estará fazendo, podendo anos a fente até vender sua marca.

      Um grande abraço!!!! Parabéns MARCIO

  1. Tenho uma LV ha dois anos mas de 6 meses pra cá é que tenho feito vendas. É pouco mais já se igualou ao que vendia bem no ML. Tem ainda potencial pra crescer e estou aproveitando pra trabalhar nela pois caiu muito no ML.

DEIXE UMA RESPOSTA