(11) 4118-9290 - São Paulo (SP) Clique aqui

REDES

Melhores produtos para vender na internet e ganhar dinheiro

Por Matheus Luvier | 08/01/2021
131
|
0
Melhores produtos para vender na internet e ganhar dinheiro

Você sabia que no primeiro semestre de 2020 o comércio eletrônico cresceu 47% no Brasil? Esse dado foi apresentado pela Ebit/Nielsen, que demonstra que os brasileiros fizeram 90,8 milhões de encomendas no mercado digital. Esses números animadores despertam em muitas pessoas o desejo de criar uma loja virtual e de encontrar os melhores produtos para vender pela internet. 

Um dos primeiros passos para quem quer criar uma loja virtual é definir o produto que será vendido. Afinal, essa decisão contribui diretamente para a possibilidade de crescimento da marca e para a sua consolidação entre os consumidores. Mas quais são os melhores produtos para vender e ganhar dinheiro? Falaremos disso a seguir!

O que não vender na internet?

Antes de falarmos sobre os melhores produtos para vender na internet, vamos pensar que tipo de produto não pode ser vendido online? Em resumo, nenhuma loja virtual ou marketplace pode vender itens que a lei brasileira não permite, como drogas, medicamentos com receita médica e animais em risco de extinção. 

Por isso, antes de definir o produto que você vai vender em seu e-commerce, recomendamos que procure entender se ele é legalizado no território nacional. Além disso, os marketplaces podem proibir a venda de produtos legais, por entenderem que de alguma maneira colocam em risco os vendedores ou os consumidores. 

Se você quer compreender que tipo de produtos não deve vender em seu e-commerce, confira essa tabela com os itens que o Mercado Livre não permite a venda. Tenha em mente que o bom senso na escolha do produto para seu negócio virtual é sempre um bom termômetro! 

Quais são os melhores produtos para vender na internet?

Ainda que a lista de produtos não permitidos para a venda seja grande, pode certeza que os itens permitidos são ainda mais amplos. Em geral, você pode pensar que seu e-commerce pode vender todos os produtos presentes em um shopping center, por exemplo. Ou seja, é possível escolher entre muitos segmentos existentes!

Se você está buscando por produtos para vender pela internet, tenha em mente que deve considerar dois fatores essenciais: o seu interesse pessoal por aquele produto e o contexto do mercado naquele determinado setor. Muitas pessoas escolhem vender itens presentes nas listas de mais vendidos, mas não se dão conta que isso pode não ser uma boa opção.

A razão é simples: embora tenham demanda, esses produtos também já têm muitos vendedores ativos e experientes no mercado. Por isso, é sempre necessário pesquisar a concorrência e entender se há espaço para novas marcas entrarem e crescerem. Veja aqui algumas ideias dos melhores produtos para vender na internet:

Acessórios para celular

Os acessórios para celular estão sempre em alta e, apesar de já existirem muitos vendedores em comércios eletrônicos e em marketplace, é possível crescer nesse mercado, sobretudo se usar a qualidade, o preço e o atendimento como diferenciais. Aqui entram capinhas para celulares, cabos, telas protetoras, etc. 

Cama, mesa e banho

Esse é um segmento que pode colher bons frutos da venda online, sobretudo porque não precisa que as pessoas experimentem os produtos. No entanto, a descrição dos itens deve ser bem completa, explicando as dimensões, o número de fios, etc. Vídeos que mostram a suavidade dos produtos também podem agregar muito ao e-commerce.

Comidas 

Há sempre espaço para vendedores que souberem se diferenciar no mercado da gastronomia. Veja que produtos já são oferecidos na sua região e tente encontrar alguma alternativa diferente e criativa. Os salgados e doces sem glúten, açúcar ou leite estão em alta e podem ter muita saída!

Decoração de festas

Cada vez mais as pessoas valorizam a ideia do faça você mesmo, né? Que tal criar um e-commerce com artigos para decoração de festas caseiras, que estão em alta sobretudo em 2020? Foque em chá revelação, mesversário, aniversário de um ano e até bodas. Itens baratos e criativos têm tudo para fazer sucesso. 

Maquiagens e perfumes

Esse segmento tem espaço tanto para quem pretende criar uma marca de luxo, com produtos de grife, quanto para quem quer vender produtos de marcas mais populares. Independente do posicionamento, é essencial investir em fotografias de boa qualidade, que demonstrem exatamente os tons dos batons, sombras, etc.

Materiais esportivos 

Quando falamos de esportes, logo pensamos em futebol, não é mesmo? Mas há muito mais alternativas além disso! Você pode criar um e-commerce focado em materiais para os jogadores de tênis, por exemplo. Ou então explorar o nicho do pilates e ioga, com roupas específicas, bolas, elásticos e colchonetes.

Produtos para maternidade 

Esse é um mercado muito aquecido e, em geral, reúne não apenas os pais que estão montando o enxoval do bebê, mas também amigos e familiares que querem dar um presente. Os produtos para maternidade incluem as primeiras roupas e também artigos focados na grávida e puérpera. 

Produtos para pets

Aqui está um dos segmentos com mais clientes! Sabendo disso, é possível trabalhar atributos que destacam essa loja virtual e fidelizam consumidores com um grande poder de compra. Trabalhar com muita variedade de produtos, itens inéditos e entrega rápida são diferenciais que podem alavancar o negócio.

Quadros e ilustrações 

Cada vez mais as pessoas estão valorizando a própria casa, não é mesmo? Aqui entra uma ideia de negócio para deixar o ambiente mais aconchegante, com ilustrações e molduras focadas em diferentes perfis de clientes: pessoas que estão montando o primeiro apartamento, crianças, jovens que gostam de séries, etc.

Roupas de festa 

Esse é um dos poucos nichos dentro do setor das roupas que ainda não está plenamente atendido. Além das tradicionais roupas de festas chiques, como casamento, é possível focar em eventos mais diferentes, como festas em campos, batizados e assim por diante. O aluguel também pode ser explorado nesse setor.

Dicas de como vender na internet para iniciantes

Agora que você já viu essas ideias de produtos para vender na internet, pode estar pensando o que é necessário para criar o seu e-commerce. De fato, tão importante quanto escolher um bom produto é planejar as etapas seguintes da loja virtual, pensando sempre em criar um negócio sólido e com chance de sobrevivência a longo prazo. 

Aqui entra um alerta: embora pareça óbvio, muitos empreendedores não planejam a empresa com tanta cautela como deveriam e acabam escolhendo fornecedores ineficientes, plataformas de e-commerce precárias e assim por diante. Isso impacta negativamente nos resultados da empresa, que acaba vendendo menos do que poderia.

Se você quer começar a vender agora, lembre-se que o estudo é essencial para fortalecer sua marca e prevenir erros. Planejar o negócio não é perda de tempo: é sinal de inteligência e de estratégia. A seguir, confira 4 dicas de pontos que devem ser pensados na hora de criar o seu negócio virtual:

Escolha o melhor canal de vendas

Quando falamos das vendas virtuais, logo pensamos no comércio eletrônico como única alternativa para expor e vender os produtos. Sem dúvidas, essa é uma boa forma de criar um negócio online, mas está longe de ser a única. Além do e-commerce, também é possível vender em marketplaces e em redes sociais, como Facebook e Instagram.

Inclusive, um vendedor pode optar por participar desses três canais de venda. Tudo depende do posicionamento de mercado que a marca vai escolher, do produto e do perfil do público-alvo que quer atender. 

Se você optar por vender em mais de um lugar, dê atenção especial ao seu estoque. O ideal é que o controle seja feito de maneira integrada, sem correr o risco de vender o mesmo item em dois lugares diferentes. Independente da escolha, a presença no canal de vendas deve ser forte e muito bem pensada, o que contribui para o crescimento do negócio.

Escolha o produto certo

Sim, a escolha do produto é fundamental para que a empresa possa vender e conquistar cada vez mais clientes. Mas como escolher o produto certo? Não existe uma fórmula matemática que o conduza até essa decisão, mas uma análise ampla do mercado, do segmento e do público-alvo podem ajudá-lo a escolher o melhor item para vender.

Muitas vezes, você pode acreditar que tem o produto certo, no entanto, com uma pesquisa de mercado verá que já existem muitas empresas que vendem a mesma coisa. Se quiser persistir nesse produto, terá que trabalhar na diferenciação, ou seja, pensar em atributos que podem tornar o seu produto diferente de todos os que já estão sendo vendidos.

Do contrário, criará uma loja virtual igual a tantas outras, sem a capacidade de fidelizar o cliente. Por isso é que a análise da concorrência é tão importante: com ela, você consegue saber se ainda há espaço para investir num certo segmento.

Escolha o fornecedor certo

Pense que o fornecedor é como um sócio, cujo trabalho influencia nos resultados do seu negócio. Embora você tenha a sua empresa e o fornecedor tenha a dele, a qualidade do produto, o preço e a agilidade para reposição de estoque fazem toda a diferença para sua loja virtual.

Por isso, não tenha o preço como único critério para escolher o seu fornecedor. Leve em consideração o tipo de produto que ele oferece e também o prazo que demora para entregar a encomenda até você. 

Lembre-se que é fundamental saber que você pode contar com o fornecedor e que isso pode ser alinhado inclusive antes de vocês assinarem o contrato. Uma boa maneira de ficar seguro em relação a essa escolha é procurar por profissionais que foram recomendados e que têm uma boa reputação no mercado.

Escolha a plataforma certa

Se você optar por uma loja virtual, deve escolher a plataforma certa. Existem muitas alternativas no mercado digital, mas nem todas são boas. Pelo contrário: muitas oferecem preços baixos, mas não dispõem de nenhum recurso que contribua com o seu trabalho. Acredite, as funcionalidades de uma plataforma fazem toda a diferença para o crescimento do negócio!

Como assim? Quando a sua loja virtual é pequena, você pode achar que dá conta de emitir notas fiscais e controlar o estoque sozinho. No entanto, quando o volume de vendas aumentar, será essencial contar com automações que fazem essas tarefas por conta própria, de maneira rápida e assertiva. Assim você terá tempo para focar em outras coisas.

Crie a sua loja virtual em poucos minutos

Agora que você viu quais são os melhores produtos para vender na internet, já pode pensar em começar a criar a sua loja virtual. Nesse processo, dê muita atenção para a escolha da plataforma do e-commerce, que faz toda diferença para o crescimento do seu negócio. A razão disso é simples: os usuários precisam de um bom ambiente para se sentirem motivados a comprar.

Uma loja virtual bem construída e com etapas otimizadas tem o poder de reter os consumidores por mais tempo, aumentando o período em que navegam no e-commerce e, como você pode imaginar, aumentando o ticket médio dos pedidos – ou seja, o valor gasto por cada consumidor.

Mas qual plataforma é a ideal para criar um e-commerce? A Simplo 7 se destaca pelo custo-benefício e pela facilidade de navegação não apenas para o cliente, como também para o gestor. Nela, o próprio dono do e-commerce pode personalizar o layout, incluir os produtos e fazer a gestão do negócio sem precisar contratar um programador.

Além disso, a Simplo 7 conta com uma série de recursos que auxiliam na decisão de compra dos consumidores, como, por exemplo, e-mail marketing, chat online, pop-up de saída e estratégias de recuperação de carrinho. Da mesma forma, as automações da plataforma simplificam o trabalho do gestor e conferem precisão e autonomia aos dados.

Agora que você já sabe sobre a importância de escolher um bom produto e, da mesma forma, sobre a necessidade de contar com uma boa plataforma para a sua loja virtual, sugerimos que leia sobre as formas de envio das encomendas. Tenha certeza que o processo de logística da sua loja virtual impacta diretamente na satisfação do consumidor e na sua vontade de voltar a comprar da loja. Boa leitura!

Matheus Luvier

Posts relacionados