Entenda a importância da segmentação de mercado para o e-commerce

Entenda a importância da segmentação de mercado para o e-commerce

682
0

O comportamento dos consumidores e a posição das empresas se expandem e mudam o tempo todo, principalmente no meio digital. Isso exige a aplicação de novas estratégias para atingir e conquistar o público de maneira assertiva, como a segmentação de mercado.

Segmentar envolve a capacidade de perceber as necessidades de um grupo de pessoas, conhecendo bem seus gostos, preferências e costumes. Assim, é possível criar estratégias de marketing mais adequadas.

Não sabe por que é tão importante adotar a segmentação de mercado? Então, continue a leitura do post e entenda os motivos de fazer isso no seu e-commerce. Confira!

O que é segmentação de mercado?

Trata-se da separação de um público-alvo, de acordo com as características do produto ou tipo de produtos oferecidos pela sua loja virtual. A partir daí, é possível analisar o comportamento, as preferências e as características das pessoas que compõem esse grupo para a compreensão do seu perfil.

Essa análise será determinante para a geração de estratégias de marketing e de vendas mais direcionadas, focadas nos objetivos do segmento. Assim, o e-commerce não precisa perder tempo ou dinheiro com ações que não favoreçam o atingimento de metas, ao fazer uma divulgação para públicos irrelevantes do ponto de vista comercial.

Não é uma tarefa simples, já que são necessárias pesquisas, indicadores e uma boa comparação com a concorrência. Além disso, pode ser que um mesmo produto interesse a mais de um segmento, de modo que seja necessário adotar diferentes estratégias.

De qualquer forma, a segmentação de mercado é imprescindível para se conhecer bem o público (ou públicos), para gerar ações de impacto e até evitar a perda de clientes. No longo prazo, pode-se ter mais controle sobre estratégias e gastos e atingir melhores resultados de modo geral.

Quais são os tipos de segmentação?

Para selecionar um segmento, a pesquisa de mercado é o principal método. Por meio dela, é possível identificar quais são as características que determinam o perfil de compra de um grupo. É fundamental realizar as pesquisas antes de criar qualquer tipo de empresa. Mas, para o e-commerce, ela ganha uma importância ainda maior, tendo em vista a capacidade de alcance da internet.

A seguir, confira os 5 principais tipos de segmentação e quais os fatores que os determinam.

1. Segmentação demográfica

Nesse segmento de mercado, são considerados fatores como: idade, sexo, etnia, nacionalidade, estado civil, religião e tamanho do grupo familiar. São as características mais básicas de um indivíduo, de acordo com suas estatísticas populacionais.

Dessa forma, a segmentação demográfica procura separar o mercado segundo algumas dessas características. Por exemplo, pode-se considerar a influência de jovens de 14 a 25 anos e do sexo feminino para a compra de uma linha de produtos de beleza, roupas ou sapatos.

2. Segmentação socioeconômica

É o tipo de segmentação de mercado que foca fatores relativos à renda, atividade profissional, escolaridade, bens que possui e a classe social da qual o público-alvo faz parte. Nesse sentido, pode-se separar um produto tanto pelo valor e a qualidade percebidos quanto pela aplicação de acordo com suas funcionalidades.

Por exemplo, uma marca de pastas executivas feitas de couro e sob encomenda pode interessar mais a executivos, advogados e outros profissionais que trabalhem em ambientes mais formais e tenham maior poder aquisitivo.

3. Segmentação geográfica

Nessa segmentação, são considerados fatores de localização, como bairro, cidade, estado e país. Eles são importantes pois indicam as necessidades, os valores e a cultura que podem influenciar a escolha das pessoas por determinado produto ou categoria de produtos.

É o caso de roupas e sapatos de inverno, que não seriam de grande relevância para a população das regiões Norte e Nordeste do Brasil, de climas quentes. Outro exemplo seria a maior importância de aplicativos de trânsito apenas para as grandes cidades, nas quais o tráfego costuma ser mais intenso.

4. Segmentação psicográfica

Aqui, considera-se a personalidade e os fatores psicossociais das pessoas, bem como o estilo de vida. Nessa segmentação de mercado, podem ser reconhecidos grupos por sua identificação por determinado assunto. Como exemplo, podemos citar o maior interesse do chamado grupo geek por revistas em quadrinhos e games. Note-se que nesse segmento os fatores que determinam as outras segmentações são quase ou totalmente irrelevantes.

5. Segmentação comportamental

O mercado é segmentado ao considerar a personalidade das pessoas que o compõem, assim como o seu estilo de vida característico e os valores que guiam as suas atitudes. É o caso de apreciadores de vinho ou cerveja artesanal, que procuram por produtos especiais para satisfazerem suas preferências.

Por que segmentar no e-commerce?

Como você deve ter percebido pelos exemplos dados nos tipos de segmentação, segmentar é importante para se conhecer melhor seu público, de modo a atender a necessidades muito diferentes. É possível reunir um número de informações pertinentes, que ajudam a formar e monitorar o estoque e compor o mix de produtos.

Sobretudo, o público segmentado considera não apenas a necessidade do produto em si, mas toda a experiência de compra numa loja, a forma de entrega ou de pagamento. Para um e-commerce, isso é fundamental, visto a grande concorrência no ambiente da web.

Além disso, as ações de marketing podem ser mais bem direcionadas, de acordo com a plataforma mais pertinente a cada segmento. Para pequenas lojas virtuais, isso pode representar uma grande redução de custos, com maior efetividade nas campanhas.

Como fazer uma boa segmentação?

Já adiantamos que a pesquisa de mercado é o principal instrumento para a segmentação de mercado, uma vez que apresenta dados consistentes e reais sobre quem são os consumidores em potencial. Isso vai depender do seu produto e área de atuação, além do valor que poderá ser investido. Com todos os dados em mãos, avalie:

  • qual o mercado deseja focar;
  • quais fatores são mais relevantes para o seu tipo de produto;
  • o tamanho do segmento e a possibilidade de crescimento da sua loja;
  • se o seu segmento combina com o seu modelo de negócio;
  • se sua loja será capaz de satisfazer às necessidades desse segmento;
  • se o segmento está em queda ou expansão;
  • a existência de concorrentes no seu segmento e como eles estão posicionados.

Se você já possui uma loja virtual, aproveite para testar se a sua base de clientes está de acordo com o seu segmento. Esse é um dos grandes fatores para o fechamento de muitos e-commerces em fase inicial.

A segmentação de mercado é uma ferramenta fundamental para quem deseja ter sucesso, principalmente na internet. Caso não consiga realizar essas ações sozinho, considere a contratação de uma consultoria, que poderá ajudar em todo esse processo.

E então, este post foi útil para você? Quer saber mais sobre como abrir o seu e-commerce? Baixe agora o nosso e-book e veja 8 dicas fantásticas para montar uma loja virtual de sucesso!