10 motivos para ter uma loja virtual + 10 dicas para ter...

10 motivos para ter uma loja virtual + 10 dicas para ter sucesso!

5030
0

Atualmente, com a crescente popularidade da Internet e o avanço tecnológico, é muito mais rápido e fácil comprar e vender online agora do que nunca. Os usuários da Internet não estão mais limitados a ficar sentados em computadores de mesa para pesquisar ou enviar e-mails. 

As pessoas agora estão usando seus laptops, tablets e até telefones celulares para fazer mais coisas, incluindo fazer compras e até vender produtos pela Internet. Como vendedor de um site de comércio eletrônico, você pode informar seus clientes sobre sua empresa, exibir seus produtos e receber pagamentos online.

Você está em dúvida entre uma loja física ou digital? Veja aqui 10 motivos para ter uma loja virtual e descubra como ter sucesso aplicando 10 dicas básicas!

POR QUE TER UMA LOJA VIRTUAL?

Você sabia que as vendas mundiais de comércio eletrônico devem crescer para US $ 4 trilhões? As vantagens do comércio eletrônico nem sempre são aparentes quando você administra uma pequena empresa de sucesso e vende seus produtos no escritório. No entanto, existem algumas vantagens em adicionar uma loja online ao seu site.

ALCANCE DE UM NOVO PÚBLICO 

Além da marca e dos relacionamentos que você cria em seu escritório, a adição de uma loja online aumentará o tráfego do seu site através dos mecanismos de pesquisa. Quando os clientes em potencial pesquisam um produto que você carrega, esses resultados são exibidos em suas pesquisas.

REDUÇÃO DO CUSTO DE VAREJO

Com uma presença online, você pode avaliar a popularidade dos itens e transportar apenas um determinado número de produtos em seu escritório. Você também poderá expandir sua seleção de produtos com pouco custo adicional. Você não precisa de pessoal adicional, a publicidade e o marketing são menos dispendiosos e não precisará ocupar imóveis valiosos em seu escritório.

CRIAÇÃO DE UMA COMUNICAÇÃO DIRECIONADA PARA VENDAS

Ao ter um exemplo claro de quais produtos seus clientes estão comprando, você pode direcionar seus interesses por meio de comunicação e marketing. Você também pode usar essas informações para planejar vendas, ofertas e descontos em produtos e serviços. Mantenha essas informações online para que essas conversas não reduzam o tempo valioso do escritório durante a consulta do cliente.

EXIBIÇÃO DO MELHORES PRODUTOS

Quando você tem produtos comprovados, como os melhores alimentos para cães do mercado ou os óculos de última geração que você sabe que os clientes adorarão encontrar com mais facilidade. Você sabe que outros clientes compraram o mesmo produto e ficou satisfeito com eles; portanto, esses produtos provavelmente também beneficiarão outros clientes.

COMO É O MERCADO DE LOJAS VIRTUAIS?

Historicamente, as lojas virtuais têm sido usadas pela indústria de bens de consumo embalados. No entanto, os profissionais de marketing de uma ampla gama de segmentos de varejo estão recorrendo às lojas virtuais para atender a uma variedade de necessidades de vendas e pesquisa.

Com as compras online respondendo por quase 10% do total das vendas no varejo, o comércio eletrônico tem um impacto significativo no varejo tradicional e isso continuará nos próximos anos.

LOJA VIRTUAL É LUCRATIVO?

Antes de mais nada, deixe-me dizer-lhe que os negócios online sempre são lucrativos porque são 24 × 7 × 365 no mercado, sem necessidade de presença física. O principal é que você deve ter produtos de boa qualidade com o melhor preço para ter sucesso.

O número de vendedores em todas as categorias de produtos aumentou tremendamente em todos os principais mercados, por causa do aumento do número de compradores online no país. Portanto, a concorrência entre os vendedores se tornou muito séria e, como resultado, o preço do produto e a margem de lucro dos vendedores diminuíram, por isso os novos vendedores hesitam um pouco em começar a vender online do zero.

Outro motivo pode ser que, nos últimos seis meses, todos os principais mercados começaram a vender produtos de categorias populares sob sua marca própria , e isso tornou a concorrência ainda mais difícil.

SOLUÇÃO AGORA PARA COMEÇAR A VENDER ONLINE

Então, qual é a solução agora para começar a vender online e se tornar o mais vendido, vamos dar uma olhada.

  • Primeiro, inicie sua conta com mais número de produtos, se possível;
  • Prepare o catálogo de produtos de acordo com as diretrizes do mercado;
  • Mantenha um preço de venda competitivo, mantendo sua margem de lucro baixa inicialmente;
  • Mais importante, verifique se o seu produto é exibido na primeira página; para isso, você pode começar a comercializar e patrocinar seus produtos para obter vendas a partir do primeiro dia;
  • Atualmente, o número de compradores online está aumentando dia a dia; portanto, se você garantir seus produtos na primeira página com preços competitivos, poderá ganhar dinheiro com facilidade, o comprador terá preguiça de pesquisar em diferentes mercados ou outros sites online; 
  • Se você está vendendo online ou offline, é preciso ser competitivo no cenário atual do mercado e a diferença de preço entre o melhor vendedor e o seu ‘deve justificar pela qualidade e serviços dos seus produtos, que é um aspecto controlável pelo vendedor para que o comprador também possa digerir essa diferença de preço.

Assim, em resumo, comece a vender com mais número de produtos, mantenha a margem de lucro baixa inicialmente e gaste algum dinheiro em publicidade e dê um bom serviço pós-venda.

10 MOTIVOS PARA TER UMA LOJA VIRTUAL 

Os proprietários de pequenas empresas estão enfrentando uma nova verdade – o mundo mudou para o virtual. Atualmente, os consumidores não estão mais limitados a ficar sentados em computadores de mesa para pesquisar ou enviar e-mails.

Todos notamos isso em público, o nariz das pessoas está sempre em suas telas. Claramente, existe um padrão, que fala de um aumento exponencial nas vendas online nos próximos anos. Então, como isso afeta você? Abaixo, descrevemos os 10 principais motivos pelos quais um site de comércio eletrônico pode aumentar instantaneamente seus negócios e a receita. 

1. LOJA ABERTA 24 HORAS

Ao contrário de uma loja de varejo tradicional, uma loja virtual fica aberta todos os dias, toda a hora. Enquanto muitos comércios não abrem aos domingos, por exemplo, um e-commerce fica trabalha sábado, domingo e feriado.

Isso é uma vantagem pois, muitas vezes a pessoa deseja adquirir um produto e não tem tempo para bater perna na rua procurando o que deseja. A praticidade de comprar dentro de casa é um grande aliado nesse caso.

2. VENDAS SEM LIMITES

Como uma loja virtual não possui limitação física, o céu é o limite. Uma loja física consegue atender uma demanda grande sem precisar de vários funcionários para atendê-los. Além disso, com uma boa estratégia de comunicação é possível conseguir grandes volumes de venda, sem precisar investir muito em publicidade paga e estrutura.

3. COMODIDADE PARA OS CLIENTES

Como foi dito no primeiro tópico, além de ser 24 horas, uma loja virtual dispõe de muita comodidade para o comprador. Ele pode comprar o produto de seu estabelecimento estando em qualquer lugar do país ou do mundo — e de pijamas se ele quiser!

4. ACOMPANHAMENTO DE VENDAS

Ao contrário de uma loja física, em um e-commerce é possível levantar dados e montar relatórios de forma mais acessível. Com alguns cliques, o lojista pode saber quantas pessoas visitaram seu site, quais produtos foram os mais vendidos, por quais produtos os clientes mais visitaram e não compraram, etc.

Esse e outros tipos de dados são fundamentais para um empreendedor montar uma estratégia de vendas que atraia mais compradores para seu estabelecimento.

5. MÚLTIPLOS ESTOQUES

Dependendo da plataforma que o empreendedor escolher utilizar, é possível ter um estoque físico e/ou então trabalhar com estoque de fornecedores. Utilizando o método de drop shipping, por exemplo, o revendedor não precisa ter um estoque. Ele apresenta os produtos em seu site, porém, ao efetuar a compra, quem prepara o embalo e realiza a entrega é o próprio fornecedor do produto.

6. FLEXIBILIDADE PROMOCIONAL

Com uma loja virtual é possível planejar o processo de compra já prevendo o processo de promoção. Existem diversas opções de promoções que podem diferenciar o serviço diante da concorrência. Um frete grátis ou um cupom de desconto geralmente costumam ser atrativos para os clientes. Além disso, existem diversas ferramentas disponíveis para criar a sua forma de oferecer seus produtos, como links patrocinados, e-mail marketing, etc…

7. IGUALDADE DE OPORTUNIDADE

Todas as lojas virtuais estão “a um clique de distância”. Se utilizar isso a favor e montar uma boa estratégia de vendas, é possível concorrer com os grandes players do mercado.

8. CUSTO BAIXO

Hoje em dia é possível abrir uma loja virtual completa — com todas as funcionalidades necessárias para atender bem um cliente — com uma mensalidade competitiva. Para quem está começando, se formos comparar o comércio eletrônico com o tradicional, o valor para ter uma loja virtual aberta é muito mais baixo e acessível que o de uma loja física.

9. FLEXIBILIDADE DE HORÁRIO

A loja trabalha para você 24 horas, mas você pode deixar seus horários mais flexíveis. Conforme você verificar qual são os horários com maior fluxo de clientes em sua loja virtual, é possível montar um horário de atendimento mais alternativo — como das 14h às 22h, por exemplo — desde que você deixe bem claro em seu site o horário de atendimento.

10. CRESCIMENTO DAS VENDAS ONLINE

O crescimento no mercado do e-commerce cresce, ano a ano, com taxas em torno de dois dígitos. É previsto que para este ano o comércio eletrônico fature cerca de R$ 35 bilhões (um crescimento nominal de 21% em comparação com o ano anterior). De acordo com o E-bit o Brasil possui cerca de 63 milhões de consumidores, que consomem um ticket médio de R$ 333,40.

10 DICAS PARA TER SUCESSO NA SUA LOJA VIRTUAL

Pode ser tremendamente difícil saber exatamente como iniciar um negócio de comércio eletrônico que realmente se sairá bem o suficiente para gerar receita. Há tantas informações disponíveis para serem analisadas; portanto, é necessário criar um plano de ação para priorizar seus recursos à medida que você desenvolve seu negócio. Veja estas 10 dicas de sucesso:

1. ESCOLHA A PLATAFORMA ADEQUADA

Há muitas razões pelas quais uma plataforma de comércio eletrônico pré-criada pode parecer mais atraente para você do que contratar um desenvolvedor da Web para criar uma nova para você. Embora, na maioria dos casos, o fator mais pesado seja a facilidade de uso e a capacidade de trabalhar em estreita colaboração com uma comunidade de outros proprietários de lojas online.

O mercado da plataforma de comércio eletrônico não é pequeno, existem literalmente milhares de opções disponíveis – algumas podem parecer simples, mas isso nem sempre é suficiente, enquanto outras podem se sentir extremamente confusas, mas oferecem taxas e preços mais baratos.

Você encontrará dificuldades para iniciantes ao escolher sua primeira plataforma de comércio eletrônico para trabalhar, mas logo de cara – estas são as perguntas que você deve se perguntar:

2. ORGANIZE A SUA LOJA 

Comércio eletrônico é um grande negócio. É vital que seu site de comércio eletrônico tenha uma estrutura clara e definida que permita aos clientes encontrar facilmente o que estão procurando. O primeiro passo para conseguir isso é criar uma taxonomia.

Esse é um esquema claro de classificação que ajuda você a criar uma estrutura organizada para o seu site. Garantir que sua taxonomia seja estruturada logicamente melhorará a usabilidade do seu site. 

Criar uma hierarquia clara de categorias e subcategorias usando a ajuda de tags e atributos facilitará a localização dos conteúdos e produtos pelos usuários do site.O segredo para criar taxonomias de comércio eletrônico é mantê-lo simples. Se você vende um número limitado de produtos, não sinta a necessidade de dividi-los em um milhão de categorias e subcategorias diferentes apenas por isso. 

No entanto, quanto mais produtos você tiver, mais subcategorias serão necessárias para tornar a navegação central menos complicada. A chave é não bombardear seus clientes com muitas opções. Mantenha-o simples e bem organizado e monitore constantemente a estrutura do site para garantir que esteja funcionando. Desenhar uma árvore de produtos pode ajudá-lo a conhecer a jornada do cliente no site de comércio eletrônico.

À medida que seu site e negócios evoluem, o mesmo acontece com a maneira como você organiza os produtos. 

3. DIVERSIFIQUE OS MEIOS DE PAGAMENTO 

Facilite o pagamento de seus clientes em sua loja online. O pagamento, incluindo a facilidade e a segurança, é sempre uma das questões decisivas para os clientes. Além disso, quando você não organiza bem seus pagamentos, o processamento de pagamentos custará muito tempo. Também facilite o recebimento de dinheiro!

4. APAREÇA BEM NAS BUSCAS

Se você configurou um site comercial, o principal motivo é levar as pessoas a acessá-lo. Para obter mais tráfego para o seu site, você conta com os Mecanismos de pesquisa como o Google. Existem duas maneiras principais de fazer isso – tráfego orgânico natural e tráfego pago.
Tráfego orgânico é aquele que ocorre quando alguém clica nas listagens orgânicas do Google, e não nas listagens “pagas”. Com as listagens pagas, você as reconhecerá porque elas dizem “Anúncio” ao lado delas em verde.
O tráfego orgânico é gratuito tanto quanto quando alguém clica no seu link nos resultados que você não cobra, enquanto que quando alguém clica no seu link pago você é cobrado pelo Google por clique, daí o ‘Pay Per Click’ ( PPC ).
O PPC é como um leilão em que as pessoas fazem lances para cada termo de pesquisa.

5. TENHA UMA BOA ESTRATÉGIA DE MARKETING

Entre os motivos para ter uma loja virtual de sucesso é ter uma boa estratégia de marketing. Esse é o principal aspecto que faz a diferença entre empreendedores de sucesso e aqueles que fracassam. É estranho como todos se importam em descobrir as técnicas de marketing perfeitas para seus negócios, mas não nos preocupamos em perceber o que realmente significa estratégia de marketing.   
Vamos começar pelos fundamentos. Estratégia de marketing é uma coleção de técnicas que permitem a uma organização específica direcionar seus recursos para as melhores oportunidades em termos de aumento de vendas e obtenção de vantagem sustentável sobre a concorrência. A estratégia de marketing de uma empresa consiste em atividades de longo prazo que contribuem para o desenvolvimento de um forte reconhecimento da marca

6. SEJA COMPETITIVO E TENHA DIFERENCIAÇÃO 

A diferenciação é uma estratégia de marketing que busca distinguir os produtos ou serviços de uma empresa da concorrência. A diferenciação bem-sucedida do produto envolve identificar e comunicar as qualidades exclusivas das ofertas de uma empresa, destacando as diferenças distintas entre essas ofertas e outras no mercado.

A diferenciação de produtos acompanha o desenvolvimento de uma forte proposta de valor para tornar um produto ou serviço atraente para um mercado ou público-alvo. Se for bem-sucedida, a diferenciação do produto pode criar uma vantagem competitiva para o vendedor do produto e, finalmente, criar reconhecimento da marca. Exemplos de produtos diferenciados podem incluir o serviço de Internet de alta velocidade mais rápido ou o veículo elétrico com maior eficiência de gás no mercado hoje.

7. TENHA BOAS FOTOS DOS PRODUTOS 

O comércio eletrônico é claramente mais dependente da fotografia do que qualquer outro tipo de canal de vendas, porque parte da experiência tradicional de compra. Os consumidores não podem simplesmente entrar em uma loja, pegar, ou até provar o produto em que estão interessados, antes de fazer a compra. 

Um site de comércio eletrônico precisa transmitir todas as mesmas informações por meio de uma variedade de mídias mais estreitas, principalmente fotografias, palavras e vídeo.
Para os varejistas online, a fotografia do produto para comércio eletrônico precisa complementar os cinco sentidos do item em que um comprador normalmente confiaria para tomar uma decisão de compra pessoalmente e, em seguida, aumentar as chances de que ele realmente clique em ‘adicionar à cesta’. 

Ele tem uma quantidade considerável de terreno a ser coberto para fornecer essa conversão de vendas. Fotografias de produtos de qualidade devem poder substituir os cinco sentidos dos clientes.

8. NÃO DEIXE FALTAR PRODUTO NO ESTOQUE 

As faltas quase sempre chegam às listas dos “piores pesadelos” dos varejistas e por boas razões. Eles não apenas geram perda de vendas, mas também falta de estoque resulta em menor satisfação do cliente e níveis mais baixos de fidelidade. Os compradores geralmente se sentem desapontados quando você não tem o que estão procurando, e a última coisa que você deseja é decepcionar os clientes.

9. TENHA UM BOM SISTEMA DE ENTREGAS 

Depois de iniciar um negócio de entrega de pacotes, é básico escolher suas estratégias e despesas de entrega.Suas estratégias e custos podem ser o principal fator para os clientes escolherem seu serviço em detrimento de um concorrente.

Cerca de 80% dos clientes online vêem o custo de entrega de pacotes como o fator fundamental e cerca de 66% decidem não escolher um serviço de entrega de pacotes na Web devido ao custo de entrega.
Os clientes online exigem que a encomenda seja entregue o mais rápido possível. Você pode resumir totalmente o seu negócio de entrega de pacotes em três etapas: separação, embalagem e envio. 

10. FIQUE DE OLHO NO FRETE 

Existem muitos motivos para ter uma loja virtual  e aspectos importantes na administração de um negócio online: criação e implementação de uma estratégia de marketing, gerenciamento de mídias sociais, redação de e-mails, balanceamento de livros, gerenciamento e pedido de inventário – a lista continua.
E embora o envio possa estar baixo na sua lista de prioridades, ele pode quebrar seu negócio.Infelizmente, muitos proprietários de lojas de comércio eletrônico descartam a remessa como sem importância, não gastam tempo suficiente pensando em sua estratégia ou evitam-na intencionalmente devido à sua complexidade.
Sem uma estratégia de remessa, você pode acabar com um negócio não lucrativo. Mesmo depois de ter uma boa estratégia, escolher o parceiro de remessa errado significa que seus clientes podem ter uma experiência ruim e nunca mais voltar – ou pior ainda, compartilhar comentários negativos. Lembre-se de que, assim que sua remessa deixar o centro de atendimento, sua marca estará sujeita ao nível de serviço do seu provedor de remessas.
Portanto, antes de abrir sua loja virtual não esqueça de levar em consideração todos os itens apresentados neste conteúdo!

Artigo anteriorO que é budget? Veja como utilizá-lo em suas campanhas de marketing
Próximo artigoComo divulgar uma loja virtual de 6 formas simples e lucrar muito
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA