Como vender roupas na internet

Como vender roupas na internet

2062
0

De todas as lojas da internet que existem, se você for parar para pensar, um grande número delas vende roupas. Pense em quantas lojas virtuais você conhece e o que elas vendem. No mínimo uma é uma loja virtual de roupas.

Agora, nem sempre, dentre todas que você conhece, tem uma que vende peças automotivas, ou cosméticos. Então, você conclui, quando se trata de vender roupa, deve ser mais fácil. Será?

Bom, ninguém disse que seria difícil vender roupas, difícil mesmo são os concorrentes. Lojas maiores, que possuem lojas físicas maiores ainda, ou seja, você será apenas mais uma ilha nesse mar aberto que é a internet. Mas isso não quer dizer que você não possa vender roupas, e aí você se faz aquela pergunta, como vender roupas na internet?

Comece planejando: Invista em marketing

Planejamento

O planejamento é o primeiro passo para o sucesso de qualquer negócio e para o negócio virtual não é diferente. Comece fazendo um plano de marketing para que você saiba onde e quanto investir, além de prever um retorno.

Primeiramente, os seus clientes potenciais precisam encontrar a sua loja. O segundo passo é pensar na experiência do cliente, de maneira que ela seja a melhor possível e o incentive a voltar.

Público-alvo

É preciso definir claramente quem é o seu público-alvo. Caso contrário, a linguagem que você pode estar utilizando pode não fazer sentido e os produtos, é claro, muito menos. Com tanta concorrência on-line, é interessante investir em um nicho para que você consiga se destacar. 

Você pode, por exemplo, investir em roupas para mulheres plus size ou mulheres muito altas. Contudo, é claro que não tem problema nenhum não investir em um nicho, contanto que você tenha uma audiência clara, porque querer acertar todos os públicos pode fazer com que você não atinja nenhum.

Posicionamento

O posicionamento é a mensagem que uma empresa passa para que seja percebida pelo seu consumidor. Uma das maneiras de transmiti-lo é por meio do slogan. Por exemplo, o slogan da Marisa é: “de mulher para mulher”, o que traz a ideia de proximidade com a mulher. Quando ela precisar, a Marisa estará lá para deixá-la bonita e se sentir bem consigo mesma. 

Já o slogan da Renner é: “Você tem seu estilo. A Renner tem todos”, mostrando ao consumidor que ela sempre estará lá para todas as ocasiões em que ele precisar.

Marketing de conteúdo

Marketing de conteúdo é a tática utilizada para atrair clientes potenciais por meio de um conteúdo que seja relevante e personalizado para o seu público-alvo. Você pode criar um blog que fale sobre tendências de moda, por exemplo. Isso vai, além de gerar interesse para a sua marca, ranquear melhor o site nos resultados das páginas de busca por meio da busca orgânica, o que é muito importante.

Embalagens

Nada melhor do que surpreender seu cliente de forma positiva, certo? Aposte em embalagens modernas e originais, que façam com que o seu cliente lembre da sua marca, contribuindo para que a experiência de compra seja ótima do começo ao fim.

Parceiros

Se você quer aprender como vender roupas na internet, saiba que encontrar bons fornecedores e distribuidores, por exemplo, de maneira que trabalhem com você como parceiros, é peça chave. Busque por aqueles que não somente tenham um custo mais barato, mas que ofereçam valor ao seu negócio, com peças que sejam de qualidade e tendência para o seu público-alvo.

Redes sociais

Estar presente nas redes sociais hoje em dia pode não significar muito. É necessário estar ativo e conseguir engajar os seus clientes. Crie perfis no Facebook e Instagram, pelo menos, e faça postagens regularmente. Aprenda como vender suas roupas na internet por meio de mídia paga nas redes sociais.

Uma tendência, atualmente, é fazer parceria com influenciadores digitais. Normalmente, as empresas enviam suas roupas para blogueiras, por exemplo, para que elas publiquem fotos usando-as e descrevendo sobre seus conceitos.

Atributos: pense em todos os detalhes básicos

Bom, para que você entenda como vender roupas na internet, você precisa saber de coisas que são básicas para esse segmento: fotos frente e costas, zoom, medidas claras, cor, descrição do tecido etc. Existem atributos que não fariam tanta diferença assim se você vendesse outro tipo de produto.

Em uma loja de chás naturais, por exemplo, não ia fazer o menor sentido você colocar as medidas em centímetros, ou fotos frente e verso de cada folha de chá. Ou ainda, se fosse uma loja de panelas, o zoom não seria algo tão importante.

Fotos 

Quando alguém quer comprar uma roupa que não vai experimentar, pois está comprando pela internet, o mínimo que a pessoa espera é sentir que sabe exatamente o que está comprando. Como fazer isso? Olhando todas as fotos do produto. Tem um detalhe lateral? Faça fotos laterais. Tem um forro diferenciado? Faça uma foto da parte interna.

Imagine comprar uma camiseta branca e descobrir que tem um dragão nas costas, mas você não sabia porque só tinha fotos da parte da frente da camiseta. Não dá para arriscar. Então, coloque todas as fotos possíveis.

Zoom

Ainda falando em fotos, deixe claro cada detalhe do seu produto, permita que o cliente possa ver a foto em tamanho maior. Assim, ele decide ali mesmo se gosta do acabamento, ou do bordado, ou do rasgado. Não espere o produto chegar na casa do cliente e ter que voltar para sua loja.

Se você quer, de fato, aprender como vender roupas na internet, saiba que gastar com frete é bem mais caro do que se dar ao trabalho de colocar fotos com qualidade e possibilidade de zoom!

Portanto, ofereça a oportunidade de ver todos os detalhes existentes em cada foto do produto. Não dê um tiro no pé achando que clientes gostam de ser surpreendidos.

Medidas 

Se você é ligado em notícias, deve ter ficado sabendo de uma em que a cliente comprou um vestido em um site chinês e ficou totalmente insatisfeita com o resultado. Nesse caso, a culpa não foi do site, eles ofertaram corretamente o produto. No entanto, a mulher que comprou não tinha o porte físico adequado para o modelo do vestido.

Ou será que a culpa foi do site, que não mostrou como realmente o vestido ficava no corpo da modelo, editando a foto? Nessa perspectiva, a mulher foi enganada, pois comprou algo que não ficaria igual nem se ela fosse a própria modelo da foto. Acompanhe a história completa aqui.

Que isso sirva de exemplo para deixar as medidas extremamente claras no seu site. Faça uma tabelinha de medidas, da parte X até a parte Y a peça mede Z. Todos os sites que vendem roupas possuem essas tabelas.

Mas atenção: nem todas as suas camisetas vão ter as mesmas medidas. Então, você vai precisar fazer uma tabela para cada marca/modelo de camisetas, de forma que o tamanho informado seja o mesmo entregue na casa do cliente. Aqui usamos o exemplo de camisetas, mas se você vender vestidos, ou calças, vai precisar das mesmas tabelas.

Outra coisa interessante é dar prioridade para fotos com modelos, porque, quando tem alguém dentro da roupa, você consegue ter uma noção melhor do tamanho dela. Deixe claro na descrição qual é o tamanho que está na foto. Assim, o cliente não compra a GG achando que vai ficar justinha no corpo como na foto, que era um tamanho M.

Se você não tem como tirar fotos com modelos, ache outras formas. Coloque objetos próximos das suas peças para que o tamanho fique claro. Manequins também são bem-vindos.

Cor 

Ninguém quer comprar uma camiseta azul pensando que é verde. Então mesmo que a cor fique clara nas fotos, tenha sempre a cor por escrito. Nem todos os monitores são calibrados da mesma forma, então cores parecidas podem ser confundidas com outras. Claro que nenhum vermelho vai aparecer azul em outro monitor, mas um vermelho pode parecer bordô ou laranja.

Cuidado com os estampados. Mesmo que você diga floral, em algum momento especifique, por exemplo, “fundo azul com flores amarelas”, só para o cliente ter certeza que essa é a cor de fato. Dessa forma, você nunca poderá ser acusado de enganação, pois a cor do floral estava descrita, não era apenas uma foto de base e “floral” na descrição.

Descrição 

Além de todos esses itens que já mencionamos anteriormente, depois de uma boa foto, zoom, medidas e cor, suas peças de roupa precisam de descrição. Coloque o tipo de tecido de cada peça. Numa foto nem sempre fica claro se é algodão ou poliéster e você não pode contar com a imaginação do cliente para adivinhar o material das roupas.

Clientes que “adivinham” os produtos são os mesmos que devolvem depois, pois eles não são bons em adivinhar. Além da descrição técnica da roupa, pense como você pode convencer o cliente a comprar seu produto, usando os atributos que ele tem.

Bote sua imaginação para funcionar, mas cuidado: não prometa coisas que não podem ser realizadas. Mágica ainda não funciona em lojas virtuais de roupas.

Não fique no básico: Vá além! 

Bom, agora que você viu os itens básicos de como vender roupas, vamos ir um pouco mais além. Você pode fazer combinações e looks com as roupas disponíveis no site – uma calça pode combinar com X, Y e Z blusas. Você pode configurar os produtos relacionados do seu site, que geralmente mostram que quem levou isso, também comprou aquilo.

Use esse recurso para dizer que calças cintura alta combinam com blusas mais curtas e relacione as blusas nesse estilo que você tem, não precisam ser todas, 3 ou 4 já estão de bom tamanho. Quando for uma blusa, mostre os tipos de casacos que combinam.

Se você vai vender roupas, precisa entender um pouco de moda, saber que tipo de roupa combina com qual outro modelo. Além de saber quais são as tendências do momento, mesmo que elas não se apliquem ao seu público-alvo.

Como já foi dito, existem várias lojas virtuais de roupas, então faça com que a sua seja especial e quando se diz especial, estamos nos referindo a ir além do básico. Ofereça um estilo específico. Gosta de redes sociais? Faça uma avaliação de looks a partir de fotos de clientes.

Sua loja pode se diferenciar de várias formas. Escolha qual delas combina mais com o estilo do seu e-commerce. Se você vende roupas de academia, tem grandes chances dos seus clientes gostarem de musculação, então fale sobre esse assunto, dessa forma você falará a mesma língua do seu público.

Pesquise matérias e dicas, poste no blog, nas redes sociais, ou até mesmo envie algumas dicas junto com o produto para a casa do cliente.

Nós conhecemos uma loja que produz e vende sapatos veganos, a Insecta Shoes. Você conhece alguma outra loja de sapatos veganos? Pois é, essa é uma loja que se diferencia das demais. Vá atrás do que você gosta e do que vende no mundo da moda. Ah, mas não falamos de nenhuma loja super diferenciada de roupas, só de sapatos, sim, porque nós queremos te inspirar, e não mostrar alguém para você copiar.

E, claro, fique sempre de olhos bem abertos observando seus concorrentes. Você precisa saber o que eles estão fazendo, onde você está acertando e onde eles estão errando. Viu algo novo? É útil? Você pode usar também? Então coloque no seu e-commerce sem medo, a menos que seja algo com marca registrada. Quanto a observar seus concorrentes, baixe nossa tabela para facilitar as coisas.

Use os recursos que você tem a seu favor. Já pensou em usar o YouTube para mostrar suas roupas? Quem sabe mini desfiles, ou até mesmo as roupas no manequim, enquanto você mostra todos os detalhes de perto. A Shein faz ótimos vídeos no Instagram, dê uma olhada.

Além de mostrar melhor seu produto, o cliente já vai se sentir mais confiante, pois ele vai ver que existem pessoas por trás da loja virtual e isso gera muita confiança. Quer mais motivos para usar o YouTube? Veja abaixo.

A D Loja Virtual ajuda empreendedores iniciantes de diversos segmentos, inclusive a começar a aprender como vender roupas na internet ou a vender mais e sempre de forma lucrativa. Então, quer se manter atualizado sobre e-commerce? Assine a nossa newsletter!