Como fazer uma loja virtual vender mais com poucos produtos

Como fazer uma loja virtual vender mais com poucos produtos

3086
0

Ninguém está livre de cometer algum erro quando inicia um negócio virtual. Por possuir experiência no mercado de e-commerce há anos, percebo que alguns deslizes são recorrentes mas que podem ser solucionados antes que seja tarde demais e o estabelecimento feche as portas.


Existe um problema que vejo acontecer em sua maioria com quem possui, além da loja virtual, um estabelecimento físico: querer ter todos os produtos que estão no estoque da loja física também estejam em seu e-commerce recém inaugurado.

Muitas vezes vejo donos de lojas físicas com um mix de mais de 3 mil produtos e sem nenhum cadastro automatizado. Como ele quer abrir a loja virtual o quanto antes, o empreendedor acaba cadastrando os ítens de qualquer jeito e sua loja acaba sendo mais uma na internet.

Ter uma loja virtual com uma grande quantidade de produtos, porém com descrições ruins não é uma atitude rentável. Isso porque produto mal descrito não soluciona a necessidade do cliente, que deseja estar bem informado sobre aquele item que pretende adquirir.

Comece pequeno, mas sonhe grande!

Por que minha loja virtual não vende?

Além disso, é MUITO IMPORTANTE observar se o mix de produtos está completo, com uma grade de numeração e cores disponíveis no estoque. Cuidar desse aspecto é importante para evitar gastos desnecessários em marketing e também para não perder possíveis compradores interessados.

O caso que vou contar para explicar melhor este cenário é sobre minha própria esposa, que possui uma loja virtual. Ainda no começo de seu e-commerce de roupas femininas, muitas vezes pela limitação de capital optava por comprar diversas calças de modelos e estilos diferentes, porém sem a grade completa. Raramente o gosto da cliente fechava com a numeração disponível. Quando isso acontece, a ação que o cliente tem é de partir para outra loja virtual, e não de ficar esperando um produto chegar no estoque.

A solução foi passar a adquirir um número menor de modelos, porém com todos os tamanhos da grade. Se o cliente olhar e gostar, ele vai levar. Assim é possível investir de maneira mais focada em anúncios no Google Adwords e Facebook Ads, de forma que o cliente que chegar no site, terá todos os tamanhos disponíveis para compra.

Portanto, poucos produtos, porém com uma grade completa e bem descritos valem mais do que uma extensa gama de itens mal descritos e com poucas opções de tamanho/cor. Pensar de forma enxuta e focada sobra mais tempo para montar estratégias de marketing digital, para descrever os produtos de uma forma bacana e original, e até mesmo conseguir observar com maior facilidade quais produtos não estão vendendo como o esperado.

A conclusão que deixo é a seguinte: não se mate tentando cadastrar três mil produtos. Faça isso aos poucos e de maneira correta (com fotos, textos e vídeos que chamem atenção e solucionem as necessidades do público-alvo do e-commerce). E lembre-se, concretizar a compra é muito melhor do que ficar esperando dar a sorte de aparecer o cliente.

Clique aqui para saber como descrever seus produtos de maneira correta.

E também descubra como escolher o carro-chefe para seu e-commerce e também o produto ideal.