Como fazer um email marketing

Como fazer um email marketing

4177
4
Business man holding an email icon on blurred cityscape background

Ele não é novidade, mas ainda é muito eficiente – afinal, quem foi que disse que apenas coisas novas são eficientes? Ele também está em nosso dia a dia muito antes de se fazer publicidade no Facebook, Twitter ou outras redes sociais. O nome dele é e-mail marketing.

Muita gente o confunde com spam, ou não sabe utilizá-lo direito, mas acontece que esta ferramenta é essencial para manter um relacionamento com o cliente e também para promover seus produtos e conseguir boas vendas. Este artigo vem com o intuito de desmistificar alguns conceitos definidos sobre o uso do e-mail marketing e mostrar que ele não está defasado – muito pelo contrário!

Antes de mais nada, preciso fazer uma pergunta: por que você acha que o e-mail marketing está ultrapassado? Vou bancar o vidente e supor quais serão as duas possíveis respostas:

“E-mail é coisa do passado! As pessoas e as empresas estão nas redes sociais.”

“Mas isso não é spam? Acho estes e-mails muito invasivos e insistentes.”

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como montar uma loja virtual
>Como fotografar e editar fotos em sua loja virtual
>Como atrair visitantes gratuitamente para sua loja virtual
>Como vender pelo Facebook e Instagram

Se não foram estas as respostas, devo ter chegado perto, não é? Eis então minha réplica:

Primeiro: você sabe qual é o alcance orgânico que uma fange consegue atingir? Com as últimas alterações que o Facebook realizou, uma página nesta rede social, seja ela corporativa ou apenas de entretenimento, consegue, se pagar por isso, chegar em no máximo 10% dos fãs. Repito: no máximo! Páginas onde o engajamento é pequeno e as pessoas mal curtem, comentam ou compartilham suas postagens, o alcance orgânico gira em torno de 1%.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Baixe planilha de análise de concorrência
>Baixe e-book com 6 maiores erros de quem faz anúncios
>Baixe e-book de como capturar e-mail

Já o e-mail marketing não funciona assim. Por não haver um ‘filtro’ imposto por um algoritmo cheio de mistérios (como é o caso do Facebook), esta ferramenta “do passado” é enviada para todos os assinantes da lista. Com um conteúdo bem elaborado, a taxa de abertura (ou seja, quando o cliente lê o título do e-mail e clica para abrir a mensagem) consegue chegar em torno dos 60%. Melhorou esta porcentagem, não é mesmo?

Segundo: e-mail marketing não é spam! O cliente envia o e-mail sabendo que receberá mensagens com conteúdos que envolvem a promoção tanto da empresa quanto de seus produtos. Já o spam é caracterizado quando o empreendedor compra alguma lista pronta. Essa é a maior furada que pode acontecer, pois o seu endereço pode ficar na “lista negra” provedores de serviço de internet (ISP).

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
>Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
>Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Outra ação que diferencia o spam de um e-mail marketing está na frequência dos envios. E-mails enviados em uma frequência insistente e com conteúdos irrelevantes ao usuário são considerados spam. E-mail marketing não é assim. Abaixo tem um vídeo bem curtinho que explica isso melhor.

“Começando do começo”

 

Mas como fazer um email marketing com uma lista de e-mails boa e consistente? O trabalho é de formiguinha. Você pode oferecer ao visitante de sua página um cupom de desconto para a primeira compra, ou então algum conteúdo, em troca da assinatura da newsletter. Mas atenção: você tem que informar que enviará conteúdos relativos ao seu negócio e que o assinante pode deixar de receber os e-mails quando quiser. É uma relação de troca: você quer que ele receba seus e-mails para comprar seus produtos e ele quer assinar este email para receber alguma vantagem na hora da compra.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como recuperar 30% pedidos pagos por boleto
>Saiba por que usar e-mail marketing na sua loja
>Faça parte da Lista Vip DLoja Virtual

Também é interessante escolher uma boa ferramenta de e-mail marketing para que estes conteúdos sejam disparados. Para quem está começando, existem opções gratuitas, e é interessante buscar algum serviço que limite o número de assinantes da lista e não o disparo de e-mails. É importante, porém, analisar a possibilidade de assinar um destes serviços para conseguir usufruir por completo desta ferramenta. Aqui no vídeo abaixo o Márcio explica melhor:

Com a mão na massa

 

Um bom e-mail marketing é feito através de muito teste e muita criatividade. E a primeira fase desta empreitada está no título do e-mail. Ele é determinante na hora em que o usuário abre a caixa de entrada e vê aquela mensagem não lida.

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Como atrair cliente com e-mail marketing
>7 dicas para começar a usar o Youtube
>Saiba se seu site está otimizado

Seja criativo, instigue o leitor. Não há nada mais enfadonho e não-atrativo do que um e-mail promocional com o título “SÓ HOJE! Todos os produtos da loja com 20% de desconto!!!!!”. Por mais atrativo que seja um bom desconto ou o anúncio de um frete grátis, um título como esse vai parecer o mais do mesmo no mar de e-mails que você está competindo pela atenção. Um bom título aumenta a probabilidade de abertura do e-mail, e isto já é um ótimo avanço!

Também é interessante realizar o envio de mensagens através de testes A/B. Ou seja, através da ferramenta de e-mail marketing, são enviados dois emails – cada um com um título diferente. Aquele que tiver a maior taxa de abertura será o eleito para ser enviado ao resto da lista de clientes. Testes A/B são muito importantes para que você saiba se está seguindo um bom caminho na construção de um título eficiente.

O recheio do sanduíche

 

Com as pontas preparadas, é preciso pensar no conteúdo, no recheio do e-mail. Assim como em uma loja virtual, uma boa foto é fundamental para apresentar o produto em destaque. Mas não se valha apenas dele! É preciso pensar também no texto que vai junto com o e-mail. Coloque alguma informação complementar, auxilie seu cliente na utilização de algum produto. Instigue-o! Faça com que ele queira entrar novamente na sua loja!

BAIXE NOSSO MATERIAL:

>Baixe a planilha de planejamento de ações de marketing
>Baixe e-book para datas comemorativas

Conhecer qual o público do seu negócio é bastante importante para gerar este clique a mais. Quando você sabe quais são suas preferências, fica mais fácil pensar no conteúdo que você irá proporcionar dentro do e-mail.

Outra forma criativa de apresentar algum produto ao seu cliente está na utilização de gifs animados. Algumas empresas estão usando essa ferramenta para apresentar de forma mais dinâmica os produtos em diversos ângulos. Mas é claro: não peque pelo excesso!

Seja legal, não seja chato!

 

Gente chata a gente até que atura, mas empresa chata não! Ninguém gosta de receber uma enxurrada de e-mails de uma empresa. Quando você faz isso, a percepção que ele tem é de que você está desesperado para vender. Procure definir um período onde o cliente não enjoe da sua cara, mas também não lhe esqueça.

Lembre-se também que o cliente não está assinando para receber suas mensagens apenas porque te acha legal. Apesar da sua empresa ser bacana (e não chato, pois você aprendeu que não precisa enviar milhares de e-mails incessantemente), o cliente deu seu endereço eletrônico por um motivo: ele quer uma vantagem. Ofereça descontos especiais para quem é assinante, mostre que o seu e-mail marketing é um diferencial para quem assina. O seu cliente se sente mais importante e você consegue efetivar uma quantidade maior de vendas.

Quanto mais segmentado, melhor

Já expliquei em outros artigos sobre a importância de segmentar o seu negócio e encontrar o seu nicho de atuação. Tendo este pensamento na cabeça, acredito que fica muito mais fácil você enviar um e-mail mais assertivo para seus clientes.

De qualquer forma, se seu negócio não é muito nichado, procure então segmentar os clientes da sua lista. Sua loja vende artigos de perfumaria? Procure, pelo menos, enviar um email com promoções para os homens e outro para as mulheres. Este é o grupo mais básico de segmentação – e já faz algum efeito. Mas eu diria que é possível fazer mais! Com algumas ferramentas você consegue mensagens mais efetivas, baseadas no histórico de compras do cliente. Quando se trata de efetivação de vendas, um e-mail marketing baseado no histórico é mais efetivo do que a própria navegação no site, porém sua conversão é menor que um e-mail de abandono de carrinho. Aliás, vou falar sobre ele agora!

O cliente está passeando pelo seu site e se interessou por um produto. Ele ficou tão interessado que colocou o produto no carrinho. Porém, sabe-se lá porque, o cliente abandona o carrinho virtual. Isso quer dizer que ele demonstrou interesse em comprar de você, mas que por algum acaso desistiu.

 

E esse tipo de acontecimento é corriqueiro. Em uma loja virtual, 67% dos carrinhos são abandonados pelos clientes. Enviar um e-mail oferecendo um desconto é altamente vantajoso. Da porcentagem citada anteriormente, 30% consegue ser recuperada com o e-mail marketing!

Portanto, pesquise uma boa empresa que ofereça esta ferramenta. Se ficar em dúvida, envie e-mail para o serviço ou procure algum empreendedor digital que também possui a ferramenta desta empresa. O que não vale é ficar de fora do e-mail marketing.