O marketing digital muda, e a palestra também

[Campus Party] O marketing digital muda, e a palestra também

1477
0

“Esta não é uma palestra motivacional. É uma palestra desmotivacional.” Esta citação foi uma das primeiras palavras do professor e publicitário Dado Schneider na palestra  “O Marketing Digital muda. A Publicidade Muda. A Palestra Muda” – e olha que ele ficou mais de meia hora sem falar, afinal, a palestra era (em sua primeira parte) muda!

Aplaudido de pé, Dado apresentou na palestra (tanto na parte muda, quanto na parte falada) o quão rápido as informações e o comportamento das pessoas/consumidores do século XXI mudam. “Mudar não é necessariamente gostar do que está acontecendo, é entender o que está acontecendo. Mudar é aceitar o novo”, comenta Schneider.

Saindo da palestra muda e indo para o marketing digital e a publicidade, o palestrante comenta sobre a volatilidade e a dificuldade de atrair o consumidor do século XXI. “O século passado tinha pouca concorrência. Pouca gente mandando e pouca gente atendendo ao mercado. Não tinha código do consumidor, o cliente não tinha voz. As empresas não mudaram de vertical para horizontal porque são boazinhas, mudaram porque aumentou a concorrência”, divaga o professor.

Ele explica que antes quem mandava na transação de venda de um produto era o vendedor, que impunha o que tinha que comprar “porque o cliente não sabia nada do que comprava. Hoje o cliente sabe mais do que o vendedor, que está sendo pago pra vender!”, exclama. Agora, no século XXI, a posição de poder mudou. “Nunca pensem que ele [o comprador] gravita em torno de vocês, hoje é o vendedor que gira em torno do comprador”, aconselha.

Se no século XX os vínculos eram duradouros, Schneider chama o século XXI como a Era do Ficar. Com tantas opções, as pessoas se deixam levar pelas diversas oportunidades. Agora a escolha de uma marca é feita não apenas por competência, mas também por afinidade. “A gente comprava em loja ruim, com gente que a gente detestava porque não tinha opção, a gente era do vendedor, o vendedor era da gente”, relembra.

Para atrair mais clientes (e conseguir sobreviver na forte concorrência do século XXI), Schneider termina a palestra com um conselho: “Enriqueça o repertório sempre! Assim você não vai se surpreender com as mudanças, você vai provocá-las”.

Assista ao vídeo com a palestra completa aqui:

Artigo anteriorA hora do frete
Próximo artigo[Campus Party] Sete curiosidades sobre a Netshoes
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA