Aprenda a usar vídeo marketing em todas as etapas da jornada de...

Aprenda a usar vídeo marketing em todas as etapas da jornada de compra do seu cliente

1241
0
Como usar snapchat
Como usar snapchat

O surgimento da internet modificou muitos hábitos e costumes do consumidor. Se antes o modelo de negócio voltado ao boca a boca ou o telemarketing, hoje as transações podem ser efetuadas diretamente via computador ou smartphone, facilitando o processo.

É claro que isso também significou mudanças bruscas no modo como se aplica o marketing. No digital a revolução é contínua e, a cada dia, surgem novas ferramentas para atrair potenciais compradores.

Nesse contexto, é muito importante compreender a jornada de compra do cliente. Entender em que momento da decisão o usuário está pode ser o diferencial entre o sucesso e o fracasso das suas ações de marketing online.

E um dos principais formatos de criação de conteúdo é o vídeo. Aliando-o a uma estratégia de marketing de conteúdo e funil de vendas, é possível engajar os clientes em todas as etapas, fortalecendo o relacionamento e tornando-os muito mais suscetíveis a fechar um negócio.

Mas, afinal, como o vídeo marketing pode auxiliar em cada uma das fases da jornada de compra do cliente? Se você tem essa dúvida, não se preocupe, pois vamos saná-la a seguir. Continue a leitura e saiba como implementá-lo para encantar visitantes, leads e clientes!

Mas, afinal, o que é o vídeo marketing?

Basicamente, o vídeo marketing abrange toda forma de conteúdo criado no formato audiovisual com um objetivo de conversão.

Porém, uma conversão pode ter diversos propósitos. É possível, por exemplo, utilizar métricas de engajamento, como visualizações, curtidas, comentários ou compartilhamentos.

Também pode ser contabilizada em abertura de emails, geração de tráfego, cliques no anúncio ou downloads de um material rico.

Porém, há uma meta comum para qualquer tipo de negócio: as vendas. Graças a isso, geralmente são definidas como indicadores-chave de performance na maioria das empresas.

Perceba que, com tantas finalidades, o vídeo marketing pode ser usado em diversificadas estratégias, como redes sociais, email marketing, Searching Engine Optimization, blogs corporativos e muito mais. Não é à toa que 90% dos usuários afirmam que os vídeos auxiliam na decisão de compra.

Abaixo, você aprenderá diversas técnicas para utilizá-los em cada uma das etapas da sua jornada, da descoberta à decisão.

Como utilizar o vídeo marketing em cada uma das etapas da jornada de compra do cliente?

A jornada de compra do cliente revela a proximidade do momento da compra. Usuários em diferentes estágios apresentam comportamentos distintos. Logo, consomem conteúdos específicos. Por isso é muito importante se adaptar a cada uma das etapas que a compõem.

Considere a seguinte situação: Paulo é um empreendedor que tem grandes dificuldades para administrar as finanças da empresa. Ao buscar na internet por uma solução, ele se depara com um vídeo cujo título é: “10 dicas para manter a organização das finanças do seu negócio”.

Encantado pelo conteúdo, ele decide entrar no blog da empresa, onde encontra diversas outras orientações. Assim, ele se inscreve na newsletter e passa a receber conteúdos semanais que o ajudam a otimizar ainda mais os processos internos.

Em um determinado momento, quando Paulo apresenta altos índices de engajamento, ele recebe uma oferta da empresa: “que tal contratar o nosso software de gestão de finanças?”.

Ora, Paulo já confia na empresa e possui um conhecimento avançado sobre o que ela oferece, então as chances de ele fechar o negócio são grandes.

Agora imagine o quão difícil seria realizar a conversão caso o usuário apenas se deparasse com um anúncio oferecendo o produto.

Entendeu agora? Nesse caso, Paulo foi atingido na etapa de reconhecimento do problema, mas o conteúdo em vídeo pode ser muito eficaz em qualquer um dos estágios, como você verá a seguir.

Aprendizado e descoberta

Nessa primeira etapa, o usuário ainda não tem consciência de que existe um problema. Nesse momento, a empresa deve despertar seu interesse.

Eis aqui a importância da definição da persona. Ela guiará todas as ações voltadas a resolver uma dificuldade comum aos usuários que podem se tornar compradores.

Em suma, a persona é um personagem fictício com diversas informações, como renda, gênero, interesses, hábitos, costumes, empresa, cargo, dados demográficos e geográficos. Ou seja, características importantes para a sua equipe de marketing.

Baseando-se nela, é possível criar vídeos mais abrangente, pois o consumidor a ser atingido nessa etapa está no topo do funil, ou seja, na fase de atração.

Perceba que, nesse momento, não é preciso falar do que você vende. Tente resolver problemas básicos. Uma empresa que vende sabonetes não precisa criar conteúdos voltados ao produto. Veja algumas sugestões de títulos para vídeos que poderiam interessar à persona:

  • Como cuidar da higiene pessoal de manhã?
  • Fio dental: qual a maneira correta de utilizar?
  • Como combater as espinhas?
  • Pele oleosa? Saiba como evitar!

Viu só? Possivelmente a pessoa que se preocupa com essas questões poderiam se interessar pelo seu produto, não é mesmo? E mesmo que você ela ainda não conheça a sua marca, iniciou um relacionamento. Esse é o principal objetivo da fase de atração do Inbound Marketing.

Lembre-se sempre de procurar palavras-chave relevantes para que o seu material apareça nos motores de buscas, como o do Google e o do próprio YouTube. Além disso, pode ser uma ótima ideia complementar alguns blog posts com seus vídeos, já que melhoram o posicionamento. Não se esqueça, também, de divulgá-los nas redes sociais.

Reconhecimento do problema

Nessa etapa da jornada de compra, o potencial cliente identifica um problema, mas não sabe exatamente como resolvê-lo. Há uma necessidade de consumo, mas a solução ainda não foi procurada.

Qual é a função da empresa? Apontar que você pode ajudá-lo nessa tarefa, é claro!

A persona, nesse estágio, está em transição do fundo para o meio do funil, então o seu objetivo é fazer com que ela inicie um diálogo com a empresa. Ou seja, assinar uma newsletter, seguir nas redes sociais ou inscrever-se em um canal. Assim, ela torna-se um lead.

Por isso, o conteúdo é um pouco mais específico e já começa a tratar o produto como parte fundamental do video. Veja alguns exemplos:

  • Top 10: os melhores sabonetes para o rosto
  • Saiba qual é a melhor maneira de combater a foliculite
  • Qual é a diferença entre sabonete comum e sabonete líquido?
  • Sabonete íntimo: conheça as vantagens

Nesse estágio você também pode começar a variar o formato do conteúdo. Webinars, por exemplo, são um ótimo meio para adquirir leads. Você pode fornecer uma aula gratuita em troca do email do contato, otimizando as conversões.

Ele pode ser feito em plataformas sociais como o Facebook Live ou o YouTube. Além disso, é uma boa maneira de engajar o consumidor, que pode ter participação ativa, já que são realizados ao vivo.

Consideração da solução

Agora o lead já reconheceu que há um problema e está atrás de uma solução. Mas, nesse caso, há diversas opções disponíveis na internet, então você terá que lidar com a concorrência.

Se você executou corretamente as etapas anteriores, já está em ampla vantagem. O usuário reconhece a sua marca como autoridade no assunto e interage com o seu conteúdo com regularidade.

Aqui, o email marketing surge como uma importante ferramenta, pois é um meio de comunicação pessoal e acessível. Isso significa que o seu potencial comprador está no meio do funil e é uma oportunidade clara de negócio.

Nesse estágio, já é permitido falar um pouco mais sobre a marca. Revelar seus diferenciais, acionar gatilhos que remetam à emergência, ceder depoimentos de clientes, videoaulas, whitepapers, podcasts e outros materiais ricos podem ser um diferencial nesse momento.

Veja alguns conteúdos em vídeo que podem ser interessantes em nosso exemplo ( o nome da empresa em questão é fictício):

  • Planilha para controle de gastos com higiene: aprenda como criar a sua
  • Como usar o sabonete Limpex para combater o odor nas axilas
  • Veja como a Luisa utilizou o Limpex para acabar com os cravos
  • Passo a passo: usando o Limpex para tirar a sujeira das unhas

Como você deve ter reparado, a otimização para mecanismos de buscas já não é um fator tão importante (apesar de ainda ser considerado). Isso acontece porque o objetivo é fechar o negócio, e não atingir um grande número de pessoas.

Lembre-se que as suas redes sociais também são um importante elemento para divulgação, já que seus seguidores provavelmente se identificarão com os problemas citados e reconhecem a marca como uma possível solução.

Além disso, suas landing pages podem ficar muito mais atraentes com o conteúdo em vídeo. Em casos de e-commerce, por exemplo, vídeos que ensinam como usar um produto podem ajudar (e muito) suas conversões.

Decisão da compra

É chegado o momento derradeiro. Se o usuário ainda não se tornou um cliente, é muito provável que esteja bem próximo disso.

No fundo do funil, é uma boa ideia acionar a sua equipe comercial. Você pode entrar em contato direto com o lead, conversar pelo telefone ou email, elaborar promoções e descontos exclusivos, oferecer amostras grátis…

Aqui os vídeos também são muito importantes e podem ser extremamente específicos. Veja alguns exemplos:

  • Quais são os melhores sabonetes para colocar nos quartos do meu hotel?
  • As marcas de sabonete que mais agradam em buffets e festas
  • Sabonete para bebês: onde comprar?
  • Qual o melhor sabonete para cachorros no mercado?

Como você pôde ver, utilizar o vídeo marketing aliado à jornada de compra do cliente pode ser um grande diferencial para a sua marca se destacar no mercado. Neste artigo utilizamos uma fábrica de sabonetes como exemplo, mas eles podem ser úteis em qualquer segmento do mercado.

E se você quer saber ainda mais informações relevantes, de uma olhada neste conteúdo de video marketing

 

Artigo anteriorComportamento do consumidor: entenda a jornada de compras online
Próximo artigo#LojasVirtuaisQueVendem – Cosméticos pela Internet – Mulheres e Segredos
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA