Comparador de preços loja virtual: como colocar produtos nesses canais

Comparador de preços loja virtual: como colocar produtos nesses canais

3662
0
Comparador de preços - D Loja Virtual
Comparador de preços - D Loja Virtual

Há várias maneiras de conseguir fazer com que a sua mercadoria venha a aparecer na internet. Uma das mais desejadas por aqueles que apostam no custo benefício dos produtos que vendem são a inserção do seu site em comparadores de preços.

Isso não trata de vendas diretas, mas com toda a certeza são uma força e tanto para que o site venha a optar pela parceria. 

Para facilitar sua vida, neste artigo vamos mostrar Como colocar produtos no Comparador de preços loja virtual? Aqui temos TUDO o que você precisa saber sobre esse canal de vendas!

O QUE É UM SITE COMPARADOR DE PREÇOS? 

Tenho certeza que em algum momento você já acabou entrando em sites como o Shopbot, Buscapé, Shopping Uol, Bondfaro ou o Google Shopping. Todos estes se encaixam na categoria de comparador de preços.

COMO O COMPARADOR DE PREÇOS FUNCIONA?

Esses sites funcionam como uma espécie de divulgadores de produtos e comparam o preço entre vários comércios eletrônicos diferentes. A principal vantagem deles é óbvia: eles agregam inúmeros visitantes que desejam comprar uma determinada mercadoria.

Dessa forma, você compra um pacote em um site comparador de preços já sabendo com toda a certeza da qualificação que ele dará ao visitante. Mas para tanto, existem alguns padrões de cobranças destes sites que precisam ser seguidos, como por exemplo, o fato de só pagar caso alguém realmente vá clicar no produto que você ofereceu e, deste modo, acaba sendo encaminhado para a sua loja.

Sites como o Buscapé oferece algumas opções, facilitando a vida de quem não possui um site. O que ele faz é que o próprio Buscapé acaba ficando responsável pela entrega e pelo recebimento do pagamento, fazendo com que sua única necessidade como lojista seja que você possua o produto pelo qual se comprometeu a vender.

COMPARADOR DE PREÇOS É UMA BOA OPÇÃO DE MARKETING

Estas páginas de comparação de preços de produtos nada mais são do que uma opção de marketing, que apesar de serem práticos, possuem um papel muito importante para que você não venha a desistir de uma estratégia de vendas e para que não deixe de fazer um monitoramento constante dos seus produtos para ter certeza de que sua proposta tenha dado certo. Para tanto, é necessário que você sempre esteja analisando a quantidade de cliques e que também sempre calcule a taxa do retorno sobre o investimento (ROI).

Somente assim o lojista irá conseguir saber exatamente qual é a próxima decisão que precisará tomar visando a tentativa de se estabelecer no mercado. 

Outro ponto importante para se salientar é a necessidade de que os sites comparadores de preços não vão se responsabilizar, em nenhum tipo de hipótese, pelo conteúdo do anúncio em questão. 

Desse modo, é fundamental que você venha a transmitir, através da descrição dos produtos e das fotos como o produto realmente é, gerando ao comprador uma sensação de segurança e de credibilidade.

O QUE É NECESSÁRIO PARA COLOCAR PRODUTOS NESSES CANAIS?

SEU SITE PRECISA TER UM BOM  LAYOUT

Se você deseja alcançar uma maior gama de clientes e pensando que a grande maioria dos comparadores de preços só trabalha efetivamente com aqueles lojistas que possuem um site próprio, você precisa ter uma página bonita, prática e funcional.

Se seu site for confuso, lento e mal estruturado, é quase certeza que o cliente irá desistir da compra ou não sentirá segurança o suficiente para efetivar a compra por este canal.

Como enfatizado antes, um dos pontos essenciais para que o seu negócio progrida é você conseguir transmitir uma credibilidade de segurança e de confiança para o cliente.

INVISTA EM SEGURANÇA

Para enfatizar o tópico acima, é necessário que você obtenha certificados de segurança, como o SSL para HTTPs ou em certificações como a dada pelo e-Bit. 

Você precisa ter em mente que nenhum cliente irá pensar em comprar em uma loja se passar por sua mente que ele pode ter problemas ao colocar seus dados pessoais naquela loja para comprar um produto.

CONHEÇA AS REGRAS E PROIBIÇÕES DAS PLATAFORMAS

Para que a inserção do seu site dê certo nos comparadores de preços loja virtual, você precisa conhecer bem todas as proibições e as regras das plataformas. Por exemplo, você não pode colocar fotos que não condizem com a realidade e também não pode redirecionar o cliente para um site que não foi previamente informado.

Essas plataformas entendem esse tipo de situação como características de quem busca causar fraudes e lesar os clientes. Então, se você fizer isso pode acabar sendo impedido de colocar suas mercadorias nesse tipo de plataforma que compara preços.

DEDIQUE-SE AO TRABALHO

Como é possível perceber ganhar dinheiro pela internet exige trabalho. Os sites comparadores de preços exigem dados importantes dos lojistas, além de recebimento de um percentual baseado por clique médio pago ou por requisitos para que você venha a obter uma melhor colocação no ranking do site. 

Então, dedique um bom tempo entendendo todos os pormenores desses sites para poder tirar o melhor para fazer sua loja virtual progredir.

COMO SABER SE COMPARADORES DE PREÇOS SÃO VANTAJOSOS

Atualmente, a variedade de sites que comparam preços é grande, sendo possível destacar o Buscapé, Bondfaro, Shopping Uol, Google Shopping e ShopBot. Além disso, em alguns deles, como é o caso do Buscapé, o lojista não precisa nem mesmo ter uma loja virtual, bastando cadastrar o seu produto na plataforma do comparador e negociar por ali mesmo com os clientes.

Porém, como já foi dito, nem todos os lojistas são beneficiados com o site de busca de preços. Mas como saber se esse é o seu caso ou não? Para responder essa pergunta é preciso entender como os consumidores chegam até os comparadores de preço. A grande maioria entra nesses sites em busca dos preços mais baixos.

COMPARAÇÃO SÓ É BENÉFICA PARA O SEU NEGÓCIO SE OS SEUS PREÇOS FOREM COMPETITIVOS

Ou seja, eles já sabem o que desejam comprar e a ferramenta apenas ajuda eles a identificar quais são os preços que um item possui em diferentes lojas virtuais. Por isso, a comparação só é benéfica para o seu negócio se os seus preços forem competitivos e se você vende produtos que são encontrados em muitas outras lojas virtuais.

Dessa forma, se as suas mercadorias pertencem à categoria luxo ou exclusivo, os sites de comparação não são vantajosos ao seu e-commerce. Isso porque os seus itens não são oferecidos em um grande número de sites e, assim, não existe um número significativo de internautas que vai querer comparar os preços dos seus produtos.

O QUE CONSIDERAR ANTES DE COLOCAR PRODUTOS NOS COMPARADORES  DE PREÇO?

PRODUTOS EXCLUSIVOS OU DE LUXO

É preciso ainda levar em consideração que quem busca produtos exclusivos ou de luxo não está em busca dos preços mais baixos, pois esses itens naturalmente possuem valores maiores. Isso não significa, entretanto, que você não possui concorrência, mas não uma grande quantidade de concorrentes.

PRODUTOS QUE MESMO COM PREÇOS ACESSÍVEIS POSSUEM BAIXA CONCORRÊNCIA

O mesmo vale para produtos que mesmo com preços acessíveis possuem baixa concorrência. Se for essa a sua situação, não há porque investir em uma comparação, se apenas você e mais poucos outros lojistas oferecem itens para o mesmo nicho. Nesse caso, vale mais a pena investir o seu dinheiro em campanhas de marketing mais direcionadas ao seu público alvo.

Assim, você pode aproveitar, inclusive, o fato da baixa concorrência, o que hoje em dia é para poucos e não deixa de ser uma vantagem. 

AMPLA CONCORRÊNCIA

Vale lembrar que mesmo que a sua concorrência seja ampla, ou seja, você comercializa os mesmos produtos que muitas outras lojas virtuais, mas os seus preços não são competitivos, também não tem porque usar a ferramenta que compara preço.

Porém, isso não significa que você deva mudar os seus preços. É importante dizer, inclusive, que se você não possui preços competitivos deve oferecer um diferencial para que o seu e-commerce seja procurado, o que é a estratégia de marketing de muitos lojistas. Outro ponto importante é a necessidade de acompanhar o seu desempenho nos sites de comparação.

ANALISE O RESULTADO DA CAMPANHA

Depois de ter firmado parceria com essas plataformas, uma forma de saber se a sua campanha está surtindo o efeito esperado é usando as ferramentas de analytics. Elas ajudam você a identificar se os cliques estão sendo gerados pelos comparadores de preço e se eles são reais.

Isso porque existem robôs na internet que clicam em anúncios apenas para que o seu dinheiro seja gasto desnecessariamente.

COMPARADOR DE PREÇOS PARA LOJA VIRTUAL: COMO COLOCAR PRODUTOS

Depois de você levar em consideração todos os aspectos necessários e avaliar que é uma boa ideia fazer parcerias com os comparadores de preços, é fundamental saber como colocar os produtos da loja virtual nesses canais de forma correta. Ou seja, você deve entender bem, ou a pessoa da sua equipe responsável, como deve ser feita a integração do site comprador com o seu e-commerce.

INTEGRAÇÃO DO SITE COMPRADOR COM O SEU E-COMMERCE

Em geral, ambas as plataformas devem ser interligadas, o que costuma ser feito no Brasil por meio de um arquivo de formato XML, o qual serve para exportar as informações detalhadas de cada produto para a comparação de preços. Entre essas informações estão o nome do produto, sua imagem, descrição, URL da página onde o item está inserido, entre outros.

Além disso, é preciso preencher todos os campos existentes com as informações solicitadas a respeito do produto no arquivo XML. Em cada comparador isso pode ser diferente, por isso, é preciso estar atento, até porque quando nem todos os campos são preenchidos o seu produto correto o risco de não receber todos os cliques que poderia.

DESCRIÇÃO CLARA E ATRATIVA

Ajuda também a tornar o seu produto mais acessado se a descrição dele estiver clara e atrativa, contendo todas as informações sobre a marca e o modelo do item. 

É preciso ainda estar atento às regras, alguns comparadores de preços proíbem, por exemplo, que haja na descrição da mercadoria o seu valor. Já a imagem deve ser de boa qualidade, preferencialmente, contendo o melhor ângulo do produto.

Gostou do conteúdo? Compartilhe ele nas suas redes sociais!

Artigo anteriorBanco de imagens GRÁTIS para loja virtual: 32 melhores aqui!
Próximo artigoComo fazer e-mail marketing: passo a passo prático e simples
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA