Marketing direto para e-commerce: o que é e como fazer?

Marketing direto para e-commerce: o que é e como fazer?

1499
0
Marketing direto e como aplicá-lo no seu negócio
Marketing direto e como aplicá-lo no seu negócio

O marketing direto é uma das formas mais tradicionais de fazer propaganda. Por esse motivo, muitas pessoas entendem que ele está ultrapassado e que já não apresenta os mesmos resultados de antigamente. No entanto, podemos afirmar que o marketing direto ainda é uma das formas mais eficazes de divulgar um produto ou um serviço.

Quer saber por que? Continue lendo que contaremos tudo sobre marketing direto para você.

O QUE É MARKETING DIRETO?

Agora que já falamos sobre marketing direto na prática, vamos falar da teoria? Como o próprio nome diz, o marketing direto é focado no público-alvo, ou seja, em quem realmente compra o seu produto ou vai na sua loja.

Esse tipo de marketing tem origem nas vendas de rua, muito antes de a internet se popularizar, mas também pode ser aplicado às vendas online. O e-mail marketing, por exemplo, nada mais é do que a versão moderna de folhetos colocados nas caixas de correio de possíveis clientes.

QUAL É A FUNÇÃO DO MARKETING DIRETO?

O marketing direto pode ser uma ótima opção para o empreendedor que não quer ou que não pode investir muito em publicidade. Enquanto uma propaganda na televisão atinge um grande número de pessoas, entre elas o público-alvo, o marketing direto foca em se dirigir direto a esse grupo específico.

O marketing direto tem duas funções complementares: buscar novos clientes e manter os antigos. O grande segredo para fazer isso de forma que traga resultados é tendo informações precisas do público-alvo, ou seja, conhecendo a idade, a profissão, o poder aquisitivo e os gostos dos clientes. Assim será mais fácil de impactar pessoas com comportamento semelhante.

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS FORMAS DE MARKETING DIRETO?

Imagine a seguinte cena: você tem uma loja pet shop. Após batalhar por um bom tempo, ficar conhecido na região e ter uma boa clientela, você gostaria de expandir. Mas, mesmo com todos os avanços, seu orçamento ainda continua apertado.

Você pesquisa o custo para anunciar o seu negócio em programas populares de rádio, canais de televisão e jornais da região onde mora. No entanto, não encontra nenhuma proposta que estivesse dentro do seu orçamento.

Seu objetivo é atingir a maior quantidade de clientes em potencial, fazendo com que seu investimento valha a pena. Porém, devido ao alto custo dessas mídias, você decide apostar numa campanha de marketing direto. Você acha é possível que essa estratégia dê certo?

TÁTICAS DE MARKETING DIRETO

Para divulgar o empreendimento para o seu público-alvo, você opta por fazer uma parceria com um abrigo de animais perto de sua pet shop. Você passa a oferecer um cupom de desconto em seus serviços para quem adotar cães ou gatos durante um determinado período de tempo.

Com essa campanha de marketing direto, você consegue investir pouco dinheiro para alcançar o seu público-alvo e, como resultado, faz contato com possíveis novos clientes de seu negócio. As possibilidades de sucesso são realmente grandes, concorda?

Nesse caso, você opta por uma parceria, mas há outros exemplos de marketing direto que também podem ser eficientes:

  • E-mail marketing
  • Telemarketing
  • Mala direta
  • Folhetos
  • Brindes

Vale lembrar que muitos tipos de marketing direto envolvem o conceito de marketing de permissão. Isso significa que você só pode enviar e-mails para as pessoas que autorizaram o recebimento, seja preenchendo o campo de newsletter do seu site ou fornecendo o endereço eletrônico em um evento.

SAIBA COMO ALCANÇAR SEU PÚBLICO-ALVO

Por incrível que pareça, o marketing direto ainda é a melhor forma para alcançar um público-alvo específico. Contudo, para impactar o público ideal para o seu negócio, é necessário traçar uma boa estratégia.

Para mostrar as possibilidades do marketing direto, usaremos um outro exemplo. Imagine que você é dono de um restaurante que não faz parte de nenhuma franquia. O principal critério para atrair um público específico poderia ser o endereço.

Você quer alcançar clientes de bairros que ficam na mesma região do restaurante e que estejam dentro do perfil econômico imaginado para o local. Por se tratar de um comércio com ponto físico, o endereço acaba sendo um critério decisivo na vida dos clientes.

Porém, no caso de uma marca maior, que vende online e entrega seus produtos pelos Correios, os critérios poderiam ser outros. O marketing direto poderia usar segmentações como idade, gênero, escolaridade e estado civil. Para tanto, a empresa poderia tentar algumas das opções:

  • Selecionar o público-alvo através das informações que os usuários deixam em um perfil dentro de uma rede social;
  • Utilizar o cadastro dos clientes ou dos leads que a marca já possui;
  • Recolher informações em eventos, congresso ou até mesmo no próprio site. 

Como é possível ver, existem muitos tipos de marketing direto. Independente das possibilidades, é necessário ressaltar que o marketing direto é muito eficiente para atrair novos clientes e para fidelizar os antigos, fazendo com que voltem a comprar. 

MANTENDO A CONVERSA COM OS CLIENTES

O marketing direto é muito usado para construir relacionamentos duradouros com o público-alvo. Mas, para que isso ocorra, é necessário que a empresa saiba como personalizar a sua mensagem para atender as expectativas do consumidor.

Pareceu confuso? Então vamos explicar com mais um exemplo: você tem uma loja de doces artesanais e está lançando um novo produto. Para divulgá-lo, decide apresentar primeiro aos clientes mais antigos da sua marca.

Essa é uma tática de fidelização que pode ser vista como um meio e como um fim. O meio é divulgar a entrada de um novo produto no mercado. O fim é valorizar os clientes que compram de você há bastante tempo. Ao se sentirem valorizados, esses clientes vão querer comprar ainda mais de você.

A mesma estratégia utilizada para divulgar o produto também pode ser adotada para fidelizar o público. Muitas marcas oferecem vantagens exclusivas e brindes para clientes assíduos, transformando-os em clientes fiéis. 

COMO FAZER MARKETING DIRETO PARA E-COMMERCE?

Como falamos, o marketing direto surgiu muito antes de as vendas online se tornarem populares. Então, como funciona o marketing direto para e-commerce? A resposta é simples, até porque um empreendedor digital pode usar estratégias online e off-line para divulgar seu negócio. Veja como:

PRIMEIRA AÇÃO DE MARKETING DIRETO PARA E-COMMERCE

A primeira ação de marketing direto no e-commerce é capturar os dados dos futuros clientes. Ou seja, convidar o visitante do seu e-commerce para se cadastrar. Isso é fundamental para garantir que as pessoas que já visitaram a sua loja virtual receberão conteúdos em seus e-mails.

Com esse cadastro, você poderá comunicar por e-mail sobre novidades e promoções em seu e-commerce. Muitos empreendedores digitais oferecem algum desconto para quem faz o cadastro do e-mail no site, o que é bastante motivador.

OUTRA AÇÃO FANTÁSTICA DE MARKETING DIRETO

Outra ação fantástica de marketing direto é o clube de descontos. Afinal, tão importante quanto buscar novos clientes é manter os antigos, não é mesmo? Aliás, um bom termômetro para saber se a sua loja virtual está indo bem é observar se os clientes antigos voltam a comprar de você.

Existem algumas formas de atrair esses clientes para seu comércio eletrônico. Em geral, a mais eficiente é oferecer brindes ou vantagens para essas pessoas. Por exemplo, enviar um cupom de desconto no aniversário do cliente ou oferecer algum benefício para o consumidor que indicar o e-commerce para um amigo.

ERROS COMUNS NO MARKETING DIRETO PARA E-COMMERCE

O marketing direto não é difícil de ser aplicado, mas, na ânsia por alcançar resultados excelentes em um período muito curto de tempo, alguns empreendedores cometem erros durante o percurso. Um erro que pode atrapalhar muito o negócio é a compra de lista com contatos.

Você já recebeu algum e-mail sem ter se cadastrado na plataforma da marca? Se sim, sabe que o impacto disso é negativo. Quem compra a lista de e-mails acredita que está potencializando as possibilidades de venda, quando, na verdade, está gerando antipatia pela própria marca.

EXEMPLOS DE MARKETING DIRETO

Antes, apresentamos alguns exemplos de marketing direto tradicional. Agora vamos mostrar maneiras de aplicar o marketing direto na loja virtual. Quanto mais pessoal a campanha for, melhores serão os resultados. Para isso, é interessante segmentar a lista de contato de acordo com os diferentes perfis do seu público.

  • Newsletter anunciando o lançamento de algum produto novo no comércio eletrônico
  • Mensagem no Whatsapp com um código de desconto para ser usado na loja virtual
  • Anúncio direcionado comunicando promoções no e-commerce
  • E-mail marketing com código de desconto no mês de aniversário do cliente

TIPOS DE MARKETING DIRETO

As mudanças no comportamento dos consumidores e a popularização das vendas online desencadearam alterações na estrutura do marketing direto. Atualmente, podemos dizer que existem duas formas de fazer este tipo de divulgação: a tradicional e a digital.

O mais interessante disso é que ambas são complementares. Assim como uma loja de rua pode divulgar a sua marca no jornal do bairro e em anúncios do Google, uma loja virtual também pode usar e-mail marketing e anúncios no rádio para falar sobre as promoções.

Os resultados destas campanhas não têm tanta relação com o meio no qual o marketing direto é realizado, mas sim com o entendimento sobre quem é o público-alvo da marca e onde é possível impactá-lo.

BENEFÍCIOS DO MARKETING DIRETO PARA E-COMMERCE

Um e-commerce tem a grande vantagem de poder atender pessoas que se encontram geograficamente distantes. Enquanto o público-alvo de uma loja física é os moradores de um determinado bairro ou, quem sabe, dos cinco bairros próximos, o público de uma loja virtual é ilimitado.

Mas como um e-commerce consegue falar com tantas pessoas e fazer com que elas a conheçam? Essa é uma das vantagens do marketing direto. Através de estratégias de divulgação, uma loja virtual do interior do Rio Grande do Sul poderá alcançar pessoas do sul de Alagoas.

Além disso, o marketing direto pode trabalhar com as particularidades de cada indivíduo. Uma loja virtual conta com um público específico, mas isso não quer dizer que essas pessoas são todas iguais. Através de campanhas de marketing direto é possível segmentar esse público e fazer com que cada consumidor se sinta especial para a marca.

DICAS DE COMO APLICAR O MARKETING DIRETO

Seja no modo antigo ou no novo de fazer marketing direto, a questão é que conhecer o seu público alvo é fundamental. Na realidade, dominar essa informação é o pontapé inicial de qualquer negócio, embora muitos empresários não tenham isso bem claro, o que pode contribuir do empreendimento.

Além disso, é preciso entender que, por mais que você queira que todas as pessoas se interessem pelo seu produto e o comprem, a verdade é que praticamente tudo que é vendido possui um público-alvo, que não são todos os consumidores. Ao ter noção disso, é possível focar as suas ações nesse público e chegar nele com mais facilidade.

Se você tem um comércio eletrônico e quer fazer ações eficientes de marketing direto, dedique-se a reunir as informações do seu público-alvo em um banco de dados. Essas são algumas características importantes para conhecer e para utilizar em campanhas:

  • Gênero
  • Faixa etária
  • Estado civil
  • Renda média
  • Cidade ou região onde mora
  • Profissão
  • Endereço, telefone e e-mail
  • Meio de contato mais utilizado

Além disso, é bem interessante que você consiga entender sobre aspectos mais pessoais dessas pessoas, como estilo de vida, hábitos e comportamentos. Isso pode ser usado para humanizar o contato da sua marca com o seu público.

ESTRATÉGIAS DE MARKETING DIRETO

Agora que você já sabe sobre os benefícios do marketing direto e sobre a necessidade de conhecer o perfil dos consumidores da sua marca, deve estar se perguntando como poderá aplicá-lo da melhor forma. A nossa dica é: use o marketing direto com cautela.

Como essa alternativa apresenta um baixo investimento para as marcas e uma possibilidade ampla de dialogar com possíveis consumidores, muitos empreendedores acabam usando sem limites. O problema disso é que as pessoas recebem diariamente muitos e-mails de divulgação e, por não darem conta de ler todos, acabam deletando.

Por isso, escolha as ocasiões em que entrará em contato com o seu banco de dados e empenhe-se em produzir um bom conteúdo. Para que o internauta não delete o e-mail antes mesmo de ler, terá que pensar em um assunto atrativo, que ofereça alguma informação relevante. Sabia que falar em promoção, desconto ou lançamento aumentam as chances de um e-mail ser lido?

Uma boa estratégia para que a sua campanha tenha sucesso é oferecer algo para o consumidor. Ou seja, disponibilizar algum código de desconto em um e-mail de lançamento da nova coleção ou até mesmo criar um conteúdo cheio de dicas sobre assuntos que sejam do interesse do seu público-alvo.

Gostou de conhecer mais sobre marketing direto e de saber como aplicá-lo no seu comércio eletrônico? Se você tem interesse em se aprofundar no tema e em traçar estratégias que possam ajudar no aumento das suas vendas, conheça as lições de marketing de Kotler.

Artigo anteriorProspecção de clientes para loja virtual: 10 dicas para vender mais!
Próximo artigoFranquia de loja virtual: entenda como funciona na prática + 9 opções
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA