Logística no e-commerce: passo a passo prático para estruturar

Logística no e-commerce: passo a passo prático para estruturar

5463
0
Conheças as principais dúvidas sobre a Logística de e-commerce

Você já parou para pensar como a logística é importante para um comércio eletrônico? Organizar as operações de forma otimizada faz com que um negócio alcance o seu rendimento máximo com um custo reduzido. Mas nem sempre isso é uma tarefa fácil e, por isso, muitos gestores têm dificuldade em estruturar a logística no e-commerce.

A principal dica para quem está começando um negócio é pensar na logística antes mesmo de começar a vender. Ou seja, toda a estrutura da empresa deve estar planejada de forma que, depois do lançamento, somente alguns ajustes sejam feitos. Isso evita que o negócio cometa erros que podem se refletir nos resultados. 

ETAPAS DA VENDA DE UM PRODUTO EM UM E-COMMERCE

O modelo de loja virtual tem muitas vantagens sobre as lojas físicas, já que não é necessário investir em ponto de venda e em equipe para vender pela internet. No entanto, as vendas online precisam de uma estrutura que integre todos os setores da empresa, fazendo com que o produto seja enviado com agilidade para o comprador. 

Para entender mais sobre o cenário de vendas e a importância de uma logística adequada, confira quais são as etapas de venda de um comércio eletrônico:

1- PREPARAÇÃO DO PEDIDO

Este primeiro ponto diz respeito à navegação do cliente no comércio eletrônico e ao seu processo de decisão de compra no ambiente online. Depois que ele optou por algum produto e percorreu todas as etapas no e-commerce, deverá fazer o pagamento, ou seja, concluir a compra. 

2- PROCESSAMENTO DO PEDIDO

Depois de o pagamento ter sido feito pelo consumidor é que começa o trabalho do comércio eletrônico. O processamento do pedido diz respeito à verificação sobre o pagamento. Só após essa etapa ser confirmada é que a loja virtual começará a preparar o item para o envio.

3- CONFIRMAÇÃO DO PEDIDO

A confirmação do pedido significa que o pagamento foi aceito e que o produto pode ser enviado ao cliente. Muitas vezes, as lojas virtuais enviam um e-mail aos consumidores comunicando esta etapa. Vale lembrar que o prazo de envio dos comércios virtuais começa a contar após a confirmação do pedido que, em geral, é feita no mesmo dia da compra.

4- ENTREGA

Por fim, essa etapa é quando todo o processo de compra se concretiza. Com a confirmação do pagamento, o e-commerce pode embalar o pedido e prepará-lo para o envio. Algumas lojas virtuais trabalham com transportadoras, enquanto outras preferem fazer a entrega a partir dos Correios.

QUAL A FUNÇÃO DA LOGÍSTICA NO E-COMMERCE?

A logística tem um papel essencial para o comércio eletrônico, já que ela garante eficiência para o negócio. Isso significa que um bom planejamento de logística permite que o e-commerce opere aproveitando o máximo do seu potencial, a um custo baixo. Assim, todos os recursos são usados de forma que economizem tempo e dinheiro.

Quando pensamos nas atividades de um comércio eletrônico, vêm em mente o ato de enviar os produtos ao endereço aos consumidores. Porém, as atividades de um gestor virtual vão muito além disso, já que envolvem o contato com fornecedores, a gestão do estoque, o contato com transportadoras e os processos de troca e de devolução.

Mas como é possível dar conta de tudo isso sem que, no momento em que se cuida de uma tarefa, se deixe as outras de lado? A resposta é simples: com a aplicação de uma boa logística, que proporciona que todas as atividades fluam de forma estruturada, possibilitando o cumprimento dos prazos. 

COMO EVITAR PROBLEMAS COM LOGÍSTICA NO E-COMMERCE?

Muitos empreendedores de comércios eletrônicos vendem bons produtos, mas falham na hora da operação de suas atividades, o que impacta no prazo de envio do produto e na satisfação do cliente. Mas será que é possível evitar os problemas com a logística em um e-commerce? É claro que sim!

Para isso, o primeiro passo é pensar em todas as etapas que a loja virtual em questão tem que lidar. Dividir cada tarefa em pequenas tarefas e entender a recorrência delas ajuda o empreendedor a saber a prioridade de cada coisa. Além disso, é importante ter noção do tempo necessário para executar cada função.

Isso permite que o gestor possa planejar o seu dia conforme as atividades necessárias, sem que deixe de fazer alguma coisa por falta de tempo. Além disso, faz com que seja possível entender o momento exato para contratar algum funcionário que possa dar suporte ao dono do e-commerce. 

O QUE FAZER COM A LOGÍSTICA DO E-COMMERCE JÁ EM FUNCIONAMENTO?

Em geral, os problemas com logística surgem quando o gestor da loja virtual não pensou no planejamento dos setores e, só com o crescimento do negócio, é que se deparara com a necessidade de estruturar a empresa. De fato, um e-commerce pequeno até sobrevive sem logística estruturada, mas no momento que cresce, aumenta a dificuldade de gestão.

Para planejar a logística no e-commerce que já está em atividade, é preciso ter clareza sobre as funções de cada setor e o tempo de cada tarefa. Isso envolve a avaliação sobre o controle de estoque e com o contato com fornecedores e com transportadores. Desse modo, fica mais fácil de entender os pontos que precisam de aperfeiçoamento. 

COMO ESTRUTURAR A LOGÍSTICA NO E-COMMERCE?

Mas como é possível estruturar a logística no e-commerce? Essa é uma pergunta muito importante de ser feita pelo gestor de loja virtual, pois possibilita que a empresa opere na sua capacidade máxima, evitando problemas de gestão e de envio. Veja aqui os pontos mais importantes da logística para loja virtual:

1- FAÇA O PLANEJAMENTO DE VENDAS E OPERAÇÕES

O planejamento de vendas e de operações diz respeito a todas as etapas que decorrentes da confirmação de um pedido. Ou seja, cabe ao dono da loja virtual estruturar a sua loja virtual de modo que o pedido seja confirmado, embalado e enviado de forma otimizada, chegando ao endereço do cliente no menor prazo possível e nas melhores condições.

2- REALIZE O CONTROLE DE ESTOQUE

O controle de estoques é uma atividade básica e deve ser feita por qualquer gestor de loja virtual, independente do volume de vendas. Assim, é possível entender o momento em que deve ser feito um novo pedido para o fornecedor. Além disso, o controle adequado do estoque evita que os produtos fiquem indisponíveis no e-commerce.

3- APLIQUE A CURVA ABC

A Curva ABC para gestão de estoque sugere o conhecimento sobre os produtos adquiridos dos fornecedores, sendo A os itens que geram grande parte da receita bruta, B os itens com retorno intermediário e C os itens que, embora sejam comprados pelos consumidores, não têm tanto impacto no lucro da empresa.

4- DEFINA INDICADORES DE PERFORMANCE

A definição dos indicadores de performance, também conhecido como KPI, permite que o gestor do comércio eletrônico tenha acesso a dados concretos sobre demanda e procura e, desta forma, possa tomar as melhores decisões. Assim, pode estruturar a logística do seu negócio baseado em fatos e não em palpites.

5- REDUZA CUSTOS

A redução dos custos deve ser pensada em todas as etapas do negócio, já que isso se reflete no preço do produto e no faturamento. Mas como reduzir custos? Uma maneira de fazer isso é entendendo se existe algum recurso que a empresa está gastando a mais – ou seja, se reestruturando suas etapas, consegue economizar tempo, dinheiro ou mão de obra.

O QUE A OPERAÇÃO LOGÍSTICA DO E-COMMERCE PRECISA TER?

As tarefas de uma loja virtual vão muito além de vender o produto e enviá-lo para o cliente. Para que essas duas etapas aconteçam, é preciso que todo o trabalho dos bastidores esteja fluindo da melhor maneira possível. Mas você sabe que itens além da venda um gestor de e-commerce deve lidar? Confira aqui:

1- EMBALAGEM DO PRODUTO

As decisões que envolvem a embalagem do produto são muito importantes. Cada item precisa de um tipo de embalagem, e se você investir na ideal, conseguirá conquistar a tranquilidade e a satisfação do cliente. Lembre-se que um cliente satisfeito vai retornar para comprar de você. 

2- EMPRESA PARA ENTREGA

É melhor trabalhar com transportadora ou com Correios? Depende! A escolha varia de acordo com o tipo do produto, já que os Correios não costumam enviar itens muito frágeis ou grandes demais. Antes de optar por uma modalidade, avalie as alternativas e leve em conta o prazo e o preço. 

3- PRAZO DE ENTREGA

Uma logística eficiente precisa trabalhar com datas e cumpri-las. Quem tem loja virtual não pode mentir sobre o prazo de entrega de um produto. Por isso, faça de tudo para enviar a encomenda no tempo combinado e certifique-se de que sua loja conta com um bom serviço para o envio das mercadorias. 

4- RASTREAMENTO DO PRODUTO

O consumidor deve ter o acesso ao código de rastreamento. Isso confere segurança a todas as partes do negócio, que podem acompanhar o envio e saber se aconteceu algum problema no envio. O compartilhamento do código aumenta a confiança e permite que a imagem da empresa fique protegida quando o atraso ocorrer por conta dos Correios.

IMPORTÂNCIA DO E-COMMERCE COM LOGÍSTICA DE DISTRIBUIÇÃO

Nesse texto, falamos apenas sobre a logística do comércio eletrônico, mas você certamente já percebeu que existem muitas outras áreas envolvidas numa loja virtual e, por isso, o empreendedor deve se preocupar em estruturar a sua empresa da melhor maneira possível, de forma que todos os setores dialoguem entre si. 

Para fazer isso, o primeiro passo é colocar a ideia no papel e descrever cada área que será necessária para efetivar o projeto, tornando-o profissional. Feito isso, deverá especificar a função dentro de cada setor, ou seja, listar o que cada um terá que desenvolver, ainda que você mesmo faça cada processo inicialmente.

O importante disso tudo é que você perceberá o funcionamento completo do comércio eletrônico e aprenderá o que for preciso para crescer com seu negócio online. Com a ampliação da loja e a lucratividade, o conhecimento da estrutura será fundamental para que possam ser feitas adaptações. Afinal, evoluir requer transformações internas.

Se você pretende montar um negócio com possibilidades de se firmar no mercado e competir com os concorrentes, dê atenção à logística no e-commerce. Para se aprofundar nesse tema, sugerimos que leia esse texto bem completo sobre logística reversa. Assim, saberá o que fazer na hora de lidar com trocas e devoluções. 

Artigo anteriorModelo de negócio: o que é e como fazer? Passo a passo aqui!
Próximo artigoComo usar a máquina Cielo passo a passo + Dicas de serviços
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA