Exemplos de comércio eletrônico: conheça os tipos e como funciona

Exemplos de comércio eletrônico: conheça os tipos e como funciona

7113
0
empresas-de-comercio-eletronico

Hoje nós vamos mostrar algumas empresas de comércio eletrônico clientes aqui da D Loja Virtual, como a gente sempre diz aqui no blog, qualquer coisa pode ser vendida através da internet. Você vai perceber que temos clientes dos mais variados ramos alguns mais comuns, outros com nichos extremamente específicos. A ideia é mostrar como funciona na prática as dicas que a gente fica sempre repetindo aqui, então, já sabe o que quer vender no seu e-commerce? Dá uma olhadinha nesses exemplos de comércio eletrônico lucrativos e comece já a vender!

EXEMPLOS DE COMÉRCIO ELETRÔNICO

Vamos ver agora alguns tipos de empresas que utilizam e- commerce:

1. Agrolivros (www.agrolivros.com.br)

Loja virtual especializada em livros do ramo agropecuário, as obras variam entre criação de animais, plantas e marketing rural. Além de comercializar livros técnicos sobre agropecuária, a Agrolivros também edita e publica livros que correspondam a sua linha editorial. O objetivo da empresa é fornecer informações técnicas para proporcionar o desenvolvimento.

2. Quero Mais Calçados (www.queromaiscalcados.com.br)

A Quero Mais Calçados oferece sapatos femininos, masculinos e infantis, e também bolsas e acessórios, como cintos, colares e pulseiras. A empresa possui loja física localizada em Novo Hamburgo/RS. A Quero Mais Calçados está sempre atualizando sua página no Facebook com as novidades da loja.

3. Alpimonte (http://www.alpimonte.net)

Fundada em 1991, pelos irmãos Gelson e Ericson a Alpimonte migrou de loja física para loja virtual em 2009. A empresa comercializa equipamentos para esportes de Montanha, Natureza e Aventura. São acessórios essenciais para a prática e segurança de quem gosta de se aventurar, nas alturas.

4. Armário de bebê (www.armariodebebe.com.br)

Moda infantil de 0 a 5 anos, a Armário de Bebê oferece produtos fabricados por empresas que tem tradição na confecção de produtos para bebês. Produtos bordados são forrados para não irritar a pele do bebê. A Armário de bebê oferece parcelamento em até 6 vezes sem juros para seus clientes.

5. Figo verde (www.figoverde.com.br)

Apesar de toda a curiosidade em volta do nome da loja, a explicação é bem simples. Esse nome foi escolhido, pois a sede da empresa fica na cidade de Vinhedos/SP que é uma das maiores produtoras de Figo Verde do Brasil. A Figo Verde trabalha com roupas originais importadas, para que quem mora no Brasil também possa desfrutar da qualidade dos produtos estrangeiros. Quem quiser conhecer mais sobre a empresa pode visitar seu canal no youtube.

TIPOS DE COMÉRCIO ELETRÔNICO

De um modo geral, quando pensamos em e-commerce, pensamos em uma transação comercial online entre um fornecedor e um cliente. No entanto, e embora essa ideia esteja correta, podemos ser mais específicos e dividir o comércio eletrônico com suas empresas virtuais em seis tipos principais, todos com características diferentes.

Existem 6 tipos básicos de comércio eletrônico :

  1.  B2C: Business to Consumer
  2.  B2B: Business to Business 
  3. C2C: Consumer to Consumer 
  4. P2P: Peer to Peer 
  5. M-Commerce
  6. S-Commerce
  7. T-Commerce

1. BUSINESS-TO-CONSUMER (B2C)

O tipo de comércio eletrônico Business-to-Consumer se distingue pelo estabelecimento de relações comerciais eletrônicas entre empresas e consumidores finais. Corresponde à seção de varejo do comércio eletrônico, onde o comércio varejista tradicional normalmente opera.

Esses tipos comércio eletrônico e seus relacionamentos podem ser mais fáceis e mais dinâmicos, mas também mais esporádicos ou descontinuados. Esse tipo de comércio eletrônico se desenvolveu muito, devido ao advento da web, e já existem muitas lojas virtuais e shoppings na Internet, que vendem todo tipo de bens de consumo, como computadores, softwares, livros, calçados, carros, alimentos, produtos financeiros, publicações digitais, entre outros.

Quando comparado à compra de varejo no comércio tradicional, o consumidor geralmente tem mais informações disponíveis em termos de conteúdo informativo e também há uma ideia generalizada de que você estará comprando mais barato, sem comprometer um atendimento ao cliente igualmente personalizado, além de garantir processamento rápido e entrega do seu pedido.

2. BUSINESS-TO-BUSINESS (B2B)

Business-to-Business (B2B) e-commerce engloba todas as transações eletrônicas de bens ou serviços realizados entre empresas. Produtores e atacadistas de comércio tradicional normalmente operam com esse tipo de comércio eletrônico.

3. CONSUMER TO CONSUMER (C2C)

O e-commerce do tipo consumidor-consumidor (C2C) engloba todas as transações eletrônicas de bens ou serviços realizadas entre os consumidores. Geralmente, essas transações são realizadas por meio de um terceiro, que fornece a plataforma online em que as transações são realmente realizadas.

4. PEER TO PEER  (P2P) 

O P2P não é apenas um tipo de comércio eletrônico, mas também uma tecnologia que permite que as pessoas compartilhem arquivos de computador e recursos do computador sem passar por um servidor web central. Desde o início, este tipo de e-commerce foi lançado para o uso gratuito, tem uma receita bastante baixa. Consiste na ajuda mútua dos consumidores. 

5. M-COMMERCE 

Dentro do M-commerce, existem diferentes tipos de transações: por exemplo, os detentores de dispositivos móveis podem entrar em contato entre si e conduzir os negócios. O M-commerce está se tornando tão popular que as empresas de web design e desenvolvimento precisam otimizar os sites para serem visualizados corretamente em dispositivos móveis.

6. S-COMMERCE

Social Commerce (Comércio Social, em português), também chamado de S-commerce, é um tipo de comércio eletrônico que se utiliza das atribuições peculiares das redes sociais para agregar consumidores e realizar vendas. Em resumo, tudo o que envolve a interação entre consumidores.

E de que tipo de atribuições peculiares das redes sociais estou falando? Basicamente:

  • Dos compartilhamentos de páginas de produtos;
  • Dos comentários sobre produtos;
  • Das curtidas em páginas de produtos;
  • Das avaliações de produtos por meio de notas;
  • Das comparações de preços de produtos;
  • Das reclamações sobre produtos e serviços;
  • Dos depoimentos feitos por consumidores acerca de um produto ou loja virtual;
  • Das resenhas feitas por consumidores sobre um produto ou loja virtual.

7. T- COMMERCE

O T-Commerce está surgindo para fornecer novos serviços, com a proliferação de serviços de transmissão digital. T-Commerce é um termo que descreve o comércio por meio de um conjunto de TV digital (inteligente) que, além de sua principal funcionalidade, atua como um canal de marketing que permite a comunicação bidirecional possibilita publicidade interativa e publicidade endereçável. 

A internet é um lugar para todos os exemplos de comércio eletrônico vieram para deixar isso cada vez mais claro. Mesmo que você não entenda nada sobre um determinado assunto, tem alguém vendendo este produto ou serviço na internet. Compartilhe esse conteúdo! 

Artigo anteriorComo identificar uma oportunidade de negócio boa e lucrativa? Veja!
Próximo artigoProdutos para loja virtual: como escolher? 8 ideias lucrativas
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA