O que é um investidor-anjo e como conseguir um para o seu...

O que é um investidor-anjo e como conseguir um para o seu negócio

2312
0
O que é um investidor anjo
O que é um investidor anjo

Para começar a empreender é preciso mais do que criatividade e dedicação: o investimento e a expertise – do dono ou de conselheiros – também são requisitos básicos para apertar o botão de start e lançar um novo negócio. Entretanto, se você não tem nem o capital e nem a experiência necessários, não desista: um investidor-anjo pode te ajudar!

Você sabia que os investidores-anjo foram decisivos para o sucesso de grandes empresas como o Google, o Facebook e a Apple? E que Bematech, líder do ramo das micro impressoras brasileiras, foi fundada por dois alunos com apoio de investidores-anjo e hoje tem um faturamento anual superior a R$ 350 milhões e conta com mais de mil funcionários?

Ainda não sabe o que é um investidor-anjo e quer saber como conseguir um? Leia atentamente este artigo e vamos te explicar O que é um investidor anjo? Veja aqui tudo o que você precisa para conseguir um investidor anjo e desenvolva a sua ideia!

O que é um investidor-anjo?

O que é um investidor, usualmente, uma pessoa física que esteve envolvida por muitos anos em atividades ligadas ao mundo das empresas e corporações, e assim, acumulou grande quantidade de experiência no ramo e um patrimônio que permite pequenos investimentos em iniciativas inovadoras às quais ele pode oferecer apoio financeiro e técnico.

O termo investidor-anjo – tradução do inglês, Angel Investor ou Business Angel – foi cunhado ainda no século XX, nos idos dos anos 1920, para designar os investidores norte-americanos que financiavam peças e musicais da Broadway, assumindo os riscos, e caso o investimento desse retorno, tendo participação minoritária dentro da empresa.

O Investidor Anjo para o Sebrae é geralmente  um ex-empresário ou executivo com grande experiência de sucesso acumulada e disposto a investir entre 5% e 10% de seu patrimônio aplicando seu conhecimento no apoio a empresa.

A justificativa para o nome se dá pela origem e intencionalidade desse tipo de investidor, que se diferencia dos outros pelo fato de não ser detentor de grandes fortunas e fornecer mais do que o capital necessário para o início de uma empresa, prestando-se, também, a ajudar o empreendedor iniciante com sua experiência, conhecimentos e networkings que aumentam o potencial de sucesso e retorno do negócio.

O papel do investidor-anjo 

Entretanto, apesar do nome dar a entender que o investidor-anjo é uma espécie de “doador” em busca de alguém que precisa de ajuda, os objetivos dele não são esses. O principal objetivo é aplicar pequenos percentuais de seu patrimônio em iniciativas que têm alto potencial de sucesso e gerar impacto positivo na sociedade, com a criação de novos postos de trabalho, geração de renda e contribuições relevantes para o desenvolvimento científico-tecnológico nacional. 

Ao contrário de outros tipos de investidores, o investidor-anjo coloca como prioridade o desenvolvimento do empreendimento, e não o valor a ser investido, pois o sucesso do empreendimento está diretamente ligado ao retorno do investimento que ele receberá, tanto monetariamente quanto em termos de aprimoramento de seus conhecimentos. Por isso, é importante que o investidor e o empreendedor trabalhem juntos, considerando a nova lei do investidor-anjo, e tenham uma relação boa e transparente, com definições de metas e expectativas de ambas as partes para que seja uma experiência de sucesso para ambos.

Onde encontrar um investidor-anjo?

Agora que você já sabe o que é um investidor-anjo, que pode ser a solução para tirar a sua ideia do papel e fazê-la acontecer, você deve estar se perguntando onde você pode procurar por um… e não é no céu!

O lugar certo para encontrar o seu vai depender do tipo de projeto que você deseja desenvolver, já que cada um tem interesse em diferentes segmentos de negócios. Atualmente, as áreas mais procuradas para investimento são as startups, projetos de inovação em empresas já consolidadas, franquias e artistas.

Como conseguir um investidor-anjo para sua ideia, envolve, em primeiro lugar, demonstrar que você é capaz de gerir, com competência e dedicação, o seu próprio empreendimento, afinal, o investidor irá colocar o seu dinheiro em você, antes de qualquer coisa.

Como conseguir um investidor-anjo: passo a passo completo

Como vimos, os investidores anjos são empresários ricos e experientes que investem seu tempo e dinheiro em negócios de rápido  crescimento em troca de ações. Agora vamos ajudar você a encontrar o seu seguindo as etapas abaixo:

1) A primeira etapa busca a estruturação do negócio, como ele vai funcionar, qual seu público, como vai  lucrar, como vai cobrar, entre tantas formas para tornar claro o funcionamento da empresa;

2) Foco na captação do investimento necessário para que sua empresa tenha os equipamentos necessários para que possa funcionar. Desse modo, se sua startup precisa de um investidor anjo, é necessário que o desenvolvimento seja iniciado pela preparação e pela modelação do seu negócio. 

Para facilitar sua tarefa, enumeramos os passos a seguir:

1. SAIBA O QUE É UM INVESTIMENTO ANJO

Sabendo quem é um investidor-anjo, será possível ter clareza de como ele poderá ajudar no seu negócio. Além disso, também é necessário oferecer algo para que ele possa vir a se interessar pela sua startup.

2. CONTRATE  UM CONSELHEIRO (QUE É CHAMADO DE ADVISOR) PROFISSIONAL

Ter experiência no mercado é fundamental para que você possa se orientar por todas as etapas de desenvolvimento. Em troca, você acaba dando para ele uma pequena participação no seu negócio. Esse conselheiro, no futuro, pode acabar vindo a se tornar seu investidor- anjo. Mas isso, apenas caso ele e a sua empresa apresentem as características necessárias e compatíveis.

3. CONHEÇA O MERCADO EM QUE VOCÊ IRÁ ATUAR 

Então, pesquise e converse com clientes em potencial. Não se esqueça de validar e de testar todas suas ideias para ter certeza de que elas venham a atender as necessidades e as expectativas deles.

Do mesmo modo, tenha certeza de quem são os concorrentes do seu segmento para que seja possível comparar suas vantagens competitivas.

4.MONTE O TIME CORRETO 

Então, busque saber como avaliar competências (por exemplo, melhores técnicas de negócio, operacionais e outros), que acabam sendo essenciais para que seu negócio dê certo.

Do mesmo modo, veja se os fundadores da empresa possuem essas qualidades ou se será preciso encontrar novos colaboradores para que venham complementar o time da startup.

5. DESENVOLVA UM PROTÓTIPO 

Monte um protótipo do seu produto. Isso serve como objetivo para validar sua empresa, visando dar mais clareza de qual é a sua proposta, e sua capacidade de execução.

6. FAÇA UMA BOA APRESENTAÇÃO DO MODELO DE NEGÓCIO 

Ao apresentar o seu negócio, destaque às necessidades do serviço e do produto que você atende, e como irá atendê-la, qual é o seu mercado alvo/perfil do cliente, como você irá comercializar e divulgar sua marca, quanto e como irá faturar e qual é o valor de investimento que você precisa para que a empresa possa começar a operar.

Após ter cumprido todas essas etapas, você, o empreendedor, estará pronto para começar a busca pelo investidor anjo. 

1. BUSQUE UM EMPREENDEDOR CERTO

Ou seja, aquele que possa agregar em experiência, em rede de relacionamentos, em conhecimento e em valor para o seu empreendimento.

Isso será um processo que não tem um prazo certo para acabar, sendo necessário participar de concursos e eventos para a apresentação do seu negócio, além de diversos encontros com potenciais parceiros.

2. ENCONTRE O SÓCIO ADEQUADO PARA O SEU NEGÓCIO

Você irá precisar marcar reuniões mais sólidas de negócios, para apresentar mais detalhes, o que faz e como faz sua startup, do mesmo modo caberá à empresa conhecer melhor o perfil do investidor anjo.

3. ANTES DE FIRMAR O COMPROMISSO FECHE  OS TERM-SHEET

Aqui será especificado qual é o valor que será investido, a participação que o investidor-anjo deve ter no negócio e como os dois devem se relacionar ao longo de toda a parceria.

4. VALIDANDO O ACORDO

É importante frisar que isso se constitui apenas como o início da parceria, já que após começar a ser implementado o projeto.

Ou seja, quando o investidor anjo orientar o empreendedor ele deve focar totalmente na execução das tarefas que sua empresa deseja oferecer aos potenciais clientes. O papel do investidor anjo aqui será apoiar a empresa com conexões e orientações.

5. ÚLTIMA ETAPA

Seria o rompimento da parceria, que pode ocorrer no caso de venda da empresa para um cliente maior, ou seja, em caso da empresa dar certo e todos obterem lucros da negociação feita tempos antes.A caça aos investidores-anjo vale a pena no final.

Encontrar um investidor-anjo não é uma tarefa particularmente fácil, mas o esforço será realmente recompensado quando você encontrar alguém que esteja disposto a investir em seu negócio. Além de fornecer o capital de que sua empresa precisa, o conselho e o know-how de um investidor- anjo podem ser a chave para moldar o sucesso de sua empresa.

Artigo anteriorComo escolher a plataforma para e-commerce: dicas para o seu negócio
Próximo artigoComo fazer um programa de controle de estoque em sua loja: aprenda!
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA