Como montar uma franquia com 3 passos

Como montar uma franquia com 3 passos [GUIA COMPLETO]

2049
0
Como montar uma franquia
Como montar uma franquia

O sistema de franquias é uma excelente oportunidade para quem quer começar a sua caminhada em busca da liberdade financeira e de horários. Sem dúvidas, principal vantagem de montar uma franquia é contar com suporte especializado para entrar no mercado e para enfrentar os desafios que virão. 

Esse modelo também é muito bom para quem tem um negócio promissor e quer possibilitar a sua expansão, possibilitando que outros empreendedores atuem como franqueados. Se você quer entender mais sobre como montar uma franquia, esse texto é para você. Boa leitura! 

COMO FUNCIONA O SISTEMA DE FRANQUIA?

O sistema de franquia conta com o trabalho em conjunto de duas partes, o franqueador e o franqueado. De um lado está quem desenvolveu a marca e tem a experiência de mercado, e do outro está quem quer investir na expansão da marca e contar com o suporte de uma empresa sólida. Saiba mais: 

FRANQUEADOR

O franqueador é aquela pessoa que criou a marca do zero e que, depois de tê-la consolidado, quer possibilitar a sua expansão a partir de um sistema de franquias. Para isso, o primeiro passo é ter o direito sobre o nome da marca. Ou seja, ela deve estar liberada para uso. 

Para estruturar um sistema de franquias, é fundamental se preocupar com treinamento e qualificação. Desta forma, é possível manter o nível da marca e criar um padrão que servirá como modelo para os franqueados se guiarem. Isso vai desde o atendimento oferecido até a forma de expor as mercadorias no ponto de venda. 

Vale lembrar que é tarefa do franqueador elaborar um documento que defina todos os direitos e deveres dos envolvidos e quais instrumentos legais serão aplicados. Além disso, é recomendado ter uma boa reserva monetária para cobrir custos com implantação e burocracias legais. 

FRANQUEADO

Por sua vez, o franqueado é a pessoa que decide empreender investindo em uma marca que já existe. Para montar uma franquia como franqueado, o interessado deve candidatar-se por meio de formulário próprio disponível, ou por contato com o setor de franquias da empresa em questão.

Se a parceria for aceita, o franqueado precisa formalizar o seu trabalho a partir da criação de uma empresa, de forma que possa emitir notas fiscais. Em relação ao investimento necessário, o valor deve cobrir as despesas com montagem da loja, capital de giro, estoque inicial e manutenção da loja durante os primeiro meses. 

Montar uma franquia é um negócio vantajoso e promissor, com risco de perda de capital baixo e retorno rápido. Porém, vale lembrar que mesmo contando com um nome e com uma marca já estabelecidos no mercado, o franqueado precisa ter disposição para o trabalho, já que os lucros dependem dele. 

COMO FORMATAR UMA FRANQUIA?

Se você quer criar uma marca que possa ser transformada em franquia, deve primeiro se preocupar em estruturar um modelo sólido e testá-lo no mercado. Para isso, é necessário fazer um plano de negócios aprofundado, entendendo o tipo de produto, de segmento e de público-alvo que a sua empresa atenderá.

O objetivo do plano de negócios é compreender exatamente quais são as condições que podem contribuir para o sucesso da sua empresa. Afinal, uma marca pode se adequar perfeitamente a uma certa região do Brasil, mas ter dificuldades para se inserir no mercado em outras localizações geográficas.

Nosso país é muito grande e heterogêneo, e um sistema de franquias jamais pode esquecer disso. Por esse motivo, conhecer as características de mercado e de público é o que dará segurança para prosseguir no modelo de franquias e para poder assessorar os seus franqueados. 

QUANDO A EMPRESA DEVE SE TORNAR UMA FRANQUIA?

Não existe um momento exato para a sua empresa se tornar uma franquia, já que o interesse de empreendedores em serem franqueados da sua marca dependerá do sucesso do seu negócio. No entanto, se o seu objetivo é criar uma empresa que possa ser transformada em franquia, tenha isso em mente desde a primeira etapa do planejamento.

Desta maneira, você já poderá fazer escolhas que se adaptem a diferentes contextos e, da mesma forma, organizar os procedimentos organizacionais de modo que possam ser replicados por outros empreendedores. Isso facilitará na hora de seus franqueados adotarem o seu modelo. 

Além disso, vale saber que um dos principais pontos que uma franquia deve contemplar é o seu diferencial em relação às demais empresas que atuam no mercado. É isso que fará com que os empreendedores queiram investir nessa marca, ao invés de criarem um negócio partindo do zero. 

COMO FRANQUEAR A MINHA EMPRESA?

Se você já tem uma marca presente no mercado e quer transformá-la em um sistema de franquias, deve dar início a um processo de formatação da franquia. Isso nada mais é do que um conjunto de definições que torna viável a adoção do seu modelo de negócios por outros empresários. 

Além disso, deverá padronizar os processos internos do seu negócio, para que possam ser adequados às outras lojas da marca sem perder a essência do negócio. Também faz parte desta etapa a elaboração de contratos da franquia. O ideal é que isso seja feito com o auxílio de um advogado especialista no setor. 

Por fim, você terá que trabalhar para a divulgação da franquia e para a negociação com os interessados. É muito importante analisar o perfil dos futuros empreendedores e entender se a intenção deles com a marca tem a possibilidade de dar certo. 

COMO MONTAR UMA FRANQUIA DO ZERO: PASSO A PASSO

Mas, afinal, como montar uma franquia? É necessário seguir três etapas para criar uma marca do zero e disponibilizá-la para expansão, de modo que outras pessoas invistam nela. Se você tem interesse nesse tema, leia a seguir:

1. PLANO DE NEGÓCIOS

A criação de um plano de negócios é fundamental para qualquer marca, mas, quando se trata de um modelo que será reproduzido na forma de franquias, se torna ainda mais importante. O plano de negócios avalia as características do mercado, indicando a melhor maneira para estruturar a empresa de modo que possa se dar bem em diferentes contextos.

Esta etapa também planeja os investimentos necessários para a criação da marca, bem como estima o prazo de retorno deste investimento. Esse cálculo é importante e deve ser conhecido tanto pelo franqueador quanto pelos empreendedores interessados em trabalhar como franqueados.

2. INSTRUMENTOS JURÍDICOS 

O passo seguinte para estruturar uma franquia envolve a criação dos manuais de franquias, que serão responsáveis por passar as diretrizes para os franqueados. Esses manuais oferecem informações sobre o ponto de venda e a disposição dos produtos e, por isso, são importantes para que o padrão da loja seja mantido, garantindo a unidade da marca.

Da mesma forma, o franqueador deve elaborar um contrato com as cláusulas que envolvem a relação com os franqueados. Todos os pontos devem ser esclarecidos, sem que exista dúvidas ou questões que possam prejudicar alguma das partes. Para isso, o indicado é contratar um advogado.

3. PADRONIZAÇÃO DE PROCESSOS

Por fim, a última etapa para montar uma franquia do zero é padronizar a maior parte possível dos processos. Isso reduzirá o risco de erros, já que os franqueados deverão seguir essas definições estabelecidas pelo franqueador. Justamente por isso, os processos devem ser pensados de forma que otimizem o trabalho de ambas as partes.

Esse é o momento de definir questões sobre o controle financeiro, a distribuição de produtos e o atendimento oferecido. É claro que conforme surgirem novas necessidades, esses pontos poderão ser revistos e readequados. 

COMO MONTAR UMA FRANQUIA COM POUCO DINHEIRO?

Em geral, criar uma franquia exige um investimento financeiro considerável, já que é necessário contemplar uma série de etapas que contribuem para o sucesso do negócio. No entanto, não é impossível investir pouco dinheiro em uma marca e se dar bem. Se você quer saber como montar uma franquia com investimento baixo, veja esses exemplos:

EXEMPLOS DE FRANQUIAS DE 5 MIL REAIS

CI – CENTRAL DE INTERCÂMBIO

Essa é uma das principais empresas de intercâmbios do Brasil e é referência para quem quer ter uma experiência de vida no exterior. A CI foi criada em 1988 por dois empreendedores brasileiros e hoje conta com mais de 130 lojas no país, estabelecidas no sistema de franquias. 

DRYWASH

A DryWash é uma empresa especializada em limpeza de veículos. O negócio é baseado em sistema de franquias, que pode atender clientes a domicílio ou estabelecer lojas instaladas em pontos comerciais, como estacionamentos de shoppings e de aeroportos. 

SMS DIGITAL

Essa empresa trabalha com comunicação digital, estabelecendo o contato entre negócios e seus consumidores através de SMS. Atualmente, marca presença em mais de 700 cidades do país e já atendeu mais de 8 mil clientes. 

Gostou deste conteúdo? Sem dúvidas, ele poderá ajudá-lo a planejar uma empresa com o objetivo de atrair os franqueados. Agora que você já sabe tudo sobre como montar uma franquia, que tal aprender mais sobre plano de negócios? Esse conhecimento é fundamental para criar uma marca sólida e com potencial de crescimento!

Artigo anteriorOrganização pessoal e gestão do tempo: 5 dicas para otimizar
Próximo artigoComo fechar vendas com maestria em 5 passos + 3 técnicas
Marcio Eugênio é especialista em e-commerce, com mais de 13 anos de experiência na área, e sócio-fundador de três empresas focadas em e-commerce. É colunista em diversos portais relacionados a comércio virtual, administração e empreendedorismo, além de contar com vasta experiência em comércio eletrônico. Foi eleito em 2016 como o melhor profissional de e-commerce pela Abcomm, através de votação popular, e é apresentador do maior canal focado em e-commerce do Youtube no Brasil. O Projeto mais recente de Loja virtual é a https://www.monnieri.com.br/ que saiu do zero a um milhão de reais de faturamento em menos de dois anos.

DEIXE UMA RESPOSTA