Veja os 7 tipos de esquemas de fraude de comércio eletrônico

Veja os 7 tipos de esquemas de fraude de comércio eletrônico

194
0

Como vendedor de comércio eletrônico, há várias responsabilidades entre você e sua equipe – fornecimento de produtos, controle de qualidade, atendimento ao cliente, SEO e Rh. Uma das tarefas que muitas vezes é negligenciada, até que seja tarde demais e muito cara, é a prevenção de fraudes.

De acordo com um estudo recente, US$ 16 bilhões foram perdidos por fraude no ano passado. Embora as empresas de cartão de crédito identifiquem e interrompam algumas das fraudes que ocorrem, qualquer cobrança fraudulenta que chegue ao seu website é sua responsabilidade. Se você sofrer um, saberá sobre isso, na forma de um estorno de fraude do seu banco.

Abaixo conheça os sete principais esquemas de fraudes para evitar um ataque em seu site:

1. Fraude clássica

Esse tipo de fraude geralmente é cometido por fraudadores não sofisticados. As credenciais do cartão de crédito roubado são compradas na teia escura, e as mercadorias são enviadas aos reshippers (agente de fretes) em uma tentativa de recuperar a mercadoria roubada. Muitas vezes, os proxys de internet são usados ​​para mascarar o IP internacional onde a maioria desse tipo de fraude se origina.

2. Fraude de triangulação

Esse tipo de fraude envolve três partes – o fraudador, o comprador legítimo desavisado e a loja de comércio eletrônico.

Uma loja online é criada pelo fraudador, muitas vezes no eBay ou na Amazon, que oferece produtos de alta demanda a preços extremamente baixos. A loja coleta o pagamento pelas mercadorias que vende. O fraudador então usa outros dados de cartões de crédito roubados e os nomes coletados em pedidos em sua loja online para comprar produtos de um site legítimo e enviá-los para os clientes que compraram em sua nova loja.

Confira: Entenda o que é e como funciona o PagSeguro para loja virtual

Esse tipo de fraude geralmente pode ser identificado pelos produtos que são direcionados, bem como por algum trabalho de investigação, localizando o cliente desavisado que pode identificar a loja onde os bens roubados foram comprados.

3. Fraude de interceptação

Os fraudadores criarão ordens nas quais o faturamento e o envio correspondem ao endereço vinculado ao cartão. Seu objetivo é interceptar o pacote de uma das seguintes maneiras:

  • Pedindo a um representante de atendimento ao cliente para alterar o endereço no pedido antes do envio.
  • Entrando em contato com o remetente para redirecionar o pacote para um endereço onde eles possam recuperar os bens roubados.
  • Nos casos onde o fraudador vive próximo ao endereço de cobrança do titular do cartão, espere fisicamente perto para que a entrega chegue e ofereça a assinatura do pacote, pois o proprietário não estará disponível.

4. Fraude de teste de cartão

Esta é a prática de testar a validade de um número de cartão de crédito, com planos de usar credenciais válidas em outro site para cometer fraudes. Os fraudadores visam websites que revelam uma resposta diferente para cada tipo de declínio. Por exemplo, quando um cartão é recusado devido a uma data de vencimento incorreta, uma resposta diferente é fornecida, para que eles saibam que precisam apenas encontrar a data de vencimento. Isso geralmente é feito por bots, e as tentativas de transação acontecem rapidamente, em rápida sucessão. Os dados dos pedidos geralmente serão idênticos, seja todos os dados ou apenas um subconjunto, como o endereço de envio.

5. Fraude de aquisição de conta

Isso ocorre quando os fraudadores se apossam das credenciais de login de um cliente legítimo e aproveitam os cartões de crédito armazenados para comprar mercadorias. Uma atualização no endereço de remessa geralmente ocorrerá pouco antes da compra, para que o fraudador possa recuperar os bens roubados.

6. Fraude via roubo de identidade

Nesse caso, os fraudadores assumem a identidade de outra pessoa, criam cartões de crédito no nome da vítima e saem às compras. Esse tipo de fraude está aumentando rapidamente à medida que o número e o escopo das violações de dados aumentam. É também o mais difícil de identificar, pois os fraudadores por trás do roubo de identidade são bastante sofisticados.

7. Fraude amigável, também chamada de fraude de estorno

Um comprador online fará uma compra e, em seguida, emitirá um estorno, alegando que o cartão foi roubado. O estorno geralmente ocorre depois que as mercadorias são entregues. Este tipo de fraude tradicionalmente não é levado a cabo por criminosos hardcore, mas sim por consumidores que estão claramente conscientes do que estão fazendo. Esse crime é difícil de detectar, mas muitas vezes pode ser vencido através de uma representação de estorno.

Precisa de ajuda para descobrir algumas estratégias eficazes de prevenção de fraudes? Leia este artigo sobre as várias maneiras de como proteger sua empresa contra esses esquemas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA