A importância de falar a língua do cliente: você sabe quem é...

A importância de falar a língua do cliente: você sabe quem é seu público-alvo?

502
0

Uma das definições mais importantes de uma empresa é o público para o qual serão direcionados os produtos ou serviços. É claro que dá vontade de contemplar todo mundo na comunicação da empresa, mas, ao contrário do que parece, isso não significa um aumento nas vendas, e sim uma marca descaracterizada, que no fim não dialoga com ninguém.

Em uma definição rápida, público-alvo é um grupo específico de consumidores que têm um perfil semelhante ao da sua empresa. Por exemplo: se você vende bolos elaborados com ingredientes saudáveis, o seu público será formado por pessoas que cuidam da alimentação, celíacos, veganos e diabéticos. Isso não significa que uma pessoa sem restrição alimentar não possa comprar os seus produtos, mas quer dizer que a sua comunicação será focada naquele primeiro grupo.

Depois de saber quem são os seus principais consumidores, você pode pensar na forma como se comunicará com eles. Isso exige uma reflexão sobre as preferências, a escolaridade, a faixa etária e o poder aquisitivo dessas pessoas. Assim, conseguirá usar um tom de voz adequado na loja virtual e nas redes sociais, sem que a linguagem soe descaracterizada ou ampla demais.

Por que é tão importante saber falar com o público-alvo?

Cada vez mais as pessoas procuram por marcas com as quais se identificam. Por trás de cada serviço ou produto, você está vendendo um estilo de vida. Ter uma marca com unidade, ou seja, cuja linguagem tenha sintonia com o produto, é fundamental para que os clientes pensem: “essa marca foi feita para mim!”.  

Tem dúvida sobre como deve se comunicar? Crie uma persona!

Se você já sabe quem é o seu público-alvo, mas trava na hora de escrever em nome da sua empresa, uma boa alternativa é criar uma persona. A persona nada mais é do que uma personagem que fala em nome da loja. Você não precisa dar nome e nem o divulgar na sua comunicação, mas deve criar algumas características que respondam à pergunta: se sua loja fosse uma pessoa, como ela seria?

No caso da marca de bolos feitos com ingredientes saudáveis, podemos imaginar uma moça jovem, que pratica meditação e que cozinhava como hobby, até que decidiu levar o negócio mais a sério. Sua linguagem no e-commerce e nas redes sociais será tranquila, leve e com um toque de seriedade, pois pessoas com alergias alimentares podem procurá-la e devem sentir confiança.

A linguagem deve ser sempre a mesma

Essa linguagem também deve aparecer nas respostas. Ou seja, quando algum cliente ou seguidor perguntar sobre preços ou dúvidas sobre o produto no seu e-commerce ou nas redes sociais, responda com o mesmo tom de voz que usa nas demais comunicações da marca.

Se pudéssemos resumir tudo o que falamos aqui, diríamos para sua marca ser sempre uma só! Não mude a sua linguagem para atrair outras pessoas que não sejam seu público-alvo. Priorize sempre quem você traçou na concepção do produto ou serviço. Dessa forma, quem se identifica com você não ficará confuso com seu propósito.

Agora que você já sabe sobre público-alvo e sobre o tom para usar, que tal pensar em medidas que possam tornar sua comunicação com a cara da sua empresa?

DEIXE UMA RESPOSTA